I Diálogo Virtual Redesenho Programa Cultura Viva
Comments
 Share
The version of the browser you are using is no longer supported. Please upgrade to a supported browser.Dismiss

 
R$
%
123
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
ABCDEFGHIJKLMNOPQRSTUVWXYZAA
1
Indicação de data e hora1 Ponto de Cultura:2 Pontão de Cultura3 Cidade/UF:E-mail:4 Área predominante da ação do ponto/pontão Cidade/UF:6 Editais que foi contemplado7 Existe pontão de cultura na sua cidade ou região?8 Se a resposta à questão anterior for SIM, descrever as atividades desenvolvidas pelo pontão da qual seu ponto é vinculado.9 Se você é pontão de cultura, nomear os pontos fazem parte da sua rede LOCAL10 Você participa da rede de pontos de cultura? Quais redes? (Por exemplo, redes locais, redes estaduais, regionais, redes temáticas - Cultura Digital, etc., CNdPC, redes ligadas aos editais ou ações -Tuxaua, Griô, Cultura e Saúde, Economia Viva, etc., Rede Nacional dos Pontos de Cultura).11 Se você participa das redes dos pontos de cultura, nomear as redes.12 Na sua opinião, qual o salto de qualidade que o Programa precisa dar para atender melhor aos seus propósitos? 13 Quais são as principais ações que podem facilitar o processo de conveniamento? 14 Que ações os pontos/pontões e a SCC precisam aprimorar para cumprimento das exigências da prestação de contas com efetividade?15 Quais os momentos das atividades desenvolvidas pelos pontos/pontões que devem ser registrados para auxiliar na prestação de contas? Que modelos podemos construir para tal registro? 16 Que ações a Secretaria poderia adotar no sentido de facilitar os fluxos burocráticos em relação aos Pontos e Pontões? 17 Que ações podemos construir para dar um salto de qualidade na atuação Pontos X Pontões e vice-versa? 18 Existem mapas indicando a localização territorial dos membros das redes? Se houver, poderiam mandar para redesenho@gmail.com?19 Os pontões tem mapas indicando a localização territorial dos seus membros? Se houver, poderiam mandar para redesenho@gmail.com?5 Públicos predominantes da ação do ponto/pontão 4.1 Área predominante da ação do ponto/pontão Editais que foi contemplado6.1 Editais que foi contemplado6.2 Editais que foi contemplado20 Espaço para informações complementares
2
09/03/2012 12:13:54Ponto de Cultura Bonecos de PernambucoRecife/PEArtes CênicasCine + CulturaSimNão temos vínculos diretos com os dois pontões que existem na região.Não participoPresteza e agilidade, por parte dos órgãos públicos em todos os níveis, na resolução das pendências apresentadas pelos pontos e, principalmente, análise da prestação de contas.Fornecer maiores e melhores esclarecimentos a cerca das questões burocráticas que envolvem a assinatura de um convênio envolvendo instituições do poder público.Deveria ser estabelecido um limite mínimo de valores em reais, onde, a partir daí, seria exigida a cotação de preços. Perde-se muito tempo cotando-se tudo que se compra. Desde uma agulha até uma filmadora, por exemplo.Todas as atividades fim.Criar um catálogo de serviços prestados por pontos de cultura.No nosso segmento, os pontões, se existem, precisam dizer a que veio.Não sei.Não sei.JuventudeTeatro de bonecos, audiovisualPRÊMIO PROCULTURA DE ESTÍMULO AO CIRCO, DANÇA E TEATRO 2010PROGRAMA MAIS CULTURA – PONTO DE CULTURA
PONTOS DE CULTURA DO ESTADO DE PERNAMBUCO
Funcultura 2008 - Website Bonecos de Pernambuco
- Os pontos precisam tomar uma posição firme diante o MinC, com respeito ao não pagamento de prêmios e editais;
- Também fazer defesa ferrenha dos primeiros pontos conveniados com o MinC, sem nenhuma assistência técnica no que diz respeito a burocracia que envolve convênio, o que gerou inúmeros erros no desenvolvimento dos projetos. O MinC precisa assumir a sua responsabilidade neste processo e ajudar na solução. Hoje muitas instituições respeitáveis encontram-se inadimplentes por erros que cometeram por ignorância e desinformação;
- O MinC, governos dos estados e prefeituras precisam ter pessoas habilitadas e em número suficiente para atender as demandas dos pontos de cultura. É um absurdo esperar-se mais de um ano (como é o nosso caso), por uma resposta a um pleito que se faz para a coordenação dos pontos de cultura.
3
11/03/2012 10:18:53Ponto de Cultura Em MovimentoBelém do ParáSócio-culturalEdital de Divulgação n.º 2 de 27 de junho de 2008 - Bolsas de Incentivo Griô 2008Não seiNão participoLiberar o repasse de verba conforme a assinatura do convênio, no nosso caso já vai fazer um ano que prestamos conta da 1ª parcela e até agora não temos nem informação sobre a segunda parcela; mesmo resguardando o controle sobre o repasse de de dinheiro público entendemos que é possivel diminuir a burocracia; Reconhecer o trabalho realizado pelo Ponto incluindo as publicações e outros produtos, assim como palestars, relatos de experiência nas ações de governo.- Repassar a verba em dia conforme convênio assinado
- No caso do estado do Pará desvincular o repasse das outras contas (de outras secretaria)
- democratizar a relação com reuniões que informe a situação(com divulgação ampla)
- A Divisão entre despesa de capital e outras despesas fique a critério do ponto conforme a estrutura que já possui.
- Estabeleccer cotação de preços para despesas acima de 3.000,00 ou 5.000,00.
- Os Cheques nominais em nome de duas pessoas indicadas pelo ponto (por ex: coordenador do projeto, resoureiro, secretário, etc...)
- Aceitar recibos de pessoas físicas para determinados materiais como argila, transporte de barco, etc... )
- Que as despesas bancárias seja incluida na verba depositada, se houver aplicação que incluida no montante total.
- Quanto aos ANEXOS (I - Despesas e receitas com discriminação da N/F ou recibo, a identificação da despesa, II - Conciliação bancária com o extrato bancário,Relatórios das ações com fotografia e material de divulgação. É tanto anexo repetitivo que além de não facilitar para o Ponto, faz com que os servidores da SECULT e MINC se prendam em coisas que n~çao servem para o controle.
Não entendemos a perguntaJá explicamosEntendemos que não há uma relação estabelecida entre pontos e pontões aqui no Para´, as ações são específicas.Não sabemosNão sabemosMelhor IdadeValorização do patrimônio Imaterial - Sabres tradicionais e cultura popularFomos contemplados no edital Estadual em parceria com o MInistérioda cultiuraGostarámos de obter alguma informação sobre o cumprimento do convênio ou não pela SECULT-PA/MINC ou se definitivamente acabou, se utilizamos o kit multmidia em outros projetos e esquecemos o convênio? se devolvemos o material adquirido e esquecemos o convênio? se ........
4
12/03/2012 09:42:38Música Marajoara - Inclusão Social na Amazonia através da MúsicaPonta de Pedras - ParáMúsicaEdital de Divulgação n.º 5 de 04 de agosto de 2009 - Cultura Ponto a PontoNãoNão participoAssistencia nas seguintes áreas:
Jurídica - Financeira
Presença mais ativa nos pontosAssessoriaNo momento da aplicação dos recursosEnviar técnicos para auxiliarem os pontosCursos - CapacitaçõesJuventudeEstaduais
5
12/03/2012 09:42:56Música Marajoara - Inclusão Social na Amazonia através da MúsicaPonta de Pedras - ParáMúsicaEdital de Divulgação n.º 5 de 04 de agosto de 2009 - Cultura Ponto a PontoNãoNão participoAssistencia nas seguintes áreas:
Jurídica - Financeira
Presença mais ativa nos pontosAssessoriaNo momento da aplicação dos recursosEnviar técnicos para auxiliarem os pontosCursos - CapacitaçõesJuventudeEstaduais
6
12/03/2012 17:33:58Teatro e Cidadania - ATAS Asssociação de Teatro Amador de SantarémSantarém, ParáArtes CênicasSomente o ponto de culturaSimAções de cultura digital.Não participoCapacitação para prestação de contas.Comunicação.Formação dos gestores quanto às questões de prestaçã de contas. Como fazer.Fichas de acompanhamento. Nosso ponto elaborou fichas que contribuiram na hora de fazer os relatórios.Acompanhamento, formação e esclarecimento quanto ao preenchimento dos relatórios.Ações integradas de socialização das açoes desenvolvidas de ambas as partes.Não sei se existe.Não.JuventudeInfancia e juventude, dança e capoeira.
7
12/03/2012 19:32:50Fábrica de Cultura Popular - Convênio 230/2009 Não somos PontãoCapanema-PACultura PopularEdital de Seleção nº 22 de 09 de outubro de 2008 - Programa Mais Cultura do Ministério da Cultura.Edital de Seleção nº 22 de 09 de outubro de 2008 - Programa Mais Cultura do Ministério da Cultura.Edital de Seleção nº 22 de 09 de outubro de 2008 - Programa Mais Cultura do Ministério da Cultura.NãoNão somos PontãoNão somos PontãoNão participoNão participamos.Antes de ser liberada a verba para os pontos deveriam ser realizadas no mínimo duas oficinas: uma referente a utilização do recurso em serviços prestados (contratação de oficineiros, frequencias, relatórios, compra de material para oficinas e de consumo) outra para a prestação de contas.Além das oficinas, uma proximidade maior com a Coordenação dos pontos, com visitas periódicas, e mesmo maior envolvimento da SECULT proporcinando um intercâmbio de divulgação no Estado, das ações desenvolvidas nos Pontos.Participar das oficinas de capacitação já citadas.Sem sugestões.Criar algum mecanismo para diminuir a distância entre a Coordenação e os Pontos. Ex.:Uma linha direta onde se pudesse tirar as dúvidas em tempo real.Uma melhor atuação dos técnicos responsáveis pelos Pontos. Por Ex.: A presença dos mesmos pelo menos no encerramento das atividades.Não sabemosNão sabemos.JuventudeNão temos complemento.Edital de Seleção nº 22 de 09 de outubro de 2008 - Programa Mais Cultura do Ministério da Cultura.

Edital de Seleção nº 22 de 09 de outubro de 2008 - Programa Mais Cultura do Ministério da Cultura.
Concurso nº 007/2009 - Edital Prêmio Cultura e JuventudeGostaríamos de maior participação da SECULT e Pessoal envolvido na Coordenação dos Pontos, visitando e divulgando as atividades dos mesmos.
8
12/03/2012 23:27:50PONTO DE CULTURA "CULTURA VIVA"VEREDINHAMúsicaEdital de Divulgação n.º 5 de 04 de agosto de 2008 - Cultura Ponto a PontoNãoNão participoAcho que o Programa precisa diminuir um pouco a burocracia no sentido de prestações de contas para contemplar com mais facilidade os verdadeiros agentes culturais. No mais, acho que o Programa tem possibilitado grande avanço na área de cultura, principalmente no interior.Maior investimento para que o Programa possa atingir mais grupos culturais.Melhorar o sistema on line de informação para que os dirigentes dos pontos de cultura possam ser capacitados continuamente e assim, enfrentar menos dificuldades com relação às normas legais. Os momentos de exposições culturais, oficinas e apresentações. Cobrar maiores dados comprobatórios de imagens e filmagens e menos papéis burocráticos referentes às compras e contratações, uma vez que a cultura nem sempre se apresenta dentro de modelos burocráticos instituídos para empresas.A conquista de maior espaço na mídia para exposição da cultura produzida nos pontos.Eu desconheçoEu desconheçoJuventude
9
13/03/2012 00:08:22Ponto de Cultura Fundação Nelito CâmaraIVinhema, MSAudiovisual009 de 30 de junho de 2010NãoNão participoO salto poderia se dar na diminuição da burocracia e no cumprimento dos prazos. Por exemplo, nossa prestação de contas foi entregue em agosto de 2011 para recebermos a segunda parcela em outubro. Só recebemos a segunda parcela em fevereiro de 2012 e agora temos de correr com tudo para tentarmos a terceira ate junho.Acredito que a confiança no trabalho desenvolvido pela entidade proponente deveria ser relevante para a identificação de projetos sérios. Isso se daria por visitas e acompanhamento do trabalho desenvolvido previamente.Usar o bom senso para cobrar a prestação, analisando as entradas e saídas a partir do extrato bancário e não pelas folhas de cheque. Manter fiscalização constante e orientação individual para a realidade do ponto. Para o nosso Ponto seria interessante prestar a conta mensal após o pagamento dos funcionários para haver acumulo de informações.Visitas constantes e flexibilidade nas substituicoes de prioridades no decorrer do projeto. A engessamento das ações ao projeto inicial acaba prejudicado o desenvolvimento do trabalho, sobretudo quando há atrasos no deposito das parcelas.Acredito que uma acessoria no desenvolvimento do projeto com autonomia do Pontão para decidir rapidamente as mudanças de prioridades traria agilidade as ações. InfantilTrabalhamos com formação em música, teatro, informática e audiovisual
10
13/03/2012 08:27:45SOCIEDADE CULTURAL FANFARRA SIMÕESFILHENSESIMÕES FILHO BAHIAMúsicaEDITAL PONTO DE CULTURA 2008/2009SimPONTÃO CEFET-IFBA, CULTURA DE PRODUÇÃO DE MÍDIASNÃO SE APLICANão participoPARA MELHORAR A QUALIDADE DO PROGRAMA É PRECISO SER FEITO UMA REORGANIZAÇÃO NO QUE SE DIZ RESPEITO A CAPACITAÇÃO DOS AUTORES ENVOLVIDOS. DINAMIZAR O ATENDIMENTO AOS PONTOS DE CULTURA. MELHORAR A LOGÍSTICA DOS REPASSES FINANCEIROS.MELHORES ESCLARECIMENTOS NA PRESTAÇÃO DE CONTAS.UM MELHOR ATENDIMENTO AS DEMANDAS E AS DÚVIDAS DOS REPRESENTANTES DAS ONGS.COLOCANDO PESSOAS CAPACITADAS PARA ESTE FIM.ESTREITAR AS RELAÇÕES ENTRE AS PARTES. ESCLARECIMENTOS DAS DÚVIDAS. SER ÁGIO PARA GANHAR TEMPO E NÃO PERDER DINHEIRO..FAZER RELATÓRIOS DE TODAS AS ATIVIDADES REALIZADAS.FOTOGRAFAR, FILMAR E REGISTRAR MOMENTOS IMPORTANTES.FAZER UMA PASTA ORGANIZADA COM OS DOCUMENTOS DE COMPRAS E SERVIÇOS REALIZADOS. PRESTAR UM ATENDIMENTO CORDIAL,RÁPIDO E ESCLARECEDOR DAS DAS DEMANDAS E DÚVIDAS DOS PONTOS DE CULTURA. OS PONTÕES PRECISAM ESTÁ ABERTOS AOS PONTOS, POIS, APESAR DE SEREM PEQUENOS, OS PONTOS PRESTAM SERVIÇOS RELEVANTES, TANTO QUANTO, DOS PONTÃO. AS VEZES ATÉ MAIS IMPORTANTE, PERANTE A COMUNIDADE. NÃO TENHO CONHECIMENTO NO MOMENTOAQUI EM NOSSA ÁREA DE ATUAÇÃO OS PONTÕES NÃO SE FAZER APARECER PARA OS PONTOS E NEM TÃO POUCO PARA A COMUNIDADE.JuventudeMUSICA FANFARRASÓ O EDITAL PONTO DE CULTURA E O EDITAL DE JOVENS MULTIPLICADORES EM ANDAMENTOCONVENIO MUNICIPAL PARA A OFERTA DE CULTURAL MUSICAL A JOVENS EM SITUAÇÃO DE VULNERABILIDADE SOCIAL 2011.O PROGRAMA CULTURA VIVA É UM MARCO NA DEMOCRATIZAÇÃO DA CULTURA NO PAÍS EM TODA SUA HISTÓRIA. ESTE PROGRAMA, ATRAVÉS DO EDITAL PONTOS DE CULTURA, OPORTUNIZOU A INSERÇÃO DE UMA PARTE DA POPULAÇÃO QUE JÁ FAZIA CULTURA E NÃO ERA VISTO, NO MUNDO DA GLOBALIZAÇÃO CULTURAL. ESPECIALMENTE AQUI NO NORDESTE, ONDE AS PESSOAS QUE VIVIAM LONGE DA CAPITAL NÃO TINHA OPORTUNIDADE PARA DÁ VISIBILIDADE AO SEU POTENCIAL ARTÍSTICO E CULTURAL.
ESPERAMOS QUE AO FINAL DO PROGRAMA PONTOS DE CULTURA, TODOS, POSSAM CONTINUAR RECEBENDO RECURSOS DO MINC, PARA CONTINUAR LEVANDO CULTURA A TODOS EM TODOS OS CANTOS DO PAIS.
11
13/03/2012 16:14:27Reviva a CulturaRio Negro/MSEducação e formaçãoedital 03 de 29 de maio de 2009NãoNão participonão tenho opinião as tomadas de preço teriam que ter valores entre xxx e xxxx do momento que fazem a tomada para o projeto até o momento de sua a provação o valor do material xxx fica defasado.qualificação não seique possamos adquirir produtos previsto no plano de trabalho com diferentes valores sendo da mesma meta e categoria com remanejamento dos mesmos sem ficar aguardando autorização.não tenho opiniãoJuventudeArtes Plásticas, Artesanato, Dança e Violão.Edital Estadual de seleção nº 03 29 de Maio de 2009
12
13/03/2012 16:16:03ARTE E MOVIMENTO COMO FORMA DE INCLUSÃO SOCIAL COM CRIANÇAS E ADOLESCENTES DO MUNICIPIO DO CAREIRO - AM.CAREIRO / AMAZONASArtesanatoPROGRAMA MAIS CULTURA - PONTO CULTURANãoNão participoATÉ O MOMENTO AINDA NÃO FOMO CONTEMPLADOS COM O RECURSO DO PONTO MAIS CULTURA.- ACONTECER O CONVENIAMENTO.AINDA NÃO PASSAMOS POR ESTE PROCESSO..AINDA NÃO COLOCAMOS EM PRÁTICA NENHUMA ATIVIDADE- ESCLARECIMENTO DE DUVIDAS.AINDA NÃO COLOCAMOS EM PRÁTICA NOSSO PONTO E NO MUNICIPIO NÃO EXISTE PONTÕES.CRIANÇAS E ADOLESCENTESO PROJETO DESTACA DIVERSAS AREAS COMO: ARTESANATO, MUSICA, TEATRO E PALESTRAS. NOSSO PONTO DE CULTURA É DE AGOSTO DE 2010. MAS ATE O MOMENTO AINDA NÃO FOMO CONVENIADOS, EXISTE ALGUMA POSSIBILIDADE DE SERMOS AINDA? POR ISSO, A MAIORIA DAS PERGUNTAS NÃO TEMOS COMO RESPONDER.
13
13/03/2012 20:43:03Ponto de Cultura AMINAAnastácio - MSArtesanatopontos de cultura NãoNão participoPagamento no tempo estipulado e abertura de mais opçoes de recursosCursos de perfeiçoamento na area culturalCursos de capacitação em prestação de contas, Melhor esclarecimentos e mais reuniões entre os pontos e FCMSEstreitar os laços com os pontos Mais união e troca de informaçoesNãoQue eu saiba nãoMulherA nossa área predominante e o artesanato
14
13/03/2012 22:55:48Arte educandoPontão TEATRO VIANINHA-edital 2009- Ituiutaba - MG Livro, leitura e literaturaEDITAL DE DIVULGAÇÃO No 1, DE 18 DE MAIO DE 2007, Prêmio Escola VivaNãoTrupe de Truões
-Pé de Moleque
-Arte Educando
-Arteculando
-Cidade Futuro
Não participoRetornar e ampliar a política cultural instituída no governo Lula, com a valorização dos artistas anônimos e das culturas populares.
-Bolsas para estudantes, aprendizes.
- Valorizar o intercâmbio entre Cultura e Educação através de editais como "Prêmio Escola Viva"
- Agilizar e facilitar a comunicação entre o Ministério e os agentes culturais do país.
Reunir os grupos aprovados em editais para orientar e utilizar um processo único de
conveniamento para todos, evitando assim, gastos exorbitantes com
correio e telefone.
Treinamento de pessoas que apresentem afinidades administrativas e suporte de orientação.
-Maior organização no recebimento e envio de documentos para otimizar as ações sem perda ou mudança de avaliação.
Eventos de médio e grande porte, encontros e seminários, festivais e lançamentos, apresentações e
cursos de aperfeiçoamento nas áreas de atuação.
-Questionários, relatórios, depoimentos, fotografia, vídeos, e
gravações, publicações.
-Usar como ferramenta equipamentos tecnológicos de fácil acomodação como pen drives e cartões de memória, entre outros.
O erro grave que ocorreu foi o descumprimento dos editais. Tal fato provoca o descrédito da comunidade, que desconfia da
utilização dos recursos dos editais, que foram inclusive divulgados em
orgão oficial da União, e não chegaram ao seu destino.
A comunicação precisa ser reestabelecida e otimizada. Os canais de
recepção precisam de pessoas competentes e comprometidas.
Precisamos continuar a receber o apoio prometido. Sem recursos não adianta planejar ações.InfantilLiteratura oral ( pesquisa, registro e repasse através de contação de histórias, Teatro, publicação de livros e de oficinas ARETÈ,PONTÃO 2009 ,ESCOLA VIVAnão
15
14/03/2012 12:20:52Ponto de Cultura Caipira da Mata AtlanticaAldeia Velha - Silva Jardim - RJEducação Popular em Agroecologia e Cultura LivrePrêmio Apoio a Pequenos Eventos Culturais 2009NãoNão participo- assessoria financeira para os pontos
- possibilidade de custear aluguel, contas de luz, água e gastos com contadora e coordenador da associação cultural
- liberação em código aberto de todas as pesquisas e bancos de dados (inclusive este mesmo) para intercambio informaçoes entre os pontos e programas do ministério
- contratacao de serviços dos pontos de cultura para eventos, congressos, vídeos e demais serviços do MinC
.....RuralPatrimônio Imaterial, Música e Rádio, Cultura Popular, Literatura, Audiovisual, Cultura Digital, Meio Ambiente, Sócio-cultural, Cultura da Infância, Juventude, Economia Criativa, Cultura e Saúde, Educação e formação, Rede.Esporos de Cultura Digital, Pontinhos de Cultura, Mídias Livres, Cultura Digital, Escola Viva, Agente Cultura Viva, Tuxaua, AretéTeia Jovem
16
14/03/2012 14:44:35Ponto de Cultura CAC Jardim Canadá Nova Lima - MGSócio-culturalEdital n° 1, de 19 de dezembro de 2008 - Implementação dos 100 Pontos de Cultura do Programa Cultura VivaNãoNão participoPara atender melhor acredito que se faz necessário um esclarecimento melhor de como funciona ou deve funcionar essas redes e o Pontão. Todo encontro sempre é citado mas nunca se materializa. Precisamos nos encontrar e compartilhar com os Pontos que temos afinidade ou proximidade para tecer esta rede. Creio que o trabalho só será desenvolvido depois que entendermos o funcionamento para prestação de conta e etc... Sabemos que existe mas não temos um Pontão na região e nem estamos ligados a outro Ponto de Cultura. Esclarecimento de como deve funcionar através de palestras, capacitação, encontro, levantamento de quem tem interesse em trabalhar em rede ou criar um Pontão. Explicar melhor como fazer readequação da planilha e um prazo maior para as alterações.Relatos das atividades contendo as datas junto com:
- as fotografias dos cursos ministrados
- registro de apresentações e eventos
- cópia dos panfletos de divulgação
- lista de matricula e presença
- registro do encerramento do curso com entrega dos certificados.
Colocar a disposição para fazer visitas nos Pontos a fim de orientar e conhecer:
- as atividades realizadas;
- prestação de contas;
- tirar dúvidas e sugerir a proximidade com outros Pontos que tenham algo em comum;
- continuar com o uso da internet para comunicação;
- encontros de capacitação principalmente para formar Pontão ou Redes.
Fazer com que venhamos conhecer o trabalho dos Pontões e Pontos para nos aproximar e desenvolver um objetivo em comum entre os interessados.Não sabemos informar.Não sabemos informar.JuventudeArtes, dança, informática e audiovisual.
17
14/03/2012 21:07:39SABOREARTE REGIONAL DO BURITIDISTRITO DE PALMEIRAS, DOIS IRMÃOS DO BURITI - MSArtesanatoEDITAL DE SELEÇÃO No 3, 29 MAIO DE 2009, Programa Mais CulturaNãoNão participomanter a continuidade de recursos para os oficineiros.simplificação dos editais consequentemente menos burocraciaaumentar o quadro de funcionários para maior eficiência na analise da prestação de contas. Oferecer oficinas de prestação de conta.Registros das oficinas por meio de fotos e outros dispositivos de mídia.montagem de oficinas por parte da Secretaria e reuniões com os pontos para discutir possíveis resoluções das dificuldades de cada ponto.trocas de experiencias.não possui.MulherDISTRITO DE PALMEIRAS (ZONA RURAL), DOIS IRMÃOS DO BURITI - MSMais agilidade no repasse das parcelas dos convênios devido ao enorme período tempo entre um repasse e outro, fato que dificulta a execução do plano de trabalho.
18
14/03/2012 21:25:37Ponto de Cultura Fundação Nelito CâmaraIVinhema, MSAudiovisual009 de 30 de junho de 2010NãoNão participoO salto poderia se dar na diminuição da burocracia e no cumprimento dos prazos. Por exemplo, nossa prestação de contas foi entregue em agosto de 2011 para recebermos a segunda parcela em outubro. Só recebemos a segunda parcela em fevereiro de 2012 e agora temos de correr com tudo para tentarmos a terceira ate junho.Acredito que a confiança no trabalho desenvolvido pela entidade proponente deveria ser relevante para a identificação de projetos sérios. Isso se daria por visitas e acompanhamento do trabalho desenvolvido previamente.Usar o bom senso para cobrar a prestação, analisando as entradas e saídas a partir do extrato bancário e não pelas folhas de cheque. Manter fiscalização constante e orientação individual para a realidade do ponto. Para o nosso Ponto seria interessante prestar a conta mensal após o pagamento dos funcionários para haver acumulo de informações.Visitas constantes e flexibilidade nas substituicoes de prioridades no decorrer do projeto. A engessamento das ações ao projeto inicial acaba prejudicado o desenvolvimento do trabalho, sobretudo quando há atrasos no deposito das parcelas.Acredito que uma acessoria no desenvolvimento do projeto com autonomia do Pontão para decidir rapidamente as mudanças de prioridades traria agilidade as ações. InfantilTrabalhamos com formação em música, teatro, informática e audiovisual
19
19/03/2012 00:40:05PONTO DE CULTURA INDEPENDENCIA É ARTE!NÃO SOMOS PONTÃOPETRÓPOLIS-RJArtes CênicasNENHUMNão------------------------Não participoREVER O EDITAL Q NÃO CONTEMPLA VERBA PARA REMUNERAÇÃO DOS COORDENADORES / DESPESAS DE ALUGUEL DO ESPAÇO FÍSICO DOS PONTOS DE CULTURA BEM COMO AS DESPESAS DE MANUTENÇÃO DO MESMO, COMO TELEFONE, ÁGUA E ALIMENTAÇÃO PARA OS JOVENS ATENDIDOS / CAMISETAS DO PONTO DE CULTURA QUE IDENTIFICA OS ALUNOS EM SEU TRAJETO ESCOLA/PONTO DE CULTURA / + VERBA DE TRANSPORTE PARA ATIVIDADES CULTURAIS ENTRE OS PONTOS - MAIS CURSOS DE FORMAÇÃO PROFISSIONAL PARA OS ALUNOS COM CERTIFICADOS DE PARTICIPAÇÃO E PRIORIDADE EM EVENTOS CULTURAIS PARA PRESTAÇÃO DE SEVIÇOS COMO NO PROGRAMA JOVEM APRENDIZ .APROXIMAÇÃO DA SEC COM O ESPAÇO FISICO DO CANDITADO A PONTO DE CULTURA ... E APROFUNDAMNETO NOS OBJETIVOS E OBJETOS DO PROJETO A SER REALIZADOACOMPANHAMENTO PERMANENTE E CONTRATAÇÃO DE CONTADOR PARA NÃO HAVER DESPERDÍCIO DE TEMPO.TODAS ... FOTOGRAFIAS/ FILMAGEM ...TUDO Q FOR REALIZADO PELOS PONTOS DE CULTURA . PARA A PRESTAÇÃO DE CONTAS, DEVERÍAMOS MOSTRAR A PEREGRINAÇÃO PARA CONSEGUIRMOS 3 ORÇAMENTOS , ELEGER O MELHOR PREÇO E ADEQUAR A PLANILHA SEMPRE QUE O USO DA VERBA SEJA PARA OUTROS INVESTIMENTOS /MATERIAIS MAIS IMPORTANTES / FACILITAR ESSE TRAMITE , POIS HÁ MUITA DIFICULDADE EM ADQUIRIR MATERIAIS QUE NÃO FORAM PREVISTOS NA PLANILHA DO PROJETO ...AINDA É MUITO "DURA" A FORMA DE REMANEJAMENTO DA VERBA OU INPOSSIVEL EM ALGUNS CASOS DESISTIMULANDO UMA DIDÁTICA QUE PODERIA SER MAIS AMPLA E PROVEITOSASEMPRE PENSAMOS QUE O FLUXO DEVA OCORRER ATRAVÉS DA AÇÕES CULTURAIS , ATIVIDADES ARTÍSTICAS DESENVOLVIDAS PELOS pONTOS E A CONJUNÇÃO COM OS PONTÕES SERIAM ATRAVÉS DE PORTAIS/REDES/ ENCONTROS PERMANENTES TROCAS DE SABERES, OFICINAS DE APRIMORAMNETO PARA OS PARTICIPANTES DOS pONTOS .... NÃO HÁ COMO NÃO PENSAR EM VERBA PARA A REALIZAÇÃO DESSAS ATIVIDADES E PROCEDIMENTOS DE APROXIMAÇÃOA TRANSVERSALIDADE É UM CAMINHO PARA FOMENTAR AS AÇÕES DOS PONTOS E PONTÕES ATRAVÉS DE EDITAIS QUE CONTEMPLEM A AMPLIAÇÃO DOS PROJETOS JÁ REALIZADOS E ABRAM NOVAS POSSIBILIDADES COMO POR EXEMPLO A AUTO SUSTENTABILIDADE DOS PONTOS EM SUAS DIVERSAS FRENTES ----------------------------JuventudeTEATRO/MUSICA /TECNOLOGIA DIGITAL EM ESTUDIO DE GRAVAÇÃO--------------------SENTIMOS NECESSIDADE DE AMPLIAR NOSSO PONTO COM A PERSPECTIVA EM CAPACITAR NOSSOS JOVENS PARA O MERCADO DE TRABALHO NAS ÁREAS ARTÍSTICAS COMO: COSTUREIRAS/ CAMERA MAN / TECNICO DE SOM / ILUMINADORES/ SECREATARIA/RECEPCIONISTAS / MAQUIADORES/ ROTEIRISTAS/ DUBLADORES. TODOS PODERIAM SER APROVEITADOS COM PRIORIDADE EM EVENTOS CULTURAIS EM SUAS PROPRIAS CIDADES E OUTRAS
20
20/03/2012 14:36:11xxxxxxxxxxxxxPONTÃO DA VIOLA DE COCHO CUIABÁ - MATO GROSSOPatrimônio imaterialnão foi por edital foi convênio Direto com MinC/IPHAN-DPISimAtividades - oficinas de: fabricação da Viola de Cocho, de musicalização, de formação gestor cultural, de corte de costura figurino específico para os grups: Cururu e Siriri.temos 03 (três) pontinhos da Viola de Cocho. E estão localizados nos municípios: Cuiabá, Nova Mutum e Santo Antônio do Leverger.Não participoxxxxxxxxxxxxxdisponibilizar mais recursos humanos para atender os convênios, melhorar à comunicação dos atores envolvidos no processo.a comunicação entre as partes. O SICONV maior praticidade e objetividade. Com ele só aumento serviços; tanto físico, quanto virtual. Maior burocracia.As avaliações do concedente precisam ser analisadas por uma equipe que esteja preparada, pois os desencontros de informações são fenomenais, reduntantes e desnecessários. Vamos ser mais práticos e objetivos, sem muita exigência desnecessária, até porque é um Bem específico e não muito conhecido para nós do lado de fora do processo.acredito que um relatório de todas as atividades desenvolvidas como: oficinas, apresentações em público, cadastro dos detentores do Bem, atendimento na sede do Pontão, distribuição de mudas para a confecção da Viola., por tudo isso num único instrumento, ou seja, o Relatório físico das atividades desenvolvidas durante a execução do convênio. Não ter que lançar no SICONV por cada atividade. ninguém merece, até porque não temos RH suficiente pra isso.conciliação bancária com a relação aos lançamentos (pagamentos) na conta-corrente agrupados e o SINCOV exige separados. como conciliar? quem faz é o Banco. Nós mandamos uma relação separada, porém o funcionário do banco agrupa.Investir mais recursos financeiros para que os estados e/ou o 3ºsetor possam disponibilizar mais recursos na contrapartida comprometendo a participação dos municípios e dos estados para com o fomento ao patrimônio Cultural.ainda não, porém podemos pensar a respeito. O que já existe é um mapa que utilizamos para localização dos municípios que estão recebendo as Oficinas e, onde estão localizados os grupos e as comunidades do Pontão da Viola de Cocho.xxxxxxxxxDetentores do BemModo de Fazer a Viola de Cocho, Dança, Artesanato, Costura, Musicalidade.xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxO IPHAN poderia realizar encontros semestrais com os pontões para ouvir as demandas mas também, as iniciativas com a participação de representantes dos detentores do Bem.
21
02/04/2012 16:49:43CEQUISABI PONTO DE CULTURASerrana/SPArtes CênicasPonto cultura 2010-2012 e Premio Literatura de Cordel Patativa do AssaréSimNenhumaNão participo- Virar lei. O governo jamais atingirá a quantidade e diversidade de pessoas, vresultados e transformações, que as ações pontuais dos Pontos de Cultura promove.
- Apoio financeiro contínuo para manter e ampliar as ações desenvolvidas
- Capacitações diversas por meio de intercâmbio entre pontos, ações efetivas dos Pontões e organismos governamentais
Investir, disponibilizar recursos, editais, que permitam o intercâmbio, comunicação e encontros físicos regulares entre pontos, para que haja troca de experiências e sejam criadas, descobertas soluções em conjunto, entre ponteiros e orgãos governamentais.Trocas de experiências. Reuniões globais regulares. Forum permanente.Trocas de experiência. Partilhamento de soluções. Encontros regulares.Padronização dos relatórios. Oficinas conjuntas para preenchimentos dos relatórios, trocas de experiências e construção conjunta deste trabalho, reunindo os ponteiros e a Secretaria.Intercâmbio. Comunicação. Trocas. Reuniôes regulares. Editais que permitam selecionar, formar e financiar a ações de grupos que promovam esta troca e comunicação.Desconhecemos.Desconhecemos as ações de pontões.InfantilTeatro em transversalidade com outras artes, integrado a filosofias e ciências, compondo uma visão holística do home em favor de seu efetivo empoderamento.Ponto cultura 2010-2012 e Premio Literatura de Cordel Patativa do AssaréINFORMAÇÃO. A primeira coisa que qualquer empreendimento precisa para se fortalecer é ter um fluxo democrático de informação entre membros e setores.
NÃO EXISTE "REDE" SEM 'LINHAS" DE INFORMAÇÃO QUE SE CRUZEM.
CRIAR E METODIZAR OS CANAIS QUE PROMOVAM ESTE FLUXO E CONTATO, FÍSICO E VIRTUAL, É QUASE TUDO QUE SE PRECISA NO MOMENTO.
22
03/04/2012 18:24:52NÃO SE APLICA"ARTE E VIDA DOS POVOS INDÍGENAS DO AMAPÁ E NORTE DO PARÁ"MACAPÁ E TERRA INDÍGENA WAJÃPI NO ESTADO DO AMAPÁIndígenaRELACIONADOS ABAIXONãoO PONTÃO EM QUESTÃO NÃO FAZ PARTE DA REDE LOCAL DADA A SUA ESPECIFICIDADE POR SER UM PONTÃO VOLTADO PARA TEMÁTICA INDÍGENA COM ATIVIDADES VOLTADAS PARA A VALORIZAÇÃO CULTURAL DOS POVOS INDÍGENAS PARCEIROS DO IEPÉ EM ESPECIAL PARA AÇÕES JUNTO AO POVO WAJÃPI QUE TEVE SUA EXPRESSAÕ CULTURAL - ARTE KUSIWA, REGISTRADA COMO PATRIMÔNIO CULTURAL DO BRASIL NOS LIVROS DO IPHAN E POSTERIORMENTE RECONHECIDA COMO PATRIMÔNIO IMATERIAL DA HUMANIDADE PELA UNESCO Não participoO PONTÃO "ARTE E VIDA DOS POVOS INDÍGENAS DO AMAPÁ E NORTE DO PARÁ" FAZ PARTE DO GRUPO DE PONTÕES QUE TEVE SEUS BENS REGISTRADOS PELO IPHAN, COM PLANO DE SALVAGUARDA E CONSELHO CONSULTIVO CONSTITUÍDOS. INSTITUCIONALIZAR OS PONTOS E PONTÕES DE CULTURA COMO UMA POLÍTICA PÚBLICA NECESSÁRIA PARA A VALORIZAÇÃO DA CULTURA NACIONAL NAS SUA VÁRIAS EXPRESSÕES.SIMPLIFICAR O PROCESSO DE APROVAÇÃO DOS PROJETOS E PRINCIPALMENTE O DE PRESTAÇÃO DE CONTAS. A OBRIGATORIEDADE DO SICONV NÃO ELIMINOU OS FORMULÁRIOS PRÓPRIOS DO IPHAN, COM ISSO TEMOS QUE PRESTAR CONTA DE TUDO DUAS VEZES!!!! INVESTIR NA FORMAÇÃO DE GESTORES NAS INSTITUIÇÕES, PRINCIPALMENTE AS MENORES QUE CONTAM COM POUCOS RECURSOS PARA ADMINISTRAÇÃO.AUMENTAR O INTERCÂMBIO ENTRE OS SETORES ADMINISTRATIVOS DOS PONTOS E PONTÕES VIABILIZANDO REUNIÕES E OFICINAS COM ASSESSORIA DE TÉCNICOS DESSE SETOR NO IPHAN.NOSSO PONTÃO NÃO PARTICIPA DE REDES. NOSSO CONTATO É DIRETO COM O IPHAN, MAIS ESPECIFICAMENTE COM O DPI.
PARTICIPAMOS DE ALGUMAS ATIVIDADES DE AVALIAÇÃO DA POLÍTICA DE SALVAGUARDA DE BENS REGISTRADOS.
DESENVOLVEMOS AS ATIVIDADES DO PLANO DE TRABALHO QUE APRESENTAMOS AO IPHAN TENDO SEMPRE EM VISTA A VALORIZAÇÃO CULTURAL, ISTO É, PROCESSOS SOCIAIS DE PRODUÇÃO E DE TRANSMISSÃO DE SABERES DOS POVOS INDÍGENAS DO AMAPÁ E NORTE DO PARÁ, NOSSOS PARCEIROS NO PROJETO.
ACOMPANHAMENTO MAIS SISTEMÁTICO DE TÉCNICOS DO IPHAN.NÃO CONSEGUI INSERIR O MAPA DAS TERRAS INDÍGENAS. SE HOUVER INTERESSE POR FAVOR NOS COMUNIQUEM QUE ENVIAMOS EM ANEXO Indígena POPULAÇÃO NÃO ÍNDIA INTERESSADA NA TEMÁTICA INDÍGENA QUE FREQUENTA A BIBLIOTECA DO PONTÃO NA SEDE DO IEPÉ EM MACAPÁ SITUADA A RUA RAIMUNDO ALVARES DA COSTA 1689 - BAIRRO SANTA RITA - MACAPÁ- AP - TEL: 96 3223 7633 E AQUELES, PRINCIPALMENTE ESTUDADNTES UNIVERSITÁRIOS E SERVIDORES PÚBLICOS QUE TRABALHAM NA TERRAS INDÍGENAS, QUE SE INSCREVEM PARA PARTICIPAR DOS CURSOS DE MULTIPLICADORES QUE SÃO OFERECIDOS PELO IEPÉ DUAS VEZES AO ANO, NO MESMO LOCAL DA BIBLIOTECA.44/2006 - PROCESSO 01450.004269/2006-23
50/2007 - PROCESSO 01450.016867/2007-26
715354/2009- PROCESSO 01450.010476/2009-60
23
23/04/2012 10:06:59Pontão de Cultura UFMGPontão de Cultura UFMGBelo Horizonte Minas GeraisRedeEDITAL DE DIVULGAÇÃO No 2, DE 29 DE MARÇO DE 2005SimTrabalhos com todos os pontos que nos procuraram e alem disso tinhamos mais 18 pontos ligados a nós. No edital apresentamos uma rede de pontos mas o MInisterio o transformou em pontão.Não participoO programa tem muitos vicios e deveria terminar, fechar todas as pendencias, reorganizar a equipe do ministerio que vai cuidar do proximo.
Um novo programa com base na ideia original dos pontos seria muito mais promissor do que tentar resolver o que não tem jeito.
Outra questão é ver como a verba chega diretamente aos grupos culturais. O programa acabou gerando pontos-ongs-empresas e as verbas destinadas aos grupos não chegam neles.
acabar com os atravessadores que estão entre os grupos culturais e o ministerio.
respeitar os criterios dos editais e os criterios para grupos concorrerem.
o formato de escolha (politica) acaba por privilegiar ongs que não tem nenhuma estrutura nem sabem lidar com dinheiro publico.
na hora da seleção do projeto tem que ter dados de quem esta concorrendo e não depois tentar dar um "jeitinho" para mandar a verba.
Precisa ter um setor no ministerio que entenda de prestação de contas totalmente voltado para isso e precisa que os gestores do ministerio sejam coerentes e não tentem resolver tudo com jeitinhos.
Precisa tambem que tenha monitoramento das atividades, avaliação da ação e so depois a liberação de partes do financiamento.
Se houver um acompanhamento avaliativo por etapas a prestação de contas será muito mais tranquila.
O problema não esta em prestar contas, esta em todos entenderem que tem que prestar contas....
Deve ser organizado um monitoramento presencial e por registro com produtos e avaliações semestral.
tem que ter uma equipe externa de avaliação
Primeiro ter claro e bem demarcado quais os fluxos. O ministerio cada hora fala uma coisa e isso so causa problemas. Os fluxos tem que estar divulgados junto com o edital pra ninguem depois dizer que não sabia.
E mais uma vez um monitoramento presencial ao inves de gastar com grupos que ficam espalhando "metodologias" pelos pontos.
Tentar identificar o viés de cada Pontão que se apresentou espontaneamente aos editais e não dos que foram constituidos por ação do ministerio.
Ver quais destes tem efetiva relação com a comunidade que apresentou no projeto.
Ver qual a capacidade tecnica e de gestão de cada Pontão.
Depos disto reorganizar os objetivos dos Pontões.
Ja tivemos não temos mais porque desistimos de ser Pontão, estou respondendo apenas pra tentar ajudar porque é o IPEA.Tem todos os publicos acima e escolas publicas e grupos da periferia urbanaCultura DigitalO primeiro estadual para ser a parte de organização tecnica da rede mas desistimos pela completa bagunça e arranjo dos resultados. Eu não acredito mais nesse programa porque tem todos os vicios e problemas que uma ação feita por interesses politicos pode ter. Na verdade não vi (e andei bastante por ai) nenhum impacto que justificasse a quantidade de recursos que foram gastos. Tenho uma relação tão forte de decepção com o programa que acho mesmo que deveria ser extinto.
Nosso caso é emblematico para entender que nunca os gestores anteriores levaram a serio o programa. Nossas ações e produções sempre foram para relatorios mas nunca foram entendidas no contexto do programa.
Fizemos nosso papel de pontão mas o ministerio queria apenas um atravessador e não toda a capacidade que um pontão de uma universidade poderia desenvolver.
24
24/04/2012 08:00:32CIDADANIA E CULTURAGUIMARANIA/MGARTES INTEGRADASEDITAL 03/2005NãoNão participoSUSTENTABILIDADEDESBUROCRATIZAÇÃOAGILIDADE NOS PROCESSOSTODOSMAIOR PARTICIPAÇÃO DAS REGIONAISMAIOR INTEGRAÇÃODESCONHEÇODESCONHEÇOJuventudeINICIAÇÃO MUSICALARETÊ 2010 - CONTEMPLADO
25
25/04/2012 08:35:43Ponto de Cultura RenascerBento Gonçalves / RSPatrimônioConvênio através da Prefeitura Municipal de Bento GonçalvesNão seiNão participoIniciamos a pouco tempo o trabalho através do Ponto de Cultura, ainda estamos aprendendo sobre o Programa. A única troca de experiências que tivemos com outros pontos que já existem a mais tempo foi na Micro Teia que ocorreu em Bento Gonçalves, no mês passado, onde podemos perceber que os problemas burocráticos ainda são os que mais afetam o andamento das atividades.Como nosso convênio foi com a Prefeitura Municipal não tivemos contato com o tramite de conveniamento diretamente com o Ministério. Na minha opinião é necessária uma capacitação constante. Nos deparamos seguidamente com dúvidas e não sabemos onde encontrar a informação correta.Acredito que filmar para das atividades, principalmente o resultado que produzem, é uma maneira que demonstra que elas realmente existem.Acredito que o primeiro passo seria aumentar a equipe. Em um país de dimensões continentais precisamos de um número bom de pessoas trabalhando para agilizar o processo.Não tenho conhecimento de como funciona essa troca de informações, nunca tive contato com Pontão.comunidade ruralPatrimônio imaterial, cultura da imigração italiana
26
07/03/2012 09:26:12Bonecos Canela - Cultura VivaCanela RSArtes CênicasEDITAL DE DIVULGAÇÃO No 3, DE 20 DE ABRIL DE 2005NãoParticipoRedes locais (Serra Gaúcha) e Estadual (RS), Rede Nacional dos PCsAgilizar as prestações de contas já existentes,
Transparência no pagamento das parcelas pendentes,
Voltar a conveniar diretamente com o MinC.Pontos - estar sempre conectado para saber das novidades nas prestações de contas.
Pontões - existir algum que se envolva no trabalho de prestações de contas já seria bom.
SCC - Analisar as prestações existentes em Brasília e comunicar os pontos sobre o andamento da análise.
--Analisar a necessidade do mercado já existente (Pontos de Cultura) e estimular a criação de pontões que tenham este objetivo específico.desconheço-
27
07/03/2012 13:12:11Ponto de Cultura Figuras em Trânsito (edital 2005)Pontão de Cultura Avenida Brasil (edital 2007) desenvolveu suas atividades e apresentou prestação de contas )

