Agenda de Defesas de TCC do BES e BCC
 Share
The version of the browser you are using is no longer supported. Please upgrade to a supported browser.Dismiss

View only
 
ABCDEFGHIJKLMNOPQRSTUVWXYZAA
1
DataHorárioLocalAlunoOrientadorTítuloResumoPalavras-ChaveNúmero de PáginasBanca
2
26/11/201813:30IMD-CIVTJOSÉ LUCAS SANTOS RIBEIRONELIO ALESSANDRO AZEVEDO CACHOArquitetura Baseada em Microsserviços para Classificação de DadosSoluções inteligentes para classificação de dados que fazem uso de Deep Learning estão em um momento de ascenção. A área de análise de dados está atraindo cada vez mais desenvolvedores e pesquisadores, porém as soluções desenvolvidas precisam estar em um ambiente escalável e modularizado para serem fornecidas para uma grande quantidade de usuários. A partir desta motivação, este trabalho propõe uma arquitetura genêrica para classificação de dados que pode ser reproduzida em um ambiente de produção, assim como mostra uma solução, mapeada na arquitetura proposta, que utiliza classificação de imagens para recomendar pontos turísticos ao usuário e a utilização da arquitetura em um projeto de análise de sentimento.Microsserviços, Arquitetura, Docker, Deep Learning, Transfer Learning.50DANIEL SABINO AMORIM DE ARAUJO;
FREDERICO ARAUJO DA SILVA LOPES;
NELIO ALESSANDRO AZEVEDO CACHO
3
27/11/201814:00IMD-CIVT-B321BRUNNO MOREIRA DA SILVACARLOS EDUARDO DA SILVAUma Proposta de Controle de Acesso como Serviço para Federação de IdentidadesEm uma federação de identidades cada serviço é responsável por controlar o acesso dos usuários da federação, determinando quem pode acessar e seus privilégios. Nesse contexto, o Sistema de Controle de Acesso Federado (Federated Access Control System - FACS) foi proposto como um sistema de controle de acesso hierárquico para controlar o acesso de usuários a serviços em ambientes federados. Entretanto, o FACS foi desenvolvido com um alto acoplamento para os recursos e serviços fornecidos pelo edudrive@RNP, não sendo especificado um mecanismo para definição de políticas e os passos necessários para integração de outros serviços da federação. Com isso, este trabalho apresenta como proposta uma mudança na arquitetura do FACS para introdução de XACML (eXtensible Access Control Markup Language) na definição e gerenciamento de políticas, fornecendo uma interface comum para gestão de políticas e permitindo a aplicação de um controle de acesso com granularidade fina para controlar o acesso de usuários a serviços em uma federação de identidades. A proposta delega a funcionalidade de gerenciamento de políticas de controle de acesso a um servidor de autorização e aplica a solução ao CloudStack, produto utilizado no serviço de computação em nuvem da Rede Nacional de Ensino e Pesquisa.federação de identidades; controle de acesso; FACS; XACML;95ITAMIR DE MORAIS BARROCA FILHO; SILVIO COSTA SAMPAIO; CARLOS EDUARDO DA SILVA
4
28/11/201809:00Sala B321 CIVT/IMDDanilo Damasceno GomesIvanovitch Medeiros Dantas da SilvaPlataforma Colaborativa para Mineração de notas fiscais EletrônicasAs plataformas colaborativas são cada vez mais comuns, facilitando a vida das pessoas em como se locomovem, veem anúncios, se hospedam ou interagem socialmente, com esse pensamento buscando interação, inovação e facilidade foi criado uma plataforma para notas fiscais eletrônicas aplicado no contexto do estado do Rio Grande do Norte. Na plataforma será possível enviar e consultar informações completas das notas fiscais, informações essas cedidas voluntariamente pelos usuários do sistema. Será apresentado também as tecnologias utilizadas e os casos de uso do sistema e de um aplicativo móvel desenvolvido. Como resultado deste trabalho se obteve a plataforma colaborativa em produção com dados reais de notas fiscais além do aplicativo móvel que envia informações fiscais com uso do QR code e que procura produtos ordenados pelo preço e pela data, como exemplo de serviço.Plataforma Colaborativa, Notas Fiscais, Mineração de dados.42Ivanovitch Medeiros Dantas da Silva;
Gustavo Bezerra Paz Leitão;
Marianne Batista Diniz da Silva.
