Residência em MFC: onde? como? com quem? será? (...) (respostas)
 Share
The version of the browser you are using is no longer supported. Please upgrade to a supported browser.Dismiss

View only
 
 
ABCDEFGHIJKLMNOPQRSTUVWXYZAAABACADAEAFAG
1
DADOS GERAISSOBRE O PROGRAMA DE RESIDÊNCIAPARA ALÉM DO PROGRAMA DE RESIDÊNCIA
2
DATA DA ÚLTIMA INFORMAÇÃOESTADOMUNICÍPIOINSTITUIÇÃO/GESTÃOFINANCIAMENTOCRIAÇÃOVAGAS POR ANOCANDIDATOS POR VAGASELEÇÃOBOLSAPAGAMENTO DA BOLSA
Problemas?
INTEGRAÇÃO COM ESTUDANTES
Há? Com quais?
INTEGRAÇÃO COM RESIDÊNCIA MULTIPROFISSIONAL
Há? Com quais?
INTEGRAÇÃO COM NASF E/OU OUTROS PROFISSIONAIS
Há? Com quais?
RESIDENTE ASSUME EQUIPE?DISPONIBILIDADE DA PRECEPTORIA
Presente todo o tempo na unidade?
PRECEPTOR(A) POR RESIDENTE(S)% DA PRECEPTORIA COM FORMAÇÃO EM MFCCURRÍCULO BASEADO EM COMPETÊNCIAS DA SBMFC
Baseia-se nele?
CARGA HORÁRIA SEMANALAVALIAÇÕES
Provas, avaliação seriada, TCC?
CAMPOS DE PRÁTICA R1
Além da unidade de APS
CAMPOS DE PRÁTICA R2ATIVIDADES TEÓRICAS REGULARES
Sessões, aulas, seminários?
MATRICIAMENTO
Há? Em quê?
R3
Há? Qual?
OUTRAS COISAS LEGAIS DO PRMFCMORADIA
Aluguel + condomínio onde residentes costumam morar
DESLOCAMENTO ATÉ A RESIDÊNCIAVIDA SOCIALPOR QUE ESCOLHER ESSE PRMFC?SITE DE DIVULGAÇÃO DO EDITALCONTATO PARA DÚVIDAS
3
https://goo.gl/hUqeH8Respostas obtidas através do formulário https://goo.gl/hUqeH8. Solicitamos, por favor, que quem puder contribuir com mais informações sobre PRMFCs também responda.Respostas obtidas através do formulário https://goo.gl/hUqeH8. Solicitamos, por favor, que quem puder contribuir com mais informações sobre PRMFCs também responda.https://goo.gl/hUqeH8https://goo.gl/hUqeH8
4
29/08/2017Amazonas (AM)ManausHospital Universitário Getúlio Vargas (UFAM)Ministério da Educação8Não houve concorrência no último editalProva teórica de múltipla escolha + Prova prática + Análise Curricular2900 – 3300 reaisPaga regularmente!Internato e acadêmicos pré-internatoSimSim1 : 1A maior parte< 60hGeriatria, Cirurgia Pediátrica (ambulatório), Cardiopediatria, Saúde mental, Ginecologia e ObstetríciaDermatologia, Reumatologia, Cardiologia, Tuberculose e Venereologia.NãoNão1250-1500 reais.Carro, ônibusBalada, flutuante, teatros/museushttp://www.cermam.com.br/
5
6
7
09/09/2018Bahia (BA)SalvadorEscola Estadual de Saúde Pública (EESP)CEREM + Prefeitura201011Não houve concorrência no último editalApenas a prova teórica de múltipla escolhaCerca de 8800 reaisPaga regularmente.InternatoEquipe NASFSim!Não. A preceptoria é pequena. Não dá conta de estar prótese te em todas as unidades. Mas não falta apoio. Eles são bem solicitos. E gente boa! A galera é massa!Varia de acordo com a turma. Hoje estamos em 1:4A maior parteaproximadamente 40-50hAmbulatório de Pré natal de alto risco (IPERBA), ambulatório de dermato (Bahiana), ambulatório de gineco + sala de parto (Hosp. Roberto Santos), vários outros a surgir. 1x na semana por 2 meses cada. Se quiser mais tempo pode. A residência é muito flexível.Depende da sua necessidade. Vc faz sua residência. Não tem nada pronto.Sim 2x na semana. A discussão é horizontalizada.Ainda não.Hoje a residência é conjunta. Residentes da Bahiana convivem juntos. Há espaço pra troca de experiência.1250 - 1500 reaisCarro, Carona, Onibus. Aqui é uma cidade massa! Tem acarajé gostoso e o melhor sotaque do mundo.A possibilidade de construir sua residência é formidável. Saber que cada residente terá uma é preenchida diferente e poder compartilhar isso é fantástico e muito produtivo pra residência. Muito embora estejamos num processo que não nos dá as coisas de bandeja, vai depender do seu interesse em fazer a parada funcionar.Strix (SUS Bahia)- Pedro Pina (Residente): https://www.facebook.com/peupina
8
14/06/2016Bahia (BA)Salvador/Camaçari (Região Metropolitana)Fundação Estatal Saúde da Família (FESF - SUS) + FIOCRUZFIOCRUZ/Camaçari/Ministério da Saúde de Fiotec.201515 a 16Não houve concorrência no último editalApenas a prova teórica de múltipla escolhaCerca de 9300 reais (3300 bolsa-base + 3500 complemento pela FIOTEC + 2500 do curso de preceptoria)VariávelSim, com internato da UFBASimSimSimSim1 : 2Maior parteaproximadamente 12h-48hO R1 tem apenas a USF como campoHá campos de estágio secundários, eletivos (2 meses), serviços de saúde (UPAs), estágio em gestão etc.Há tutoria de campo, tutoria de núcleo, seminário integrado, atividade pedagógica na unidade, Plataforma digital para postagens de atividades, turno pedagógico na USF, etc.Ainda nãoSó pessoalmente para explicar mais, mas um ponto forte é que a residencia é integrada com a residencia multiprofissional, ou seja, enfermeiro(a)s, dentistas, além dos profissionais do NASF, são residentes, o que garante o perfil de participação da equipe de forma equilibrada e integrada.1250 - 1500 reaisComo a maioria do pessoal mora em Salvador, vamos de carona solidária ou carro particular. Geralmente os residentes moram em Salvador ou Lauro... o que não falta são opções de lazer – a começar que muitos moram a metros da PRAIA! Temos também os bares, shows, circuito alternativo, salas de arte... e toda malemolencia dessa cidade maravilhosa! Morar em Camaçari é bem mais barato, mas não tem muitos recursos.Passem lá para conhecer! Acho que o desenho da residência permite tudo o que um residente precisa para se desenvolver: metodologias ativas de aprendizagem, respeitando a autonomia e incentivando a autogestão do aprendizado; o residente está inserido como parte da equipe, não é um elemento externo, observador; há muita interação com a residência multi, que compõe o NASF; há preceptor de Medicina, Enfermagem, Odonto e NASF todos os dias; há muitos espaços pedagógicos que permitem a reflexão sobre a prática, articulando-se teoria e prática constantemente.http://www.fesfsus.ba.gov.br/Preceptora: Mylena Melhem / mylenamelhem@gmail.com 71 999833414

Residente: Raísa Dourado Almeida / raisadourado@hotmail.com;
9
10
11
02/01/2017Distrito Federal (DF)BrasíliaSecretaria Estadual de Saúde (SES - DF)Secretaria de Saúde do DF201624Houve concorrência no ultimo editalProva teórica de múltipla escolhaConvencional (3300) + auxílio-moradia (900)Paga regularmente!Acadêmicos pré-internatoSimEquipe NASF, médicos especialistas não-NASFAssume uma microarea.Sim1 : 3A maior parte60hPS de GO/CM/Ped, 3 meses/cada, sendo 1 plantão de 12h/semana.Saúde prisional, atendimento domiciliar.SimNãoParticipação de eventos junto à Associação de MFCs1000-1250 reaisBike, Carona solidária, CarroShows, Parques, Festas, capital com muitos eventos culturais semanais além de turismo ecológico no entorno.“A primeira residência médica em Rede do DF (sim utilizamos toda a rede de assistência à saúde). Preceptores motivados e todos especialistas em MFC. Temos apoio pedagógico da FEPECS/ESCS (instituições gabaritadas em ensino). A Capital Federal está preparada pra rececebê-los.”www.fepecs.edu.brSupervisor do PRM: Carlos Zimmer (drcarloszimmer@gmail.com)
12
13
14
05/10/2016Espírito Santo (ES)Vila VelhaUniversidade Vila Velha (parceria com SMS e SES)Ministério da Saúde20158Houve concorrência no ultimo editalProva teórica de múltipla escolha + Prova prática + CurrículoConvencional, sem complementaçãoPaga regularmente!Sim, com acadêmicos do curso de medicina (internos e pre-internato)SimSim1 : 4A maior parte60hSaude do Idoso, Saude da Mulher, Saude da Criança e Saude mentalPrograma de Assistência Domiciliar, DST/HIV, Telessaúde, Programa do pé diabético, etc. (3 meses) optativo (1 mês)NãoNãoRealizamos Problem Based Interview - ferramenta de discussão de consultas filmadas com objetivo de trabalhar comunicação/relação com paciente.500-1000 reaisCarro, carona solidária, ônibusPraia, Atividades culturais na localidade que é realizada a residência, botecoPrograma de residência com grandes desafios de construir a APS no municipio com grande parceria com a Secretaria Municipal de Saúde. Estado com grande carência de profissionais com especialização em MFC o que torna um terreno fértil para grandes transformaçõeshttps://www.uvv.br/pos-graduacao/programa-residencia.aspx- Coordenador do Programa: Diego Brandão (diegojbrandao@yahoo.com.br)
15
10/11/2016Espírito Santo (ES)VitóriaUFES + SMSMEC20153Não houve concorrência no último editalProva teórica de múltipla escolha + Prova Prática + Análise CurricularBolsa base (2900/3300) + possibilidade dos 2500 do Curso de PreceptoriaPaga regularmente! Internato, Acadêmicos pre-internatoSim Equipe NASF, Médicos especialistas não-NASFAssume parte do território sob supervisãoSim1 : 1A maioria não tem60hAmbulatórios em algumas especialidades (pediatria, GO, geriatria) no Hospital de Clínicas da UFES; plantão em Pronto-Atendimento vinculado à SEMUS-Vitória.Ambulatórios em algumas especialidades (clínica médica, cardiologia, endocrinologia, pequenos procedimentos) no Hospital de Clínicas da UFES; plantão em Pediatria vinculado à SEMUS-Vitória; plantão em maternidade no Hospital de Clínicas da UFES;Um turno por semana.NãoPossibilidade de Mestrado Profissional em Medicina integrado pela própria UFES.500-1000 reaisBike, Carro, carona solidária, ônibus...Bares em algumas regiões da cidade; shows; praias (algo muito relevante no ES)Coordenação do PRMFC: tdsarti@gmail.com
16
17
18