Pontão de Cultura Diálog de Madrugada (edital 2009) (não conveniado)
Aracaju/SEAudiovisualEdital de Divulgação n.º 5 de 11 de novembro de 2008 - Prêmio Asas ISimPonto Figuras em Trânsito em articulação com o Pontão iTeia - PEPontão de Cultura de Cachoeira - BA
Pontão de Cultura de Animação - PE
Pontão RNA - PB
Ponto de Cultura Côco de Umbigada
Ponto de Cultura Nosso Palco é a Rua - Imbuaça - SE
Ponto de Cultura Côco - Barra dos Coqueiros - SE
Participorede sergipe de pontos de cultura
rede nordes
rede nacional de pontos de cultura - CNdPC - representante GT Audiovisual (BA,SE,AL)
rede de economia criativa
lista cinema brasil
lista de cineclubes brasileiros
lista de festivais brasileiros
Administrativo financeiro - analisar as prestações de contas em tempo hábil e repassar as verbas em tempo hábil, conforme plano de trabalho aprovado.atendimento on line, com gestor e proponente de forma a dirimir os possíveis problemas armadilhados pelas IN'so repasse deveria ser por premio com averiguação do produto e relatórios apresentados da efetivação do projeto. O processo é grandioso e o produto seria a referência para averiguação do atendimento. Obedecer as regras das IN's `as vezes é demasiadamente estrangulador. É claro que somos a favor da transparência, da honestidade e da melhor utilização do recurso público.O registro de imagens (fotos, depoimentos audiovisuais da comunidade, de uma autoridade, da equipe, do prestador...)atendimento on line full time, dirimir as responsabilidades com as IN's. Alterar a IN para projetos culturais de baixo orçamento.o diálogo já foi iniciado. Agora é ouvir os pontos e implementar as ações de forma a não engessar nenhum dos lados.Tem que desburocratizar para avançar.okok
28
07/03/2012 18:55:24Ponto de Cultura "Memória Afirmação e futuro", sob a coordenação do Viola de Bolso Arte e Memória Cultural.nao somos.Eunápolis - BahiaCultura PopularEdital 11/2008 - BahiaNão seinao foi simnao somosParticipoRede estadual de pontos de cultura da bahia - Forum dos pontos de culturaQualificar a comunicação com os setores de cultura popular;
ampliar as condições de acesso aos editais
Valorizar realmente os saberes populares, com premios.
criar diferentes alternativas de convenios com os pontos.
O dialogo direto.
A desburocratização.
primeiro garantir a implementação dos planos de trabalhos.
Inserir a atividade 'prestação de contas' como parte do plano de trabalho.
nao entendi.dialogo direto sem 'estrelismo e academicismo' de ambos os lados.os pontoes devem dar lugar a projetos nucleares(os pontos de cultura), que por sua vez deverão se disseminar em todas as regiões. ao invés de pontoes, os fóruns e redes regionais dos pontos de cultura deverão gerir projetos de cunho coletivo dos pontos/comunidades.nao seinao sei.
29
08/03/2012 12:42:37Cultura no Rumo de João MariaLages/SCCultura PopularEdital de Divulgação n.º 2 de 27 de junho de 2008 - Bolsas de Incentivo Griô 2008SimSanta Catarina tem apenas um Pontão de Cultura em funcionamento, Pontão Ganesha de cultura digital. Desenvolve trabalhos de animação de redes virtuais, lista de e-mails, plataforma de comunicação (cultura.sc/pontos), oficinas presenciais, suporte técnico, cobertura colaborativa de eventos da rede de pontos de cultura, entre outros.

Tivemos em 2010 o funcionamento do Pontão da UFSC (que não foi reconveniado) que desenvolvia encontros regionais de mobilização a rede através de oficinas de educação popular, economia solidária, cultura digital (em 2010 o Pontão Ganesha não tinha recursos), entre outras atividades.

ParticipoCultura Digital, CNPdC, Griô e TuxauaDesburocratização dos processos de conveniamento e prestação de contas
Maior presença do MinC na gestão das Redes Estaduais e Municipais
Ampliação da base orçamentária do programa
Ampliação da rede de Pontões de Cultura e Pontos de Cultura
Fortalecimento da gestão compartilhada
Agilidade e centralização das informações solicitadas pelo MinC
Maior efetividade no esclarecimento das dúvidas
Ampliação da equipe de atendimento da SCDC
O maior problema é a submissão a lei 8.666 que se torna muito restritiva para determinadas ações culturais que tem uma dinâmica diferente de outros setores produtivos.
É importante considerar que o Cultura Viva também é um programa de inclusão cultural, nesse sentido, submeter um coletivo cultural tradicional que jamais teve quaisquer tipo de apoio do estado aos rigores da lei acima citada é uma medida que em boa parte dos casos leva a dificuldade da prestação de contas. O estado deveria tentar se adaptar as iniciativas e não contrário, e finalmente, oficinas de prestação de contas são necessárias tanto para os analistas quanto para os pontos de cultura.

relatórios das atividades desenvolvidas, seja em audiovisual, foto, por escrito, junto de materiais de comprovação do desenvolvimento das atividades, pelos meios acima citados, pelo registro nas plataformas de comunicação das redes.
Modelos simplificados mas efetivos de controle, compreendendo que esse padrão pode variar de acordo com as atividades desenvolvidas.
Comunicação através das regionais do MinC, dando-lhes maior responsabilidade e autonomia para a resolução dos problemas
Aumento de pessoal atendendo aos pontos de cultura
Coerência no repasse das informações evitando que dois servidores deêm respostas diferentes a mesma pergunta
Transparência nas várias fases do processo
Imagino o SalicWeb como uma experiência que pode ser pensada no âmbito do Cultura Viva
Gestão compartilhada onde haja maior equivalência de forças, onde possamos sistematicamente propor e sermos de fato ouvidos, através de uma agenda de trabalho permanente e não apenas pontual para a resolução de conflitos Da rede SC existe, está na plataforma de comunicação -
endereço: http://cultura.sc/pontos
caminho direto: http://cultura.sc/pontos/mapa/
Citados acimaJuventudeRegião Serrana de Santa Catarina com foco nas cidades de Lages, São José do Cerrito, Campo Belo do Sul e UrupemaEdital de Divulgação n.º 2 de 27 de junho de 2008 - Bolsas de Incentivo Griô 2008Pontinhos 2008 e 2010, Tuxaua 2009 e 2010Estadual - Projetos de Funcultural (Sistema Estadual de Cultura em SC) em 2007 e 2011
30
09/03/2012 09:21:15Ponto de Cultura Tom sobre Tom: música, expressão e arteFormosa do Sul/SCSócio-culturalEdital de Divulgação n.º 5 de 04 de agosto de 2008 - Cultura Ponto a PontoSimEspecificamente na região Oeste de SC, não temos nenhum Pontão próximo. O que temos é o Pontão Ganesha que trabalha com cultura digital e tem sede em Florianópolis, e auxilia os pontos do Estado em suas atividades. Devido a distância temos pouco contato com o mesmo.ParticipoRede Estadual de Pontos de Cultura de SCEm primeiro lugar o Programa precisa ser fortalecido, pois com a troca de gestores no MinC, muitos editais parecem ter perdido a força ou mesmo deixado de existir. Para ONGs e Associações os editais do Programa Cultura Viva, são a única maneira de concretizar ações em determinados espaços. É preciso ainda pensar em editais que possibilitem a projetos já existentes terem continuidade. Por exemplo, editais específicos para Pontos de Cultura em atividade. Por isso o Programa precisa ser revisto e voltar a entrar em "plena atividade" possibilitando novas maneiras de desenvolvimento cultural.Que os procedimentos para chegar ao conveniamento sejam claros. É importante haver uma equipe capacitada para prestar orientações e nortear as ações, sem excesso de burocracia ou falta de informação. As prestações de contas precisam de algum padrão a ser seguido. Uma ação talvez seria fornecer um modelo para cada edital ou mesmo para o Programa, de forma a facilitar tanto o trabalho de quem precisa encaminhar a prestação de contas, quanto de quem precisa analisar as mesmas.Todas as atividades desenvolvidas pelo pelos pontos/pontões deveriam ser registradas por meio de fotografia, filmagem e relato de atividades. O modelo dos blogs em rede são uma boa ideia, pois possibilitam o partilhamento de informações e a troca de experiências.É preciso que haja um equipe capacitada para orientar os Pontos/Pontões sempre que necessário, e que esta equipe tenha um número de pessoas que possa tornar ágil o retorno as entidades. Que a comunicação seja clara, evitando informações desencontradas.Os Pontões poderiam realizar ações mais descentralizadas que possibilitassem aos pontos mais distantes uma maior proximidade.InfantilDança, teatro, música e artesanato
31
09/03/2012 12:10:30Ponto de Cultura Para TodosPorto Nacional - TocantinsMúsicaEdital de Divulgação n.º 5 de 11 de novembro de 2008 - Prêmio Asas INãoParticipoTuxaua, Grio, CPNDC, rede Nacional de Pontos de Cultura, rede estadual de pontos de cultura,pagamentos de desembolsos e prêmios na datas previstas, mudança dos mecanismos e leis que regem os convênios para desburocratizar os processos de convenio e prestação de contas, aumento nos recursos destinados a cultura. a criação de uma lei especifica para o financiamento a cultura no Brasila desburocratização as praticas coletivas, destinadas ao publico Alvo(comunidade)
o desenvolvimento do Ponto de Cultura e a potencialização do investimento em seus vários aspectos materiais e imateriais.
extinguir a lei 8666 retomar os pagamentos dos edtais, oficializar os convenios de pontos e pontoes posso providenciar !!Juventudetuxaua 2009, premio Escola Viva, Assas 2009, selo cultura Viva, Cultura de Ponto a Ponto.
32
09/03/2012 12:41:34Ponto de Cultura Para todosPONTÃO LIBERDADE/ SEM CONVENIAMENTOSALVADOR - BAHIA Sócio-culturalEDITAL DE DIVULGAÇÃO No 4, DE 20 DE ABRIL DE 2005SimNÃO ESTAMOS VINCULADO AOS PONTOES DE SALVADORAINDA NÃO FOMOS CONVENIADOSParticipoCULTURA DIGITAL, CULTURA POPULAR, CNC DIÁLOGOS, AÇÃO GRIÔ, CULTURA E INFANCIA, QUALIDADE É MANTER O CULTURA VIVO EM PLENO FUNCIONAMENTO ATRAVÉS DOS PREMIOS QUE SÃO MENOS BUROCRATICOS.MENOS BUROCRACIA, MAIS PESSOAS TRABALHANDO NO MINC BRASILIA EM PROL DOS CONVENIO E PRESTAÇÃO DE CONTAS.
CONTRATAÇÃO DE COORDENAÇÃO NOS MUNICIPIOS PARA LEVAR AS QUESÕES AO MINC REGIONAL E ESTE A BRASILIA.
SIMPLIFICAR OS EDITAIS, HUMANIZAR OS TÉCNICOS. POIS OS PONTOS FIZERAM MAIS DO QUE DEVERIAM E OS TÉCNICOS FICAM EM CIMA DAS LEIS BUSCANDO ERROS PARA PUNIR OS PONTOS/ PONTÕES E AS COMUNIDADES QUE FORAM BENEFICIADAS.PONTOS E PONTÕES 50% POSSUEM CAMERERA FOTOGRAICA AINDA EM BOAS CONDIÇÕES DE USO É SÓ FILMAR E COLOCAR NO BLOG DO PROJETO AS ATIVIDADES INICIAL E FINAL DE CADA ETAPA DO PROJETO DE ACORDO COM CADA PROJETO.
EX. INICIO DAS OFICINAS DIVERSAS - FINAL DAS OFICINAS COM OS RESULTADOS POSITIVOS E NEGATIVOS - DEPOIMENTOS RESPONDENDO PERGUNTAS CHAVES SE NECESÁRIO FOR.
ENVIAR AS QUESTÕES PARA OS MINCS REGIONAIS.MANTER OS PONTOS/PONTÕES EM FUNCIONAMENTO SEM INTERUPÇÕES.
PROMOVER ENCONTROS SEMESTRAIS DOS PONTOS E PONTÕES NAS LOCALIDADES.
PROMOVER ENCONTROS DOS PONTOS/PONTÕES ANUAL DOS PONTOS/PONTÕES NACIONAL -TEIA
MANTER EM CADA REGIONAL PESSOAS CAPACITADAS PARA ORIENTAR E COBRAR AS ATIVIDADES ATRAVÉS DA INTERNET.
JuventudeOFICINAS DE CAVAQUINHO, VIOLÃO, TECLADO, ARTESANATO, CULTURA E SAÚDE, PONTO CINE, MOBILIZAÇÃO CULTURALAÇÃO GRIÔ 200
MIDIA LIVRE 2010
ASAS 2010 - AINDA NÃO RECEBEMOS
PONTÃO 2009
HISTÓRIAS DOS PONTOS
PONTO A PONTO 208 E 2009
OS PROJETOS SÃO ENCAMINHADOS, APROVADOS MAS SÓ SÃO VIABILIZADOS MESES DEPOIS, DAI JÁ CABE MODIFICAÇÕES A COMUNDADE É MUTANTE. OS TÉCNICOS FRIOS HÁ UMA CONTROVÉRSIA POR AI.
PRECISAMOS MAIS UNS DS OUTROS E MENOS BUROCRACIA SIMPLES ASSIM. SE CADA PONTO AJUDAR OUTRO JÁ É MAIS CAMINHO ANDADO. CONTRATO DE UM BOM CONTADOR EM CADA PROJETO SERÁ ÓTIMO.
33
09/03/2012 12:43:11Ponto de Cultura - Almirante do Forte Pinhalzinho-SCcultura@pinhalzinho.sc.gov.brCultura PopularPonto de Cultura MINC-FUNDARPE 2008SimNão temos nenhum vinculo com os Pontos da região, por falta de divulgação e participação dos mesmos.ParticipoRede.PE - Pontos de Cultura de Pernambuco- Melhor acompanhamento por parte dos orgão gestores do processo, no caso da FUNDARPE;
- Capacitação no aspecto de prestação de contas;
- Criação de programas voltados para empoderamento dos pontos, de cultura popular;
- levantamento das açõps executadas pelos atuais pontos, visto que nunca recebemos uma visita formal, para demonstrar o que fizemos no 1º ano;
- Desenvolver ação para resolver as pendecias da 1º prestação de contas vista a liberação da 2º parcela;
- Aumento de quadro de pessoal por parte dos orgãos gestores doo processo tanto da esfera federal e na estadual;
- No principio do programa, se achava que as instituições a serem conveniadas já tinham suas estruturas formais montadas, coisa que na cultura popular isso é pouco encontrado, portanto deve-se criar mecanismos para facilitar as ações.
- Como não tivemos capacitação para prestação de contas(antes de receber os valores), proporcionar uma ação de liberação de dessa 1º etapa, e providenciar uma capacitação e acompnhamento a partir da segunda fase.