5
29/11/201813:30IMD-CIVTLUCIO SOARES DE OLIVEIRAEDGARD DE FARIA CORREAColetor de Dados para Aplicações de Saúde Baseadas na Infraestrutura de IoTO crescimento da população mundial, juntamente com o aumento da expectativa de vida e de indivíduos em condições críticas de saúde, tem requerido maior demanda pela infraestrutura hospitalar. Por conta disso, a assistência domiciliar pode ser vista como um modo de melhorar o atendimento a estes pacientes, visto que necessitam de cuidados constantes e de grandes períodos de observação. Neste quesito, o uso de tecnologias computacionais inovadoras, como a Internet das Coisas (Iot) poderia ser útil para o acompanhamento remoto da população. Entretanto, devido à variedade de sensores e protocolos existentes, o desenvolvimento de aplicações médicas baseadas nessa estrutura se torna um desafio para implementação e manutenção. Logo, o objetivo deste trabalho é o desenvolvimento de um coletor de dados para aplicações de monitoramento remoto de pacientes baseadas na infraestrutura de IoT a fim de fornecer uma abstração entre sensores e aplicações. Com isso, será possível obter benefícios relacionados à disponibilidade, gerenciamento de dados e interoperabilidade entre os diferentes sensores.Internet das Coisas (IoT), Interoperabilidade, Aplicações de Saúde.45EDGARD DE FARIA CORREA;
GUSTAVO GIRAO BARRETO DA SILVA;
ITAMIR DE MORAIS BARROCA FILHO
6
29/11/201815:00Sala B206 IMDJOAO LUCA VINAUD MOREIRA MARTINSROBERTA DE SOUZA COELHOGamifiedExplorer: Uma Ferramenta Gamificada de
Apoio ao Teste Exploratorio
A gamificação tem como objetivo aplicar conceitos de jogos eletrônicos a processos de trabalho ou sistemas de software. Esses elementos podem
ser nível do jogador, pontos de experiência, ranking de jogadores, avatar, missões e recompensas entre diversos outros. O objetivo da aplicação desse conceito é fazer com que a pessoa se sinta mais motivada e engajada a participar do processo ou utilizar um determinado sistema.O trabalho apresentado nessa monografia é o sistema web chamado TestingGame e que tem como objetivo auxiliar testadores a realizar tarefas de testes exploratórios utilizando um sistema gamificado. A ferramenta permite que um gerente de testes cadastre tarefas de testes a serem executadas por testadores, que por sua vez registram os erros encontrados durante seu trabalho. A medida que tais tarefas são finalizadas e então validadas pelo gerente, o responsável pela tarefa recebe pontos para competir em um sistema de ranking de usuários além de ganhar experiência, podendo subir de nível e patente ,dependendo dos pontos alcançados, além de ganhar recompensas, como medalhas, de forma similar a um jogo eletrônico.
Gemificacao, Teste Exploratorio, Ferramenta55MARCIA JACYNTHA NUNES RODRIGUES LUCENA; ROBERTA DE SOUZA COELHO; UIRA KULESZA
7
30/11/201816:00Auditório B321 do IMDJosiel Moreira da SilvaCharles Andryê Galvão MadeiraEstimulando o Pensamento Computacional com Jogos Digitais no Ensino Fundamental: uma abordagem utilizando ScratchJogos digitais são representações de jogos mais abstratos através de recursos computacionais. Utilizar jogos digitais como recurso metodológico no processo de ensino-aprendizagem é uma forma de tornar o ensino mais atrativo, divertido, eficaz e menos cansativo para os alunos. Isso porque os jogos favorecem o desenvolvimento de habilidades sociais e são ferramentas motivacionais que oferecem situações desafiantes e envolventes para os alunos. Este trabalho propõe a realização de experimentos com jogos digitais simplificados desenvolvidos na ferramenta Scratch com o intuito de estimular o pensamento computacional nas crianças do Ensino Fundamental. Tais jogos foram desenvolvidos apresentando lacunas de código para simular bugs, exigindo das crianças uma tarefa de depuração para compreenderem o problema existente e programarem uma solução para fazerem os jogos passarem a funcionar como o esperado. Tais experimentos foram realizados com crianças do 4º e 5º anos do Núcleo de Educação da Infância (NEI) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, obtendo-se resultados bastante positivos.Pensamento Computacional, Programação, Jogos Digitais, Scratch.60Charles Andryê Galvão Madeira (orientador)
- André Maurício Cunha Campos
- Eduardo Henrique da Silva Aranha
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
32
33
34
35
36
37
38
39
40
41
42
43
44
45
46
47
48
49
50
51
52
53
54
55
56
57
58
59
60
61
62
63
64
65
66
67
68
69
70
71
72
73
74
75
76
77
78
79
80
81
82
83
84
85
86
87
88
89
90
91
92
93
94
95
96
97
98
99
100
Loading...