17/09/2018Goiás (GO)AnápolisUniEvangélica de Anápolis (UEVA) + Secretaria Municipal de SaúdeMEC + SMS2012 (2015?)12Houve concorrência no último editalProva teórica de múltipla escolha + Análise CurricularBolsa base (+/- 3.000) + complementação prefeitura (+/- 3.400). Ainda há a possibilidade dos 2500 do Curso de Preceptoria (?).Paga regularmente!Internato, Acadêmicos pre-internatoEquipe NASF, Médicos especialistas não-NASFSim!Sim!1 : 3A maior parte50hAmbulatórios secundários (Dermatologia, Neurologia, Cardiologia, etc) + PBI + Grupo BalintAmbulatórios secundários (dermatologia, neurologia, cardiologia, etc) + Tutoria + Round semanaisTutorias + Rounds semanaisNãoPrograma em expansão e conta com apoio da Universidade.500-1000 reaisA pé, Bike, Carro, carona solidária, ônibus...Cachoeira, teatro, barzinho e programas culturais.Residência com grande potêncial, com grande desenvolvimento, corpo clinico motivado e comunidade necessitada.http://www.unievangelica.edu.br/residencia_medicaCoordenação do PRMFC: marciomarcolino@gmail.com
19
20
21
06/10/2017Mato Grosso (MT)CuiabáHospital Geral Universitário (UNIC)MS201620Houve concorrência no último editalProva teórica de múltipla escolha + Análise Curricular Bolsa convencional (+- 3000 reais)Paga regularmente!Internato e Acadêmicos pré-internatoEquipe NASFPacientes do preceptorSim1 : 1A maior parte60h1 plantão 12 hs/semana; 8 hs/ambulatório de especialidades no HGU.Sim, aulas, seminários, projetos Nãoentre 1500-1750 reais.Carro, ônibus.Bares.hgu.com.br
22
02/01/2017Mato Grosso (MT)Lucas do Rio VerdeSMS Lucas do Rio Verde (SMS - LRV)MS + Prefeitura20166Houve concorrência no ultimo editalProva teórica de múltipla escolhaConvencional (3300) + complemento (8000)Paga regularmente!Sim, com NASFSim, dividindo com preceptor e outros residentes.em media 80% do tempo1 : 3A maior aprte60hCentral de Regulação (03 semanas); UPA (240 horas); Ortopedia (03 semanas).UPA (176 horas); Pediatria (03 semanas); CAPS (03 semanas); Hospital São Lucas (03 semanas)Sessões Clínicas, 02h/semana; Aula teórica/oficina, 03h/semana.Não"Treinamento em Procedimentos ambulatoriais, inserção de DIU, Bolsa complementar, boa relação/aceitação do Programa pela comunidade".500-1000 reaisBike, Carona solidária, Carro, ÔnibusNobres (MT) a 200km, Chapada dos Guimarães a 385 km, Bares (First, Pankekão, Empório do Chopp), Casas noturnas (Danza, Mr. Dan, Dublin), Parque Municipal dos Buritis, Lago Ernani José Machado, Arena Cultural (Agosto), Novemberfest (Novembro).“O Programa é novo, logo, toda a Equipe está bastante entusiasmada e empenhada. O município tem 100% de cobertura de Atenção Primária e as Unidades são muito bem estruturadas, climatizadas e com Prontuário Eletrônico. Os Cenários permitem um bom ambiente para aprendizagem.”https://www.facebook.com/prmfclrvCoordenadora do PRM: Barbara Luiza Rosa (coordenacaormlrv@gmail.com)
23
24
25
06/10/2017Mato Grosso do Sul (MS)Campo GrandePrefeitura de Campo GrandePrefeitura + MS201740Não houve concorrência no último editalProva teórica de múltipla escolha R$3330,00 do Ministério da Saúde + R$3330,00 da Prefeitura de Campo Grande + R$999,00 de Adicional de Alimentação/AlojamentoPaga regularmente!Internato e Acadêmicos pré-internato.Equipe NASFSim, o residente torna-se responsável por uma equipe.Sim1 : 2A maior parte60hRodízios mensais (8h/semana) em ambulatórios ou enfermarias de Pediatria/Clínica Médica/CAPS e plantões em UPA (4h/semana) na emergência adulto e na emergência pediátricaNão sabemos ainda. A residência foi criada em 2017.Aulas, sessões clínicas, semináriosNãoentre 1000-1250 reais.Carro, ônibus.Barzinhos, feira municipal, etchttp://portal.capital.ms.gov.br/diogrande/
26
27
28
10/11/2016Minas Gerais (MG)AraguariSanta Casa de Misericórdia de Araguari (IMEPAC)MEC20166Não houve concorrência no último editalProva teórica de múltipla escolha Bolsa base (2900/3300). Ainda há a possibilidade dos 2500 do Curso de Preceptoria.Paga regularmente!Internato, Acadêmicos pre-internatoSimEquipe NASF, Médicos especialistas não-NASF“o residente acompanha as atividades das equipes que tem seus responsáveis”Sim!1 : 1A maior parte60hPediatria - UPA + ambulatório, Clínica Médica - UPA + Ambulatório, Obstetrícia - Centro Obstétrico + ambulatório, Clínica Cirúrgica - UPA + Cirurgia ambulatorial.Pediatria - UPA + ambulatório, Clínica Médica - UPA + Ambulatório, Obstetrícia - Centro Obstétrico + ambulatório, Clínica Cirúrgica - UPA + Cirurgia ambulatorial, Psiquiatria - CAPS + Ambulatorio, NASF, Estágios optativos.Discussão de casos e semináriosNãoInserção no curso de especialização em formação de preceptores para o SUS.500-1000 reaisCarro, carona solidária...Temos as nossas 3 primeiras residentes neste ano. Ainda não posso afirmar, já que duas moram em uma cidade próxima e apenas uma reside em AraguariA residência está começando suas atividades, há um espaço enorme para os egressos no município e na faculdade.http://www.aremg.org.br/processos-atuaisCoordenação do PRMFC: profalexmr@gmail.com (Alex Rodrigues)
29
30/08/2017Minas Gerais (MG)Belo HorizonteHospital das Clínicas da UFMGMinistério da Educação200414Prova teórica de múltipla escolha + Análise Curricular Convencional (3300 reais)Paga regularmente!Internato e Acadêmicos pré-internatoSimAuxilia o preceptor responsável pela equipeSim1 : 1A maior parte60hCuidados Paliativos no HC - imersão de 2 meses, 30h/semana PA Pediatria no CGG - imersão de 01 mês, plantões de 12h todos os dias PA de Clinica no Hosp Risoleta, 12h semana por 3 meses G.O. no Hosp Risoleta, 12h semana por 3 meses Diversos ambulatórios de especialidades: cardio, tuberculose, pneumoped, hanseníase, G.O., geriatria, saude mental, saude do adolescente, dentre outros...Não há diferença entre estagios para R1 e R25h semanais, divididas em 2 encontrosNão< 500 reaisa pé!, Carona solidária, Carro, Ônibus, MetrôBares, feirinhas...Site da Aremg- Residente do PRM: Dani Grassi (facebook)
30
09/09/2018Minas Gerais (MG)Belo HorizonteHospital Metropolitano Odilon BehrensMEC200322Houve concorrência no último editalApenas a prova teórica de múltipla escolha3300 bolsa-base (um dos respondentes do PRM disse que há também um vale alimentação!) Paga regularmente.InternatoEquipe NASF, Médicos especialistas não-NASF, Varia de acordo com cada unidadeApenas é inserido na equipe do preceptor, mas não tem agenda própriaSim1 : 2A maior parte50hClínica médica 2 meses, GO 2 meses, Pediatria 1 mês, unidade de AVC 1 mês, Infecto/dermato um turno por semana por 1 mês, Saúde Mental/CERSAM 1 turno por 1 mês, PneumoPed 1 turno por 1 mês, Geriatria 2 turnos por 1,5 mês. Estágios optativos como no conselho municipal de saúde, cuidados paliativos, etc.Idem resposta do R1 – os estágios ocorrem no primeiro ou segundo ano.Sim, 02 turnos/semana.Ainda não.Curso de PSBE do Mais Evidências, possibilidade de se tornar preceptor, 1 mês de estágio optativo conforme interesse do residente500 - 1500 reais (cada respondente pôs uma faixa diferente, rs)Carro, ônibus, carona... BH é a capital dos bares, mas tem de tudo pra todos os gostos. Só não tem praia 😕 Feiras, praças e parques também são ótimas opções.Site da Aremg (edital único para os PRMs do estado)- Lara (foi R2 em 2017): lararemigio@gmail.com; os outros dois respondentes não deixaram contato.
31
24/09/2017Minas Gerais (MG)Montes Claros e outrasHospital Universitário Clemente Faria (UNIMONTES)MS e Prefeituras199963Houve concorrência no ultimo editalProva teórica de múltipla escolha + Prova prática + Análise Curricular e entrevista3300 da bolsa convencional + 3300 complementaçãoPaga regularmente!Internato, Acadêmicos pré-internatoSimO residente torna-se responsável por uma equipe. Sim1 : 3A maior parte56hHospital de PS, maternidade e alojamento conjunto.Ambulatórios de especialidades focais de acordo com a demanda dos Planos de Desenvolvimento Pessoais - PDPs.Seminário semanalNãoO programa ocorre atualmente em sete municípios do norte de minas o que tem possibilidade desafios e conquistas bastante interessantes.entre 500-1000 reais.Bike, carro, carona solidária, ônibus.Bares e restaurantes são as principais opções. Existe também uma atividade cultural que acontece todos fds com apresentação de artistas regionais.http://www.aremg.org.br/- Leandro Godoy (solicite o número de telefone através de mensagem na página www.facebook.com/residenciamfc)
32
29/09/2016Minas Gerais (MG)Ouro PretoUniversidade Federal de Ouro Preto (UFOP)SMS + MEC20134Houve concorrência no último editalProva teórica de múltipla escolha + Análise Curricular3300 bolsa-base + 2500 complemento + 4000 PROVABPaga regularmente!Sim, ciclo clinico, internatoSim. E com médicos especialistas não-NASFJunto com o preceptor.Sim1 : 2A maior parte60hEnfermaria de clínica, enfermaria de pediatria, plantão de urgência (clínica, pediatria e GO), ortopedia (PA), cirurgia ambulatorial, gestão de serviços de saúde, ginecologia (procedimentos ambulatoriais), saúde mental, docência em serviço, geriatria (variando de 4 a 20 horas semanais/4 meses)IdemBalint, treinamento de habilidades psico-afetivas e psico-motoras, ciclos de aperfeiçoamento da prática clínica, casos clínicos, discussão de artigos, temas nucleares da MFCNãoPossibilidade de participação em docência e pesquisa na UFOP, campo de empregos abertos na região500-1000 reais.Subindo e descendo ladeira a pe (rs), de bicicleta, carro, carona solidária... ou, o melhor, a residência tem um sistema de transporte que busca o residente em casa!!! *.*Cinemas/teatro, natureza (cachoeiras, rios), night em Ouro Preto...