- Desenvolver visitas trecnicas para se saber o que foi feito, tambem diagnosticar em loco as necessitades de casa ponto.
- capacitação previa - Criação de grupos de trabalho, para cada área especifica, como forma de dar condições de preparação de uma boa prestação de contas.- Divulgação e criação de núvelos de apresesntaçao dos trabalhos exeutados pelos pontos, como forma de divulgar, pois o governo federal da o resursos mas não sabe "vender melhor seu paixe);
- não tenho conhecimento- não tenho conhecimentoJuventude- fazer ação junto ao govenro federal, pra retornar as ações dos pontios, visto que, como no nosso caso, temos os seguintes equipamentos parados sem serem usados: 7 computadores, 2 impressoras, um projetor, uma maquina filmadora, uma maquina fotografica, alem de mobiliario, materiais de escritorio, etc.
34
09/03/2012 16:18:49Instituição: Cia Cultural Bola de Meia (CNPJ 03.532.463/0001-92)
Rua Porto Príncipe, 40 - Vila Rubi - São José dos Campos/SP
CEP 12.245-572 Contato: (12) 3941-9723

Ponto de Cultura pelo estado de São Paulo (301)
Nome: Arte em Qualquer Parte - Contrato 409/2009
Obs.: Estamos no 1º semestre do terceiro ano 2012 (ainda não recebemos a terceira parcela)

Pontão de Cultura pelo governo federal (MINC)
Nome: Pontão Pontinho de Cultura Infantil Bola de Meia
Projetos PRONAC 087457 e PRONAC 105604 (solicitação de continuidade)
Obs.: projeto já concluído inclusive com prestação de contas e entrega de produto e aguardando resposta para o "aditamento", ou seja a continuidade do mesmo.



Pontão de Cultura pelo governo federal (MINC)
Nome: Pontão Pontinho de Cultura Infantil Bola de Meia
Projetos PRONAC 087457 e PRONAC 105604 (solicitação de continuidade)
Obs.: projeto já concluído inclusive com prestação de contas e entrega de produto e aguardando resposta para o "aditamento", ou seja a continuidade do mesmo.

São José dos Campos/SP
Vale do Paraíba Paulista
Cultura da InfânciaPinhalzinho-SCEDITAL DE DIVULGAÇÃO No 4, DE 20 DE ABRIL DE 2005SimO Pontão Pontinho de Cultura Infantil Bola de Meia foi contemplado por sua atuação temática junto ao seguimento de garantias de direitos de Crianças e adolescentes no Brasil, portanto teve uma atuação nacional e não necessariamente regional, pois não existia nenhum ponto de Cultura na região. Aliás o Pontão de Cultura Bola de Meia atuou na divulgação do edital do estado, esteve presente nas Comissões Paulista e Nacional no GT Criança e adolescente e preparou cursos para elaboração de projetos para estes novos editais na sede do Pontão.
Os Pontos de Cultura parceiros do Pontão possuem atuação junto ao seguimento de crianças e adolescentes, entre eles estão:
- USP/LABRIMP (Laboratório de brinquedos) São Paulo - Capital;
- Casa de Cultura Tainã - Campinas/SP;
- OCA Escola Cultural - Carapicuíba/SP;
- Cia Cultural Bola de Meia - São José dos Campos/SP;
- Tambores do Tacantins - Porto Nacional/TO;
- Guaimbé Quintal d'Aldeia - Pirinópolis/GO
- Casa Grande - Nova Olinda/CE
- Meninos de Araçuaí - Vale do Jequitinhonha/MG
- Coco de Umbigada - Olinda/PE;
- Maracatú Sonho de Criança - Nazaré da Mata/PE;
- Circo Picolino - Salvador/BA
- CRIA Centro de Referência Integral de Adolescentes - Salvador/BA
- CIPÓ Comunicação Interativa - Salvador/BA
- Educação Lúdica da Rocinha - Rio de Janeiro/RJ
Além desses parceiros no Projeto de Pontão Pontinho que culminou em formação de educadores, circulação artística para crianças e registro em livro/cd/dvd Brinca Brasil para os estados escolhidos, o Pontão vem atuando em frentes de articulação realizando e ou participando na articulação:
Na Conferência Municipal, regional e estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente - Ribeirão Preto/SP;
Realizou a primeira Teia regional Vale do Paraíba, Serra da Mantiqueira e Litoral Norte em Lagoinha/SP - 2009;
Realizou o primeiro Seminário dos Pontinhos de Cultura - Ação Ludicidade - Região Sudeste realizado em parceria com a unidade do SESC São José dos Campos e Ministério da Cultura - 2009.
Realizou o encontro dos Pontos de Cultura da Macro Região Vale do Paraíba, Serra da Mantiqueira e Litoral Norte em São Bento do Sapucaí/SP - 2009
Participação e colaboração nas Conferências de Cultura em âmbito municipal e estadual em 2009
Participação no Fórum Mundial de Educação - Osasco/SP - 2010
Participação e organização do CONFINT - Conferencia Internacional Infanto-Juvenil - Ministérios do Meio Ambiente, da Educação e da Cultura em Brasília/DF - 2010
Participação na Bienal São Paulo - Terreiro Eu sou a Rua em 2010
Participação na Comissão Paulista e Nacional em 2010/2011/2012
Participação em todas as Teias Nacionais de São Paulo, Belo Horizonte, Brasília, Fortaleza
O Pontão Pontinho de Cultura está nesse momento organizando o II Seminário Pontinhos de Cultura com o prêmio recebido apenas ao final de 2011.

O Pontão Pontinho de Cultura Infantil Bola de Meia foi contemplado por sua atuação temática junto ao seguimento de garantias de direitos de Crianças e adolescentes no Brasil, portanto teve uma atuação nacional e não necessariamente regional, pois não existia nenhum ponto de Cultura na região. Aliás o Pontão de Cultura Bola de Meia atuou na divulgação do edital do estado, esteve presente nas Comissões Paulista e Nacional no GT Criança e adolescente e preparou cursos para elaboração de projetos para estes novos editais na sede do Pontão.
Os Pontos de Cultura parceiros do Pontão possuem atuação junto ao seguimento de crianças e adolescentes, entre eles estão:
- USP/LABRIMP (Laboratório de brinquedos) São Paulo - Capital;
- Casa de Cultura Tainã - Campinas/SP;
- OCA Escola Cultural - Carapicuíba/SP;
- Cia Cultural Bola de Meia - São José dos Campos/SP;
- Tambores do Tacantins - Porto Nacional/TO;
- Guaimbé Quintal d'Aldeia - Pirinópolis/GO
- Casa Grande - Nova Olinda/CE
- Meninos de Araçuaí - Vale do Jequitinhonha/MG
- Coco de Umbigada - Olinda/PE;
- Maracatú Sonho de Criança - Nazaré da Mata/PE;
- Circo Picolino - Salvador/BA
- CRIA Centro de Referência Integral de Adolescentes - Salvador/BA
- CIPÓ Comunicação Interativa - Salvador/BA
- Educação Lúdica da Rocinha - Rio de Janeiro/RJ
Além desses parceiros no Projeto de Pontão Pontinho que culminou em formação de educadores, circulação artística para crianças e registro em livro/cd/dvd Brinca Brasil para os estados escolhidos, o Pontão vem atuando em frentes de articulação realizando e ou participando na articulação:
Na Conferência Municipal, regional e estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente - Ribeirão Preto/SP;
Realizou a primeira Teia regional Vale do Paraíba, Serra da Mantiqueira e Litoral Norte em Lagoinha/SP - 2009;
Realizou o primeiro Seminário dos Pontinhos de Cultura - Ação Ludicidade - Região Sudeste realizado em parceria com a unidade do SESC São José dos Campos e Ministério da Cultura - 2009.
Realizou o encontro dos Pontos de Cultura da Macro Região Vale do Paraíba, Serra da Mantiqueira e Litoral Norte em São Bento do Sapucaí/SP - 2009
Participação e colaboração nas Conferências de Cultura em âmbito municipal e estadual em 2009
Participação no Fórum Mundial de Educação - Osasco/SP - 2010
Participação e organização do CONFINT - Conferencia Internacional Infanto-Juvenil - Ministérios do Meio Ambiente, da Educação e da Cultura em Brasília/DF - 2010
Participação na Bienal São Paulo - Terreiro Eu sou a Rua em 2010
Participação na Comissão Paulista e Nacional em 2010/2011/2012
Participação em todas as Teias Nacionais de São Paulo, Belo Horizonte, Brasília, Fortaleza
O Pontão Pontinho de Cultura está nesse momento organizando o II Seminário Pontinhos de Cultura com o prêmio recebido apenas ao final de 2011.

Além dessas ações parceiras e dos pontos temáticos do Pontão existe atuação com os Pontos do estado, pois temos representante na Comissão Paulista dos Pontos de Cultura para a Macro região Vale do Paraíba, Serra da Mantiqueira e Litoral Norte que formam 32 pontos regionais em convênio com o estado.
ParticipoRede Municipal para Arte e Cultura - São José dos Campos/SP;

Rede dos Pontos de Cultura da Macro Região Vale do Paraíba, Serra da Mantiqueira e Litoral Norte;

Rede dos Pontos de Cultura do Estado de São Paulo;

Rede dos Pontos de Cultura Nacional;

Rede de Cultura da Infância;

Rede de Culturas Populares;
- Desburocratização, facilidade de comunicação e de solução de problemas administrativos e jurídicos durante o processo de desenvolvimento do projeto;
- Acompanhamento dos órgãos governamentais, não numa perspectiva fiscalizadora e sim de orientadora para que de fato ajude num resultado ainda melhor, numa relação de parceiros que estão ao lado um do outro e não contra o outro, contra a sociedade civil que vem aprendendo a dialogar com o governo e a se organizar cada vez mais como transformadora da realidade social;
- Estabelecimento de uma relação honesta entre sociedade civil organizada e governo, para que de fato a democracia se estabeleça, existe a necessidade de diálogo, de gestão compartilhado com o povo que elegeu seus representantes.
- Não pode ocorrer a falta de pagamento aos Pontos de cultura, assim como não pode haver a falta de projeto realizado. Não pode acontecer cancelamentos de editais, isso fragiliza a relação entre a sociedade civil e desmonta a palavra do governo, fazendo com que a população questiona o papel do Estado;
- Deveria existir encontros entre pontões para definição de linhas norteadoras de suas ações com as bases regionais e locais, assim como deveria existir encontros de formação tanto para gestores e ou representantes de pontões como de pontos de cultura. A formação deveria ser com relação a filosofia que está por trás do papel da Cultura na sociedade, assim como das mais diferentes linguagens artísticas e culturais (música, artes cênicas, cultura popular, manifestações e ritos, artes plásticas, dança etc);
- Encontro de formação para os representantes as comissões tanto regionais, estaduais ou nacionais para que haja uma ampliação de visão da realidade sócio-culturaL brasileira;
- Encontros específicos para os prestadores de contas dos Pontos de Cultura, que geralmente não é nem o presidente institucional, nem o coordenador pedagógico e ou artístico e sim uma pessoa específica para tratar desse importante assunto evitando assim, inadimplências e ou falta de documentos importantes para o bom acompanhamento dos projetos espalhados pelo Brasil.
- Realização das Teias regionais, estaduais e nacionais para que o Programa Cultura Viva esteja dialogando entre o Estado e seu povo da Cultura, vai se estabelecendo a verdadeira teia com suas linguagens e orientações que nortearam qualquer Ponto de Cultura em qualquer lugar do país ou do mundo.
Ao ser aprovado um determinado projeto, edital ou conveniamento, tanto o gestor como o responsável pela prestação de contas deveriam ser chamados para um encontro de formação e orientação de como se dará as relações, a comunicação e eo acompanhamento daquele determinado projeto, assim como os prazos estabelecidos para cada etapa da prestação decontas, o que não pode de jeito nenhum, o que deve evitar e como seria o ideal para uma prestação de contas modelo. Pois afinal este diálogo com governo começou a tão pouco tempo e nem a sociedade civil organizada (associações, ongs) e nem o governo conhece realmente a realidade dessas instâncias, é algo a conquistar, então o diálogo precisa se abrir nesse sentido de uma parceria onde está como pano de fundo, a colaboração e não a fiscalização e punição, pois afinal uma sociedade civil organizada, seja através de fundações, associações, ongs, oscip, são importantes para qualquer governo, pois elas geralmente chegam onde governo nenhum consegue realmente chegar.
Porém a maioria das ongs, com execessão das grandes fundações, não possuem recursos e portanto sobrevivem de doações comunitárias de empresas privadas etc...não possuem uma estrutura contábil e jurídica capaz de atender todas as exigências do governo, é preciso um novo tipo de convênio dependendo do porte e da estrutura de cada instituição. É necessário formação continuada para que as ONGs possam cumprir com mais qualificação seu papel transformador de uma sociedade.
Também seria muito interessante se o governo que estabeleceu o convênio com determinada institução social pudesse valorizar as ações artísticas e culturais daquela instituição, divulgando, premiando, apresentando a empresários, colocando na mídia televisiva e demais intrumentos de comunicação, isso dá a instituição auto-estima, protagonismo, e empoderamento junto aos setores da sociedade facilitando assim uma emancipação financeira e cultural, possibilitando que em tão pouco tempo as próprias associções passem a buscar recursos com sucesso entre empresas privadas e órgãos distintos do governo no próprio país ou fora dele.
- Encontros com os prestadores de contas e gestores de cada ponto de cultura conveniado por região ou estado afim de facilitar tanto o acompanhamento como evitar problemas no decorrer das prestações de contas.Os pontos de Cultura atuam com expressões artísticas, manifestações culturais e muitos pontos de cultura não possuem um setor específico para orientação desses serviços, quem sabe um formulário básico de prestação de contas sugerido como modelo pelo próprio governo facilitaria aos pontos de cultura entenderem o que de fato é importante para o governo no momento da prestação de contas.
Acredito que devem constar das prestações de contas, todos os seus complementos que ajudam os órgãs de governo entenderem mais a respeito da proposta daquele ponto de cultura específico:
- registros escritos, relatórios, depoimentos, entrevistas, poesias etc
- fotos,
- áudios-visuais;
- publicações;
- gravações em cds, dvds etc
- matérias postadas em redes virtuais (sites, blogs etc)
Também acredito que os encontros com os prestadores de contas e gestores de cada ponto de cultura para orientação diminuiria em muito as dúvidas e os principais erros por falta de experiência na particpação de em convênios e editais como estes.
Outra alternativa deveria ser um formulário on line para ser preenchido e os documentos de complemento iriam por correio.
Formulários on line de prestação de contas para acompanhamento sempre que necessário de forma transparente e aberta a consultas;
Encontros chamados pelo governo para gestores e prestadores de conta de cada ponto de cultura, e cada convênio, praticamente 2 pessoas por ponto (gestor e o prestador de contas) para formação e orientação;
Agendamento individual para sanar casos com problemas muito específicos;
Um espaço nas teias regionais, estaduais e nacionais para gestores e prestadores de contas dos pontos de cultura, como se fosse um GT de Gestão e Prestação de Contas
- Encontro específico de Pontões para traçar uma linha de atuação, orientação entre as tarefas mais específicas deverão ficar por conta do Pontão.
- Validação dos Pontões pelo MINC e estados para os Pontos de Cultura para que eles possam entender e colaborar com os pontões como instâncias de parceria, diminuição de problemas entre governo e sociedade levando em contas as especificidades de cada região, ou de cada tema representado pelo Pontão.
- Acredito que os Pontões deveriam ter vocação de formação educativa em diferentes temas para dar mais qualificação as ações artísticas e culturais dos Pontos;
- Os pontões deveriam circular por diferentes estados, fazendo as formações como um processo de troca de saberes e fazeres para dar "liga", amalgamar os pontos todos numa grande rede tecida e compartilhada, assim se elevariam os estados que estão mais devagar com relação a impulsionar a Cultura como ponto de transformação social.
alguns, enviarei por email.sim, enviarei por email.InfantilPor ordem de atuação:
Cultura da Infância
Cultura Popular
Educação e formação
Música
Livro, leitura e literatura
Artes Cênicas
Sócio Cultural
Meio Ambiente
Áudio-visual
Cultura Digital
Dança
Artes Plásticas
Artesanato
Cultura de Paz
Economia Criativa
Rede
Convênios e editais por ordem de chegada:

1º convênio com o MINc foi de nº 753/2005
Nome do Projeto Cultura Cidadania
Convenente: Cia Cultural Bola de Meia
Prestação de contas final em setembro de 2008

Edital de Divulgação n.º 1 de 15 de setembro de 2006 - Bolsa de Incentivo Griô 2006 (Bolsa para 5 mestres e 1 aprendiz) durante um ano.

EDITAL DE DIVULGAÇÃO No 1, DE 18 DE MAIO DE 2007, Prêmio Escola Viva

EDITAL DE DIVULGAÇÃO No- 2, DE 4 DE JULHO DE 2007, Pontões de Cultura e Pontões de Cultura Digital

Edital de Divulgação n.º 4 de 26 de setembro de 2008 - Prêmio Ludicidade/Pontinhos de Cultura 2008

Edital de Divulgação n.º 5 de 11 de novembro de 2008 - Prêmio Asas I

Prêmio Apoio a Pequenos Eventos Culturais 2009

Edital de Divulgação n.º 8 de 22 de outubro de 2009 - Prêmio Tuxáua Cultura Viva 2009

Edital de Divulgação n.º 3 de 09 de março de 2010 - Pontinhos de Cultura 2010




Ponto de Cultura pelo estado de São Paulo (301)
Nome: Arte em Qualquer Parte - Contrato 409/2009
Obs.: Estamos no 1º semestre do terceiro ano 2012 (ainda não recebemos a terceira parcela)

O Pontão de Cultura Bola de Meia (organização civil de direito privado, sem fins lucrativos), qualificada pelo Ministério da Justiça como OSCIP (Organização da Sociedade Civil de Interesse Público), foi fundada em 1989 na cidade de São José dos Campos, Vale do Paraíba Paulista.
Missão: Pesquisa, estudo, envolvimento, vivência, criação, transmissão e circulação da cultura brasileira, tradição oral e Cultura da Infância.
35
09/03/2012 19:36:11ASSOCIAÇÃO DO CULTO AFRO ITABUNENSEITABUNA/BAMatriz AfricanaPequenos EventosSimTHIDEWAS, ESPERANÇA DA TERRA, PONTÃO DE CULTURA INDÍGENA.

OFICINAS TRADICIONAIS E AUDIOVISUAL/CULTURA INDÍGENA
Participo
PONTOS DE CULTURA DO TERRITÓRIO LITORAL SUL/BA

PONTOS DE CULTURA DA BAHIA

COMISSÃO NACIONAL DOS PONTOS DE CULTURA (GT MATRIZ AFRICANA E GT BAHIA)

COMISSÃO NACIONAL DOS POVOS TRADICIONAIS DE TERREIRO
CULTURA DE PAZ

CAPOEIRA
COMUNICAÇÃO:
IMPLEMENTAR UMA COMUNICAÇÃO INTERNA E EXTERNA EFETIVA, COM ALCANCE NA GRANDE MÍDIA.

CRIAÇÃO E MANUTENÇÃO DE UM PORTAL DO PROGRAMA CULTURA VIVA, ATUALIZADO PELOS PCs

PUBLICIZAÇÃO DAS INFORMAÇÕES

ARTICULAÇÃO INSTITUCIONAL

MARCO LEGAL/LEI CULTURA VIVA/MODALIDADE DE REPASSE E PRESTAÇÃO DE CONTAS

GARANTIR RECURSOS/ PPA FEDERAL, ESTADUAL E MUNICIPAL

PROMOVER O INCENTIVO À CONTINUAÇÃO DAS ATIVIDADES EXITOSAS.
DIVULGAÇÃO ADEQUADA E EM TEMPO HÁBIL/ACESSO AS INFORMAÇÕES

DESBUROCRATIZAÇÃO DO PROCESSO.

PROMOÇÃO DE FORMAÇÃO EM POLÍTICA CULTURAL, GESTÃO DE PROJETOS CULTURAIS PARA AGENTES E GESTORES DE COLETIVOS POPULARES E TRADICIONAIS

CRIAÇÃO DE 0800 NACIONAIS E ESTADUAIS



PONTOS

EXIGIR A FORMAÇÃO ESPECÍFICA E DE QUALIDADE EM PRESTAÇÃO DE CONTAS PARA TODOS OS PCS CONVENIADOS.

SCC/MinC

GARANTIR FORMAÇÃO ESPECÍFICA E DE QUALIDADE EM PRESTAÇÃO DE CONTAS PARA TODAS AS ENTIDADES CONVENIADAS.

DESBUROCRATIZAÇÃO

PREVISÃO DE RECURSO PARA PAGAMENTO DE CONTADOR
ISENÇÃO DE IMPOSTOS, TAXAS E TARÍFAS

CRIAÇÃO DE 0800

ACESSO E PUBLICIZAÇÃO DAS INFORMAÇÕES

CUMPRIMENTO DE PRAZOS

AUMENTO NO NÚMERO DE SERVIDORES DO MinC E DAS SECULTs ENVOLVIDOS COM O PROGRAMA

ENTENDEMOS QUE TODOS OS MOMENTOS DEVEM SER REGISTRADOS E PUBLICIZADOS.

AQUI NA ACAI, ALÉM DOS FORMULÁRIOS PADRÃO, MATERIAL DE DIVULGAÇÃO, ARQUIVO DIGITAL DE FOTOS, VÍDEOS E DOCUMENTOS, CRIAMOS UM RELATÓRIO ANUAL DENOMINADO 'CARTA ABERTA" PARA PUBLICIZAÇÃO VIRTUAL DE TODAS AS NOSSAS ATIVIDADES, SIGA O LINK:

https://docs.google.com/document/d/1EAGqUw2afdEh4eT7LLkkY4G3Yn0Sw9aDImBam3fqfpM/edit

UTILIZAMOS TBM O BLOG

http://acaiba.blogspot.com

TWITTER

@acai_ba
CRIAÇÃO DE 0800

ACESSO E PUBLICIZAÇÃO DAS INFORMAÇÕES

CUMPRIMENTO DE PRAZOS

AUMENTO NO NÚMERO DE SERVIDORES DO MinC E DAS SECULTs ENVOLVIDOS COM O PROGRAMA

CRIAÇÃO E MANUTENÇÃO DE UM PORTAL NACIONAL DO PROGRAMA CULTURA VIVA, GESTIONADO COMPARTILHADAMENTE ENTRE SCC/CNPdC.

GESTÃO COMPARTILHADA COM A CNPDC

PUBLICIZAÇÃO DAS INFORMAÇÕES

ROTINA DE ENCONTROS COM AS REDES DE GESTORES, PARCEIROS E VINCULADAS

GARANTIR RECURSOS

APROVAR A LEI CULTURA VIVA, COM UMA BOA REVISÃO NO RELATÓRIO DO RELATOR, QUE DESCARACTERIZA O PROGRAMA.

GARANTIR A REALIZAÇÃO DAS TEIAS REGIONAIS, ESTADUAIS E NACIONAL

GARANTIR AS AÇÕES DO PROGRAMA CULTURA VIVA NESSE REDESENHO, POIS O QUE PRECISA DE REDESENHO É O ESTADO PARA SE ADAPTAR A REALIDADE DO FAZER CULTURAL BRASILEIRO E NÃO O CONCEITO DO PROGRAMA.

GARANTIR ESPAÇO NAS MÍDIAS

REALIZAÇÃO DOS SEMINÁRIOS CULTURA VIVA EM TODO O PAÍS

AGENDAR ENCONTRO DA CNPDC COM A PRESIDENTA DILMA
REDE DOS REPRESENTANTES TERRITORIAIS DOS PONTOS DE CULTURA DA BAHIA

https://docs.google.com/spreadsheet/ccc?key=0Arl2DLGpdGRQdGk5d1J1dEdlUUJmZWs4anBJSnNWbFE

REDE DOS PONTOS DE CULTURA DA BAHIA

https://docs.google.com/open?id=1zsnZG5fcZtVgur9EllZ-70IksfN8oRVZv4vr1pX3tr4LyTC3rGA14a7X-Y4o
Matriz AfricanaDANÇA, CAPOEIRA, INFORMÁTICA/CULTURA DIGITAL, ARTESANATO, TRADIÇÃO ORAL E CIDADANIA CULTURAL DOS POVOS TRADICIONAIS DE TERREIRO.CONVÊNIO 022/2008/SECULT/BA PROGRAMA PONTOS DE CULTURA DA BAHIAESTAMOS DISPOSTOS A COLABORAR EM TODO ESSE PROCESSO DE REDESENHO/AJUSTE, COM RESPEITO E DEDICAÇÃO, CIENTES QUE ESSA É UMA ETAPA TÉCNICA IMPORTANTE PARA O ALCANCE DOS NOSSOS OBJETIVOS.