*** Cachaça mineira e festinhas das republicas!!! (adicionada pelo autor da página, rs)
Pode vir que você vai adorar. Melhor PRM-MFC rural do país, sem dúvida.http://www.aremg.org.br/- Coordenador do PRM: rpastoralves@gmail.com

http://www.medicina.ufop.br/pos-graduacao-residencia…/RM-MFC
33
02/01/2017Minas Gerais (MG)UberlândiaUniversidade Federal de Uberlândia (UFU) - Hospital das Clínicas da UFUMEC20104Houve concorrência no último editalProva teórica de múltipla escolhaConvencional (3300)Paga regularmente!acadêmicos pre-internato, InternatoSimEquipe NASF, médicos especialistas não-NASFCompartilha a equipe com o preceptor.Sim1 : 1A maior parteR1 - 50h/semana; R2 – 40h/semanaSão muitos estágios (pelo menos 2 por mês) então são muitos campos de prática. Mas o residente nunca sai da UBSF, ele sempre compartilha o tempo com os outros estágios como: Hospital Municipal, Colégio de Aplicação, Plantões no PA etcCerca de 70% da carga horária (a depender do estágio) é destinado a UBSF, o restante é compartilhado com atenção especializada, CAPS, Hospital, Plantões, etc.Discussão de casos clínicos e seminários – não trabalha-se com aulas teóricas.NãoInserção de práticas integrativas; estágio optativo fora da instituição; possibilidade de ser preceptor ao final da residência; maioria dos residentes são empregados na rede; possibilidade de acompanhar os partos da sua UBSF, etc500-1000 reaisBike, Carona solidária, CarroParque Público, Clube, Feira gastronomica, Boteco, teatro, Feirinhas“Uberlandia é uma cidade delícia para viver, sem trânsito, custo de vida relativamente baixo e alta qualidade de vida, que pra mim é o que conta quando pensamos em passar dois anos em algum lugar. A residência é um plus porque a galera (preceptores e supervisores) são super legais, engajados e dispostos a construir uma residência super bacana. Todas as nossas preceptoras estão fazendo curso de preceptoria pra te receber cheias de idéias fresquinhas na cabeça, amor no coração e qualidade técnica que é importante também. As UBSF tem uma infra legal e o programa funciona por aqui. Vem experimentar! O melhor de tudo é que a gente curte gente e idéias diferentes.”http://www.residencia.famed.ufu.br- Supervisora do PRM: Natalia Madureira (nataliamadureira@ufu.br)
34
06/10/2017Minas Gerais (MG)ViçosaUniversidade Federal de Viçosa (UFV)Mec + Prefeitura 20114Houve concorrência no último editalProva teórica de múltipla escolha e entrevistaBolsa base (+- 3000 reais) + 3000 complementados pela PrefeituraPaga regularmente!Internato e Acadêmicos pré-internato Equipe NASFSim, o residente torna-se o médico responsável por uma equipe.Sim1 : 4A maior parte44hRodizio em ambulatório de atenção secundaria e plantão de clinica Rodizios em ambulatório de atenção secundaria e plantão de clinicaSim, semanal.NãoRealizar disciplinas do mestrado em Ciências da Saúde pela UFV, há uma boa integração com a Academiaentre 500-1000 reais.Carro, carona solidária, ônibus.Viçosa é uma cidade do interior de Minas, a 230 km de Belo Horizonte. Cidade acolhedora e de muita diversidade de pessoas devido ser um polo universitário. Porem, conta uma população rural grande, gerando uma diversidade cultural bastante interessante.É pelo edital da AREMG- Debora Carvalho (coordenadora): deboracarvalho@ufv.br
35
36
37
29/08/2017Paraíba (PB)Campina GrandeSMS e Faculdade de Ciências Médicas CESEDPrefeitura + Ministério da Educação2013/1506 SMS e 02 FCMNão houve concorrência no último editalProva teórica dissertativa + Análise Curricular 3300 bolsa regular + 6000 complemento SMS Paga regularmente!Internato, Acadêmicos pré-internatoSim, com NASF e médicos especialistas não-NASF.SimNo mínimo, 20h/semana1 : 3A maior parte60hClinica Medica, Pediatria (puericultura), Ambulatórios especializados (TB, Hanse etc).Clínicas Especializadas, UPA, Dermatologia, Cardiologia, Saúde mental (CAPS e Consultório de Rua)01x/semanaNãoTerapia Comunitária, curso de Auriculoterapia. entre 500-1000 reais.Carro, carona solidária, ônibusParque Publico, Museu dos três Pandeiros com amostra de músicas mensais (palco do choro), cinemas , shoppings, praças, dois teatros( Municipal e da Facisa), forró!Apesar de ter inciado esse ano acho que temos perspectivas de uma residência de boa qualidade, por apresentar quadro de preceptores qualificados, além de Unidades de Saúde com estrutura adequadas, e o empenho de todos que fazem a residência médica, tanto da Prefeitura Municipal de Campina Grande, como da Faculdade de Ciências Médicas de Campina Grande. Campina Grande a terra do maior São João do Mundo aguarda vcs!http://pmcg.org.br/edital-processo-seletivo-de-residencia-medica/- Maria Jeanette de Oliveira Silveira: Supervisora da Residência de Medicina Geral de Família Comunidade da Prefeitura Municipal de Campina Grande (jeanettesilveira@gmail.com)

- Preceptora de pediatria e atualmente coordenadora da COREME (derks@ibest.com.br)
38
29/09/2016Paraíba (PB)João PessoaUniversidade Federal da Paraíba (UFPB) + SMS de João PessoaMEC201015Houve concorrência no último editalProva teórica de múltipla escolha2900 bolsa-base + 5000 complemento + 2500 bolsa preceptoria opcionalNão – bolsa paga regularmenteSim, acadêmicos pré-internatoSimSimSimSim1 : 4A maior parteem média 50hAmbulatório de especialidades 4h/semanais (especialidades médicas, CnR, PICs, CAPS, SAD...) + plantao semanal 6hIdem R1 + 1 mês de eletivoAula teórica na quinta à tarde e mais turnos de discussão do trabalho de campo com preceptores multiprofissionaisNãoO preceptor é um egresso da residência de MFC que permanece 8 turnos na unidade. Além do preceptor, cada unidade recebe algum professor da UFPB em 6 turnos. Em 4 destes turnos, o professor vai à unidade com os alunos da graduação (1°, 2°, 4° e 5° períodos) e nos outros 2 turnos a atividade é exclusiva para a residência. Um turno com professor com formação em MFC para discussão clínica e das ferramentas do MFC e outro com outro professor da saúde coletiva para discussão de processo de trabalho, trabalho em equipe, etc. Também há imersão nas PICs, cursos na UFPB, Fórum dos residentes de João Pessoa (MFC), possibilidade de se tornar preceptor (5.000)500-1250 reaisCarro; carona solidária; o sistema de ônibus é precário. Praia (e praia de nudismo), surf, mergulho, trilha, cachoeira, shows, cafés, bares, feirinhas, festas na UFPB, outras capitais bem próximas (2h de carro), comida barata... Ahh, cara, a Paraiba é linda. E tem o maior São João do mundo em junho (com 30 dias de festa em Campina Grande a 1h30 de carro).1) Se você quer um currículo com grande integração entre as competências da MFC e os saberes da saúde coletiva, seu lugar é aqui!

2) Paraíba é o estado mais hipster do Brasil. Podem chegar. A residência é relativamente nova, mas já tem muitos avanços se comparadas a outras do Brasil.
www.ccm.ufpb.br- Residentes: Twitter e insta: @louisetf
- Professores/preceptores: Alexandre Melo - ricardosousasoares@gmail.com
39
40
41
24/09/2017Paraná (PR)CuritibaUniversidade Federal do Paraná (UFPR) - Hospital das Clínicas do Paraná (HC - UFPR)MEC200920Não houve concorrência no último editalProva teórica de múltipla escolha + Prova prática + Análise Curricular e entrevista

Apesar dos PRMFCs serem integrados, cada faculdade tem a sua prova, com editais separados.
ConvencionalPaga regularmente!Internato, Acadêmicos pré-internatoSimEquipe NASF e médicos especialistas não-NASFCompõe equipe do preceptor. Sim1 : 2A maior parte48-50hHospital de Clinicas, Maternidade, Samu, UPA, Ambulatorios de especialidades da SMS.Idem R1 + gestão na SMSGrupos Balint, PBI, aulas com temas transversais com a multi, oficinasNãoEm Curitiba os programas da UFPR, SMS, PUC, Faculdade Pequeno Príncipe, Universidade Positivo e Faculdade Evangélica são unificados, não há distinção entre os residentes e cada escola contribui com o que tem de melhor.entre 1000-1250 reais.Carro, carona solidária, ônibus, bike e a pé.Bairro boêmio, frotinhas, parques, museus, teatro.O PRMFC da UFPR compõe um complexo de instituições que são vanguarda no ensino da especialidade no Brasil. Todos os residentes que estagiam por aqui ficam surpresos com a qualidade e organização.Página do Facebook: https://www.facebook.com/Resid%C3%AAncia-de-Medicina-de-Fam%C3%ADlia-e-Comunidade-Curitiba-412898102249751/Acessem nossa pagina: “residencias MFC de Curitiba”
42
43
44
03/11/2016Pernambuco (PE)PetrolinaUniversidade Federal do Vale do São Francisco (UNIVASF)MEC + Município200912Houve concorrência no ultimo editalProva teórica de múltipla escolha + Análise Curricular + Entrevista10800 (3000 da bolsa-base + 5300 complemento municipal + 2500 curso de preceptoria)Paga regularmente!Internato, Acadêmicos pré-internato; acadêmicos de enfermagem, fisioterapia e psicologia.Equipe NASFSimSim1 : 3A maior parte44hDermatologia (HU UNIVASF); Ortopedia (HU UNIVASF); Pre-natal de alto risco (maternidade de Juazeiro); Ginecologia (NASF); Consultório na Rua; Saúde mental (CAPS II); CRAS; Pronto socorro infantil (Hospital Dom Malan); EndocrinologiaO rodízio de estágios citados dura os dois anos.Duas noites por semana e sexta-feira à tarde.Nãoentre 500 - 1000 reais.Bike, Carona, CarroRio (Velho Chico), bares, boate...“Vê só, gosto da residência daqui bastante. Esse ano foram 12 vagas no edital e todas foram preenchidas. Temos atualmente 7 preceptores. A Residência acontece atualmente em 7 Unidades de saúde de Petrolina, cada uma tem entre 3 ou 4 equipes de saúde. As unidades tem uma boa estrutura física, dispondo de salas para atendimento, para reunião, para curativo, para pequenas cirurgias, para medicação venosa e tal... Atuamos nas unidades no período da manhã e tarde, de segunda a sexta feira, tendo um turno livre para realização de estágios e um turno para atividade teórica da residência (sexta à tarde). Além desse turno da sexta à tarde, temos também atividade teórica à noite. Em algumas unidades já há implantação de horta de plantas medicinais e há perspectiva de iniciar ainda esse ano um ambulatório para pessoas trans, o que se tornará um ambulatório de estágio para a residência. Há discussão semanal de temas clínicos, de ferramentas da medicina de família e de outros temas fundamentais para o MFC.”www.concurso.univasf.edu.brR2, futuro preceptor: Wandson Padilha (Facebook).
45
04/09/2017Pernambuco (PE)RecifePrefeitura da Cidade do RecifeMinistério da Saúde201020Não houve concorrência no último editalProva teórica de múltipla escolha, análise curricular.3300 + 2500 (opcional do curso de preceptoria) + 10.000 (referente à salário base PCR se efetivo - concursado)Paga regularmente!Sim, com acadêmicos pré-internato e internato.Sim, com NASF e núcleo de práticas integrativasDivide uma equipe com o preceptor (em alguns casos dois residentes e um preceptor na mesma equipe)Sim1:2, porém três vezes por semana pode chegar a 1:4 (depende da USF e da preceptoria)A maior parte60hVários estágios secundários (ambulatório em saúde da mulher, saúde da criança, CAPS, leitos hospitalares integrais em Saúde Mental, problemas cardiovasculares, problemas metabólicos); tem um plantão semanal em serviços de emergência (emergência infantil, emergência adulto); sala de parto. Leitos hospitalares em cuidados paliativos, em geriatria, em problemas respiratórios, realização de pequenos procedimentos, emergência psiquiátrica, consultório na rua, Centro de Cuidados Integrais e Complementares, PICs, especialidades, serviços de emergência.Todos os dias das 17 às 19h, exceto sexta, semanalmente. Seminários Clínicos; Clube de Revista; Seminários de Bases e Ferramentas da MFC; Seminários para preparação do TCC.Não. (Há possibilidade de R3 em Cuidados Paliativos, mas, em outra instituição em PE)Residência Centrada no Residente. Espaço lúdico mensal, com Cine Clube e Tenda do Conto. Participação anual da Assembleia do Povo Indígena Xukuru do Ororubá. Gestão do programa compartilhada com os residentes. Grande formação em MCCP.1250-1500 reaisBike, carro, carona solidária, ônibus...Festas em Olinda; Maracatu; Carnaval; prévias do Carnaval; São João nos interiores como Arcoverde e Caruaru; festas pagas de Otto, nação Zumbi, Siba, Orquestra contemporânea, entre outros. Tem bares de encontros da galera universitária em Recife antigo. Fim de tarde no marco zero. Cinema de rua, bares, cafés.Olha, dentre os relatos das residências que pude ter informações na minha época de residência (há 02 anos), aqui em Recife e Fortaleza eram os lugares mais estruturados dentro do Nordeste. Achei a residência daqui boa! O cenário de prática são unidades de saúde totalmente requalificadas onde você vai poder realizar procedimentos, deixar um paciente em observação, colocar DIU, fazer plástica de orelha. A Residência em Medicina de Família e Comunidade da Secretaria de Saúde do Recife é comprometida com o SUS, a equipe gestora (supervisão, preceptoria e residentes) e com a população da cidade. http://www.upenet.com.br/- Preceptora do Programa: Tassia Carneiro (facebook) - tassiacarneiro@hotmail.com www.residenciasrecife.wordpress.com Primeiro Residente do Programa: brunohspessoa@gmail.com (81 999037823) Rodrigo de Oliveira Silva, coordenador da COREME e supervisão do programa junto com Isabel Brandão Correia, outra MFC (oliveirarodrigo.pe@gmail.com).
46
47
48
06/10/2017Rio de Janeiro (RJ)PetrópolisFaculdade de Medicina de Petrópolis (FMP) - Hospital Alcides CarneiroPró-residência + Prefeitura200212Não houve concorrência no íltimo editalProva teórica de múltipla escolha + Análise Curricular Bolsa convencional (+- 3000 reais)Paga regularmente!Internato, Acadêmicos pré-internatoSimO preceptor é o médico responsável pela equipe. Gradualmente entre o R1 e R2 o residente assume uma micro área.Sim1 : 1A maior parte não tem40hHospital de ensino nos rodízios de pediatria e GO (com plantão diurno); Ambulatórios no ambulatório escola (com preceptoria); Rodízios de 3 meses em cada área.Estágio externo optativo de 1 mês. Eixo teórico semanal de 4hNãoGrande possibilidade de se tornar preceptor local. Residência calcada nos eixos abordagem centrada na pessoa, abordagem familiar e comunitária.entre 500 - 1000 reaisA pe, bike, carro, carona solidária, ônibus.Petropolis é uma cidade turística com vida universitária grande (bares, baladas, etc) a 70km da capital, Rio de Janeiro, onde tem tudo.A residência não é nova, mas está em pleno processo de reconstrução, onde a participação do residente é muito importante. Faculdade tem 50 anos e tem prioridade hoje em dia na residência médica.www.fmpfase.edu.br- Preceptora do PRM (celular disponível com o ADM da página www.facebook.com/residenciamfc)
49
15/10/2016Rio de Janeiro (RJ)Rio de JaneiroUniversidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ) - Hospital Universitário Pedro Ernesto ou Ministério da SaúdePrefeitura do RJ, MEC, Ministério da Saúde (Pró-Residência) e UERJ197620 vagas de R1 para 2019 + 20 vagas de R3 em 2019. Os editais variam.Houve concorrência no ultimo editalProva teórica de múltipla escolha. Prova teórica dissertativa, prova prática, análise curricular, entrevista é variável.Em torno de 10.000, onde 3300 bolsa-base + 7500 complemento da prefeitura + 2500 bolsa curso preceptoria - UNA-SUS, que é opcional.VariávelSim, com acadêmicos em ciclo clínico e em internato da medicina UERJSim. Sim. NASF e especialistas não-NASF.SimVaria conforme unidade, mas, na maioria sim.Varia conforme unidade, de 1:2 a 1:4, mas há esforços para equiparar 1:2, sendo um R1 e um R2.A maior parteR1: 60h (46h semanal + 24h de plantão no mês que pode ser dividido em 2 de 12h ou 1 de 24h), R2: 44h, R3: 40hPlantão de CM (24h/mês por 1 ano), ambulatório de saúde da mulher (6 meses) e ambulatório de medicina integral (1 ano) no Hospital Universitário Pedro Ernesto; plantão em Maternidade, estágio em gestão, em Cuidados paliativos; Há campos de estágio em saúde mental (CAPS), consultório de rua, ambulatórios de habilidades específicas, pequenos procedimentos, clinica da dor e 1 mês de estágio eletivo.Aula teórica de um turno semanal no R1 de paradigma biopsicossocial, medicina centrada na pessoa e abordagem familiar, abordagem comunitária, Racionalidades médicas, modelos assistenciais, crise e reforma sanitária, sexualidade para o MFC; abordagem ao HIV; trabalho em grupo na APS.Sim, em gestão/administração em saúde ou R3 em preceptoria.Programa em franca expansão com ótima infraestrutura e possibilidade de se tornar preceptor ao fim da residência; há estímulo à produção científica com seminários transversais para produção do TCC; proximidade com a gestão municipal; um mês no R2 para fazer estágio onde quiser (Brasil ou fora). Possibilidade de se tornar preceptor após R3 e grande possibilidade de vínculo empregatício.Varia muito, mas a maioria disse entre 1500-2000 reais.Carona solidária, carro, ônibus ou metrô. ”É o Rio de Janeiro... Conclua!”, rs.1) Venham nos conhecer ao vivo e a cores. Vai dar match :)
2) Confesso que tinha minhas dúvidas com o programa e até com a residência apesar de ter certeza quanta a MFC, mas tem sido uma experiência INCRIVEL. Principalmente pela capacitação teórica e prática nas habilidades especificas da MFC com cursos de abordagem familiar, aulas sobre ferramentas específicas etc. Os professores da uerj são muito presentes no dia a dia da residência e os preceptores nas clinicas são excelentes! Com a vantagem de você usufruir do contexto político da APS no Rio sem a (total) exploração que a residência da prefeitura por exemplo acaba impondo ao residente.
3) Fazer MFC é mais do que uma opção profissional. Transforma a gente e a vida da gente, para melhor. Foi isso que aprendi quando fiz na Uerj e é isso que continuamos a experienciar por lá.