A PRINCIPAL QUESTÃO AGORA É GARANTIRMOS A "VONTADE POLÍTICA" NA MANUTENÇÃO DESSE PROGRAMA, ESSA ETAPA NÃO É DA NOSSA GOVERNANÇA, E ISSO SÓ VAMOS CONSEGUIR QUANDO TIVERMOS A ATENÇÃO DA PRESIDENTA DILMA, QUE NUNCA RECEBEU A COMISSÃO NACIONAL DOS PONTOS DE CULTURA PARA UM DIÁLOGO!
36
09/03/2012 23:08:11Território Velho ChicoBom Jesus da Lapa - BahiaEducação e formaçãoCultura e SaúdeNãoParticipoCNdPC, Griô, Rede Nacional de Pontos de Cultura, Rede Estadual de Pontos de Cultura da Bahia, Circuito Bahia, Cine Clube,Pontos de Cultura da Bahia. Cidades e Municipios, Cultura da Paz.Formação Técnica para os executores dos convenios;Uma equipe com um maior numero de pessoas para atender aos pontos;
Retorno dos questionamentos;
Oficinas e treinamento disponibilizando conteúdos relacionados.
Formação, treinamento e acompanhamento para as pessoas envolvidas nos proocessos burocráticos e administrativos.Criar uma cartilha com as informações necessárias para uma boa gestão dos recursos recebidos.Criar e manter uma central de atendimento com uma base de dados, para que seja possivel ter continuidade nos processos de comunicação e troca de informações, pois cada vez que a gente liga fala com uma pessoa diferente que não tem a menor informação sobre o processo em questão.Manter os encontros anuais Teia;
Estreitar os relacionamentos pontões/pontos ampliando a visitação e acompanhamento in luco para teinamentos e oficinas;
Lançar editais para fomentar os encntros ponto a ponto.
JuventudeTeatro, Dança, Cultura Popular, Audiovisual, Livro e Leitura, Artesanato e QuilombolaCaminho das Águas Ponto de Cultura (INGÁ/Secult-BA)
37
10/03/2012 01:21:01CARAVANA AFRO-CULTURAL:Nossas raizes caminhos da cidadaniaPonto de culturaCastanhal ParáEducação e formaçãoPontinhoNãoNãoNão somos pontãoParticipoRede estadualFaciliatr burocraciacriar fortalecer as representações locais, formação continua para tecnologias de acesso aos recurss culturais, faciliatr intercambio entre os pontosContábilRegistro, relatório simplificado em rede de internet Acompanhamento regular de tecnico da secretaria que auxilie nos registro para prestação de contasIncentivar as açoes do Pontões de culturaNão sabemosNão sabemosQuilombolaFormação de professores e criação de estruturas organizacionais para educação e cultura afro-brasileira
Não fomosNão fomosObrigadom pela oportunidade
38
10/03/2012 09:45:49Ponto de Cultura Teia VivaPorto Alegre - RSAudiovisualEdital de Divulgação n.º 2 de 08 de março de 2010 - Cultura e Saúde 2010Simnenhuma. Pontão de cultura Minuano não realizou nenhuma atividade conoscoParticipoTuxáua, Cultura e Saúde, Economia Viva, CNPDCGeração de trabalho e renda através da formação de empreendimentos solidários culturais para possibilitar a sustentabilidade da Política Pública.
Propiciar a circulação de bens culturais entre os pontos
capacitação em gestão de projetosAções ligadas a incubação de empreendimentos culturais com assessoria técnica para a formação de empreendimentos culturais associativos de economia solidária como estratégia de apropriação social das ferramentas do Cultura VivaFilmagem das atividades, das reuniões, registro audiovisual é melhor que o fotográfico. TEmos que filmar as reuniões e fazer vídeos para apresentar na prestação de contas, como se fossem documentos válidos para justificar os recursos.Instituir mais premios do que convêniosCirculação e Economia Solidária.nãonãoJuventudefotografia, economia solidária, açao griosem mais
39
10/03/2012 11:46:30Ponto Cultura Viva na Bacia do Rio Corrente/Biblioteca Eugênio LyraSanta Maria da Vitória-BahiaLivro, leitura e literaturaEdital de Divulgação n.º 5 de 04 de agosto de 2009 - Cultura Ponto a PontoNãoParticipoCNdPC - Ação Griô - Biblioteca VivaAdaptar a legislação vigente para a realizade das instituições e promover formação e capacitação nas áreas de prestação de contas e cultura digital.
Priorizar o Programa Cultura Viva, em seu desenho original. Manter sua rubrica, seus recursos, suas ações, seus compromissos assumidos e promover o tão sonhado intercâmbio/parceria com a Educação e de uma vez por todas dar visibilidade aos trabalhos realizados pelos pontos de cultura em cada canto desse país
A adaptação da legislação vigente.Formação continuada, rapidez na análise das prestações de contas e maior diálogo com os Pontos de Cultura.Os impactos na comunidade, a aceitação da população, a frequencia das atividades oferecidas e as transformações que as atividades causam na população onde é atendida pelos pontos.VISITAS AOS pontos, às suas atividades realizadas, acompanhamento e orientação através de manuais, presença de técnicos, oficinas de capacitação e de familiarização com todo o processo burocrático que envolve o infermo que são as prestações de conta no modelo atual.Intercâmbio de ações, parcerias e mais compromisso por parte do estado no repasse das parcelas dos pontos e popntõesNão conheçoJuventudeArte-educação - cultura e saúde - Os Pontos de Cultura mudaram a cara do Brasil. Não há região que nao conheça suas ações, que nao foram transformadas e puderam ver os frutos brotando em todas as modalidades artistico-culturais.
O Programa precisa ser ampliado e permitir a cada um dos brasileiros o acesso, o direito a cultura, a conhecer e fortalecer a sua identidade cultural, às manifestações culturais da sua região e entender, a partir da sua realizade, a cultura universal, sentir-se parte dela.
40
10/03/2012 17:51:33Ponto de Cultura História eEstórias de PilõesPilões - ParaíbaMemóriaEDITAL DE SELEÇÃO, Nº 01, de 04 de dezembro de 2008 - Pontos de Cultura da ParaíbaNãoParticipoRede de Pontos de Cultura da Paraíba- Dar garantia de continuidade ao Programa;
- Capacitar melhor a comissão que fiscaliza o trabalho dos Pontos (parar de terrorismo!!!!);
- Fazer o repasse dos recursos dos Pontos nas datas anteriormente programadas, para não haver hiatos nas ações dos pontos.
- Entender que o Brasil é enorme e com especificidades que mudam de região para região, e respeitar isso.
- Capacitar a equipe governamental, seja federal, estadual ou municipal, para esse processo. Muitas vezes essa equipe dificulta mais do que ajuda.- Capacitar os gestores dos Pontos para essa função.
- Capacitar os responsáveis pelo recebimento e análise das prestações de contas.
Um tutorial na web para orientar e tirar dúvidas no momento da prestação de contas.
Poderíamos ter formulários unificados de:
Recibos de pagamento à pessoa física
Declaração de doação de serviço para a contrapartida, em valores mensuráveis à pessoa física.
- Melhorar a comunicação entre a Secretaria e os Pontos;
- A secretaria enviar constantemente informes aos Pontos;
- A pessoa responsável, na Secretaria, responder aos e-mail com as dúvidas que enviamos, ou pelo menos atender o telefone, quando desesperados por falta de resposta via e-mail, telefonamos para ela. (Estou me referindo a Secretaria de Cultura da Paraíba, não sei como é a relação nos outros estados).
Não convivo com nenhum Pontão, então não posso opinar.JuventudePatrimônio Material e Imaterial.EDITAL DE SELEÇÃO, Nº 01, de 04 de dezembro de 2008 - Pontos de Cultura da ParaíbaHoje, 10/03/12, os Pontos da paraíba conveniados com a secretaria de estado da PB, ainda não receberam os recursos para 2012, segunda parcela do convênio.
O manual de prestação de contas do MinC diz que o repasse da segunda parcela independe da entrega da prestação de contas da primeira parcela, ou mesmo da aprovação dessa prestação de contas. Apenas a terceira parcela do convênio é que depende da aprovação da primeira parcela.
A SECULT-PB não entende assim e estamos todos sem recursos até agora.
41
10/03/2012 18:06:22SER ESPECIAL COM ARTE, CULTURA E CIDADANIA"SÃO JOÃO DO RIO DO PEIXE/PARAÍBASócio-culturalEdital de Divulgação n.º 1 de 1º de agosto de 2011 -Prêmio Arte e Cultura Inclusiva 2011 – Edição Albertina Brasil – “Nada Sobre Nós Sem NósNãoParticipoFundação Bblioteca Nacional
http://www.bn.br/portal/

Laboratório Cultura Viva
http://www.labculturaviva.org/

Banco do Nordeste
http://www.bnb.gov.br/content/Aplicacao/Grupo_Principal/Home/conteudo/home_cultura.asp

Portal da Cultura
http://www.cultura.gov.br/site/

APAE de São João do Rio do Peixe
http://apaedesaojoaodoriodopeixe.blogspot.com/p/fatos-fotos.html
Divulgar e nteragir junto aos pontos e pontões seus programas culturaisTodas as acões consideradas vocacionis nos pontos e pontões, devem participar com propostas para convênios- Melhores e devidas explicacões quanto aos cumprimentos do processo licitatório
- Melhores e devidas explicacões a cerca dos contratados, autonomos ou não autonomos, no sentido de saber a copetencia do GFIP, bem como retencão de ISS, GPS, etc
- Melhor aproximacão da Secretaria de Cultura, no acolhimento e orientacão da prestacão de contas.
- Diários de atividades e Relacão dos concluintes e seus devidos certificados (Cópias, devidamente autenticadas)Enxugar muitos pontos de compromissos desnecessários, bastando um relatório circunstanciado com a apresentacão de balanco patrimonal- Intercâmbio de apresentacões de producões culturais, entre pontos e pontões, com apoio direto da Secretaria de Cultura, para que viabilzasse o apoio logistico.JuventudeDancas Folcloricas, Artesanato, Artes Cênicas, Músicas e Cultura Popular- Edital do Programa Banco do Nordeste de Cultura/Parceria BNDS - Edicão 202
- Edital 02/201 - Concurso Nacional de Vídeos Autorais/Fund. Univ. José Bonfácio/Escola de Comunicacão da Universidade Federal do Rio de Janeiro
-
Edital 200 - Edital Cine Mais Cultura Paraíba
42
11/03/2012 08:59:37Não é o casoPontão de Cultura GuaikuruCampo Grande, Mato Grosso do Sul.Artes CênicasEDITAL DE DIVULGAÇÃO No- 2, DE 4 DE JULHO DE 2007, Pontões de Cultura e Pontões de Cultura DigitalSimQuem responde este formulário é o Pontão de Cultura Guaikuru.Este Pontão de Cultura Guaikuru atua com as redes dos Pontos de Cultura do Estado de Mato Grosso do Sul, advindos de convênios com o Ministério da Cultura, com o Governo do Estado de Mato Grosso do Sul e com a Prefeitura de Campo Grande.
ParticipoRede Estadual dos Pontos de Cultura de Mato Grosso do Sul
Rede Morena dos Pontos de Cultura de Campo Grande
Rede Nacional dos Pontos de Cultura/ CNdPC
Rede Nacional Cultura Digital
Rede Pontões de Cultura
Rede Cultura da Infância
Acompanhamento da execução pelo governo federal, com orientação para o crescimento e não fazendo coro para a criminalização das entidades.Análise rápida, resposta franca aos planos de trabalho propostos, disposição do governo federal em prosseguir e fazer crescer.Realizar o acompanhamento do processo de execução financeira, enquanto se dá o desenvolvimento do projeto/plano de trabalho, identificação dos erros em processo, orientação clara, firme.Atividade de orientação no início da execução. Acompanhamento/assistência/tira dúvida para todo o processo.
Análise rápida pelo governo federal, resposta franca ao final, na prestação de contas.
Emissão de opinião clara sobre o processo de cada entidade, sair do escudo do TCU e se posicionar, buscar solução diferente dessa divulgação de informações via mídia, que deveriam ser tratadas diretamente com cada entidade.As ações citadas anteriormente.Em anos anteriores, haviam mapas, hoje estão desatualizados.Não há mapas atualizados.

O relacionamento do Pontão de Cultura Guaikuru com a Rede Estadual de Pontos de Cultura de Mato Grosso do Sul, com a Rede Morena dos Pontos de Cultura de Campo Grande, com a Rede do Centro-Oeste e outras redes se dá a partir da realização de suas atividades e do interesse dos pontos nas ações que este Pontão propõe.

JuventudeCultura Popular
Cultura Digital
Audiovisual
Educação e formação
Cultura da infância
Rede
Edital Agente Cultura Viva 2009.Não é o caso.www.pontaodeculturaguaicuru.org.br
43
11/03/2012 10:24:43Gibiteca Mais CulturaCampo Grande MSLivro, leitura e literaturaEdital FCMS/MIC 2010SimO pontão de cultura é um elo de ligação entre todos os pontos de cultura, seve como apoio e referência para os demais.ParticipoPontão de Cultura GuaycuruPara nós da Gibiteca foi excelente participar como ponto de cultura, não tenho nada a reclamar. Tudo perfeito, só espero que continuem com o programa.treinamento para elaboração do projeto bem como apoio e também treinamento para prestação de contas.maior acompanhamento e ser mais flexível em relação ao material de compra, pois as vezes ficamos amarrado no projeto e parece coisas novas e diferentes.oficina de orientação para prestar contasmelhorar a comunicação entre a secretaria e os pontos, enviando email, etcencontros setoriais e regionais.não seinão seiInfantilIncentivar à leitura de crianças e adolescentes através dos quadrinhos. www.gibiteca.org.brAcho muito importante os pontos de cultura para a melhoria da cultura de nosso país, acredito ser fundamental a manutenção deste projeto, bem como sua amplicação.
44
11/03/2012 11:32:41Ponto de Cultura Rede Candanga de Cultura e CidadaniaBrasília/DFRedeEdital Pontos de Cultura do DF 2009SimAtividades de formação e articulação em rede dos pontos.Todos os pontos de cultura do DF e Entorno.ParticipoPontos de Cultura do DFBeneficiar-se da constituição de um marco legal que considere as relação entre Estado e sociedade civil de forma mais abrangente que as de hoje; Capacitação intensiva dos agentes culturais envolvidos sobre as relações com o estado e com os recursos públicos; Capacitação intensiva dos agentes públicos sobre as especificidades do contexto onde os pontos atuam; Intensificação da ação em rede, mas não só a rede fechada dos pontos, e sim, dos pontos com as diversas redes e sub-redes existentes e correlatas ao tema de atuação dos pontos.Processo de capacitação intermediário entre a seleção em edital e a assinatura do convênio; Acompanhamento constante de gestores públicos das atividades dos pontos; modificação do marco legal existente com transição para mecanismos mais adaptados ao meio cultural.Construção de manual sobre o assunto; Prestação de assessorias permanentes ou durante as fases cruciais do processo de conveniamento, evitando o acúmulo de problemas nas fases finais.A prestação de contas deveria focar-se mais nas atividades culturais desenvolvidas que nas múltiplas condicionantes burocráticas exigidas pela administração pública.Disponibilização de uma linha 0800 para prestação de esclarecimentos durante o processo; Disponibilização em site de tutoriais simplificados sobre as ações burocráticas a serem desenvolvidas; Realização de visitas técnicas de acompanhamento; Realização de oficinas de capacitação sobre o assunto.Os pontões poderiam assumir parte das ações descritas no item anterior e construir uma ponte mais sólida entre os pontos e o Estado, cumprindo melhor o papel de intermediário do sistema.Sim. No endereço http://www.redecandanga.org/ na aba cartografia.Idem item anterior.JuventudeCultura Popular, Cultura Digital, Economia Criativa, Sócio-culturalFundo de Apoio à Cultura do DF 2010
45
11/03/2012 11:57:57Oficina teatro Invenção BrasileiraPontão Escola VivaTaguatinga - DFEducação e formaçãoEdital de Divulgação n.º 1, de 16 de julho de 2004Simtv comunitária O Pontão Escola Viva encerrou suas atividades em 2010 e foi vinculado nacionalmente a uma rede de 300 pontos inscritos no premio Escola viva Participotuxaua
CNPdC
Intensificar apoio aos grupos culturais ainda não conveniados como pontos de cultura mas que realizam atividades de interesse social comunitário.apoiar como prêmio estímulo ações de grupos culturais comunitários, acompanhando a realização das ações e os benefícios sociais prestados desvinculando as ações da lei 8.666 que trata de convênios com empresas e não com grupos culturais comunitários. Lutar por um novo marco regulatório transparente e público focado na realização das ações e nos benefícios sociais prestados desvinculando as ações culturais da lei 8.666 Todo ponto/pontão deveria ter um site ou similar onde as ações, movimentações e utilização dos recursos públicos e privados movimentados fossem postadas periodicamente para conhecimento público e análise continua dessa movimentaçãp pelo estado.espaço virtual agíl e aberto onde se registre toda a movimentação burocrática de documentos e o diálogo entre os pontos e o estado.Separar o joio do trigo... ponto tem uma caracteristica, pontão tem outra, muitos pontões foram criados verticalmente para agilizar funções inerentes ao estado ou para potencializar ações específicas do programa. Vários pontões não se submeteram a editais e vários editais já preestabeleceram que alguns pontões seriam contemplados. Como resolver essa questão sem criminalizar os pontos nem as gestões passadas é que é o problema....JuventudeCulturas Populares
Cultura Digital
Pontao de Cultura ESCOLA VIVA 2006 convidado (não existia edital para pontão)
Bolsa Griô 2007
premio asas 2008
tuxaua 2009
46
11/03/2012 12:07:38Sou.. Era? Fui? Serei sempre:
Ponto: ÍNDIOS ON-LINE
Ponto: MAIS ÍNDIOS ON-LINE
Era, Somos, Seremos:
Pontão: ESPERANÇA DA TERRA
Juridicamente nossa sede administrativa se localiza em Salvador-BA.
Porem nossos Pontos/Pontos labutam Brasil afora... Enfases no Nordeste, mais especialmente Bahia, Alagoas e Pernambuco... Com laços nacionais e internacionais...Com Escola-Sede-Laboratório, hoje em OLIVENÇA, Município sede Ilhéus-BA.
IndígenaEdital de Divulgação n.º 1, de 16 de julho de 2004SimNossa instituição Thydewa junto a 04 Pontos faz a gestão Compartilhada do Pontão.Em forma constante:
Ponto Tupinamba
Ponto Pataxo Hahahae
Ponto Pankararu
Ponto Kariri-Xocó

Em forma esporádica:
Ponto Pataxo, Potiguara, ITEIA, Casa do Boneco, Rede Tucum, Rede Mocambos...
ParticipoRede Bahia; Rede Alagoas, Rede gtCD Cultura Digital.É preciso o DIÁLOGO Estado-Sociedade Civil Organizada. Construir juntos. Entender se e autuar como PARCEIROS.

Melhorar o fluxo de informações, a comunicação e a interação.

Mudar as leis que tratam as ONGs.
Focar a avaliação dos projetos - Convênios a seus resultados e impactos e nao como é hoje, que só importa a parte contável.

Qualificação em gestão.
Curso de Prestação de Contas em SICONV.
Ter todas as informações com transparência num portal e ter toda a comunicação postada com transparência no mesmo portal; todos os processos atualizados e transparentes no mesmo portal.ESSE é um dos pontos mais fracos.
Os tecnicos do MinC nao sabem de SICONV.
Quem cuidao do SICONV é o SERPRO que nao sabe de Cultura.
As leis são para empresas e governos e nao para sociedade, pessoas, cultura popular, interiores de nosso Brasil.
NUNCA HOUVE CURSO DE PRESTAÇÂO DE CONTAS EM SICONV, isso é emergencial! Não poderia se botar um CNPJ como IRREGULAR se nunca houve CAPACITAÇÃO em PC.
Contratação de RH.
Cotação de Preços.
Compras.
Informação organizada, comunicação com transparencia.
Capacitação e Acompanhamento.
Precisamos retroceder ao ponto onde ficamos em dezembro de 2010 para SEGUINDO AQUELE RUMO redesenhar o AVANÇO.
Nos últimos 14 meses só vi retrocessos.
quantas vezes interagimos com o IPSo...Maps...e quantos milhoes de questionarios já respondimos e nunca vemos fruto de isso...

OK. Iremos fazer o nosso neste 2012.
OK. Iremos fazer o nosso neste 2012.IndígenaCruzamento de Saberes; Dialogo Intercultural, Valorização da Diversidade, Promoção da Paz...Indios On-Line Edital n°1.... Conveniado em 2004 repasse em 2005.

Mais Indios On-line um Edital de 2005... Convenio 2006? Repasse 2007? Só duas parcelas... INTERROMPIDO.

Pontao: Esperançada Terra....Entramos no (segundo edital de Pontoes) em 2007 mas, ficou na lista de espera como nono colado havendo recurso só para sete....Recorte de 500 mil para 350 mil e conveniado em 2009 por un ano e reconveniado em 2011.

Estamos há 03 anos conveniandonos como "Mensageiros da Terra" via edital especial para PONTOS DE CULTURA INDÍGENAS.

Tivemos:
O selo CULTURA VIVA iniciativa reconhecida - 2007
Ludicidade 2008
Interações Estéticas 2009
Midia Livre 2009
Estorias de Ponto - NAO PAGO -
Ponto de Valor - NAO PAGO -
Midia livre 2010
Premio Esporos - Cultura Digital 2010
Bolsa Agente Cultura Viva - CANCELADO
Premio Memoria 2011 - A receber!
IPAC 2010Quase ninguem OUVIU falar de PONTOS DE CULTURA INDIGENA uma inciiativa da ex-SID que convenio uma OSCIP para 30 Pontos e abriu um edital....do qual nossa ONG ganhou para 08 Pontos (contatamos 50 lideranças indigenas que representam 50.000 indios que há quase 03 anos estão esperando as promesas do Governo!!); quase ninguem sabe desse edital.
Como é que se o GOVERNO demora 02 anos para pagar por irrresponsabilidade do governo pode se ENGABETAR fechar um edital ou um Premio; se a ponta e seus beneficados nao foram responsaveis pela demora???
47
11/03/2012 17:21:03Cultura: Direito de Todos ( Fundação Terra Mirim )-------------------------------Simões Filho - BahiaDança, Música,CapoeiraEdital de Divulgação n.º 1, de 16 de julho de 2004SimNão somos vinculadas.ParticipoRede de Pontos de Cultura BahiaParceria Efetiva/Material e Eficiente. A nosso ver o ponto crítico é a forma por meio da qual se estabeleceu a relação Ponto de Cultura e MinC (Adminstração Pública): estabelecer que esta relação deva se pautar nas normas aplicáveis à Administração Pública sem a busca de mecanismos legais que surjam da realidade desta relação, em especial das condições/possibilidades administrativas e executivas dos Pontos de Cultura, nos parece um grande equivoco. Como determinar e exigir que aquelas ações que representam o movimento vanguardista no panorama sociocutural no Brasil sejam regidas pela estrutura legal de maior complexidade/peso burocratico? Meios alternativos devem ser buscados, urgentemente, tendo em vista possibilitar uma verdadeira parceria Ética entre os movimentos sociais/Pontos de Cultura e a Administração Pública, isto é: como existem leis especiais que regulamentam título específicos do Terceiro Setor (como Oscip e OS) há que se criar um regimento legal que venha ao encontro da realidade apresentada pela sociedade civil organizada em diversos Pontos de Cultura pelo Brasil - em especial organizações populares, comunitárias, de base.Acompanhamento efetivo da execução do projeto por parte de equipe técnica do MinC;
Capacitação efetiva das equipes dos Pontos de Cultura no marco regulatório que regerá o processo de conveniamento e sua execuação (incluindo fases previa e posterior);
Busca de uma relação que se baseie na materialidade dos fatos e não seja fragmentada a ponto de permitir que formalismos aprisionem ou prejudiquem execuções/realizações "premiadas"
Descentralização do processo, com acompanhamento central e criação de equipes tecnicas locais
Um maior equilibrio na relação MinC-Ponto de Cultura
Adequação das regras à realidade dos Pontos de Cultura;
Fluxo de comunicação/informação tem que ser aprimorado;
A equipe de acompanhamento do MinC precisa ser mais estável, mais acessível. Se houver fluxo de pessoas deve haver um sistema de informação consistente e nivelado, onde as informações permaneçam e circulem com eficiência;
Programas de formação em gestão/administração para as equipes dos Pontos de Cultura e Acompanhamento por equipe Técnica do MinC
Em momentos previstos no cronograma de execução do projeto e articulado entre o Ponto de Cultura e o MinC

Registros audiovisuais, listas de assinaturas, visitas técnicas de acompanhamento/auxílio às atividades desenvolvidas (em parceria efetiva).
Meios de certificações de cumprimento ético e eficiente que possam ser graduados em acordo com a execução, o acompanhamento e a avaliação dos projetos no correr do tempo e que correspondam a níveis de redução de burocracia na parceria entre Ponto de Cultura e MinC (para o qual podemos lançar mão de exemplos como os regimes das OS).
Precisa ser criado um marco regulatório que sirva à realização dos projetos, das ações dos Pontos na execução das metas pactuadas. Quer dizer, precisamos nos livrar de marcos legais que surgiram para outros níveis e propósitos de relação/parceria entre a Sociedade privada e, mesmo, Terceiro Setor e a Administração Pública.
É necessário que a Parceria seja material/real e não apenas formal - onde a Administração Pública de parceiro se torna mero fiscalizador e em desconhecimento da realidade julga a partir da análise de estruturas formais.
Investimento na Articulação entre os pontos, onde os Pontões fucionariam como Fóruns permanentes. Investir para a maturação e desenvolvimento das relações da Rede (entre os Pontos de Cultura e Pontões), incluindo recursos humanos;
Busca de caminhos menos formalistas para a efetivação das articulações de Rede (Pontões);
Conselho, além da Comissão, formado por lideranças legitimas escolhidas pelos Pontos de Cultura.
Secretaria de Cultura do Estado da Bahia tem.Não sei.JuventudeAs atividades do Ponto de Cultura são/foram todas desenvolvidas a partir de uma perspectiva de integração multidimensional, que tem como base o conceito e praxis da Ecologia Integrativa - consciência e ação consciente.Prêmio Asas I, 2008
Prêmio Escola Viva, 2007
Pontinhos de Cultura, 2010
Bolsa de Incentivo Griô, 2006
Prêmio Culturas Populares Humberto de Maracanã, 2008
PRECISAMOS DE CÉLIO TURINO, pai, sonhador e realizador dos Pontos de Cultura - para a maturação do processo.

Precisamos dar prioridade aos casos dos pontos de cultura que estão com pendencias nas prestações de contas. Há que se focar na busca de soluções gerais, para todos, e não buscar tão somente soluçoes casuais/individuais.

Precisamos tomar como parametro as questões de qualidade na execução do projeto, eficiente aplicação das verbas, ética e alcance das metas traçadas. E, superar os conflitos entre os requisitos formais não observados e a realização eficiente do objeto pactuado.
48
11/03/2012 19:56:59Ponto de Cultura Patureba:artista pástico artesão fazendo cultura em mutirão
UNART
Patos de Minas-MGArtes PlásticasEdital de divulgação dez 2007- SEC/MGSimPontão de Cultura do Triângulo. Foram denvolvidos dois excelentes cursos semestrais no primeiro ano, de Cinema e Audiovisual., em que foram produzidos quatro curtas. O terceiro quarto cursos estão provisoriamente suspensos aguardando decisões do MinC quanto à liberação dos recursos referentes ao segundo ano.ParticipoRedes Regionais. Nossa rede engloba a Região do Alto Paranaíba e a do Triângulo Mineiro.1- Os recursos do convênio devem ser corrigidos conforme índices oficiais de reajustes, considerando a inflação e outros fatores.
2- Ter recursos extras para implantação de novas ações comunitárias aaaalém dos nossos tradicionais cursos e oficinas de artes plásticas e artesanato previstos, já que a demanda para esss cursos e oficinas é bem superior à oferta. Se houvesse recursos extras para pagamento de mais monitores e seus encargos, além do material de consumo, com certeza, a frequência seria 100% maior. Quando abrem inscrições para formar turmas iniciantes no oinício de cada semestre, interessados dormem na fila para conseguirem suas vagas.
O processo de conveniamento adotado pela Secretaria de Estado de Cultura de Minas Gerais, em parceria com o Ministério de Cultura seria eficaz, não fosse o atraso na assinatura do convênio e liberação dos recursos pelo Governo de Minas, por 12 meses, sem qualquer reajuste.Ser menos burocrático. Fizemos a primeira prestação de contas referente ao primeiro ano sem muita dificuldade. Entendemos que juntar documentos comprobatórios, cópias de cheques, extatos bancários oficiais, notas fiscais, etc. são justificáveis para não acontecer falsificações, desvio de recursos, etc. como tem acontecido com certas ongs. É preciso maior fiscalização. Em 18 messes de funcionamento nenhum fiscal apareceu em nosso ponto de cultura para acompanhar o andamento de nossas ações, conferir documentos e bens adquiridos, etc., e parqa nos orientar em possívis falhas administrativas. Não podem deixar para fiscalizar só no final do projeto.No início de cada ano e semestralmente, se possível. Nada como uma orientação presencial, com planílhas para registros diários d atividades, aquisições, emissão e controle de cheques, recebimento de material, movimento bancário, rendimentos financeiros, etc.Promover mais encontros de aproximação, orientação presencial, visando maior interação entre os ponteiros e as autoridades representativas estaduais e federais da SEC ou MinC, responsáveis pelos contatos com os pontos e pontões, para ouvirem e repassarem novas informações além de acompanharem o andamento das ações e atividades de cada setor dos pontos/pontões e detalhamentos, formulação de novos projetos que poderão ser agregados ao Projeto original do Ponto de Cultura já existente e receber novas orientações, fazer avaliações formais de rotinas, etc. como acontece no sistema da Educação,. Para efetivar essas ações prever recursos para transporte, hospedagem e alimentação, tanto para encontros estaduais, nacionais e regionais para os representantes dos Pontos/Pontões. Na TEIA não é possível acontecer esses momentos mais informais de troca de informações, avaliações.Resposta na questão anterior.A coordenação de nossa Rede Regional é realizada pelo Ponto Emcantar-Uberlândia - Contato: Ana Paula RabeloJuventudeEstadual- Secretaria de Estado de Cultura de Minas Gerais - Dezembro 2007, prorrogado até janeiro 2008.Questionário respondido pro Arminda alves Gomes de Carvalho- Gestora e Coordenadora Pedagógica do Ponto de Cultura Patureba-UNART
Contatos:
34-9911 3025 - 34-3825 5034
Patos de Minas-MG
arminda@uai.com.br
pontoculturapatureba@uai.com.br
Site: www.pontodeculturapatureba.com
blog: pontodeculturapatureba.blogspot.com
49
11/03/2012 22:06:04Eldorado CulturalCastro Alves - BahiaCultura DigitalEdital 001, de 26 de março de 2008NãoParticipoPonto de Cultura da Bahia, CNdPC, Cultura de Paz, Sesc SenacMais funcionários efetivosMais informações para os Pontos de CulturaLei especifica para prestação de contas de Pontos de Cultura, e não a Lei 8.666/93Fotos, filmagem e gravaçõesEncontros regionaisDeveria ter Pontões regionais para auxiliar os Pontos de CulturaJuventudeOficina de música, bordado, custura, pintura, dança
50
11/03/2012 22:38:10Ponto de Cultura "Caiçaras"Cananéia - SPCultura PopularEDITAL DE DIVULGAÇÃO No 4, DE 20 DE ABRIL DE 2005NãoParticipo- Rede de Pontos de Cultura do Estado de São Paulo
- Rede de Pontos de Cultura do Vale do Ribeira
Fazer funcionar a tal "gestão compartilhada" proposta e não executada na gestão anterior e abandonada na atual gestão.Mudança na legislação que regula os conveniamentos entre Governo e Terceiro Setor.

Como isso demanda tempo e envolve outras esferas governamentais sugiro a manutenção do sistema de "premiação", pois esse parece ser o caminho mais adequado e aceito legalmente.
Salvo engano, a grande maioria dos Pontos e Pontões apresentaram suas prestações de contas dentro dos prazos exigidos.

Por outro lado, a SCC não conseguiu analisar essas prestações de contas e esse parece ser o grande gargalo em relação a esse problema.

Em São Paulo, ocorreu um "mutirão" de análise colaborativa para tentar resolver o problema. Contudo, parece que novamente não houve retorno da SCC em relação as demandas e encaminhamentos acordados.
Enquanto não se muda a lei existem regras previstas em legislação que devem ser cumpridas em relação a prestação de contas.Aumentar o número de funcionários e promover a tal "gestão compartilhada" de forma efetiva e funcional.Basta dar continuidade ao processo que estava em andamento e que foi bruscamente interrompido quando ocorreu a mudança de gestão.

Independentemente disso, conseguimos manter os trabalhos junto a um Pontão de Cultura e os resultados alcançados tem sido bastante satisfatórios.

Logo, dar continuidade e avaliar constantemente o andamento dos projetos parece ser a melhor forma de dar o tal "salto qualitativo".
Não temos esse mapeamento.CaiçarasCultura Digital, Patrimônio, Meio Ambiente e Música- Edital de Divulgação nº 2 de 27 de junho de 2008 - Bolsas de Incentivo Griô 2008

- Edital de Divulgação nº 8, de 15 de setembro de 2009 - Bolsa Agente Cultura Viva 2009

- Edital de Divulgação nº 3, de 14 de julho de 2009 - Bolsa Agente Escola Viva 2009

- Edital de Seleção de Projetos Técnicos IPHAN n° 001/2009 – Apoio e Fomento ao Patrimônio Cultural Imaterial

- Edital de Divulgação n.º 1 de 08 de março de 2010 - Prêmio Asas II

- Edital de Divulgação n.º 4 de 09 de março de 2010 - Prêmio Cultura Digital 2010

- Edital de Divulgação n.º 7 de 09 de março de 2010 - Prêmio Tuxaua Cultura Viva 2010
Sugestão: envolvam cada vez mais e de forma efetiva os Pontos e Pontões de Cultura nesse processo de "redesenho".

A impressão que se tem por ai é de algo que "vem de cima pra baixo" de forma não inclusiva e impositiva.

Acredito que apenas o trabalho participativo e colaborativo poderá gerar resultados positivos a curto, médio e longo prazos.

Bons trabalhos e contem conosco!!!
51
12/03/2012 00:06:46Teko Aranducampo grande/msIndígenaconvenio cooperação 056/2007/MINC/FNCSimpontão de cultura guaicuru. cursos de inclusão digital, oficinas de produção áudio-visual. Participoparticipamos do programa rede de saberes e mantemos contato com outros pontos indígenas. cumprir o cronograma, levar em conta as especificidades de cada ponto, criar mais pontos indígenas e fomentar o surgimento de pontões indígenas. oficinas para uso do siconv e instruções para prestação de contas. Acredito que o conveniamento pelo siconv é mais efetivo e transparente. atendimentos informais dos pontos não previstos no plano de trabalho e relacionados ao empoderamento das comunidades mediante uso das novas teconologias. permanencia das secretarias, ramais telefônicos, celeridade na análise da prestação de contas, aumento do numero de funcionários efetivos. flexibilidade no editais e celeridade na análise das prestações de contas. Indígenainclusão digital, produção audio-visual em area indígena.
52
12/03/2012 05:55:05CULTURA DE OUROTRANS-XINGU-TAPAJÓSITAITUBA/PACultura PopularEDITAL DE DIVULGAÇÃO No- 2, DE 4 DE JULHO DE 2007, Pontões de Cultura e Pontões de Cultura DigitalNãoPonto da OCA, Ribeirinhos, Xingu e os 60 pontos de cultura conveniados com o Estado do ParáParticipoCNdPC, Rede Nacional dos POntos de Cultura, Rede JuvenilRetomar a divulgação dos editais e a liberação dos recursos que não foram liberados de parcelas, melhor apoio para prestações de contas e o chamamento de municípios para serem parceiros do MINC para ampliar a participação da sociedade cultural no programa.Criar um departamento na SCC de formação para elaboração e execução de projetos, visando inclusive a prestação de contas.incluir em seus projetos formações continuadas de gestão.Assim como nos primeiros editais foi obrigatório a inclusão do kit digital, nos demais editais precisam ter uma ação de gestão, visando formações, registros e apoio logistico para o ponto ter a prestação de contas como ação dentro do seu convenio e não somente como obrigação.- O Governo Federal já possui o sistema SICONV e todos os convenios da Secretaria precisam ser direcionada pelo SICONV, pois ele já melhorou e muito o fluxos de procedimentos administrativos.- Dar oportunidades aos pontos que foram aprovados e não conveniados;
- Selecionar entidades para serem pontos/pontões de cultura de generos;
- Possibilitar que Prefeituras firmem convenios com o MINC para criação de pontos de cultura municipais com contrapartidas significativas para ampliar o programa.
GLSGestão Coletiva nas cidades de Altamira, Itaituba e Santarém. EDITAL DE DIVULGAÇÃO No 4, DE 20 DE ABRIL DE 2005

EDITAL DE DIVULGAÇÃO No- 2, DE 4 DE JULHO DE 2007, Pontões de Cultura e Pontões de Cultura Digital

Prêmio Apoio a Pequenos Eventos Culturais 2009


Nosso convenio de Ponto de Cultura não recebeu a última parcela e foi incluído recentemente na lista da CGU de entidades impedidas de conveniar com a união, por conta desse convênio.

O convênio do Pontão de Cultura, nunca foi conveniado por falta de recursos orçamentários, segundo a SCC.
53
12/03/2012 07:35:39PONTO DE CULTURA APRENDIZ SEMEADOR - ASSOCIAÇÃO MALASARTES EDUCAÇÃO SENSÍVEL - CURITIBA - PARANÁNão somos.CURITIBA - PRCultura da InfânciaEdital de Divulgação n.º 3 de 09 de março de 2010 - Pontinhos de Cultura 2010SimPontão Kuai Tema.
Este Pontão buscou a integração e capacitação dos Pontos locais mediante a organização do Festival de Cultura do Paraná e ações de reunião e documentação.
Não somos.ParticipoRede dos Pontos de Cultura de Curitiba.
Rede dos Pontos de Cultura do Paraná.
Rede dos Pontinhos de Cultura.
No momento, precisamos com urgência da liberação das parcelas atrasadas, pois já estão pendentes há quase dois anos. Só podemos pensar em "salto de qualidade" se os compromissos básicos forem cumpridos. A partir daí, o importante é voltar a ter uma compreensão da razão de existência dos Pontos de Cultura como foco para todas as decisões seguintes. Do contrário, eles podem se tornar apenas uma página virada na nossa história.Transformar o convênio em um Prêmio, a exemplo da premiação de Pontinhos de Cultura e outras experiências de conveniamento que conheço de São Paulo.Ter um efetivo relacionamento com os Pontos de Cultura, capacitando e auxiliando.Penso que o desenvolvimento de qualquer projeto tem que seguir metas básicas e principais de atendimento e relacionamento com a comunidade. A consecução destas metas são os marcos balizadores.Ter pessoas responsáveis que sejam acessíveis para um contato direto.Que os Pontões tenham seus projetos de ação realmente focados no conjunto dos Pontos de sua área, e não apenas em setores temáticos. E que tenham condições asseguradas para a continuidade de seus trabalhos.A Fundação Cultural de Curitiba tem este mapa referente aos Pontos de Cultura de Curitiba.Há que verificar com o Pontão Kuai Tema.InfantilCultura da Infância, com ações envolvendo artes cênicas, cultura popular, livro e literatura.Edital de 2008 - Pontos de Cultura de Curitiba - convênio MinC e Fundação Cultural de Curitiba- convênio para 03 anos.Edital do Mecenato Municipal, 2011.
Edital dos Correios, 2011.
Grato,

Luis Teixeira
54
27/03/2012Ponto de Cultura Ovoku Issoneu Kopenoti Casa do Pensamento Indígena,Miranda, MSIndígenaEDITAL DE DIVULGAÇÃO DE JULHO DE 2009Não seiParticipoGrupo virtual de Pontos de Cultura de MS.1 - Finalizar os convênios já contemplados e que estão parados por questões orçamentárias;
2 - Trabalhar melhor com os Pontos de Cultura, por meio de encontros de qualificação (talvez), os temas Sustentabilidade, Captação de Recursos e Cultura Digital.
Todas que permitam agilidade no processo, pois a demora das solicitações e dos retornos de questão burocráticas prejudicam a continuidade das atividades. Temos que trabalhar com planejamento, prazo e previsão, a comunidade exige isso.Fazer capacitações sobre o tema.O registro das atividades desenvolvidas.Um espaço virtual para responder as questões diretamente, que possa estar ciente da situação de cada Ponto de Cultura que precisa de apoio.Mais encontros e atividades coletivas.- =IndígenaAudiovisual, Artesanato e Informática Básica (Cultura Digital)Edital para Rede de Pontos de Cultura de Mato Grosso do Sul - 2009.
55
12/03/2012 08:40:30Ponto - Cultura 36 Arte no CerradoNão somos Pontão de Cultura e sim Pontos de Cultura com orçamentos menoresBonfinópolis - GoiásArtes CênicasFazemos parte apenas do edital de Ponto de Cultura de goiásSimPontão República do Cerrado - Atividades: Articulação da rede de pontos de cultura de goiás,apoio com infreastrutura nas atividades culturais produzidas por pontos de cultura não conveniados, produção de eventos culturais na periferia de goiânia, elaboração de um catálogo das entidades com potencial para serem pontos de cultura conveniados, principalmente na gestão junto ao governo do Estado e ao governo do município de goiânia para a elaboração de editais para pontos de cultura e gestão junto a UFG para ofercer curso de Pós- Graduação para agentes culturais do programa cultura viva.Não somos Pontão e sim apenas Ponto de Cultura que atua no município.ParticipoRede estadual de Ponto de Cultura,Rede regional centro- oeste, Dentro do nosso muncìpio está nascendo uma rede de entidades do setor cultural articulada pelo nosso Ponto Cultura 36 Arte no Cerradoa) ser "paga" em dias as parcelas pois a falta desta provoca uma perda no processo de formação público atendido pelo projeto e também para a coordenação do mesmo, b) ter nos proxímos editais um curso de 80 horas para formação sobre gestão e prestação de contas de convênios em cárater obrigatório para os gestores dos projeto,c) Pensar um outra lei para nortear a prestação de contas pois a 8.666 é muito cara para as entidade que não podem pagar contador,d) Permiitir no edital um recurso pagar o contador e) socializar de forma sintética os relatórios de desempenhos das atividades produzidas nos pontos mostrando um quadro geral do metas.Rapidez e eficácia na assinatura dos convênios,na emissão de aditivos junto ao planilha orçamentária,na emissão de parecer sobre a prestação de contas,Ter acesso a formação sistemática sobre prestação de contas burocrática e no preenchimento dos formulário financeirosA execução de cada meta prevista no plano de trabalho.
Modelo de registro: produção de Videos de Curta metragens,fotos, exposição desse material no blog do projeto, um portal um todos os projetos devem postar as informações sobre o andamento do projeto,
Simplificar o processo burocrático Produção de encontro e seminários regionais ou estaduais pelo menos semestramente com caráter obirgatório a presença de represetantes dos pontos com agenda fixa e atencidada.Existe,mas apenas para o estado sendo que este se encontra na Secretaria Estadual de Cultura de Goiás. Contudo não temos um mapa territorial dos pontos de cultura no regional centro- oesteO Pontão República do Cerrado tem um catálogo com os dados, atividades, e as localizações dos pontos que ele apoia ou articula. Mas nós como parceiros não temos acesso a esse materia em aquivo digital.JuventudeArticulação da Cultura Popular local, Articulação dos artistas e artsãos da cidade e Gestão Permanente junto ao poder público Municipal para a implementação de Políticas Públicas de Cultura(criação do Conselho de Cultura, Plano e Fundo)Fazemos parte apenas do Edital de Ponto de Cultura promovido pela Agência Goiana de Cultura hoje Secretaria de Cultura Secult.Edital de Pontos de Cultura para o Estado de Goiás, promovida pela Agência Goiana de Cultura- AGEPEL hoje Secretaria Estadual de Cultura - SECUT. sendo dois terço do recurso oriundo do Ministério da Cultura- Cultura Viva e um terço da Agepel/ Secut.Em Bonfinópolis o programa Cultura VIva é um marco histórico do investimento de recurso público em projeto cultural, pois militamos a 15 anos e só agora tivemos a presença direta do estado em nossas atividades. Contudo a chancela estatal de Ponto de Cultura legitimou a nossa pauta de reividicação por politicas públicas de cultura junto ao poder municipal. Fato que já nos ajudou a aprovar e efetivar o Conselho Municipal de Cultura, realização de conferências Municipais de Cultura, criação do Plano e Fundo de Cultura , e a realizar o primeiro mapeamento cultural de Goiás nos moldes do Sistema Nacional de Cultura.
56
12/03/2012 08:43:39Uma Cidade tem que ter Memória, Resgate, Preservação e Integração Regional da Cultura Italiana.-Caxambu do SulPatrimônioPrograma Mais Cultura - Pontos de Cultura - Edital de Seleção Nº 01/08, de 20 de Outubro de 2008 - Não sei--Participocultura.sc/pontos

- Não atrasar repasse das parcelas e continuar com o programa, "Uma vez Ponto de Cultura, sempre Ponto de Cultura".- Agilizar as prestações de contas.

- Reuniões específicas para auxiliar os Pontos com prestações de contas.



- Atendimento individual para cada Ponto de Cultura.


- Confecção de uma cartilha de prestação de contas.

- O Ponto que estiver em dia com a prestação de conta não depender dos outros Pontos para receber a próxima parcela.
- Confecção de uma cartilha de prestação de contas.- Cada Ponto entregar e explicar pessoalmente a Prestação de Contas.- Tornar os encontros regionais mais frequentes;

- Trazer alguem que esclareça mais as dúvidas.

- Visitas frequentes dos Pontões nos Pontos de Cultura.
http://cultura.sc/pontos/mapa/

-JuventudeDança, Teatro, Canto Coral, Língua Italiana, Museu Histórico..Mais Museus- As parcelas deveriam ser repassadas para cada Ponto, no início do ano, pois todas as atividades recomeçam em Fevereiro.

-
57
12/03/2012 08:57:59Centro de Cultura Popular Piollin
Organização: Centro Cultural Piollin
João Pessoa/PBPatrimônioEdital de Divulgação n.º 1, de 16 de julho de 2004SimNa área do audivovisual e cultura digital.ParticipoRede Estadual de Pontos de Cultura e Rede Nacional de Pontos de Cultura.Acompanhamento e monitoramento das ações dos Pontos e Pontões, de forma a se estabelecer critérios de premiação e chancela dessas organizações. Articulação com as políticas educacionais, sociais e culturais nos estados e municípios para o acompanhamento do Programa, com a participação de gestores governamentais e sociedade civil. Articulação com orgãos do Governo Federal que fazem interface com o Programa.Estudo novos marcos legais e ações de qualificação de gestores governamentais e dos Pontos e Pontões.Estudos de novos marcos legais, qualificação de pessoal na área de gestão.Não temos um modelo pronto. Esse modelo é provável que se encontre nos Grupos de Treabalho nos estados com participação dos agentes envolvidos no Programa.A ampliação de quadros da Secretaria e/ou parceria com Instituições quealificada nas diversas áreas que caracterizam o Programa, de modo a melhorar a capacidade técnica nos estados e municípios. Ações de formação sistemáticas e e utilização da Tecnologia da Informação.Acreditamos que uma redefinição no modelo de Pontos e Pontões,cumprimento efetivo de metas que possam melhor defini-lo'. Qula é mesmo o papel desses Pontos e Pontões? Quais os processos pedágicos, de produção e difusão, relação com o público em experimentaçã que possam responder essa questão, considerando as diferentes realidades gesográficas.Na Paraíba, a rede procura atuar em seis micro-regiões: litoral/zona da mata, agreste/borborema, brejo, cariri, curimataú/seridó e sertão. Via e-mail, enviaremos nomes e contatos dos membros.. Pontão Cariri e Pontão da ABD(audivovisual).InfantilEducação informal de crianças, adolescentes e jovens.Prêmio Asas I, Edital Ponto a Ponto, Edital Carequinha 2010, Edital Pontinhos de Cultura, Premio Escola Viva.Editais do Fundo Municipal de Cultura(1) e editais do Fundo Estadual de Cultura(2). Editais Fundo Municipal em Defesa da Criança e do Adolescente(2).
58
12/03/2012 08:58:34Ponto de Cultura CinepoesiaMontes Claros - MGAudiovisualparticipamos do Edital da SEC, de 2008Não seiParticipoRede dos Pontos de Cultura de Minas Gerais1) Adequar a legislação (convênios, editais) à realidade dos Pontos, em sua maioria dedicados à militância cultural cotidiana,com menor exigência burocrática. Isso não quer dizer informalizar a relação com os Pontos de Cultura, mas pensar em plataformas "amigáveis", simples, onde os Pontos ou os grupos que concorrem a Pontos de Cultura, possam apresentar seus trabalhos e atestar sua atuação.

2)Definir mecanismos de continuidade para os Pontos que conseguiram, com o subsídio dos convênios, fortalecer sua atividade.

3)Estimular a constituição de redes ou comunidades de atuação, reunindo pontos de atividades comuns e direcionando a essas redes incentivos específicos.
1) Simplificação dos formulários: com o uso de tecnologias, é possível criar condições de "diálogos amigáveis" com os grupos proponentes;

2) Manter proximidade com os Conselhos Municipais de Cultura no sentido de facilitar a detecção de grupos atuantes nas comunidades, que se serviriam dos recursos do convênio para incrementar sua atuação;

1) A obrigatoriedade de compra, em bloco, dos equipamentos do kit Multimídia nos criou um problema sério: fomos informados de que teríamos que comprar todos os equipamentos de um único fornecedor . Como o centro de nossa atividade é a produção audiovisual (que exige equipamento de determinado nível de complexidade e especificidade), foi difícil encontrar uma empresa que fornecesse esse e os demais equipamentos da lista; tivemos que priorizar outros equipamentos em detrimento daqueles que nos seriam úteis, pagando mais caro por eles. Embora concordemos que deve-se exigir de todos os Pontos equiparem-se para o necessário trabalho de comunicação em rede, deveria se evitar o engessamento provocado pela definição do Kit Multimídia.

1) Uma plataforma virtual bem pensada pode favorecer essa comprovação das atividades realizadas: mecanismos simples para inclusão de fotos, materiais produzidos, depoimentos em arquivos de voz, etc, podem tornar a prestação de contas menos burocrática e mais efetiva. Vamos pensar, por exemplo, num modelo virtual de "portifólio" de cada ponto, que poderia facilitar também a constituição de um site de todos os pontos e o mapeamento da atividade cultural dos Pontos, em todo o território nacional.

2)Deve-se estimular o registro e divulgação das atividades coletivas desenvolvidas por cada Ponto, facilitando a visualização de uma "linha de tempo" dessas atividades, com menção aos ciclos de atividade (em quais meses as atividades se intensificam, por exemplo). Essa informação é importante para o mapeamento da atividade cultural nos territórios, subsidiando outras políticas culturais.
1) Uma página nacional dos Pontos e Pontões, amplamente interativa, incluindo a possibilidade de inserção de conteúdo por parte de cada Ponto, poderia facilitar a interação entre todos os Pontos da rede nacional e internacional.






1) Intensiva divulgação da localização e área de atuação de cada Pontão de Cultura. Nós, Ponto de Cultura Cinepoesia, não sabemos a qual Pontão poderíamos estar vinculados, para incrementar nossa atuação. Como ter acesso a essa informação?Não, não temos um mapa pronto, mas apenas listas de todos os participantes que passaram por nosso Ponto de Cultura.JuventudeO Ponto de Cultura Cinepoesia trabalha para a formação dos novos produtores de áudiovisual de natureza educativa e cultural. Nossa ação, no momento, tem se limitado ao cerne da produção audiovisual: roteiro, cinegrafia e edição. Mas esse ano ainda começaremos a contemplar toda a cadeia produtiva da obra audiovisual incluindo cenários, figurinos, sonoplastia, etc. A integração das novas mídias também é um ponto fulcral de nossa atuação, tendo em vista que estamos nos preparando para a digitalização da TV Geraes, emissora educativa, afiliada à Rede Minas/TV Cultura, que dá suporte e concentra a produção do Cinepoesia. Portanto, podemos incluir, em nossas ações, os interesses em empregabilidade e empreendedorismo na área de produção áudiovisual.
59
12/03/2012 09:33:07ponto de cultura Digital Raízes do CerradoCocalzinho de Goiás-GOAudiovisualAgente cultura viva 2009Simrepublica do cerrado, coepi, guaimbê veredas e nascentes, Guaicuru

ParticipoCultura Digital, GT Audiovisual, rede pontos de GoiásDestravar o que estava em andamento, existe uma possibilidade diante de cada dificuldade, mas se as dificuldades de multiplicam as possibilidades seguem o mesmo caminho, no entanto algo que nasce para transformar necessita de tempo para se desenvolver, só está faltando reverter o tempo perdido...diminuir burocracias e dar mais tempo para as acções, o trabalho é digno de quem faz, mas se a cada dia aumenta o trabalho com burocracias mais tempo se perde, o que deveria ser empregado na criatividade se perde refazendo normas e redesenho, cada desenho é único ocupar-se com o novo é mais importanteacredito que as exigências são claras e talvez alguns não cumpram por falta de experiência, tudo isso era previsível, esse programa é uma escola viva de cultura, se alguns não conseguem o barco deve seguir com os que conseguem cada situação tem sua complexidade não se deve tornar problemática todas as maças se apenas duas estão com defeito, generalizar dependendo do ponto de vista é bom não no geralregistro de oficinas, e atividades do pontos conforme o edital, da maneira que tem sido feito, fotos e vídeos, fichas etc já é muito trabalhoacredito que os modelos anteriores são bons exemplos, devido alguns pontos não terem executado de forma correta o q acredito que foram minoria em todos os casos sempre existirá alguma falha não áh modelo perfeito em nenhuma área da sociedadeexistem padrões que correspondam qualidade em cultura isso não é produto de um mercado da china, se parar para pensar estamos num momento de transição o mundo vai mudar e muito, mas a cultura permanece, em, se tratando de cultura digital se apropriar de ferramentas livres e conceitos de liberdade já merece o mérito https://docs.google.com/file/d/1pXSLjOcXd5KDkHFAhA5LlT32iqWd2515OMsXKC1pFGuUa4XrwX7NhQBW1rKA/editJuventudeCultura Digital e Audiovisualvídeo autoral, lab cultura viva 2012se as coisas funcionassem bem da parte do governo, muitas pessoas não morreriam a mingua, o Brasil é o pais mais rico do mundo o mundo todo sabe disso, os sistemas económicos tentam burlar com a burocracia os direitos fundamentais dos seres humanos e muitos anos se passam sem uma solução e é grande a concentração na mão de poucos, enquanto muitos ainda ficam as margens, mesmo assim acreditam no mundo melhor e seguem construindo um pais e um mundo de todos
60
12/03/2012 09:48:31Núcleo Boa Nova de Arte e CulturaIpameri - GoiásArtesanatoEdital do Estado de Goiás de nº 001 de 12/12/2008NãoParticipoA rede dos pontos de cultura do Estado de GoiásCumprir os prazos e compromissos com os repasses para os pontos, pois nossa sobrevivencia pepende disso.Se possivel desburocratizar um pouco o processo.Cumprimento rigoroso de prazos de ambas as partes.Planilhas simplificadas e objetivas que demosnstre claramente suas ações.Manter um dialogo direto (tira dúvidas e orientações ) com pontos e pontões através de uma rede específica. Troca de experiencias, demonstrações e qualificações.DesconheçoJuventudeEdital do Estado de Goiás de nº 001 de 12/12/2008
61
12/03/2012 11:47:38Ponto de Cultura "Arte em Movimento"Extrema MGArtes CênicasEdital 30/05/2009 NãoParticipoPontos de cultura de MGContinuidade aos Pontos de Cultura já existentes focando não o Kit Multimídia e sim deixar livre para outras possibilidades como montagem de espetáculo e circulação, mostras artísticas e intercâmbios culturais.no caso o que prejudicou os Pontos de Cultura inicialmente foi o atraso para a assinatura do convênio. Uma agilidade maior por parte da SEC já que a nossa prestação do primeiro ano ainda não foi realizada. Poderiam corrigir a prestação do primeiro ano, para que pudéssemos através dos erros e acertos desta primeira prestação ganhássemos em experiência para na prestação do 2º ano.todas as atividades devem ser devidamente registradas pelos Pontos de Cultura.A Secretaria já nos atende prontamente através de telefone e E mail.Ações culturais que propiciem o intercâmbio cultural e a valorização da cultura como um todo.Não existe este mapa, se existe não foi devidamente divulgado.JuventudeOficinas de Teatro, Cenografia, Dança, Música(Percussão e Tambor) e Cultura DigitalInformações complementares sobre o Ponto de Cultura "Arte em Movimento" de Extrema MG, visite o nosso site e nosso blog:

http://movimentooficinacultural.org/
http://movimentooficinacultural.org/
62
27/03/2012Casa das Fases - Núcleo de Arte e História com Senhoras e SenhoresLondrina - Parana Artes CênicasEdital de Divulgação n.º 1 de 08 de março de 2010 - Prêmio Asas IINãoParticipoPontos Cultura - Parana
Pontos de Cultura - Brasil
* mais pessoas capacitadas para trabalhar junto ao Programa - técnicos
xx
xxxxxxxxxxxxMelhor Idadexx
63
27/03/2012CENTRO CULTURAL BOQUEIRÃO - PROJETO/ NOSSA ARTE DE CADA DIA.Curitiba - Paraná.Artes CênicasEdital da Fundação Cultural de Curitiba - Setembro de 2009SimDivulgação dos trabalhos dos pontos.
ParticipoRede Nacional dos Pontos de Cultura.Ser menos burocrático e mais agilizado!
Cumprir com os compromissos contratuais e principalmente ser levado a sério!!
Simplificação documentária, isso facilitaria muito!não seixxxxCriar um site de prestação de contas!
Simplificado, onde a prestação de contas fosse feita mais por imagens produzidas pelos pontos ao invés de quilos de papéis que não provam ações algumas e ainda colocam em desesperos os PONTOS.
Nos unir mais.
Intercâmbios culturais que permitam a interatividade artística dos pontos.
não seinão seiInfantilCidade de Curitiba
Bairro do Boqueirão, bairro Uberaba, bairro Xaxim, bairro, Hauer, bairro Sitio Cercado.
Nosso ponto de cultura tá pra fechar.
Infelizmente precisamos da verba do edital!
64
12/03/2012 12:19:28Ponto de Cultura Rádio Comunitária UMAC
Curvelo - Minas GeraisMúsicaEdital de Divulgação n.º 5 de 04 de agosto de 2009 - Cultura Ponto a PontoNãoParticipoRede Nacional dos Pontos de Cultura,Secretaria Municipal de Cultura, Circuito Guimarães Rosa, Secretaria Municipal de Assistência Social.Melhor articulação na formação de profissionais, subsídios financeiros para os pontos se comunicarem entre si fisicamente, leis que garantam a cultura viva sem a forma omissa e submissa a interesses políticos (Cultura não tem partido político) deve acontecer em todos os instantes, com ou sem a figura "x". Maior apoio às artes, maior democratização das artes em todos os âmbitos. Menor burocracia.Melhor comunicação, sendo que a mesma deve ser feita formalmente para evitar transtornos .
Suporte da SCC para melhor formação dos profissionais de execução dos Pontos.
Gravações em vídeo, registro fotográfico, flys, cartazes( material de divulgação), site do Pontos ou site dos Pontos.
Creio momentos de execução, de elaboração e de finalização de etapas.
Ter um site dos Pontões e um informativo contendo todas as informações necessárias para uma execução melhor.
Uma especie de cartilha de gestão para os pontos.
Um encontro anual no meio do ano, agenda dos pontos e pontões, intercâmbio entre os pontos e ponões. Creio que não. JuventudeNossa área de atuação predominante é a Rádio Comunitária, através do programa Rádio Escola, gravações musicais, artesanato, teatro, dança. Nossa função é descobrir talentos, inseri-los na sociedade para a busca da empregabilidade artística. Penso que somos fazedores de história, devemos ter o respaldo para continuar escrevendo as páginas deste livro com união, entendimento e conhecimento para isso é necessário apoio, formação e capacitação de todos os envolvidos.
Ter feedback e dar feedback é de suma importância para uma melhor ação.
Planejamentos, prazo e foco são atividades que devem predominar em todas as áreas, até mesmo na área cultural, que para muitos é somente diversão ou uma forma alienada de criar oportunidades. Somos muito mais que isso, somos autores de possibilidades, dançarinos de espetáculo sem som, atores de teatro sem o tablado,somos seres humanos e isso talvez a burocracia ainda não entendeu bem o que é, afinal, papel não tem sentimento, precisa de tinta e mão para levar a sensibilidade.
Gleybia Gomes
65
12/03/2012 12:20:55Grupo Teatral Fênix - A gente não quer só comida, a gente quer arte também"Unai-MGArtes CênicasMinas GeraisNãoParticipoRede Pontos de Cultura de Minas GeraisDeixar de ser um convenio e passar a ser um prêmio, o convenio dificulta algumas ações primordiais para o sucesso do nosso trabalho, muita burocracia.A desburocratizaçãoFacilitar o trabalho dos agentes, acho que se os pontos de cultura fossem um premio cultural, seria muito melhor para a gente Acho que a elaboração de um relatório de atividades, com fotos, documentos e declarações Manter uma comunicação melhor com os pontos, realizar mais treinamentos. Facilitar a formação de mais pontões microregionais, criação de uma rede de comunicação para estes pontões. JuventudeBiblioteca, dança, artes plásticas, musica, audiovisual. Na verdade o ponto é um centro de cultura.Edital de Minas GeraisPara o Grupo Teatral Fênix ser selecionado no edital facilitou em muito nossas atividades, realizamos várias atividades culturais, oficinas, cursos, construímos uma rede de parcerias importantes. Agora sonhamos em nos tornamos um pontão de cultura.
66
12/03/2012 13:20:43Pontão de Cultura Rapsódia AusenteRapsódia Ausente (Pontes de Correspondência)Niterói, RJAudiovisualEdital Pontões 2009Sim• São José das Culturas (BELMIRO BRAGA, MG) › Ponto Base 1
• Gerando Renda com Trabalho e Arte / Florart (RIO DAS FLORES, RJ)
• Resgate Cultural da 1ª Colônia Italiana do Brasil (PORTO REAL, RJ)
• Padop – Programa de Inclusão Audiovisual e Digital na Oficina do Parque (NITERÓI, RJ) › Ponto Base 2
• Ponto de Cultura Me Vê na TV (NITERÓI, RJ)
• Ponto de Cultura Alice Prepara o Gato (NITERÓI, RJ)
• Ponto de Cultura Teatro das Marias - Cia Vata (FORTALEZA, CE) › Ponto Base 3
• Ponto de Cultura Cinema de Animação, (ILHA DE ITAMARACÁ, PE) › Ponto Base 4
ParticipoPontos de Cultura MG
Pontos de Cultura Audiovisual
Pontos de Cultura RJ/ES
1) Desburocratização. Pura e simples.
2) Levar em consideração a questão da "excessão cultural" para efeitos de comprovação da prestação de contas: ela deve ser física, apresentar documentos comprobatórios e não ser financeira, porque os pontos não são repartições públicas.
1) Desburocratização. Pura e simples. Acreditar na palavra do outro é o melhor caminho. Se o outro mentir, vai ter que se entender com a Lei.Nenhuma. Já fazemos o que devemos. Não somos repartições públicas. Somos Ongs e temos legislação suficiente.Não entendi a pergunta.Escolher entre acabar com a burocracia de papel ou acabar com a burocracia digital: esta última só veio para complicar ainda mais, pois não acabou com a primeira e só causou mais e mais problemas e NENHUMA solução.É difícil opinar, pois é e sempre será uma questão de disponibilidade de tempo, vontade política, afinidade de propósitos e confiança mútua. Isto não se constrói com opinião, mas sim com o tempo e projetos em andamento.Sim. Todo mundo!Educação não-formal para o audiovisual (formação)O Pontão Rapsódia Ausente está ainda em seu primeiro ano de atuação e estamos avançando bem e cumprindo o cronograma. Porém, estamos enfrentando problemas com os quais não contávamos, o principal dentre eles foi o da desmobilização política dos pontos por conta das questões graves ocorridas na passagem de administração do Ministério. No final das contas, hoje em dia, cada um está cuidando de sua vida, pois como diria Confúncio, os cães ladram e a caravana passa.
67
12/03/2012 15:27:48Ponto do Cultura Estrela GuiaUberlândia- MGCultura PopularEdital de Divulgação n.º 5 de 04 de agosto de 2008 - Cultura Ponto a PontoNão seiParticipoRede Pontos de cultura do Triângulo MineiroPrincipalmente visitar os pontos de culturaDar cursos de prestação de contas e dar mais informações sobre o convenio e responder mais rápido nossas duvidas.Na prestação de contas ter pessoas qualificadas para esclarecer mais rapido as nossas duvidas como disse anteriormenteTodo final de ano fazemos confraternização com os participantes nas atividades desenvolvidas acho que este seria o melhor momento.Reunião pelo menos uma vez por mês em cada região.Divulgação dos trabalhos bem desenvolvidos.pontosdeculturamg@googlegroups.com Matriz AfricanaO Projeto Ponto de Cultura Estrela Guia tem como principio fundamental a promoção dos adolescentes e jovens adultos no mercado de trabalho, através da conscientização histórica, social e cultural dos afrodescendentes, possibilitando assim, que por meio do fazer cultural, estejam instrumentalizados profissionalmente para prestação de serviços remunerados de boa qualidade, orientando a auto-estima e a perspectiva de melhor renda familiar.2006 Pró- Mirim Estrela Guia do Amanhã 061949
2007 Berço Itinerante de Cultura e Arte 098/01/2007
2009 Berço de Cultura e Arte 082716
2006 Pró- Mirim Estrela Guia do Amanhã 061949
2007 Berço Itinerante de Cultura e Arte 098/01/2007
2009 Berço de Cultura e Arte 082716
Nos temos nosso representante o nome dele é Leri acho importante vcs entrarem em contato com ele.
lerifaria@yahoo.com.br
68
12/03/2012 16:00:27Ponto de Cultura Projeto LentilhaCuritiba - ParanáDança, música, midias digitaisEdital pontos de cultura 2008 - fundação cultural de CuritibaSimParticipoPontos de cultura, sul, paraná, pontos de cultura nacionalcumprir as datas de pagamento, alias , nós estamos a 2 anos aguardando o repasse do segundo, imagine vc fazer um projeto desta maneira, executa um ano, para dois, etc,....Clareza por parte do 'rogão responsávelcursos presenciaisxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxJuventudePremio Agente Cultura Viva ( edital cancelado )A rede esta parada, logo logo vai falir, pela falta de comp[romisso com os pagamentos !!!!!!!!!
69
12/03/2012 16:09:58GRUPO DE TEATRO E DANÇA ORIGEM - PONTE TEATRAL
AMAZONAS - MANAUSArtes CênicasEdital de Divulgação n.º 5 de 04 de agosto de 2009 - Cultura Ponto a PontoNãoParticipoREDES TEMÁTICAS - CULTURA DIGITALPAGAR AS PARCELAS PARA QUE OS PONTOS DE CULTURA POSSAM TRABALHAR DE FATO. NO AMAZONAS FOI REPASSADA A PRIMEIRA PARCELA EM 2010, EM 2011 NÃO VIMOS NEM A COR DA SEGUNDA PARCELA E ATÉ O MÊS EM CURSO, MARÇO, A TERCEIRA PARCELA AINDA NÃO SE TEM POSIÇÃO. OS PROJETOS APROVADOS COMO PONTOS DE CULTURA ESTÃO PARADOS E DESACREDITADOS PELOS PARTICIPANTES. UMA VERGONHA. O MINISTÉRIO DA CULTURA JA TEM CONVÊNIO COM A SECRETARIA DE CULTURA DO AMAZONAS, QUE POR SUA VEZ, TEM CONVÊNIO COM OS PRODUTORES CULTURAIS QUE PARTICIPAM DOS PONTOS DE CULTURA. ESSE CAMINHO É O MAIS ACERTADO.OS RELATÓRIOS E PRESTAÇÃO DE CONTAS PRECISAM ENCONTRAR UM MECANISMO SIMPLIFICADO, EMBORA EFICAZ, PARA QUE OS PONTOS DEIXEM DE GASTAR VERDADEIRAS FÁBULAS COM CONTADORES PARA CUMPRIR AS EXIGÊNCIAS DA PRESTAÇÃO DE CONTAS.AQUISIÇÃO DE EQUIPAMENTOS COM NOTAS FISCAIS E NOTAS FISCAIS DE SERVIÇO PARA PESSOA FÍSICA.PROCURAR UM MEIO DE NÃO ATRAZAR OS REPASSES DAS PARCELAS DESTINADAS A CUMPRIR O PRAZO DE TRÊS ANOS COM A CLIENTELA DOS PONTOS, OU VAI ACONTECER SEMPRE O QUE ACONTECEU AQUI NO AMAZONAS, OS PONTOS FICAM DESACREDITADOS.A PROMOÇÃO DE ENCONTROS REGIONAIS PARA TROCA DE EXPERIÊNCIA ENTRE OS PONTOS, SEM PRIVILEGIAR TANTO O SUL E SUDESTE, ESQUECENDO QUE O BRASIL TEM REGIÃO CONTINENTAL GIGANTESCA E QUE VIVE GENTE EM TODO O TERRITÓRIO COM AS MESMAS NECESSIDADES DOS GRANDES CENTROS.JuventudeAÇÕES PARA FORMAÇÃO TEATRAL EM COMUNIDADES CARENTESAPENAS DO PONTO DE CULTURA O PROGRAMA CULTURA VIVA, DEVE, REALMENTE, ENCONTRAR UMA FORMA DE TRATAR A CULTURA, A PARTIR DOS PONTOS, COMO AÇÃO ESSENCIAL PARA CONTRIBUIR DE MANEIRA SIGNIFICATIVA COM A CIDADANIA E O CRESCIMENTO CULTURAL DE CADA INDIVÍDUO, PARA MUDAR A FISIONOMIA DO PAÍS, ATENTO PARA A EXISTÊNCIA DE UM BRASIL APENAS, EMBORA DIVERSO. CRIAR TENTÁCULOS MAIS SÓLIDOS PARA ALCANÇAR AS REGIÕES QUE TENHAM MAIS DIFICULDADE PARA TRABALHAR COM A CULTURA, COMO É O CASO DO NORTE.
70
12/03/2012 17:01:10PONTO DE CULTURA TODAS AS IDADESDourados - MSEducação e formaçãoPrêmio Apoio a Pequenos Eventos Culturais 2009SimPontão de Cultura Guaicurus - Ofereceu uma oficina de teatro para a comunidade indigena com a qual trabalhamos , durante um ano.
- Video Indio Brasil
Participoredes estaduais
rede nacional dos pontos de cultura
Cumprir com os compromissos e acompanhar os programas desenvolvido pelos pontos, considerando que muitos pontos não cumprem com as suas propostas.Fomos contemplados no segundo edital nacional e depois de tres anos depois, em 2008, recebemos a primeira parcela.Um dialogo com os pontos, mesmo que virtual.Ganhamos dois editais e não recebemos os recursos( agente escola e areté.Demoramos para prestar contas, embora tenhamos realizado um trabalho exemplar.Fomos agraciados com o premio ANU da CUFA, pelo trabalho de resgate da tecelagem indigena. O grupo Bro MCs, que foi subsidiado por nosso ponto, com aulas, gravação e produção do CD, faz sucesso pelo país todo.Antes do edital dos pontos de leitura, já haviamos implantado pontos de leitura em nossa cidade, sendo percursor dos mesmos.Fotos, videos, materias de jornais entre outras.A comunicação entre a secretaria e os pontos, dialogo imprescindivel para fortalecimento de ambos os lados.O Pontão de Cultura Guaicurus desenvolveu parcerias com o nosso ponto e com outros de nossa região que muito colaborou com o processo de difusão e qualificação de agentes culturais, entre outros fatores positivos.simtodas as idadeso Ponto de cultura todas as idades, atende jovens em estado de vunerabilidade social e comunidade indigena, com ações na area da música, teatro, tecelagem indigena, dança e literatura/leitura, entre outras.Percursora do Ponto de LeituraPremio Bolsa agente escola - 2009( não recebido )
Premio Arete - 2009 ( não recebido )
Recebemos oficio da Secretaria, no inicio de 2011 que nosso Ponto não receberia a 3 parcela pelo atraso na prestação de contas.Gostariamos de que esta atitude fosse revista, considerando que o MINC demorou tres anos para enviar a primeira parcela e não nos pagou por dois premios ganhos por nosso ponto.Além de que o projeto desenvolvido pelo IDAC em parceria com a Universidade Federal da Grande Dourados/UFGD é de fundamental importancia para a comunidade douradense.
71
12/03/2012 17:15:18Quintal da AldeiaGuaimbê das Nascentes & VeredasPirenópolis GOação griô e brasil memória em redeEDITAL DE DIVULGAÇÃO Nº 4 , DE 17 DE JULHO DE 2009.SimNão temos vínculo com as atividades desenvolvidas pelo Pontão de Articulação da Comissão Nacional dos Pontos de Cultura Inicialmente eram estes parceiros, com a desmobilização do programa, esse número foi reduzido para 6.
Acasul - Associação Cultura de Colinas do Sul /Colinas do Sul GO
ACPROMAM - Ass. Mãe Kalunga de Monte Alegre de Goiás e Colégio Estadual Dona Joaquina Pinheiro /Monte Alegre GO
ADQUIMI - Associação de Desenvolvimento das Comunidades Quilombolas de Minaçu /Minaçu GO
Ass. Comunitária Ribeirão de Areia /Chapada Gaúcha MG
Associação de Idéias Ambientais e Ações Sócio Culturais Art.22 /Santa Luzia MG
Associação Kalunga de Cavalcante /Cavalcante GO
Associação Kalunga de Teresina de Goiás /Teresina de Goiás GO
Grupo de Mulheres Negras Dandaras no Cerrado /Goiânia GO
Irmandade de Nossa Senhora do Rosário de Justinópolis /Justinópolis MG
Ponto de Cultura Ação Cultural do Gama /Gama DF
Ponto de Cultura Ambiental da Serra do Cipó /Serra do Cipó MG
Ponto de Cultura Arraial da Boa Morte /Belo Vale MG
Ponto de Cultura Arteculando /Ituiutaba MG
Ponto de Cultura Atitude /Ceilândia DF
Ponto de Cultura Casa da Juventude /Congonhas MG
Ponto de Cultura Centro de Vivências Crescer /Alto Paraíso GO
Ponto de Cultura Cooperativa Brasiliense de Teatro /Brasília DF
Ponto de Cultura Humanizarte /Viçosa MG
Ponto de Cultura Interarte/COEPI - Comunidade Educacional de Pirenópolis / GO
Ponto de Cultura Invenção Brasileira /Brasília DF
Ponto de Cultura Kairós - Instituto Kairós /Nova Lima MG
Ponto de Cultura Quintal da Aldeia /Pirenópolis GO
ParticipoRedes estaduais, regionais e temáticas: Cultura Digital, Ação Griô, Pontos de Leitura, Tuxaua, Economia Viva, Culturas Populares, Cultura da InfânciaInvestimento em representantes do MinC responsáveis pelas diversas redes (execução e gestão compartilhada de planos e avaliações) e com respeito às redes já criadas pelos pontões e outras redes
Investimento em encontros presenciais entre representantes dos vários pontos/ pontões para fortalecimento da rede
Investimento na continuidade das ações e produtos dos pontos e pontões como mediadores e articuladores de redes
Investimento na comunicação virtual (antenas de internet que possibilitem maior velocidade de comunicação virtual)
Lançamento de editais que garantam a continuidade ininterrupta das ações
Valorização dos conceitos e propostas legisladoras já criados e implementados pelo Programa Cultura Viva
Investimento em encontros nacionais
Organização e compartilhamento de cadastros, blogs, sites, vídeos e outros produtos sistematizados pelas ações, pontos, pontões e redes do Programa no portal do MinC
É preciso batalhar pela criação de uma lei específica para o Terceiro Setor. A atual legislação não contempla este setor. Isso é urgente.
Na estrutura atual, é urgente a contratação de um número maior de funcionários do MinC, capacitá-los e oferecer pagamento digno para que a equipe capacitada permaneça no órgão, evitando o desgaste e retrabalho por parte dos pontos devido à troca constante de equipe.
Enquanto a legislação não muda, o melhor meio de valorização e fortalecimento das ações em rede ainda é através de editais de premiação ou bolsas de incentivo.
Abrir escritórios regionais em todos os estados com estrutura e equipe capacitada para atender todo o estado, tanto no escritótio quanto em circulação pelos interiores, dando assessoria a todos os pontos. Não apenas nas capitais e não apenas nos escritótios regionais.Pergunta muito complexa.... muitas demandas diferentes.... precisam ser conversadasCriação de espaço virtual tipo rede social com fluxo mais rápido de comunicação
Ter equipe capacitada e pronta a resolver as demandas por telefone (pricipalmente devido à dificuldade de acesso virtual)
Investimento em editais, preferencialmente de prêmios, que estimulem e colaborem para a ampliação e fortalecimento destas redesmestres da cultura popular,griôs e aprendizesEdital de Divulgação n.º 2 de 08 de março de 2010 - Cultura e Saúde 2010
Edital de Divulgação n.º 2 de 27 de junho de 2008 - Bolsas de Incentivo Griô 2008
Edital de Divulgação n.º 6 de 11 de setembro de 2009 - Prêmio Estórias de Pontos de Cultura
Edital de Divulgação n.º 4 de 26 de setembro de 2008 - Prêmio Ludicidade/Pontinhos de Cultura 2008
Edital de Divulgação n.º 1 de 26 de janeiro de 2009 - Prêmio Mídia Livre
Edital de Divulgação n.º 7 de 15 de setembro de 2009 - Prêmio Pontos de Valor
Edital de Divulgação n.º 4 de 09 de março de 2010 - Prêmio Cultura Digital 2010
Edital de Divulgação n.º 5 de 09 de março de 2010 - Prêmio Pontos de Mídia Livre 2010
Edital de Divulgação n.º 7 de 09 de março de 2010 - Prêmio Tuxaua Cultura Viva 2010
EDITAL DE DIVULGAÇÃO No 4, DE 20 DE ABRIL DE 2005
72
12/03/2012 17:25:00Nossa Arte, Nossa VidaAçucena/MGCultura Popular1 Edital de Pontos de Cultura de Minas Gerais/ dezembro 2008Não seiParticipoponstosdeculturamg@googlegroups.comOs participantes precisam ser formados para exercer sua autonomia. Isso, por meio, de comunicação entre gestores públicos e os gestores dos pontos.Formação sobre o edital, leis que o regem e suas complicações. Abertura para análise de grupos não formais, por meio de edital específico. Fortalecimento e participação das administrações municipais que estão mais próximas as entidades.Acompanhamento mensal da prestação de contas, cartilha de prestação de contas, formação dos contadores.Acredito que todos os momentos são registrados nas prestações de contas.Dividir com os Pontões a responsabilidade de orientar os Pontos, tornando o fluxo entidade(ponto)-entidade(pontão) empoderando assim a sociedade civil. Atender apenas aos Pontões, se conseguir que estes auxiliem os Pontos.Criar um mapa dos Pontos que são atendidos pelos Pontões. Aproximar os Pontões por meio de visitas aos Pontos e assim aprimorar a comunicação. Definir no edital a que Pontão os Pontos estarão ligados.Juventude
73
Espaço Cultural Associação Batukada-------Manaus/AMCultura da InfânciaEdital de Divulgação n.º 3 de 09 de março de 2010 - Pontinhos de Cultura 2010Não---------------------------ParticipoRede de Tecnologia Social - RTS.Honrar os editais.Não adianta termos editais se não há compromisso do Poder Público.É necessário termos cursos de capacitação na área contábil. Cursos de gestão cultural.Honrar os editais.Honrar os editais.-------JuventudeArte - educação---------Edital do Programa Petrobras de Desenvolvimento e Cidadania
-----
74
12/03/2012 18:05:51Ponto de Cultura "Balaio de TradiçõesÄlagoa- MGCultura Popularconvênio SEC/AJU 3039/0/10, celebrado em junho de 2010, entre a Secretaria de Estado de Cultura de Minas Gerais e essa EntidadeNãoParticipoNão sei se isto é exatamente uma rede, mas participamos da teia regional do sul de Minas Gerais; e da teia estadual.Repensar a prestação de contas, talvez disponibilizando uma rubrica no orçamento para a atuação de um funcionário treinado no assunto.