4) Ser residente do programa mais antigo de MFC no país, aprender com quem viu e ajudou a nascer a especialidade no nosso país, é uma experiência única - apesar do convívio em um hospital parecer distante dos objetivos formativos. Viver em uma cidade em que se percebe o esforço de reestruturação do sistema de saúde tendo a APS como ordenador a do sistema é uma oportunidade única de contato com pessoas e coletivos interessantes e engajados social e politicamente. Plus o Rio de Janeiro continua lindo! Residência com 40 anos de existência, com um corpo docente muito bom e com trajetória de mais de 30 anos, canal teórico de mais de 20 anos onde o residente tem os fundamentos da MFC. Viés acadêmico para escrever e publicar. Facilidade de fazer o estágio em vários países do mundo.Está vinculado a um Hospital Universitário, estar no ambiente da graduação com os internos. A sede da residência fica no Bairro de Vila Isabel famoso pelos seus compositores.
www.cepuerj.uerj.br- Residentes: j.coelho8@gmail.com; bu.rc@hotmail.com
- Professores/preceptores: Debora - deborateixeiramfc@gmail.com/conexaodrgarcia@yahoo.com.br; Daniel Puig - +5521976298990
- Coordenadora do PRM: Inez Padula - Dmifc.uerj@gmail.com
50
05/10/2016Rio de Janeiro (RJ)Rio de JaneiroUniversidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) - Hospital Universitário Clementino Fraga Filho/CSEGSF + Escola Nacional de Saúde Pública (ENSP)Prefeitura + Ministério da Saúde200810 UFRJ e 6 ENSP. O programa é um só, o processo seletivo idem. O residente escolhe se quer o diploma pela UFRJ ou ENSP.Houve concorrência no ultimo editalProva teórica de múltipla escolhaCerca de 10.000 reais (sem contar o curso de preceptoria)Paga regularmente!Sim, com acadêmicos de medicina pré-internato e Internato,Algumas equipes simSimSim!Sim1 : 2 ou 1 : 3A maior parteR1 = +- 55h
R2
Plantões: Emergência (2meses), pediatria (2 meses), Obstetricia (2 meses).Estágios: Saúde Mental (2 meses), Programa de atenção domiciliar (2 meses), Consultório na Rua (2 meses), Estágio de Abordagem Territorial/comunitária (6 meses), abordagem familiar (2 meses). Há um estágio optativo de 1 mês que se pode rodar inclusive fora do país.Canais teóricos para o R1, para o R2 e um outro em conjunto (R1 e R2)Matriciamento de Psiquiatria, fisioterapia e dor crônicaPor enquanto não. Mas estamos tentando iniciar o R3 junto à UFRJ.Matriciamento de Psiquiatria, fisioterapia e dor crônica; grande articulação com movimentos sociais. entre 1250-1500 reais.Carro, carona solidária, ônibus, metrô...Rio de Janeiro você deve saber como é, né? HeheheNossa residencia é compartilhada entre as duas maiores instituições de ensino em saúde do país: FIOCRUZ e UFRJ. Queremos residentes que queiram compreender e exercitar o papel político da MFC. Compreender a clínica como exercício político de encontro e reconhecimento do outro. Metodologias ativas, participação no projeto pedagógico são elementos que valorizamos no cotidiano. Não queremos uma formatação industrial de MFC, mas formação artesanal e dialógica. Por isso mantemos nosso programa com o menos número de residentes do RIo de Janeiro.http://www.residencia.ufrj.br- Professor da UFRJ e preceptor do programa: Bruno Stelet (brunopst@yahoo.com.br)
51
03/11/2016Rio de Janeiro (RJ)Rio de JaneiroSMS-RioMEC + Município2012150Houve concorrência no ultimo editalProva teórica de múltipla escolha 12500 (3000 da bolsa-base + 7000 complemento municipal + possibilidade de mais 2500 do curso de preceptoria)Paga regularmente!Sim, com internato e acadêmicos pré-internatoSimSim, com NASF, Médicos especialistas não-NASF, Residencia uniprofissional de Enfermagem em Saude da Familia. Pode variar de acordo com a Clínica.SimSim1 : 2A maior parte46h semanais na Clínica da Família + canal teórico; R2-38h semanais na Clínica da Família + plantão de 12h semanais + canal teórico.Canal teórico (oficinas preparadas através de oficinas realizadas pelos preceptores, com metodologias ativas, focadas em 5 grandes grupos de temas clínicos (cardio vascular, materno infantil, saúde mental etc) que trabalham também temas transversais da especialidade (medicina centrada na pessoa, comunicação clínica, gestão da clínica, abordagem familiar etc. ), sendo 4h/semana, em rodízios nas unidades daquele polo. Há também seminários, cursos etc. de 8h, trimestrais, aos sábados, concentrados em local único na região Central da cidade. Apoio especializado em dermatologia e psiquiatria (matriciamento) na própria Clínica da Familia.Canal teórico com metodologias ativas, focadas em grupos de trabalho dentro de 5 temas (pacientes complexos, avaliação e currículo - OSCE's, comunicação clínica - PBI's, docência e pesquisa - TCC's), sendo 4h por semana, que acontecem em rodízios nas unidades daquele polo. Seminários, cursos etc. de 8h, trimestrais, aos sábados, concentrados em local único na região Central da cidade. Apoio especializado em dermatologia e psiquiatria (matriciamento) na própria Clínica da Familia. Plantões em outros equipamentos da rede de atenção Municipal pra aquisição de competências em urgências e emergências em adultos 3 meses, pediátricas 3 meses e gineco-obstetrícia 3 meses, e mais um trimestre dividido entre férias, estágio optativo e Central de regulação Municipal. Vide as duas perguntas anteriores.Matriciamento em dermatologia e psiquiatria na própria Clínica da Família.Apenas pela Uerj.“Atualmente somos o maior PRMFC em atividade no país com 150 vagas de R1 das quais 135 ocupadas no último processo por candidatos de 14 Estados diferentes do país, somando-se as vagas dos outros PRMFC's do município (UERJ e UFRJ/ENSP) ofereceremos 206 vagas de R1 em 2017! Oferecemos uma carteira de serviços em APS abrangente em estruturas muito qualificadas com prontuário eletrônico, ex digitalizado e usg integrados aos computadores, eletrocardiografo, material permanente vasto (eletrocauterio, instrumental cirúrgico ambulatorial etc) insumos (remume c mais de 250 itens, incluindo medicacoes parenterais p manejo de urgências e pequenas emergências nas salas de observação clínica q todas unidades possuem, inclusive com desfibriladores automáticos. Um timaço de preceptores (82) que passam por educação permanente (todos ja fizeram diversos níveis do euract e tem espaço garantido para encontros preparatórios das oficinas e gt's) Curso ACLS e PALS ofertado a todos residentes, oportunidades de estágios optativos (Inglaterra, Canadá, Espanha, Portugal etc.) Integração maciça com as IES (internato, alguns ja com duração de 22 semanas integrando MFC e saúde mental nos PRMFC's) e respectivos docentes, e com os acadêmicos bolsistas da SMS com estágio na APS (programa de estágio extra curricular remunerado q criamos p exposição e sensibilização dos alunos de graduação a cenários de APS qualificada, integrando-os as atividades dos PRMFC's). Atualmente somos o maior polo formador em MFC do pais! Possibilidade de absorção imediata no mercado de trabalho após o término da residência, como MFC de EqSF, assumindo a responsabilidade técnica de unidades ou a preceptoria. Com remuneração diferenciada (20% a mais cumulativamente) por ser: especialista em MFC, preceptor dos PRMFC's, responsável técnico médico em unidade de APS, mestrado na área, doutorado na área etc.”> 2000 reaisA cidade está com uma boa capacidade de integração metrô, trem, BRT e VLT, além de vasta malha cicloviária que proporciona boa mobilidade urbana.O Rio é um Caldeirão Cultural, de amplo espaço de convívio ao ar livre com todas as belezas naturais que todos já conhecem.“Já escrevi um bocado mas deixo as portas abertas para que vcs nos visitem qdo quiserem. Nada melhor q olhar com os próprios olhos e sentir a ambiência p respaldar uma tomada de decisão tão importante!“- www.rmfcrio.org

- www.rio.rj.gov.br/web/portaldeconcursos/processosseletivos
Coordenação técnica do PRMFC da SMS-Rio: Andre Lopes (andrelopessmsdc@gmail.com)
52
53
54
29/12/2016Rio Grande do Norte (RN)NatalUniversidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN)MEC?12Não houve concorrência no último editalProva teórica de múltipla escolha Convencional (entre 2900-3300 reais) Paga regularmenteInternatoMédicos especialistas não-NASFSimNão. Os preceptores estão presentes 03x/semana.1 : 1A maior partecerca de 40hNão soube informar mas aparentemente o R1 fica exclusivamente na USF.UPAs e ambulatórios de especialidades.Sim, um turno semanal.Matriciamento em geriatria e psiquiatriaNão“A convivência com os internos; o ambiente universitário; professores de geriatria e psiquiatria muito bons e colaboram bastante (matriciamento?).”500-1000 reaisCarro, ônibus.Praias (Pipa, Ponta Negra), bares, as dunas, os restaurantes de frutos do mar...Venham para a Residência de Medicina de Família e Comunidade em Natal, no Rio Grande do Norte. Aqui temos excelentes preceptores – como o presidente da Sociedade Brasileira de Medicina de Família e Comunidade). A cidade é boa, não tem frio aqui. As pessoas são legais :Dwww.mfc-ufrn.blogspot.com.br

www.ebserh.gov.br/web/huol-ufrn/concursos-e-selecoes
R1 do PRM: Louise Sodre (facebook)
55
56
57
26/09/2018Rio Grande do Sul (RS)Porto AlegreGrupo Hospitalar Conceição (GHC) - Hospital Nossa Senhora da ConceiçãoMinistério da Saúde198022Houve concorrência no último editalProva teórica de múltipla escolha (AMRIGS) e análise CurricularConvencional (entre 2900-3300)Paga regularmente!Internato, acadêmicos pré-internato.Sim. "Os residentes de MFC participam de atividades em conjunto com os residentes do Programa de Residência Integrada em Saúde, ênfase em Saúde da Família, das áreas de enfermagem, odontologia, psicologia, serviço social, nutrição e farmácia." (Fonte: LIMFAC - PUC)NASF e médicos especialistas não-NASF. Todas as unidades contam com dentistas, psicólogos e assistentes sociais.“As unidades não estão organizadas dentro do modelo tradicional da ESF. Na maior parte delas, os usuários podem escolher livremente quem consultar. Em algumas, há divisão do território por equipe de referência; nesses casos, o residente é inserido em uma equipe completa.”Sim1 : 2A maior parte48hAvaliação formal trimestral por um instrumento da própria COREME (formativa)Unidade de decisões clínicas da Emergência do HNSC (emergência pediátrica: dois turnos/semana por 2 meses; cirúrgica: 1 turno/semana por 2 meses; clínica: dois turnos/semana por 1 mês); Hospital Femina (materno-infantil, plantões na emergência gineco-obstétrica, 4h/semana por 2 meses; Hospital Conceição (internação de clínica médica: 36h/semana por 2 meses; emergência clínica: 5 plantões de 12h; Centro obstétrico: 5 plantões de 12h);Medicina Interna, Programa de Assistência Domiciliar (PAD), 5 turnos/semana; abordagem familiar, Ambulatório de Dermatologia Sanitária, 2 turnos/semana por 1 mês; Atenção à pessoa com HIV/AIDS 2 turnos/semana, por 1 mês. Saúde mental e gerenciamento. É possível fazer 2 meses em estágio optativo.É divido em atividades de Núcleo (conhecimentos específicos do MFC) e de Campo (práticas comuns a todas as profissões em Saúde). Os conhecimentos teóricos são vistos em seminários clínicos nas unidades, no programa teórico de núcleo (PTN), em aulas sobre temas clínicos, em clubes de revista e apresentação de casos clínicos. Os conhecimentos de campo são vistos em seminários de campo nas unidades de saúde e currículo integrado.Há apoio matricial da Farmácia e da Nutrição.Não
- Reconhecimento nacional
- PBI ( análise de videogravação de consulta) 1 vez por mês durante os 2 anos da residência
500-1000 reaisA pé, Carona solidária, Carro, Ônibus...Chimarrão no Parque da Redenção ou na beira do Guaíba, noite na Cidade Baixa, feira do bairro.“Somos uma das residências mais antigas do país, com um corpo de preceptoria altamente qualificado e experiente na formação de MFC's (todos com residência, muitos com mestrado, outros tantos com doutorado). Nosso serviço surgiu a partir da residência, então todas as equipes estão acostumadas às atividades de ensino. Garantimos um contato gradual com a demanda... residente aqui não toca serviço, mas sai daqui sabendo tocar !! Experiência única de aprendizado para o trabalho em equipe com convívio intenso com a residência multiprofissional.”http://www2.ghc.com.br/GepNet/docscoreme%5CEDITAL%20EXAME%20AMRIGS%202016-2017site.pdfSupervisora: Thaia Rosa Corrêa da Silva
(thaiarosa@hotmail.com)
58
21/09/2018Rio Grande do Sul (RS)Porto AlegreHospital de Clínicas de Porto Alegre (HCPA)MEC + MS (Federal)20059 (+5 no último)Não houve concorrência no último editalProva específica (Fundação Médica) + Análise curricularConvencional (entre 2900-3300)Paga regularmente!Internato, acadêmicos pré-internato.3 ou 4 preceptores por turnoTodos60hNo segundo ano, Há o Trabalho de Conclusão de Residência.Atividades em ambulatório de APS (atendimentos com hora marcada e demanda espontânea); Atendimentos domiciliares; Atividades relacionadas e programas e ações de vigilância à saúde, atividades comunitárias, reuniões e atividades da rede assistencial, CRAS, atividades e estágios em outros setores do HCPA. Elaboração e execução de projeto de pesquisa ou elaboração de protocolo assistencial."Durante o segundo ano, os residentes cumprirão um mínimo de 20 horas semanais de UBS/HCPA. Mantidas as atividades de pesquisa, trabalho comunitário, visitas domiciliares, seminários clínicos, programas de saúde e reuniões de equipe, além dos atendimentos clínicos na Unidade. E o Trabalho de Conclusão de Residência."Sim, em Saúde Mental.Sim. Em Administração em Saúde."Todas as refeições no hospital (prédio conectado à UBS): café, almoço, lanche, janta e lanche da madrugada. Inclusive em sábados e domingos. Sala exclusiva com computador para estudo próprio dentro da UBS, uma sala de aula e uma sala de reuniões exclusiva da MFC/APS que é dividida apenas entre os residentes. Pode usufruir do serviço de hotelaria do hospital. Tem todos os benefícios internos de um residente do HCPA (eventos, cursos). Faz toda a capacitação hospitalar EAD como um residente do HCPA.
Se sócio da AMERECHPA, ainda tem acesso a ambiente de convivência com secretária exclusiva, comida, sofás, etc." (Fonte: LIMFAC - PUC)
59
05/10/2016Rio Grande do Sul (RS)Porto AlegrePUC-RSMinistério da Saúde20154Não houve concorrência no último editalProva teórica de múltipla escolha Bolsa convencional, sem complementaçãoPaga regularmente!InternatoNASFCo-responsável, junto ao preceptor.Não, em alguns turnos da semana.1 : 1A maior parte45h/semana Só ESF no R1 Rodízio em clínica médica, UE, GO, pediatria e cirurgia ambulatorial (total de 9 meses, eu acho), e estágio optativoSim: aulas quinzenais de Epidemio e Bioestatística no primeiro semestre e aulas semanais teóricas (geral).Ainda não está certo.As possibilidades de emprego no final são boas e várias, inclusive Telessaúde e afins. A instituição tem alguns convênios legais também.1250-1500 reaisBike, carro, carona solidária, ônibus...Parques, feirinhas e bairro boêmio.A residência aqui ainda está em formação, mas os preceptores são muito engajados. Falta apoio financeiro da prefeitura e a cidade (Poa) anda muito insegura para morar. Tirando isto, vale a pena! ;)www.pucrs.com.br/residenciamedica- Residente: Christina Chitolina - christinacs@gmail.com
60
09/09/2018Rio Grande do Sul (RS)Santa MariaUniversidade Federal de Santa Maria – UFSMMEC20153Não houve concorrência no último editalProva teórica de múltipla escolha, analise curricular e entrevistaBolsa base (+- 3000 reais) Paga regularmente!Internato e Acadêmicos pré-internatoSimNASFNão, o responsável pela equipe é o médico contratado (preceptor). O residente atua na equipe em conjunto com seu preceptor.Sim1 : 1A maior parte não tem45hUnidade de Pronto Atendimento (1 plantão de 8 horas quinzenal, por 9 meses).Três a quatro turnos semanais em ambulatórios de Atenção Secundária no Hospital Universitário de Santa Maria durante todo o R2Sim, duas aulas semanais de duas horas cada (uma presencial e outra à distância).Não.Possibilidade de se tornar preceptor, supervisor e/ou professor da UFSM ao final da residência.entre 1250-1500 reais.A pé, Bicicleta, Carro, carona solidária, ônibus.Cidade universitária, cheia de bares, boates, baladas boas. Universidade tem programa de entretenimento com eventos no final de semana (shows, mateada, danças, feiras...) - "Viva o campus". Feiras de gastronomia e artesanato quase todos os finais de semana nós parques públicos e bairros históricos. Dois shoppings centers com cinema.Nossa residência é novinha, mas não é fraca, não! Estamos formando nossa primeira turma (em 2017), com muita satisfação! Como ex-aluna da Universidade Federal de Santa Maria, quis fazer Residência em MFC com o objetivo de retornar como professora à minha Universidade lar e ajudar a formar MFCs de qualidade, indo na contramão da política institucionalizada de desvalorização da APS e desconhecimento sobre a MFC que ainda vigora em Santa Maria. Por isso, se você tem espírito desbravador e pioneiro, venha fazer parte da nossa residência e torne-se um médico de família qualificado, que sobretudo luta pela valorização da MFC!http://w3.ufsm.br/coreme/index.php/procssoseletivo- Juliana Wendt (MFC, Professora da UFSM e Coordenadora do PRM MFC USFM): ju_wendt@hotmail.com/https://m.facebook.com/juliana.darosawendt?ref=bookmarks
61
62
63
06/10/2017Santa Catarina (SC)CriciúmaFUNDACAO EDUCACIONAL DE CRICIUMAMS + Prefeitura Municipal de Criciúma20162Houve concorrência no último editalProva teórica de múltipla escolha + Análise Curricular e entrevista3300 da bolsa base + 3300 de complementoPaga regularmente!Internato, Acadêmicos pré-internatoSimEquipe NASFCompartilha com preceptor ou outro residente.Sim1 : 2A maior parte60 horas semanais incluindo já horas de estudo auto-dirigido, atividades em controle social, atividades teóricas, estágios fora da atenção básica e plantõesSaúde mental (4 horas semanais por 6 meses); saúde da mulher para treinamento em inserção de DIU e tratamento de lesões condilomatosas complicadas (4 horas semanais por 2 meses); cirurgia ambulatorial (4 horas semanais por 4 meses); plantões em emergência de adulto (alternando UPA e sala de emergência), emergência infantil e sala de parto (6 horas semanais em revezamento durante os 2 anos de residência).Saúde mental (4 horas semanais por 6 meses); saúde da mulher para treinamento em inserção de DIU e tratamento de lesões condilomatosas complicadas (4 horas semanais por 2 meses); cirurgia ambulatorial (4 horas semanais por 4 meses); plantões em emergência de adulto (alternando UPA e sala de emergência), emergência infantil e sala de parto (6 horas semanais em revesamento durante os 2 anos de residência); estágio em gestão (4 horas semanais por 3 meses)Sim, aulas, sessões e seminários.No momento, não.Todas estas são possibilidades: inserção de práticas integrativas, convênios com outras instituições para eletivos, cursos gratuitos ofertados, pesquisas, participação política/coletivos da galera da residência, possibilidade de se tornar preceptor ao fim da residência ou de sair empregado no município.entre 500-1000 reais.Bike, Carro, Carona solidária, ônibus...Atividades esportivas e ou recreativas no Parque das Nações, trackings ou trilhas de jeepe pela região, muita praia no verão, surf e outros esportes náuticos o ano todo, bares e restaurantes, além de cinema e "baladas"Eu fui residente de medicina de família e comunidade; e guardo bem o que foi bom e o que ficou faltando. Aqui em Criciúma estamos com um programa de residência em medicina de família e comunidade para formar médicos de família que saibam atuar de forma ampla na assistência, sabendo compreender as pessoas e os casos clínicos, realizar procedimentos, atuar em emergências e tornar-se também preceptor. É nossa intenção que o médico conclua a residência com independência profissional, possibilidade de já ter os créditos de mestrado no Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva da UNESC e estar pronto para decidir que rumo profissional/pessoal tomar em sua vida.Ainda não está publicado; podem entrar em contato diretamente comigo: arthurtcdias@hotmail.com- Supervisor e preceptor: arthurtcdias@hotmail.com (celular disponível com ADM da página www.facebook.com/residenciamfc).