Abrir um espaço para remuneração do trabalho de planejamento e coordenação.
Estabelecendo regras bilaterais de compromisso.Capacitação/ disponibilidade de um trabalhador remunerado, capacitado em processos de licitação/cotação prévia/notas fiscais/conciliação bancária/anexos/anexos/anexosRegistro desburocratizado da escolha do fornecedor/instrutor
Registro de presença nas atuações/oficinas - lista de presença/fotos
Registro de participação em teias regionais/estadual
Registro de divulgação das ações
Facilitar o contato através de uma linha telefonica 0800
Ter uma postura mais educadora que punitiva
Ser co-responsável com os pontos no bom funcionamento
Facilitação e estímulo do intercâmbio entre os pontos. Centralização democrática/com descentralização e liberdade de ação mais democráticaJuventudeNosso convênio foi assinado através da Secretaria do Estado da Cultura de MG em julho 2010. O edital se não me engano de 2008
75
12/03/2012 18:37:12Ponto de Cultura Imagem da MemóriaGoiás - GOAudiovisualedital minc\secult go para criaçao de pontos de cultura no estado de GoiasNãoParticiporedes de pontos estaduais e cndpc.Precisamos ser pagos pontualmente e de participação maior no cenário cultural brasileiro de todas as formas possíveis já que representamos comunidades e culturas diversas e na maioria em processos de exclusão.Ajuda e facilitaçao na prestaçao de contas,
equipes dos ministerios nos pontos para ajudar no processo burocratico,etc.
A possibilidade de contratar um profissional da area na nossa regiao.o registro audiovisual é a melhor forma de registrar e comprovar as açoes.toda e qualquer açao democratica, criativa, que descentralize o poder e os recursos, que minimize a burocracia e que respeite e valorize a cultura viva brasileira.lei rouanet especifica para pontos de cultura,
maior participaçao do minc nas comunidades agraciadas pelos pontos,
equipamentos moveis e imoveis para formaçao de museus caso o ponto preveja essa funçao,
http://maps.google.com.br/maps/ms?msid=200599396462070693278.0004bb125eae47a2fe6ae&msa=0JuventudePatrimonio, economia criativaApesar do sucesso indubitável do Ponto de Cultura Imagem da Memória ainda necessitamos e esperamos a criação do Museu da Imagem da Memória Goiana e maior aporte de recursos financeiros federais, estaduais e municipais.
Tivemos dificuldades em relação a equipamentos que nos faltam como projetor entre outros e também com o transporte em todas as nossas ações.
76
12/03/2012 18:56:50ARTECULANDOPontão TEATRO VIANINHA-editial 2009Ituitaba _ MGCultura da InfânciaEdital de Divulgação n.º 4 de 26 de setembro de 2008 - Prêmio Ludicidade/Pontinhos de Cultura 2008Não-Trupe de Truões
-Pé de Moleque
-Arteeducando
-Arteculando
-Cidade Futuro
Participo-Griô
-Rede Nacional dos Pontos de Cultura
-Rede Estadual dos Pontos de Cultura
-Retornar
e ampliar a política cultural instituída no governo Lula, com a ótica
de valorização dos artistas anônimos e das culturas populares. em
consonãncia com a educação.:
-Ação Griô- mestres do saber popular em em consonãncia com a educação:
-Bolsas para estudantes, aprendizes.
-Reunir
os grupos aprovadospara orientar e utilizar um processo único de
conveniamento para todos, evitando assim, gastos exorbitantes com
correio e telefone.
-Treinamento de pessoas que apresentem afinidades administrativas e suporte de orientação.
-Maior organização no recebimento e envio de documentos para otimizar as ações sem perda ou mudança de avaliação.
-Todas
as atividades artísticas necessitam de um orçamento mínimo para que
aconteçam e nesse caso o registro delas constituem documentos de
comprovação de sua realização, assim como, eventos de médio e grande
porte, encontros e seminários, festivais e lançamentos, apresentações e
cursos de aperfeiçoamento nas áreas de atuação.
-Questionários, relatórios, depoimentos, fotografia, vídeos, e
gravações, publicações.
-Usar como ferramenta equipamentos tecnológicos de fácil acomodação:
pendrives, discos, cartão de memória e similares.
A
questão não passa apenas pelos fluxos burocráticos, o formato, a
estrutura do Progama no qual se encaixa os Pontos de Cultura é
fantástico. O que ocorreu foi o descumprimento dos editais e mudança de
visão.Isso provoca o descrédito da comunidade, que desconfia da
utilização dos recursos dos editais, que foram inclusive divulgados em
orgão oficial da Uniãoo, e não chegaram ao seu destino.
A comunicação precisa ser reestabelecida e otimizada. Os canais de
recepção precisam de pessoas competentes e com perfil sensível nas
relações com os Pontos, uma vez que, esses são compostos por artistas e
agentes culturais, que atuam até mesmo antes de existir o programa e
suas burocracias e viram de repente, despencar as ilusões.
Seguimos as orientações dos gestores do governo anterior com relação a
sustentabilidade, via serviços prestados através de editais, pois a
maioria das Organizações não comercializam produtos de arte espontânea,
mas tem o objetivo de apoiar, resguardar, difundir e dar visibilidade
aos mestres e artistas populares. Agora, que investimos nessa proposta
nossas energias, tempo e criação, estamos trabalhando com a
potencialização sem os recursos, que nos foam garantidos por meríto de
trabalho por meio de avaliação positiva do próprio programa.Isso é que
tem que ser revisto e resolvido, para a continuação do Cultura Viva,
senão faremos nosso próprio velório e choraremos sobre os escombros, que não fizeram parte do nosso planejamento.
Precisamos continuar a receber o apoio prometido. Sem recursos não adianta planejar ações.NãoNãoInfantil-Cultura Lúdica( cantos, brincares, folguedos,narrativas orais etc...)
77
12/03/2012 18:59:55Ponto de Cultura Raio de SolAragoiânia - GoiásArtesanatoEdital de Divulgação n.º 5 de 04 de agosto de 2009 - Cultura Ponto a PontoNãoParticipopcgoias@googlegroups.comCapacitar os Pontos de Cultura para alto sustentabilidade e pargar em dias os premios e editais.Capacitação dos gestores dos pontos de cultura.Capacitação para maior agilidade nos encaminhamentos.Registro fotograficos nas oficinas realizadas nos pontos;
Nas apresentações fora e dentro do ponto;
Lista de frequencia nas atividades desenvolvidas;
Maior autonomia as secretarias estaduais para encaminhamentos emergenciais.Curso de capacitação para os gestores dos pontos.InfantilCultura da infância, educação,dança e juventudeEdital estadual
78
12/03/2012 20:12:23CEMA Dorival RossiPradópolis - São PauloEducação e formaçãoPontos de Cultura do Estado de São Paulo/2009NãoParticipoRede Estadual e RegionalContinuação e ampliação do Prêmios, novos editais específicos para Pontos de Cultura.Proximidade dos candidatos a conveniados com o governo.Flexibilidade. implementação de grupos de trabalho para tratar de particularidades.Valorizar os relatórios das atividades, eventos, resultados e impactos, com fotos, vídeos, visitas para credibilizar a verdade dos Pontos de Cultura.Ações conjuntas (oficinas, eventos, lutas, etc.)??JuventudeDança, Música, Teatro, Artes Visuais, Áudio Visual, CircoPontinhos de Cultura/2010
Criança Esperança/2011
Incluam sempre os "fazedores" de Cultura em qualquer redesenho...
79
12/03/2012 20:52:39ARTECULANDOPontão TEATRO VIANINHA-editial 2009Ituitaba _ MGCultura da InfânciaEdital de Divulgação n.º 4 de 26 de setembro de 2008 - Prêmio Ludicidade/Pontinhos de Cultura 2008Não-Trupe de Truões
-Pé de Moleque
-Arteeducando
-Arteculando
-Cidade Futuro
Participo-Griô
-Rede Nacional dos Pontos de Cultura
-Rede Estadual dos Pontos de Cultura
-Retornar
e ampliar a política cultural instituída no governo Lula, com a ótica
de valorização dos artistas anônimos e das culturas populares. em
consonãncia com a educação.:
-Ação Griô- mestres do saber popular em em consonãncia com a educação:
-Bolsas para estudantes, aprendizes.
-Reunir
os grupos aprovadospara orientar e utilizar um processo único de
conveniamento para todos, evitando assim, gastos exorbitantes com
correio e telefone.
-Treinamento de pessoas que apresentem afinidades administrativas e suporte de orientação.
-Maior organização no recebimento e envio de documentos para otimizar as ações sem perda ou mudança de avaliação.
-Todas
as atividades artísticas necessitam de um orçamento mínimo para que
aconteçam e nesse caso o registro delas constituem documentos de
comprovação de sua realização, assim como, eventos de médio e grande
porte, encontros e seminários, festivais e lançamentos, apresentações e
cursos de aperfeiçoamento nas áreas de atuação.
-Questionários, relatórios, depoimentos, fotografia, vídeos, e
gravações, publicações.
-Usar como ferramenta equipamentos tecnológicos de fácil acomodação:
pendrives, discos, cartão de memória e similares.
A
questão não passa apenas pelos fluxos burocráticos, o formato, a
estrutura do Progama no qual se encaixa os Pontos de Cultura é
fantástico. O que ocorreu foi o descumprimento dos editais e mudança de
visão.Isso provoca o descrédito da comunidade, que desconfia da
utilização dos recursos dos editais, que foram inclusive divulgados em
orgão oficial da Uniãoo, e não chegaram ao seu destino.
A comunicação precisa ser reestabelecida e otimizada. Os canais de
recepção precisam de pessoas competentes e com perfil sensível nas
relações com os Pontos, uma vez que, esses são compostos por artistas e
agentes culturais, que atuam até mesmo antes de existir o programa e
suas burocracias e viram de repente, despencar as ilusões.
Seguimos as orientações dos gestores do governo anterior com relação a
sustentabilidade, via serviços prestados através de editais, pois a
maioria das Organizações não comercializam produtos de arte espontânea,
mas tem o objetivo de apoiar, resguardar, difundir e dar visibilidade
aos mestres e artistas populares. Agora, que investimos nessa proposta
nossas energias, tempo e criação, estamos trabalhando com a
potencialização sem os recursos, que nos foam garantidos por meríto de
trabalho por meio de avaliação positiva do próprio programa.Isso é que
tem que ser revisto e resolvido, para a continuação do Cultura Viva,
senão faremos nosso próprio velório e choraremos sobre os escombros, que
não fizeram parte do nosso planejamento.
Precisamos continuar a receber o apoio prometido. Sem recursos não adianta planejar ações.Infantil-Cultura Lúdica( cantos, brincares, folguedos,narrativas orais etc...)
80
12/03/2012 20:53:41Ponto de Cultura Cia das Artes - MSCampo Grande/MSArtesanatoEDITAL DE SELEÇÃO PARA PONTOS DE CULTURA DO ESTADO MATO GROSSO DO SUL EDITAL DE SELEÇÃO nº 03 de 29 de maio de 2009SimOficinas, encontros, projetos, troca de informações técnicas e subsidios técnicos em diversas áreas culturais, fomento à ações sócio culturais.ParticipoNosso Ponto faz parte da Rede Estadual de Pontos de Cultura de Mato Grosso do Sul ligado a Rede Nacional de Pontos de Cultura.Acreditamos que enquanto entidade da sociedade civil organizada toda iniciativa é passível de ajustes. Por parte desse Ponto de Cultura o que mais atrapalhou o processo de desenvolvimento das atividades foi o que desrespeito aos prazos estabelecidos nos editais, o 1º repasse de recursos demorou a sair, e isso, comprometeu o que havia se estabelecido em projeto inicial, tendo que efetuar adequações, com isso, deixou de se trabalhar com determinados profissionais que seriam importantes para o processo idealizado causando grande transtorno, tendo que se buscar disponibilidade de outros profissionais, e isso gera formalidade que não estava previsto - a burocracia que reza a lei 8.666 tem que ser revista;
- Muitos profissionais por esse país afora não conta com o auxílio de um currículo formal oque impede sua contratação;
- As questões técnicas devem ser amparadas pelo proponente e não por quem ventura venha ser contratado para tal tarefa.
No caso desse Ponto de Cultura que é um convenio junto ao governo estadual, causou-nos certa confusão no que se diz respeito às regras jurídicas estaduais para com a federal a burocracia que reza a lei 8.666 tem que ser revista, é muito papel que se junta.
Cabe ressaltar que o mundo contábil convencional, se é que se pode chamar assim, não conhece e não tem interesse sobre prestação de contas, são raros os profissionais que se habilitam a prestar acessoria, quando não resolver os pormenores.
È preciso investir no treinamento, na capacitação de profissionais que possam resolver as redundâncias de informações que vem inscritas nos vários formulários de prestação de contas.
Acredito ter mais interlocução, um canal aberto, talvez reuniões periódicas - Interlocução mais efetiva;
- planejamento e avaliação.
não tenho essa informaçãoJuventudeCultura digital, pesquisa do Patrimônio Cultural e ambientalEDITAL DE SELEÇÃO PARA PONTOS DE CULTURA DO ESTADO MATO GROSSO DO SUL
EDITAL DE SELEÇÃO nº 03 de 29 de maio de 2009.
Acreditamos que por esse Brasil afora muitos Pontos de Cultura passam por dificuldades administrativas, é muito importante lembrar que as iniciativas dos Pontos de Cultura quando elas vem para as entidades que pleiteiam o Ponto não tem muita idéia dos impactos econômicos que ela sofre e tem de arcar com o aumento na sua conta de luz, na conta de água, na conta de telefone, um contador ( artigo de luxo aqui no MS) que assume as prestações de contas e não torça o nariz quando vê aquele monte de papel e formulários confusos, e você, Ponto de cultura não pode aplicar recursos do Ponto em gestão, porque cargas d´agua não se entende, do mesmo jeito que é bom é ruim
81
12/03/2012 21:10:12Ponto de Cultura Cia das Artes - MSCampo Grande/MSArtesanatoEDITAL DE SELEÇÃO PARA PONTOS DE CULTURA DO ESTADO MATO GROSSO DO SUL EDITAL DE SELEÇÃO nº 03 de 29 de maio de 2009.SimOficinas, encontros, projetos, troca de informações técnicas e subsidios técnicos em diversas áreas culturais, fomento à ações sócio culturais.ParticipoNosso Ponto faz parte da Rede Estadual de Pontos de Cultura de Mato Grosso do Sul ligado a Rede Nacional de Pontos de Cultura.Acreditamos que enquanto entidade da sociedade civil organizada toda iniciativa é passível de ajustes. Por parte desse Ponto de Cultura o que mais atrapalhou o processo de desenvolvimento das atividades foi o que desrespeito aos prazos estabelecidos nos editais, o 1º repasse de recursos demorou a sair, e isso, comprometeu o que havia se estabelecido em projeto inicial, tendo que efetuar adequações, com isso, deixou de se trabalhar com determinados profissionais que seriam importantes para o processo idealizado causando grande transtorno, tendo que se buscar disponibilidade de outros profissionais, e isso gera formalidade que não estava previsto - a burocracia que reza a lei 8.666 tem que ser revista;
- Muitos profissionais por esse país afora não conta com o auxílio de um currículo formal oque impede sua contratação;
- As questões técnicas devem ser amparadas pelo proponente e não por quem ventura venha ser contratado para tal tarefa.
No caso desse Ponto de Cultura que é um convenio junto ao governo estadual, causou-nos certa confusão no que se diz respeito às regras jurídicas estaduais para com a federal a burocracia que reza a lei 8.666 tem que ser revista, é muito papel que se junta.
Cabe ressaltar que o mundo contábil convencional, se é que se pode chamar assim, não conhece e não tem interesse sobre prestação de contas, são raros os profissionais que se habilitam a prestar acessoria, quando não resolver os pormenores.
È preciso investir no treinamento, na capacitação de profissionais que possam resolver as redundâncias de informações que vem inscritas nos vários formulários de prestação de contas.Acredito ter mais interlocução, um canal aberto, talvez reuniões periódicas - Interlocução mais efetiva;
- planejamento e avaliação.
não tenho essa informaçãoJuventudeCultura digital, pesquisa do Patrimônio Cultural e ambientalEDITAL DE SELEÇÃO PARA PONTOS DE CULTURA DO ESTADO MATO GROSSO DO SUL
EDITAL DE SELEÇÃO nº 03 de 29 de maio de 2009.
Acreditamos que por esse Brasil afora muitos Pontos de Cultura passam por dificuldades administrativas, é muito importante lembrar que as iniciativas dos Pontos de Cultura quando elas vem para as entidades que pleiteiam o Ponto não tem muita idéia dos impactos econômicos que ela sofre e tem de arcar com o aumento na sua conta de luz, na conta de água, na conta de telefone, um contador ( artigo de luxo aqui no MS) que assume as prestações de contas e não torça o nariz quando vê aquele monte de papel e formulários confusos, e você, Ponto de cultura não pode aplicar recursos do Ponto em gestão, porque cargas d´agua não se entende, do mesmo jeito que é bom é ruim. Dá pra entender?!? pois é!
82
12/03/2012 23:10:11Ponto e Pontao da Vila PrudentePontão de Cultura Voz do Samba Paulistasp/spCultura PopularEDITAL DE DIVULGAÇÃO No 3, DE 20 DE ABRIL DE 2005SimCultura Popular,Gestão,Empreendedorismo ,Inclusão Digital ,Musica Popular ,e Cineclubismo,e Culturas TradicionaisPonto de Cultura da Vila Prudente
Ponto de Cultura Cineclubista
Academia de Capoeira Dente de Ouro
Escola de Samba Cabeções da Vila Prudente
Escola de Samba Academicos do Ipiranga
Bloco Caprichosos da Zona Sul
Bloco Estação Primeira da Vila Prudente
Escola de Samba Flor do Morro da Vila Alpina
Projeto Florescer de Meio Ambiente
Associação Paulista de Kung Fu e Pakua e Tai Chi Chuan
Esporte Clube Vila Bela
Poetas da Vila Prudente
Projeto Espelho Santo André
bloco da Aclimação
Projeto Samba no Beco
Projeto Terreiro de Compositores
Amebras-Associação das Mulheres Empreendedoras do Brasil
Goyaz Inclusão Digital
Participocomissão paulista dos pontos de cultura
REDE PONTOS SP
Investir em todos os Pontos de Cultura ,direcionar investimentos ,promover premios ,Teias ,encontros,etc.Estabelecer politicas de comunicação com a Sociedade para que os Pontos possam ampliar o seu campo de trabalho .
Interagir com a Educação ,com a Escola Publica,etc.
Potencializar as Regionais do Minc ,ampliar a sua organização interna.Cursos presenciais sobre Siconv,etc ,ampliar a organização das Regionais,criar um planejamento de descentralização destes trabalhos em conjunto com as Comissões Estaduais dos Pontos .Seminários ,reuniões,ações conjuntas ,etcDescentralização e reuniões constantes com os Pontos de Cultura.ampliar a equipe ,ampliar o ProgramaOs Pontões são fundamentais no sentido de articular estas politicas culturais.Eles devem ser o elo de ligação entre a sociedade organizada em Pontos de Cultura e a Secretaria.Quase dizendo que são estes uma pequena fatia do Ministerio através do Cultura Viva nas comunidades.São difusores,formadores,devem auxiliar material e logisticamente os Pontos de Cultura ,entendendo ainda que consederen-se Pontos de Cultura todos os grupos que produzem cultura em suas comunidades ou num segmnento especifico ,conveniados ou nãoNós não temos mapas especificos ,atuamos nas Zona Leste,Sudeste de São Paulo,e junto ás Pequenas Escolas de Samba de São Paulo que estão espalhadas pela cidade inteira ,sobretudo nestas Zonas residenciais citadas
JuventudeCultura Popualr e Capacitação e Gestão de Projetos SociaisPontões,Estoria dos Pontos ,Apoio a Pequenos eventos culturaisO Cultura Viva é com certeza depois do Bolsa Familia o maior programa deste Governo, porém ainda não alcançou a sua plena execução ,atingimos até o ano passado o atendimento a milhões de pessoas,numeros pequenos diante da potencialidade deste programa.Criado dentro de um Ministerio ainda novo em relação a outros Ministerios ,óbvio que ele enfrenta diversos problemas que vão desde equipe até a comunicação ,e nem poderia ser diferente ,pois é ele a grande porta por onde pequenas entidades e grupos culturais conseguem ter acesso aos bens culturais ,investimentos,etc
Discordamos completamente da visão que os Convenios realizados pelas Redes Municipais e Estaduais bastam para o sucesso do Programa , não bastam ,porque estas estarão sempre sujeitas á questão politica o que nem sempre é em acordo ao desenvolvimento do Programa. Imprescindivel que este modelo continue e seja potencializado ,que vença barreiras ,que enfrente a burocracia estatal, para isto ele foi criado ,e não será perfeito ,quem sabe daqui a vinte anos de ação,quem sabe ,mas agora não ,há que investir ,regar a planta,cuidar do vaso !!! Pontos,Pontões,Pontionhos e Redes ,assim estaremos cumprindo o papel constitucional da cultura de acessibilidade ,inclusão e promoção e resgate da cultura popular brasileira.
83
12/03/2012 23:11:43"Ponto de Cultura Casa do Idoso"Itaúna, MGSócio-culturalEdital de Seleção para implementação de Pontos de Cultura Minas Gerais nº 1 19 dezembro 2008NãoParticipoRede Nacional dos Pontos de Culturamais financiamentos e menos burocraciamenos burocraciacriar uma rede de acessoria fácil de ser contactada.
Facilitar a troca de informações entre os Pontos, o MinC e a Secretaria de Estado da Cultura.
Fotos, vídeos, matérias de jornaisNo momento, não participamos de nenhum Pontão.idemNão sabemosNão sabemosMelhor IdadeFazer integração da comunidade com a comunidade asilar através da cultura
84
13/03/2012 08:30:17Oficina de Criação - aprender fazendo e formar informando
CENTRO DRAMÁTICO PAJEÚ DE SERRA TALHADA - PE.
Rua João Batista Nascimento, 889 - Bom Jesus
56.906.070 - Serra Talhada - PE
nãoSERRA TALHADA - PEArtes CênicasPROGRAA MAIS CULTURA - PONTO DE CULTURA - PONTOS DE CULTURA DO ESTADO DE PERNAMBUCO - 2008 NãoNÃONÃOParticipoREDE-PE
FEPECfiliados
Rede Nordeste LLL
Na minha opinião o Programa vinha muito bem. O que é necessário hoje, é que as ações previstas originalmente sejam postas em prática e com mais celeridade.AGILIDADE NAS AÇÕES PREVISTAS ORIGINALMENTE.QUE SEUS COORDENADORES EJAM - REALMENTE - CAPACITADOS.
O PROCESSO É MUITO COMPLEXO.
TUDO DEVE SER REGISTRADO. O REGISTRO É IMPORTANTE PARA COMPROVAÇÃO DAS AÇÕES DOS PONTOS.DEVE SER MAIS PRESENTE.
URGENCIAS NAS RESPOSTAS. HÁ MUITA DÚVIDA. E ELAS TÊM NECESSIDADES DE RSPOSTAS URGENTES.
UMA AÇÃO URGENTE - RESPONDER COM MAIS CELERIDADES AS QUESTÕES PERTINENTES AS PRESTAÇÕES DE CONTAS.
É REALMENTE UM TRANSTORNO MUITO GRANDE A DEMORA NAS RESPOSTAS.

DESCONHEÇO.DESCONHEÇO.JuventudeCultura Popular, Leitura, Livros, Audivisual, Dança, Meio Ambiente, Cultura e Saúde, Juventude.FUNCULTURA - PE - 2011NÃO A REDE-PE
ATUALMENTE A SECULT-PE VEM DISCUTINDO FORMAS PARA COMPLEMENTAR AS INFORMAÇÕES.
85
13/03/2012 10:47:31Revitalização e Aperfeiçoamento Artístico para a Orquestra Sinfônica Jovem Regional do PIMPIRPIM - Pontão de Integração Regional do PIMVassouras - RJMúsicaEDITAL DE DIVULGAÇÃO No- 2, DE 4 DE JULHO DE 2007, Pontões de Cultura e Pontões de Cultura DigitalSimIdentificação e articulação de uma rede de agentes culturais das regiões do Médio Paraíba e Centro Sul Fluminense; Desenvolvimento de um canal de articulação local, voltado a identificação, capacitação e mobilização dos agentes culturais dos municípios envolvidos visando o uso de ferramentas de produção e consolidação de políticas culturais que promovam açoões de cunho colaborativo voltados para a sustentabilidade e contribuam com a valorização das tradições culturais; Contribuir com o fortalecimentos da rede cultural do interior e com os conceitos do programa Cultura Viva.CONVENIADOS COM O GOVERNO FEDERAL
Volta Redonda
Fancine – Centro de Cultura e Difusão Audiovisual
Barra Mansa:
Ponto de Cultura Associação de Sertanejos de Barra Mansa
Pinheiral
Ponto de Cultura Centro de Referência do Jongo de Pinheiral
Valença
Quilombo São José – Conservatória
Casa do Compositor – Consetvatória
Vassouras
PIM – programa ntegração pela Música

CONVENIADOS COM O ESTADO DO RIO DE JANEIRO
Médio Paraíba (14 pontos)
Projeto Instituição Município
de Atuação
A Fotografia como Inclusão Social Associação Foto Filatélica Numismática de Volta Redonda Volta Redonda
Casarão Cultural Memórias do Vale Associação dos Comunicadores do Arrozal Piraí
Centro Cultural Visconde de Mauá Associação Pró-Bem-Viver Visconde da Mauá Resende
Construindo os sonhos Sociedade Musical Camerata Rioflorense Rio das Flores
Dança & Magia - Aulas e Espetáculos
Itinerantes de Dança Associação de Amigos do Balé de Câmara de Barra Mansa Barra Mansa
Estúdio Áudio Comunitário Espaço Cultural Francisco de Assis França - ECFA Volta Redonda
Fábrica de Sonhos Amigos na Cultura Volta Redonda
Feira da Roça Com Arte Associação da Feira da Roça de Quatis - RJ Quatis
Gerando Renda com Trabalho e Arte Associação de Artesãos de Manuel Duarte e Porto das Flores - FLORAT Rio das Flores
Jongo - História, Sabedoria e Identidade Negra Associação Cultural Sementes D'África Barra do Piraí
Projeto de Integração dos Movimentos Culturais e Afro-Descendentes de Valença AGFORV - Associação dos Grupos de Folias de Valença Valença
Projeto de Socialização pela Música Sociedade Musical União dos Artistas Barra do Piraí
Projeto Educando e Musicalizando São Sapé Banda de Música Sociedade Recreativa
de Pinheiral Pinheiral


Centro Sul Fluminense (9 pontos)
Projeto Instituição Município
de Atuação
Casa das Artes - Resgatando a Arte
de Viver Associação de Rádio Comunitária de Areal FM Areal
Centro de Produção Audiovisual Fundação Educacional de Três Rios Três Rios
CPC Gargarullo Centro Popular de Conspiração Gargarullo Miguel Pereira

Pauta - Programa (De) Aprendizagem Unificada (De) Teoria e Aplicação Sociedade Musical de Miguel Pereira Miguel Pereira
Pequenos Foliões Associação das Jornadas de Santos Reis do Município de Vassouras Vassouras
Ponto de cultura Bordados Fio Mágico
de Werneck Associação de Artesãos de Werneck Paraíba do Sul
Ponto de Cultura Flores e Palhas de Avelar - Paty de Alferes Associação dos Artesãos de Avelar Paty de Alferes
Revitalização e Aperfeiçoamento
da Orquestra Sinfônica Jovem Regional do PIM Sociedade Musical Nossa Senhora da Conceição Vassouras
Teatro Aberto Grupo de Amadores Teatrais Viriato Corrêa Tres Rios

A Gente Quer Arte Grêmio Recreativo Escola de Samba Portela

Apacoarte – Conservatória
Atuar – Porto real
Dara Palmares – Volta Redonda
Vamos Ouvir A Banda Arrozal
ParticipoRede Estadual RJ
Rede Nacional CNdPC
Rede Tuxáua
Rede da Ação Griô
Rede Cine Mais
Rede Escola Viva
Ampliar os Pontões, conveniar os aprovados no último edital, já que são eles o elo entre o MINC e a comunidade cultural de cada região.
Retornar o diálogo, cumprir os prazos e pagamentos dos etidais e Pontões e principalmente ouvir os Pontos/Pontões, usar a sabedoria adquirida nos anos de caminhada e de sacrificios.
Promover encontros e Fóruns (TEIAs Estadual e Nacional)
Ampliar o diálogo, conveniar os Pontões selecionados no último edital para que auxiliem os grupos selecionados a cumprirem as exigências burocráticas e os ajudem a entender os conceitos do Programa Cultura Viva.
O PIRPIM, tem atuado bastante nesse sentido, auxiliando os grupos selecionados, a exemplo dos Pontos de Cultura de Pinheiral, Quilombo São José a atualmente a Associação de Folias.
Os Pontos e Pontões, solicitar mais apoio, informação aos Pontões de sua regiãpo e a SCC.
A SCC cuidara para que haja:
Menor rotatividade de funcionários;
Mais cuidado com os documentos enviados pelos Pontos;
Promover a visita aos Pontos/Pontoess dos funcionários que cuidam da prestação de contas. Eles precisam conhecer de perto pra analisar com mais propriedade a prestação de contas
Todas que fizerem parte do plano de trabalho.Contribuir na campanha de alteração da Lei que rege os convênios;
Cuidar para que os documentos enviados pelos Pontos não sejam extraviados, providenciar para que o mesmo funcionário inicie e conclua a análise de prestação de contas.
Cumprir os prazos de pagamentos, respeitar os resultados dos editais, usar a experiência adquirida pelos Pontos e Pontões para traçar o futuro.Sim, vamos enviar por e-mailJuventudeCultura Digital, Cultura Popular, Patrimônio, Audiovisual, Sócio-Cultural, Cultura da Infância, Juventude, Economia Criativa, Cultura e Saúde, Educação e Formação, RedeEdital de Divulgaçao 5 de 04/08/08 Cultura Ponto a Ponto;
Edital de Divulgação 1 de 07/06/06 Bolsa Ação Griô;
Edital de Divulgaçao 2 de 15/09/08 Bolsa Ação griô;
Edital de Divulgação 5 de 24/10/2008 Prêmio Ludicidade Pontinhos Cultura;
Edital de Divulgação 3 de 09/03/2010 Pontinhos de Cultura;
Edital de Divulgação 5 de 11/11/2008 - Prêmio Asas I;
Prêmio Apoio a Pequenos Eventos Culturais 2009;
Edital de Divulgação 7 de 09/03/10 - Prêmio Tuxáua C. Viva 2010;
Edital de Divulgação 1 de 18/05/07 - Prêmio Escola Viva
Pontos de Cultura conveniados com a Secretaria de Cultura do Estado do Rio de Janeiro;
Cine Mais
86
13/03/2012 11:23:21Projeto Roda Cultural
Grupo Teatro Atrás do Pano
Nova Lima - Minas GeraisArtes CênicasEdital de Divulgação n.º 5 de 04 de agosto de 2009 - Cultura Ponto a PontoNãoParticipoRede Estadual dos pontos de cultura - Minas GeraisAcreditamos que uma ação conjunta entre Estado/Federação na proposição e manutenção do programa seja positiva e que cria e fomenta ótimos resultados, mas falta fortalecer e estabelecer institucionalmente a parceria com o poder público municipal.O que poderia ser efetivado através da definição de políticas públicas culturais entre o Estado e o Município.
Passando o município a assumir compromissos e responsabilidades com relação aos pontos, a partir de uma exigência e acompanhamento do Estado.
O Processo de conveniamento foi tranquilo enquanto documentações necessárias. Nosso problema foi a parceria com o Estado que em época de eleições impossibilitou o convênio e criou normas como contrapartidas desnecessárias para a realização do convênio. Portanto precisamos de regras claras para todos os Estados. A definição de valores para compras de equipamentos e a não possibilidade dos representantes dos pontos de serem remunerados também atrapalham o processo.As informações muitas vezes são dúbias. Não existem regras claras a respeito, por exemplo, do processo de licitação. Alguns orientam que o processo licitatório de uma empresa privada deve ser o mesmo de orgãos públicos, outros dizem que o processo é diferente. Assim ão sabemos muito bem como atuar e muitos pontos não conseguem ter um profissional da área jurídica para assessorar. Então, mais uma vez, achamos que as regras não são claras enter Estado/ Federação.Mais do que planilhas, recibos e notas fiscais, acreditamos que os pontos devem ter um registro consistente de suas atividades e pesquisas de avaliação da comunidade onde está inserido, dando retorno sobre o funcionamento deste ponto. A prestação de contas financeiras deveria ser feita por amostragem. Apresentação dos gastos e se for preciso, apresentação das notas fiscais, que deveriam ficar sob a guarda do ponto.
A secretaria de cultura deveria primeiramente conhecer pessoalmente os Pontos para avaliar sua prática e fazer a ponte entre pontos afins ou pontos que pudessem auxiliar outros. A secretaria normalmente não tem pessoal necessário e muitas vezes profissionais despreparados. Não se faz arte e cultura somente no papel. Já percebemos Nosso ponto, até hoje, não teve contato com nenhum pontão. Não temos informações sobre os pontões e não sabemos como se faz a parceria. Não sabemos da existênciaJuventudeAs áreas complementares são: brincadeiras e jogos, música, cultura popular, fotografia e artes plásticas.
87
13/03/2012 11:49:04Ponto de Cultura Ventre LivrenãoPorto Alegre/RSAudiovisualInterações estéticas, LabCulturaViva e PontinhosSimPontão Minuano, cultura digital

Somos, diversidade sexual e direitos humanos

Pontão Foco (Santa Maria), audiovisual
nãoParticipoFazemos parte da rede de cultura e saúde vinculada ao GHC, em que TODOS os pontos dessa rede foram desconveniados pelo Minc no final do ano passado.Voltar a ser uma das prioridades de gestão do MinC, valorizando a cultura popular e a pulverização dos recursos.Capacitação na gestão e prestação de contas dos recursos.Oficinas de capacitação para prestação de contas. Clareza das propostas e seriedade na gestão do programa.Desburocratizar a prestação e acompanhamento in loco das atividades desenvolvidas.Melhorara comunicação e apresença física dos agentes.Acompanhamento presencial das atividades entre os pontos e pontões.Se há, não conheço.se possuem, não os conheçoInfantilCultura africana, artes cênicas, artes visuais, música.Interações estéticas 2010 e 2011, LabCulturaViva 2011 e Pontinhos 2010nãoNosso ponto e os demais da rede de cultura e saúde vinculados ao GHC, no totral de 10, mais 8 pontos que foram selecionados mas não conveniados, tivemos um longo processo de prestação de contas ainda não concluido por absoluta falta de comunicaçaõ entre os Pontos e a Controlodoria do GHC. Imaginamos tb a falta de vontade em trabalahr com os agentes culturais. Por fim, é de se esclarecer como foi feito o convênio entre o MinC e o GHC, ainda nebuloso para nós.
88
13/03/2012 11:49:50PONTO DE CULTURA "MONTANA"BATAGUASSU - MS.ArtesanatoEdital de Divulgação n.º 5 de 04 de agosto de 2009 - Cultura Ponto a PontoNãoParticipoREDE ESTADUAL DE PONTO DE CULTURA - MS.TREINAMENTO PARA DIRIGENTES E PESSOAS ENVOLVIDAS NOS PONTOS, POR EXEMPLO INTERCÂMBIO ENTRE PONTOS DE CULTURA.PALESTRAS E CURSOS PARA ELABORAÇÃO DE PROJETOS. TREINAMENTO ESPECIFICOS PARA OS RESPONSSÁVEIS OU CD COM TODA EXPLICAÇÃO PASSO A PASSO.ALGO COMO RELATORIO, UM ACOMPANHAMENTO MAIS DE PERTO, NOS MANDAR CÓPIAS DOS ANEXOS QUANDO HOUVER MUDANÇAS.ENCONTROS ENTRE PONTOS DE CULTURA E PONTÕES PELO MENOS A NIVEL DE ESTADOS, UMA VEZ AO ANO.VISITAS DOS PONTÕES AOS PONTOS DE CULTURA, VISANDO CRECIMENTO E VALORIZAÇÃO DOS TRABALHOS REALIZADOS PELOS PONTOS DE CULTURA.SE EXISTE NÃO TENHO CONHECIMENTO.SE EXSISTE NÃO TENHO CONHECIMENTO.MulherCULTURA DIGITAL E ARTE CÊNICAS.ORGANIZAR FEIRA DE ARTESANATO COM APRESENTAÇÃO DE GRUPOS DE TEATROS ENTRE OS PONTOS DE CULTURA E PONTÕES.
89
13/03/2012 12:03:01Escola a Terra Engenho do Sertão
Bombinhas - Santa Catarina
PatrimônioEdital de Divulgação n.º 4 de 26 de setembro de 2008 - Prêmio Ludicidade/Pontinhos de Cultura 2008NãoParticipoRede Regional, Nacional e Estadual de Pontos de Cultura
Rede de ações: Tuxaua, Griô, Economia Viva
Rede Sistema de Museus Estadual e nacional
Rede Cultura Viva e Cultura Popular
Voltar um pouco no tempo e pegar o exemplo que já deu certo do programa Cultura Viva em 2008/2009.
Repensar a parceria entre Governo Federal e Estadual ( conveniamento em Santa Catarina está sem dialogo) implica em atrasos dos recursos e falta coordenação do Estado)
processo de relatórios trimestrais das atividades e comprovação documental dos gastos dos recursos.



Relatos online ( pequenos videos) apresentações em PDF, aprimorar e capacitar gestores para comunicação em rede.
Menos papeis e mais comunicação em rede. Exemplo do modelo "Cultura Viva" em 2009....formato de relatórios em rede, um encontro presencial por região ano, e um nacional. Foi ótimo!!!!Mais monitoramento do MinC no programa. Repito, o processo do Cultura Viva foi um bom exemplo. Virtual e presencial. O programa tem que acompanhar e escutar o que gestores estão fazendo pelo brasil a fora.Isso é primordial e está faltando no Estado.
Temos um Pontão de cultura Digital no Estado, que devem estar providenciando um mapa de localização.
JuventudeComplemento a educação formal ( patrimônio material/imaterial e ambiental)Prêmio Culturas Populares Mestre Duda (2008)
Prêmio Bolsa de incentivo Griô ( 2009/2010)
Prêmio Areté ( 2009) contemplado
Prêmio Areté (2010) edital cancelado
Prêmio Pontinho de Cultura (2010) em execução
Estadual ( Apoio à cultura/mecenato) 2004/2005
Estadual ( Funcultural) 2006 - Fundo Estadual
Prêmio Elisabete Anderle de incentivo a cultura catarinense(FCC) 2009
Edital Municipal do CMDCA Fundo da Infância e Adolescente (FIA) 2011
Gestores escondidos que trabalham pela cultura há mais de 20 anos, como é meu caso, o Programa Cultura Viva veio para "desesconder" essas criaturas e contemplar com prêmios. A forma de reconhecer e multiplicar ações culturais em todo o Brasil. Para conservar sugiro descomplicar a burocracia, mais critérios de seleção e continuar proporcionando ferramentas para capacitar esses gestores. A era é virtual. Mas o Minc não pode nos perder de novo!
90
13/03/2012 12:34:59Museu da OralidadeTrês Corações/MGCultura DigitalEdital 2008 Secretaria de Estado da Cultura de Minas Gerais Pontos de CulturaNãoParticipoCultura DigitalRelançamento de editais para Pontos, Pontões e Prêmios, com prazos claros e definidos para pagamento por parte do Estado e do governo FederalPrazos claros e definidos para repasses de recursos por parte dos governosClareza na documentação exigida e digitalização do processo;
Avaliação prioritária do cumprimento do objeto e não puramente da regularidade fiscal.
Formulários digitais contendo fotografias, listas de presenças, clipping, vídeos.Digitalização do processo de prestação de contas, com preenchimento de formulários on-line e guarda dos doctos originais no próprio ponto, em local acessível futuramente para fins de fiscalização.Criação de uma rede social para debate e interação entre pontos.Não, mas a gente pode fazer um aqui da região Sul de Minas, pois temos poucos pontos.Não temos.Melhor IdadeTradição oral, memória e patrimônio, publicações, museusCultura e Saúde
91
13/03/2012 12:37:20FOTOGRAFIA PARA TODOSBlumenau - SCEducação e formaçãoPontos de Cultura, Convênio Governo de SC 2009NãoParticipoRede de pontos estadual SCAcreditamos que poderia ter assistência e acompanhamento dos pontos, por parte da coordenação estadual e federal.Menos burocracia, e um pouco mais de informação aos pretendentes de conveniamento, descrevendo e exemplificando mais detalhadamente o que são pontos de cultura e seus direitos e deveres.Também poderia ser menos burocrático, como por exemplo a idéia de um site/blog com os registros on-line das atividades, talvez até mesmo o próprio site da entidade, ao inves de tantos papéis impressos.Achamos que a fotografia garante, e de forma prática, o registro das atividades.Como estamos no 2º ano de Ponto, ainda não conseguimos avaliar sugestões.Seria interessante uma plataforma de contato, como a criada em SC. www.cultura.sc/pontos Depois que foi inaugurada essa ferramenta ajudou e muito a comunicação e a relação entre os pontos/pontões de SC, sugerimos uma rede nacional também.Sim, no www.cultura.sc/pontos. Encaminharemos para este e-mail também.Sim, no www.cultura.sc/pontos. Encaminharemos para este e-mail também.Professores e alunos da rede pública de ensino e a comunidade em geral.Fotografia
92
13/03/2012 12:43:06Ponto de Cultura Viver Bem- Campo Grande-MSNão somos pontãoCampo Grande - MSMúsicanão fomos contemplados em nenhum destesSimNos somos vinculados a Fundação de Cultura de MS
e não ao pontão de cultura Guaicurus
Já realizamos atividades cultura juntamente ao pontaão Guaicurus, em dezembro de 2011 em uma intervenção cultura no centro de Campo Grande-MS
NãoParticipoRede Estudo MS organizado pelo pontão GuaicurusO programa está funcionado bem para o nosso Ponto de Cultura,
há um proble, visto que nós trabalhamos com criaças em periodo escolar e os repasse de verba foram programandos por ano, más devido a readequações tivemos que auterar a nossa programação.
Acredito que o repasse de valor trabalhado deveria ser anual em janeiro ou dezembro para termos continuamento do trabanho executado no ano anterior, observando que nós trabalhas com cursos para alunos de escolas públicas.
Deveria ser realizado um estudo dos pontos de cultura que estão trabalhado da forma correta, nas acões e na prestação de contas contemplando este novamente e se possivel ampliando a atividade destes.
A criação de um maunal detalhado para cada item da prestação é necessário, o nosso ponto de cultura não teve nenhum problema com prestação de contas, más esse manual facilitaria a prestação de contasAs atividades da Orquestra Viver Bem desde o inicio até as atuais apresentações, mostrando o crecimento dos alunos, pois estes atualmente são premiados em concursos e um de nosso alunos está estagiando na Orquestra Sinfônica Municipal de Campo Grande sendo uma grande oportunidade para a sua proficionalização.Acredito que não há grandes problemas,a nossa instituição está satisfeita com este item.Uma mostra semestra de trabalhos realizados na rede estadual de pontos, istu traria um crecimento no sentido artistico e de troca de informações entre os pontos - Um Festivalnão temos acesso a estas informações não temos acesso a estas informações InfantilO Ponto de cultura Viver Bem realiza cinco principais atividades sendo elas:
Música - Orquestra Jovem Viver Bem. Aulas de instrumentos de orquestra, teoria musical e formação musical, resultando altulamente na formação de três grupo para a realização de apresentações.
Dança - Grupo de Balé Viver Bem. Aulas de Balé e formação de grupo para espetáculos
Artes visuais - Aulas de pintura em tecido, crochê, bordado (para mulher e terceira idade)
Teatro- Aulas de espreção corporal e vocal
Cinema - exibição de filmes
não hájá participamos do FIC/MS (Fundo de Invtimentos Culturais de MS) 2010 e FMIC/ 2010 (Fundo Municipal de Investimento cultura de Campo Grande-MS)
Não contemplados
93
13/03/2012 12:51:10Ashonovi- Ponto de Cultura TRoca de Saberes
Não é PontãoNova Viçosa - BAArtesanatoEdital de Divulgação n.º 5 de 04 de agosto de 2008 - Cultura Ponto a PontoNão seiParticipoRede Regional-Rede Nacional dos Pontos de CulturaAprofundamento da Capacitação Digital para os Pontos.Esta Capacitação foi programada na época de assinatura dos convênios e não ocorreu.O acesso através dos recursos digitais é necessário e fundamental para a interação e, todavia, Pontos, como o nosso, ficam bordejando as atividades, sem preparação técnica. O potencial nessa área ´não é igual para todos.
Regularidade no envio das verbas pois os atrasos fazem com que os trabalhos sofram solução de continuidade e acarretam desmotivação e quebra de confiabilidade.Estou falando dos Pontos com prestação de contas regulares
Uma aproximação mais dinâmica e supervisão mais frequente da SECULT com foco na cooperação e não só na cobrança em relatórios
.
Menor burocracia na modificação dos Planos de Trabalho já que trabalhamos com pessoas e a dinâmica é viva e um Plano de Trabalho feito em 2008 certamente necessita de ajustes que os acontecimentos e demandas do dia a dia exigem.Desde que o foco, o objetivo inicial permaneça,seria desejável que a autorização para estas modificações fossem ser mais rápidas.
Talvez a disponibilização de verba para um bom contador?

Quem sabe um treinamento presencial realmente efetivo?
Não me sinto capacitada para responder este item.

Venho adotando o sistema de registrar todas as ações como uma espécie de diario com perorações de motivos, dificuldades encontradas ....
Regularização de encontros presenciais pelo menos anuais?

Correspondência mais detalhada levando em conta as diferenças entre Pontos pelo menos em grupos por Território?

Uma Supervisora específica para os Pontos de Cada Território?
Obs. As interrogações se devem ao desconhecimento das condições de trabalho, do pessoal disponível, e impecilhos existentes.
Em nenhum momento tivemos contato com algum Pontão aqui do Extremo Sul, Territorio n. 7As limitações de nossa capacitação digital não possibilita atender este itemA resposta ao item 17 justifica a ausência de resposta nesse item.JuventudeA Area predominante é o artesanato mas o Troca de Saberes atua com uma Oficina Multiface que permeia outras áreas fundamentais para o sucesso do objetivo específico e para a desejável abrangencia que se espera de um Ponto de Cultura na comunidade em que se insere.São elas:Cultura Popular, Meio Ambiente outros temas transversais que nos ajudam a focar os reais anseios da Comunidade.Estamos esperando ser comtemplados pelo Edital Jovens Multiplicadores de CulturaDemanda Espontania da FUNCEB= 2009 com o Projeto " O Grito"O Ponto de Cultura Troca de Saberes vem conseguindo ser um ponto de apoio á comunidade, uma referência em Cultura, Saude, Cidadania e de Resgate do Artesanato local com ligeira melhoria na geração de renda.
Todavia as conquistas, embora bem estruturadas, são ainda pequenas e o processo sofre com a irregularidade no envio da verba.Temos continuado a caminhada mesmo assim já que buscamos com com toda nossa energia a auto suficiência.
Acreditamos que, se a duração do projeto fosse um pouco mais extensa a possibilidade de real consolidação de condições de auto gestão teria chances muito maiores.
94
13/03/2012 14:13:45Rede iVoz - Arte Urbana e Literacia MidiáticaSão Paulo/SPCultura DigitalEdital de Pontos de Cultura da Secretaria do Estado da Cultura de São Paulo - ano 2009SimPontão Interações Estéticas - Visita a Programa Metrópole da TV CulturaParticipoCultura Digital, Economia Viva e Economia da Cultura.- Incentivo a redes;
-Fomento a projeto coletivos que envolvam a produção colaborativa entres os pontos para geração de trabalho e renda;
-Etapas de financiamento de no minimo 8 anos com editais específicos de ampliação das ações visando a autonomia econômica;
-Capacitação em gestão e criação de nichos de mercados;
-Pregões e licitações exclusiva para os Pontos de Cultura prestarem serviço ao poder público (Federal, Estadual e municipal);
- editais em formato de Prêmios;
-exclusão da necessidade de comprovação de 2 anos de existência da instituição, pois os coletivos podem existir a mais de 2 anos mas só terem se formalizado recentemente;
-Implementação de formulário eletrônico;
-plantão de dúvidas on line;
-Oficinas e eventos;
-
-Canal eletrônico de dúvidas on line; -Capacitação;
-Fazer o Pontão ir até o Ponto e não o Ponto até o Pontão;
JuventudePonto de Cultura - Convênio 2010 - 2012
95
13/03/2012 14:28:52Pontão de Cultura Digital da ECOPontão de Cultura Digital da ECORio de Janeiro - Rio de JaneiroCultura DigitalEDITAL DE DIVULGAÇÃO No- 2, DE 4 DE JULHO DE 2007, Pontões de Cultura e Pontões de Cultura DigitalSim-ceramica.pontaodaeco.org
caradarua.pontaodaeco.org
pretosnovos.pontaodaeco.org
okuabo.pontaodaeco.org
oficinawp.pontaodaeco.org
comcausa.org.br
wordpress.pontaodaeco.org
pontosrj.pontaodaeco.org
agenciarj.org
transmidia.org
yupana.pontaodaeco.org
semente.intergalactico.org
ParticipoRede Rio de Janeiro e Espirito Santo de Pontões de Cultura. Rede Tuxáua. Rede Nacional dos Pontos de Cultura.Reduzir a burocracia quanto a exigência de documentos que não sejam diretamente demonstrativos de gastos, serviços.
Dilatar prazo.
Constituir memória contábil das prestações de contas.
Criar ou fortalecer setor do MINC que atue apenas com a prestação de contas de pontos e pontões, que esteja em sinergia com os articuladores e gestores do MINC.
Reduzir ao máximo possível a exigência de documentos.

Criação de sistema contábil online.
Disponibilização de 0800 para dúvidas.
Realização de cartilha de prestação de contas.
Continuidade do modelo de prestação de contas.
Redução da exigência documental.
Contratação de serviços PF ou PJ.
Compras.
Equipamentos.
Viagens.
Convênios.
Atividades desenvolvidas e comprovadas diretamente relacionadas com a atividade meio e fim.
Criação de 0800.
Atendimento via web.
Listagem atualizada permanentemente dos pontos e pontões em atividade.
Lista de emeios atualizada com pontos e pontões, por onde seriam mantidos contatos, informes, comunicados.
Criação e atualização de blog dentro do site do MINC.
Criação de conta em redes sociais.
Criação de equipe permanente no MINC de articuladores, gestores e contadores para auxílio diário.
Realização de encontros locais.
Realização de encontros regionais.
Realização de encontros nacionais.
Promoção de fóruns temáticos.
Teleconferências direcionadas.
Investimento, acompanhamento e apoio aos pontos novos.
Institucionalizar a política pública dos pontos e pontões.
Desconhecemos.Desconhecemos.JuventudeFormação; Artes; Pesquisa; Parcerias com Estado e Município.Cultura ponto a ponto, 2009.
Tuxáua, 2010.
Não.Não é necessário.
96
13/03/2012 15:02:02Flor do Cascalho. Raízes de Ancestralidade Gerando Flores de Cidaddania.Belo Horizonte - Minas GeraisMatriz AfricanaEdital de Divulgação n.º 5 de 04 de agosto de 2008 - Cultura Ponto a PontoSimParticipoRede estadual e nacional dos Pontos de CulturaSeguir firme e sem alterações em sua proposta original: gestão compartilhada, demopcratização dos recursos públicos na cultura e implementação da Lei Cultura VivaEditais menos burocráticos, prêmios e bolsas. Conveniamento através de qualquer outro instrumento exceto a lei 8666.Um modelo simples e eficaz é: relatório com texto e fotos de tudo que foi feito, acompanhado de notas fiscais e recibos. Isto basta.Não sabemos.Aprovar convênios apenas para os Pontões acompanhadas de carta anuência da rede de pontos que será atendida.JuventudeO Flor do Cascalho atua também na formação de jovens em situação de risco social, na economia criativa, no audiovisual, música e dança.Lei Estadual de Incentivo - MG 2009
Lei Estadual de Incentivo - MG 2011
97
13/03/2012 15:19:01Ponto de Cultura CRIARTENão é o casoBetim / MGCultura PopularEdital de Seleção para Implementação de Pontos de Cultura no Estado de Minas Gerais, nº 01 de 19 de dezembro de 2008NãoNão é o casoNão é o casoParticipo-Teia Estadual Minas Gerais
-Fórum Região Metropolitana dos Pontos de Cultural de MG
-Fórum Estadual de Pontos de Cultura
-Fórum das Políticas Culturais de MG
► Criação de um fluxo de comunicação entre as esferas estadual e municipal (reconhecimento e identificação das ações culturais desenvolvidas pelos Pontos de Cultura)
► Continuidade dos Pontos de Cultura (após o término do convênio)
É necessário um contato formativo e informativo entre a Sec. De Estado de Cultura e as Instituições executoras dos Pontos de Cultura.Ação de capacitação continuada para a gestão do Ponto de Cultura (prevista em orçamento e não realizada).► Aquisição de equipamentos. Deve-se fazer o registro fotográfico e encaminhado junto com a nota fiscal e orçamentos.
► prestação de serviço (contratação de oficineiro). Levantamento de 3 orçamentos e enviados junto com o recibo de pagamento. Faz-se o registro fotográfico da oficina realizada.
► Material de Consumo, encaminhado a nota fiscal e os orçamentos.
► Elaboração permanente de um portifólio das ações desenvolvidas, constando: Lista de presença – registro fotográfico – cópias do material de divulgação – reportagens do evento – vídeos – material didático das palestras e outros.
► Monitoria permanente da Sec, às demandas administrativas e financeiras
► Capacitação sobre Gestão do Ponto de Cultura
► Maior comunicação da Sec., com a Comissão Estadual da Cultura e os Pontos de Cultura.
► Promover mais reuniões presenciais entre os grupos específicos
► Promover encontros entre pontos de cultura com temáticas similares
► Contato direto com os pontos de cultura por outros meios de comunicação, além dos e-mails.
► Estreitar o relacionamento entre o Pontão e os Pontos.
Não há mapas.Não é o caso.JuventudeMúsica, audiovisual, rede, educação e formaçãoNão é o casoEstaduais: Edital de Seleção para Implementação de Pontos de Cultura no Estado de Minas Gerais, nº 01 de 19 de dezembro de 2008Não é o caso.
98
13/03/2012 17:02:02PONTO DE CULTURA EXPRESSÃO PELA VIDAPARANAÍBA - MATO GROSSO DO SULCultura Digital03 DE 29 MAIO DE 2009NãoParticipoREDE ESTADUAL DE PONTOS DE CULTURA- PONTUALIDADE NOS REPASSES PARA MELHOR DESENVOLVIMENTO DAS ATIVIDADES;

- ASSESSORAMENTO NA PRESTAÇÃO DE CONTAS;

- ENCONTROS SEMESTRAIS PARA TROCA DE EXPERIÊNCIAS;

-TREINAMENTO/QUALIFICAÇÃO SOBRE LEGISLAÇÃO E SUAS CONSEQUENCIAS.
- CONHECIMENTO DA LEGISLAÇÃO;

- QUALIFICAÇÃO TÉCNICA PARA ELABORAÇÃO DE PROJETOS;

- DESBUROCRATIZAÇÃO DOS CONVENIAMENTOS;

- CONVÊNIOS/EDITAIS CONDIZENTES COM A REALIDADE DAS MICRO REGIÕES.
- CURSOS DE CAPACITAÇÃO TÉCNICA;

-ASSESSORIA IRRESTRITA NA PRESTAÇÃO DE CONTAS;

- MAIOR CONHECIMENTO DA LEGISLAÇÃO;

- AS ATIVIDADES DEVERÃO SER FOTOGRAFADAS;

- DEVEM REGISTRADAS PELA IMPRENSA;

- CADASTRO VITUAL DOS PONTOS.
COMO JÁ FORA CITADO, CAPACITAÇÃO PERIÓDICA, TROCA DE EXPERIÊNCIAS ENTRE OS PONTEIROS, CAPACITAÇÃO VIRTUAL, CONHECIMENTO DA REALIDADE DOS PONTEIROS E DE SUAS NECESSIDADES.OS PONTÕES DEVEM TER CONDIÇÕES FINANCEIRAS NECESSÁRIAS PARA REALIZAREM VISITAS, OFICINAS E DEBATES COM OS PONTOS DE CULTURA.
POR MAIS QUE SEJAMOS UMA REDE VIRTUAL, OS PONTÕES NECESSITAM DE SUPORTE FINANCEIRO, PRINCIPALMENTE PARA ATENDEREM OS PONTOS DO INTERIOR DO ESTADO E COMUNIDADES REMOTAS.
NÃO EXISTEMJuventudeMÚSICA E DANÇAEDITAL ESTADUAL - 03; DE 29 DE MAIO 2009SOLICITAMOS A LIBERAÇAO DAS PARCELAS DOS CONVENIAMENTOS PENDENTES DOS PONTOS DE CULTURA, PORQUE ESTAMOS PASSANDO POR DIFICULDADES NO DESENVOLVIMENTO/CUMPRIMENTO DAS ATIVIDADES.
HAJA VISTO QUE, NO CASO DESTE PONTO DE CULTURA, O MESMO FOI CONTEMPLADO COM UM EDITAL DE 2009, COMEÇOU A RECEBER SUAS PARCELAS EM 2010, E ATÉ O MOMENTO RECEBEMOS APENAS DUAS DAS TRÊS PARCELAS DO CONVENIAMENTO; ESTANDO A TERCEIRA PARCELA EM ATRASO DESDE AGOSTO DE 2011.
99
13/03/2012 17:18:00Ponto de Cultura Oficinas do CongadoVisconde do Rio Branco , MGMatriz Africanaedital 2007NãoParticipoRede EstaduaisMelhor atendimento por parte da SCC , capacitacao dos gestores.Abertura editais, diminuicao dos documentos , maior esclarecimento nos editais , para os gestores. Conveniamento com empresas do ramos , para dar um maior suporte aos Pontos e Pontoes.Tudo o que e feito peloPontos.Aumentar o numeros de funcionarios , ter uma rede propria onde possa esclarecer os pontos , mais cursos de capacitacao.Um melhor relacionamento , intercambio de acoes . JuventudeCulturas popularesEdital 31/12/2007Espero que possa ajudar haja vista que temos dificuldade com apPrestacao de contas.
100
13/03/2012 17:20:15Ponto de Cultura Espelho da ComunidadeFOCU - Pontão Fomento CulturalSanta Maria - RSAudiovisualEdital de Divulgação n.º 1, de 16 de julho de 2004SimO Pontão FOCU tem como objetivo geral implementar uma rede de fomento e fruição de formação, produção, exibição, divulgação e distribuição audiovisual na Região Sul do país, promovendo o intercâmbio de metodologias e técnicas de ensino e produção audiovisual entre os Pontos de Cultura.
Em 2010 o Pontão atuou em 50 Pontos de Cultura de 33 municípios inscritos nas oficinas, foram 45 oficinas ministradas, com formação e capacitação de 327 pessoas. Foram realizadas sessões cineclubistas e a formação de um acervo audiovisual com as produções dos Pontos de Cultura, divulgados e distribuídos entre os mesmos. O Pontão atuou durante um ano e não foi para empenho para continuar seus trabalhos por falta de recursos do MinC.
No período de sua atuação o FOCU - Pontão Fomento Cultural trabalhou em rede com os Pontos: Arte Independente GHC, Teia Viva, Quilombo do Sopapo, Cultura é Saúde, Bairro Assunção, Fome de Livro na Quebrada, Ponto de Cultura voluntário Vitória Régia, Somos, Afro-Sul Odomodê, Campo da Tuca, Ponto de Leitura Movimentação, De Olho na Cultura, Ponto de Cultura do ASPA, ArtEstação, Ponto de Encontro com a Cultura Gaúcha, Chibarro, Toca, Barca dos Livros, Museu Nacional do Mar, Baiacu de Alguém, Casa Familiar do Mar, Ponto de Cultura Teatro Vivo, Cultura Popular no Rumo de João Maria, O Itinga pede Passagem, Uma Ilha se Olha II, Engenhos de Farinha, Baleeira , Escola da Terra Engenho do Sertão, Memória e Identidade, Aprendiz Semeador, Minha Vila Filmo Eu , Circo Ito – Tripcirco, Casa da Fandango, Casa Mandicuera, Vida e Arte Inclusão Social Através da Cultura, Produtora de Áudio Popular, Formação de Atores, Casa das Fases, CEPIAC - Vivenciando Cultura, Malha Cultural e Cidadania, Pólo APAC da Artes Visuais e Música, AYPAR, Solar dos Guimarães, Kinoarte, Escolinha de Cinema.
Pontões: : Minuano, UFSC, Ganesha, Kuai Tema
O Pontão trabalhou com vários Pontos de Cultura de Santa Catarina, Paraná e Rio Grande do Sul, mas infelizmente 1 ano foi pouco para consolidar uma rede de produção audiovisual.
ParticipoRede dos Pontos de RS, Cultura Digital, Rede da Economia Solidaria e do Audiovisual. Primeiramente finalizar compromissos assumidos e principalmente colocar as prestações de contas em dia. Aumentar o numero de funcionários /técnicos para auxiliar e dar os pareceres para os pontos. O programa precisa ser mais ágil nas questões burocráticas.
Outra demanda é que o programa se torne uma política pública de estado, que tenha verba anual garantida, fazendo juz a sua importância para a sociedade brasileira.
Quanto ao Salic web e o Siconv poderiam ser mais simplificados, ou então encontrar formas de capacitar os usuários através de cursos. Ter mais cursos de capacitação para os gestores dos pontos de cultura. Não são todos os gestores que tem conhecimento sobre os processos burocráticos de licitação, pregão eletrônico e demais demandas de administração. Autorizar que os pontos incluam no plano de trabalho a contratação de gestores, advogados, administradores e contadores também é importante. Outra possibilidade seria um grande convênio nacional com alguma entidade que represente os contadores para que haja um profissional capacitado para atender os Pontões em cada cidade. Outro ponto muito importante é ter mais técnicos no MinC para analisar as prestações em menos tempo, e que o técnico permaneça até o final sem trocas no meio do processo.O registro para prestação de contas deve seguir pelas metas de cada plano de trabalho. A criação de uma plataforma on line para postar esses conteúdos poderia colaborar para a prestação de contas. Todos os pontões postando o material no mesma plataforma do MinC. Ter mais pessoas qualificadas no quadro funcional e ter os procedimentos normatizados reduzindo o grande fluxo de documentos que são solicitados. Algumas vezes é preciso mandar os documentos novamente por que foram perdidos, isso atrapalha o andamento do processo.Criar projetos em conjunto com ações que potencializem umas as outras. Além disso, seria interessante que os pontões trocassem serviços entre si como forma de criar sustentabilidade nas ações. Que cada Pontão tenha um limite de pontos em sua abrangência, de forma a potencializar as trocas de conhecimento, de fazeres e serviços, consolidando realmente uma rede. JuventudeCultura Digital, Juventude, Educação e formação, Sócio-culturalEDITAL DE DIVULGAÇÃO No 1, DE 18 DE MAIO DE 2007, Prêmio Escola Viva
Edital de Divulgação n.º 1 de 26 de janeiro de 2009 - Prêmio Mídia Livre
Edital de Divulgação n.º 5 de 04 de agosto de 2009 - Cultura Ponto a Ponto
Edital de Divulgação n.º 5 de 04 de agosto de 2008 - Cultura Ponto a Ponto
Loading...
 
 
 
Página1