64
29/09/2016Santa Catarina (SC)FlorianópolisSecretaria Municipal de Saúde de FlorianópolisPrefeitura + Ministério da Saúdedesde 2013 é da SMS, mas antes disso era da UFSC há cerca de 10 anos20Houve concorrência no último editalProva teórica de múltipla escolha + Análise Curricular3300 bolsa-base + 3000 complemento + 2500 bolsa preceptoria opcionalPaga regularmente!Sim, acadêmicos de medicina da UFSCSimSim. E com médicos especialistas não-NASF.Não. Esse é um diferencial de Floripa. A ideia pedagógica daqui é entender a residência como um processo de formação e, como momento peculiar e diferente do momento profissional, deve ser protegido nesse sentido. Então o residente tem agenda protegida e integramos como um médico a mais na área do nosso preceptor. Nossa preceptoria também é protegida, tendo 1 preceptor para no máximo 2 residentes (r1 e r2, nunca 2 r1s ou 2 r2s) e assim estabelecemos vínculo preceptor-residente pelos 2 anos numa formação e processos avaliativos longitudinais. O preceptor acompanha a formação do seu residente e assim enxerga nele as fragilidades e montam projetos de trabalho em cima dessas ao longo do tempo. A preceptoria é supervisionada atentamente pela gestão da residência, que faz feedbacks com os residentes e preceptores mensalmente.Sim1 : 2A maior parte45hUPA, 80h no 1o ano e 80h no segundo em meses cada (mas estão sendo rediscutida essa carga horária, provavelmente vai diminuir); Ambulatório trans 4 h/semana por 1 mês; Infecto - 1 dia por semana por 4 semanas; Cuidados Paliativos, 2 dias por semana por 4 semanas ; Dermatologia, 1 dia por semana por 4 semanas; Cardio, 2 dias por semana por 4 semanas; CAPS, 2 dias por semana por 4 semanas; CAPS AD, 1 dia por semana por 4 semanas; Cirurgia ambulatorial, 1 dia por semana por 4 semanas; Emergência em Hosp terciário - 2 semanas; Emergência cardiológica - 1 semana; Emergência pediátrica - 1 semana; Gestão - 2 semanas; curso de Ortopedia para APS - 4 tardesAlém dos estágios mencionados anteriormente, temos 2 meses de eletivo que podemos fazer na própria rede de floripa ou fora.1 aula por semana de 3 horas, cerca de metade delas com a residência multiprofissional de saúde da família. São aulas que têm avançado bastante pedagogicamente e a multiprofissionalidade dos alunos enriquece bastante a discussão de SUS, APS e do trabalho em conjunto. Tem 1 sessão de Balint por mês e 1 sessão de PBI por mês também.Na SMS, ainda não. Mas em Floripa tem alguns R3, como em cuidados paliativos, que é muito bem conceituado.Floripa é bem rico em PICs. Curso de acupuntura pra todo residente. Há possibilidade dentro da rede de aprendizado em fitoterapia e práticas de Medicina Tradicional Chinesa (eu mesmo fiz um curso, oferecido pela rede, de Qi Chum). A gestão da residência tem rico debate sobre SUS, APS e modelos de saúde. Faz parte da carga horária dos residentes a participação nos conselhos locais de saúde das suas unidades. A proposta pedagógica de proteção do residente. Residência integrada com a Residência multiprofissional de Saúde da Família.entre 1000-1500 reais.Bike, carro, carona solidária, ônibus, a pé, tudo é possível! Praia, bares, trilhas, lagoas, muitos sambas, baladinhas alternativas, festinhas universitárias na UFSC etc.O melhor e mais concorrido programa de residência (em MFC) do Brasil!Prova ACM/AMIRIGS. http://www.pmf.sc.gov.br/sites/ses/- Residentes: ricardo_rebolho@hotmail.com; denos_bgn@hotmail.com (Denos Neto - Facebook)
65
10/11/2016Santa Catarina (SC)O edital inclui 30 cidades do estado

https://www.google.com/maps/d/edit?mid=1658of2MTXx26agHcwlLV5Sb-o1k
Secretaria de Estado da Saúde de Santa Catarina (SES - SC) e Escola de Saúde PúblicaMEC + Município201564Não houve concorrência no último editalProva teórica de múltipla escolha 3300 da bolsa-base + 2000-5000 complemento municipal (varia com o município) + possibilidade de mais 2500 do curso de preceptoriaPaga regularmente!SimEquipe NASF, Médicos especialistas não-NASFVaria conforme o municípioDurante toda atividade clínica (07 períodos por semana)1 : 1A maior parte não tem60h4 horas/semana de urgência e emergência e 4 horas/semana de Atenção Secundária (infectologia/saúde mental/cardiologia/pediatria/pequenas cirurgias)4 horas/semana de urgência e emergência; 1 mês de PICS (fitoterapia/acupuntura/praticas corporais); 4 horas/semana de atenção secundária (cuidados paliativos/geriatria); 1 semana- gestão em saúdeDiscussões clínicas mensais, aulas teóricas semanais e seminários trimestrais.está em construção um R3 em Medicina Rural“Estimulamos a participação em ações do controle social; integramos as Comissões Integração Ensino-Serviço do estado estimulando a Educação Permanente; estudamos a Educação Popular em Saúde e estimulamos a prática; estimulamos os municípios participantes a contratarem os egressos do programa no sentido de ampliar o programa para participação do egresso como preceptor.”1000-1250 reaisA pé, Bike, Carro, carona solidária, ônibus...Santa Catarina é um estado rico em atrações culturais (festas de variadas etnias e ligadas a produção agrícola) e turismo ecológico e de aventura (praias, montanhas, canions, cachoeiras, trakking, canoagem, raffiting, etc)“A residência em MFC de Santa Catarina conta com uma rede de atenção à saúde bem organizada e articulada, a gestão da residência está sob a responsabilidade de corpo técnico com expertise em educação permanente e gestão em saúde. Por ter sido criada recentemente está aberta a participação ativa dos residentes e preceptores. Temos a maior alegria em atender as sugestões/críticas para um melhor desenvolvimento do programa. Para nós o que importa é uma atuação feliz do residente e seu preceptor.”http://www.acm.org.br/educacao-e-ciencia/prova-acm-residencia-medica/edicao-2016/Coordenação do PRMFC: mfcses@gmail.com

http://portalses.saude.sc.gov.br/index.php?option=com_content&view=article&id=5355&Itemid=682
66
67
68
30/08/2017São Paulo (SP)AraraquaraUNIARA - Santa Casa de Misericórdia de AraraquaraMS2009 ou 2012?Atualmente 4 vagas de R1 e 4 de R2Houve concorrência no ultimo editalProva teórica de múltipla escolha, Prova teórica dissertativa, Análise curricular, EntrevistaBolsa-base (MEC) + complementação do município (+- 6700 reais bruto) = 10 mil brutoPaga regularmente!Internato e acadêmicos pré-internatoSim, com NASFAtualmente não. Há possibilidade de complementação de bolsa pela SMS em 2018. Se ocorrer o residente mantem preceptoria integral mas 2 residentes assumem uma equipeSim1 : 2A maior parteAté 60hSanta Casa, 6h/semana, por 2 meses. Ambulatórios secundários, Saúde Mental, Unidade de Pronto Atendimento (6h/semana), Maternidade, Urgência e alojamento conjunto, Outros centros de cuidados primários.Ambulatórios secundários, Saúde Mental, Unidade de Pronto Atendimento, Maternidade Urgência e alojamento conjunto, Outros centros de cuidados primários, Gestão, Atendimento à saúde prisional, Estágio Rural, Hospital Oftalmológico.3 Aulas teóricas semanaisNãoTodos preceptores com residência em MFC, Secretaria de Saúde priorizando a MFC no Município, Cidade com maior nota no PMAQ do estado de São Paulo. 15 professores MFCs ligados à Uniara, preceptoria presencial, realização de pequenas cirurgias dentro da própria USF, Aulas sempre oferecidas com presença de um MFC utilizando tecnologias interativas, Curso de Método Clínico Centrado na Pessoa, Curso em Entrevista Morivacional, Curso Saúde Mental, Consultas compartilhadas com Psiquiatra, TO, Psicóloga e Nutricionista. Treinamento atividades comunitários incluindo grupos terapeuticos de tratamento ao tabaco credenciado pelo CRATOD, Atenção domiciliar AD1, AD2 e AD3. Cuidados paliativos intradomicilares. Resolutividade próxima a 95% em todas unidades docentes-assistencias. Prontuário Eletrônico.entre 1000 - 1250 reais.Carro, carona solidária, ônibus.Rede Gastrônomica excelente, Cidade extremamente arborizada com muito parques, casas noturnas, barzinhos, restaurantes.
Araraquara está entre as 8 cidades melhores para se viver. Possui 228 mil habitantes e de carro em 25 minutos você cruza a cidade. Ótimo preço para alimentação e moradia.20 MFCs especialistas para uma população de 228mil hab. 47% cobertura de saúde da família, 80% coberta de APS.
Diretor da Atenção Básica e Gerente de Regulação são MFCs.
Embora sejamos uma cidade pequena Araraquara tem sido reconhecida entre as 3 experiências mais exitosas do estado de SP, possui reconhecimento Nacional com um Núcleo Regional de MFC bem organizado. Todos os egressos se interessam por fixar e trabalhar na cidade. Um dos melhores salários por concurso público do Brasil. Autonomia nas USFs, Avaliação das Equipes por indicadores e não por produtividade. Grande aceitação popular da ESF.
20 MFCs com residência hoje na cidade mais residentes atuais. 15 ligados a Universidade de Araraquara. Dois últimos editais com vagas preenchidas e concorrência.
http://www.uniara.com.br/coreme/processo-seletivo/ www.mfcararaquara.wix.com/residenciamfc Supervisor do PRM em MFC de Araraquara: 16988155955
69
09/09/2018São Paulo (SP)CampinasPrefeitura de CampinasMEC200920Não houve concorrência no último editalApenas a prova teórica de múltipla escolha +- 3300 reais da bolsa-basePaga regularmenteEquipe NASF + médicos especialistas não-NASFDivide a equipe com o preceptordepende da unidade, em algumas sim, em outras não1 : 1A maior parteaproximadamente 40-45h/semanaEnfermaria da clinica médica 15 dias; enfermaria da pediatria 15 dias; pronto socorro de CM 15 dias; PS de Ped 15 dias; ambulatórios de oftalmo, otorrino, cardio, egressos da CM, peq. cirurgias, endocrino 8 horas/semanais por 01 mês.SAD 1 mês; PS de GO, centro cirúrgico e pre parto e PNAR 1 mês na PUCCAMP. Optativo 01/mês. Existem cerca de 10 aulas sobre o SUS, APS, ferramentas do MFC, SOAP, CIAP, MCCP.Ainda não.1000-1250 reaisCarro, Carona, Ônibus.Parque taquaral. Bares e restaurantes em Souza. Bares e restaurantes no Cambuí.
70
06/10/2017São Paulo (SP)CampinasPUC-CampinasSecretaria de Saúde do Estado de São Paulo + PUC2Houve concorrência no último editalProva teórica de múltipla escolha + Prova prática + Análise Curricular e entrevistaConvencional (+- 3000 reais)Paga regularmente!Internato, Acadêmicos pré-internatoSimO residente se torna um dos médicos de uma equipe, pois as UBS de Campinas trabalham no método Paideia.SimNa minha unidade, com frequência havia mais de um preceptor por dia, para apenas um residente.A maior parte não tem60h, incluindo um plantão de 12h, mas não carga teórica.Cirurgia geral; PS; GO; Pediatria; Medicina do Trabalho; Optativo.Todos os campos duram 6 semanas: CAPS; Consultório na Rua; Cardiologia; Neurologia; Endocrinologia; OptativoHá aulas de diversos temas com periodicidade semanal. Algumas vezes fui convidado a participar de aulas da graduação.NãoHá uma enorme possibilidade de pesquisa e interações acadêmicas na PUC de Campinas, área que não está contemplada no questionário. Há muita interação com a saúde pública devido a formação em medicina sanitária da maioria dos preceptores.entre 500-1000 reais.A pe, Bike, Carro, Carona solidária, Ônibus.Há muito que se fazer em Campinas. É uma cidade grande.http://www.hospitaldapuc-campinas.com.br/- Daniel (ex-residente): facebook.com/daniel.escada.9
71
09/09/2018São Paulo (SP)CampinasUniversidade Estadual de Campinas (UNICAMP)Ministério da Saúde19994Houve concorrência no último editalProva teórica de múltipla escolha, prova prática, Análise Curricular e entrevista +- 2900 reais da bolsa-base + 600 auxílio moradia da Unicamp + 300 vale alimentaçãoPaga regularmente.Internato, Acadêmicos pré-internatoSimMédicos especialistas não-NASFSim!Sim1 : 4A maior parteAproximadamente 40h/semanaPronto Socorro Adulto HC UNICAMP (1 mês + plantões) Pronto Socorro Infantil HC UNICAMP (1 mês + plantões) CAISM - Hospital da Mulher (ambulatórios + 4 plantões de 12h) Pronto Socorro Psiquiátrico HC - UNICAMP (4 plantões) HC - UNICAMP (ambulatórios - espalhados, um dia por semana em alguns estágios) CAPS Infantil (apenas dois dias por semana por 2 meses) CAPS Adulto (apenas dois dias por semana por 2 meses)Consultório na Rua (1 mês) CAISM - Hospital da Mulher (1 mês) Dermatologia (Matriciamentos - 1 mês) CEREST (1 mês) Gestão (1 mês)Todas sextas-feiras são reservadas em período completo para atividade teórica: seminários, oficinas, aulas teóricas, discussão de casos. Além disso, em um ano o residente cursa uma disciplina de Gestão do Mestrado Profissional de Saúde Coletiva.Sim, em dermatologia (1 mês), etcAinda não.Integração com iniciativas da rede de Campinas: Botica da Familia, Fitoterapia, Matriciamentos. Vivência única com as contribuições do Departamento de Saúde Coletiva da FCM - UNICAMP. Reuniões mensais pra discussão de casos com a Residencia Multiprofissional em Saúde Mental.1750-2000 reaisCarro, Carona, Ônibus.Boêmia! Campinas é boêmia para todos os gostos, dos bares mais contemporâneos no Cambuí aos universitários alternativos em Barão Geraldo. Cultura. Muitas atividades ao ar livre, shows, feiras, festivais sempre acontecendo. Distritos históricos. Cansados da vida urbana, Campinas tem refugios naturais e um pequeno interior dentro dela mesma. Os distritos de Sousas e Joaquim Egidio preservam a estrutura de pequenas vilas, com muitos restaurantes deliciosos, opções de lazer, trilhas, rios para nadar e por fim, o topo da Serra das Cabras para enxergar a cidade lá de longe!Acredito que fazer residência na UNICAMP não se limita a residência médica em si, mas si em uma vivência com toda essa universidade e sua vanguarda em pensamento! Os residentes tem a possibilidade de se estimular em múltiplos projetos, cultura e conhecimentos oferecido no cenário da UNICAMP. Outro fato importante é a residência ser parte da Saúde Coletiva, quebrando os paradigmas de adversidade da MFC com a Saude Coletiva e criando um espaço critico muito interessante para a formação! Venha ser MFC UNICAMP!https://www.fcm.unicamp.br/…/residen…/processo-seletivo-2019
72
01/11/2016São Paulo (SP)CatanduvaFaculdade Integrada Padre Albino (FAMECA)MEC20102Houve concorrência no ultimo editalProva teórica de múltipla escolha + Análise Curricular + EntrevistaConvencional (+- 2900)Paga regularmente!Internato e acadêmicos pré-internatoSim, com NASF“Acompanhado por um médico de família”Sim1 : 1A maior parte40hAmbulatórios e enfermaria em HU, aprox. 20h/semana.Idem R1.Aulas semanais.Nãoentre 500-1000 reais.Carro, ônibus, ...Festas universitárias.www.fipa.com.brJoão: joao.porcionato@gmail.com
73
06/10/2017São Paulo (SP)GuarulhosPrefeitura Municipal de GuarulhosMS201515Houve concorrência no último editalProva teórica de múltipla escolha3300 da bolsa convencional + 3700 de complementoPaga regularmente!Equipe NASF Não assume equipe.Sim1 : 1A maior parte60hCentro de especialidades, Hospitais, CAPS.Idem R1SimSimentre 500-1000 reais.Carro, carona solidária, ônibusDifícil ter algo de lazer mas às vezes tem corrida de rua e tem parques verdes senão terá que ir para São PauloQueridos residentes venham para Guarulhos possibilidades de ser preceptores da graduação de medicina e fixar-se no município próximo a capital.SUS SP.- Coordenadora do PRM: paulaveronicamartini3@gmail.com
74
29/12/2016São Paulo (SP)MaríliaFaculdade de Medicina de Marília (FAMEMA)MEC200310Não houve concorrência no último editalProva teórica de múltipla escolha, Prova prática, Análise Curricular e entrevista.entre 2900-3300Paga regularmente!SimEquipe NASF, Médicos especialistas não-NASF. Sim, dividindo com preceptor.Sim1 : 3A maior parte60hestágios de urgência e emergência na clínica, pediatria e psiquiatria; apoio à gestão e administração em saúde; saúde coletiva; atenção domiciliar (PROIID) - 1 mês estágios de urgência e emergência na clínica e pediatria e psiquiatria, apoio à gestão e administração em saúde, saúde coletiva, atenção domiciliar - PROIID 1 mês cada rodízio em cada rodízioambulatório de especialidades, CAPS, gestão municipal e DRS, Ensino em saúde e metodologias ativas, práticas integrativas e complementares, 1 mês cadaDiscussão de Caso Clínico estruturado; Jornal Club; Oficinas de habilidades.Não“A ideia é que os residentes se transformem nos futuros MFC do município e da região além de manter um vínculo com a faculdade de medicina que se tornou uma autarquia estadual fortalecendo a APS loco-regional.”1000-1250 reaisA pé, Carona solidária, CarroFestas da própria faculdade - Marília é uma cidade universitária! Barzinhos (Chaplin, Bar do Português), restaurantes, Teatro municipal recém inaugurado, Museu de Paleontologia, sessões de cinema gratuitos do Clube de Cinema e na APM (Casa do Médico), Bosque Municipal, Feira noturna de quinta-feira, Mercadão Municipal (melhor pastel de ovo do Brasil - Hirata), região cheia de cachoeiras, 2 shopping centers.“Estamos retomando a formação de excelência que a FAMEMA sempre almejou. A APS do município já foi referência nacional quando foram criadas as primeiras equipes de saúde da família, o ex secretário de saúde foi presidente do CONASEMS e a faculdade sempre teve grande influência na política de saúde do município e da região. No momento, existe um movimento de valorização e favorecimento da formação em MFC nacionalmente e a atual diretoria enxerga com bons olhos e está investindo nessa pós-graduação em parceria com o município."www.famema.brCoordenador do PRM: gomesan@bol.com.br/gomesan@famema.br
75
10/11/2016São Paulo (SP)Praia GrandeSecretaria de Saúde Pública de Praia GrandeMEC + Município201612Houve concorrência no ultimo editalProva teórica de múltipla escolha 7930/10430 (3330 da bolsa-base + 4600 complemento municipal + possibilidade de mais 2500 do curso de preceptoria)Paga regularmente!InternatoNASF e Médicos especialistas não-NASFComo corresponsável, junto com um preceptorSim1 : 2A maior parte60hRegulação municipal (6 meses); Secretaria/gestão em Saúde (6 meses); Centro de atenção à saúde da mulher- planejamento familiar (4h semanais). Mas sempre está também na USF.Pronto atendimento clínico, 8h mensal, 4meses; Pronto atendimento pediátrico, 8h mensal, 4meses; Maternidade municipal, 8h mensal, 4meses; Centro de especialidades, 1 mês/especialidade: Endócrino, Pneumonia, Cardio, Dermato, Oftalmo, Otorrino, sendo 12h semanais. Saúde Mental (CAPS, CAPS AD, pronto atendimento).Aulas semanais de clínica aplicada a APS. Aulas semanais de administração e gestão de sistemas de saúde. Aulas semanais de ferramentas da MFC. Aulas semanais de aplicação de tecnicas de comunicação. Discussão clínica mensal.Não“O residente tem supervisão integral e, além do preceptor responsável, ainda contamos com a figura do apoiador que tambem é MFC e almeja a preceptoria. Os preceptores recebem por esta função. Criamos um plano de carreira com o objetivo de tornar toda a rede em uma "rede-escola". Todos os preceptores são MFC titulados e com pelo menos 1 pós graduação em preceptoria. Temos uma grande carga de noções de administração em Saúde, com mestres em administração. As unidades escola são todas recém inauguradas, planejadas para o ensino. Interação com o internato da UNIMES.”500-1000 reaisCarro, carona solidária, ônibus...Praia, barzinhos da Mallet, feirinha da Ocian...“Nossa residência foi montada com base nas orientações da SBMFC. O objetivo da residência é o de formar excelentes MFC, clinicamente competentes e com domínio das ferramentas de nossa especialidade.”www.praiagrande.sp.gov.brCoordenação técnica do PRMFC – PG: Carlos Alberto Gomes (Facebook)

https://www.facebook.com/Prmfc-Pg-936733879749824/?fref=ts
76
29/09/2016São Paulo (SP)Ribeirão PretoUniversidade São Paulo, campus Ribeirão Preto (USP-RP) - Hospital das ClínicasMinistério da Saúde199915Houve concorrência no último editalProva teórica de múltipla escolha + Prova prática + Análise Curricular + entrevista (mesma etapas que os demais programas da USP-RP)2900 bolsa-base + 2500 bolsa preceptoria opcionalNão - bolsa paga regularmente.Sim, com ciclo clínico e internato da medicina da USP-RPNãoSim1 : 4A maior parte60hPediatria, GO, Urgência, Psiquiatria, Saúde do Trabalhador. Idem R1Aulas teóricas de Clínica Medica, Pediatria e PsiquiatriaNão500-1000 reaisCarro, Mototaxihttp://www.hcrp.fmrp.usp.br/rh/menu_rh_residencia.aspResidente: Lucas Padilha - https://www.facebook.com/lucas.padilha.52?fref=ts
77
04/01/2017São Paulo (SP)ABC PaulistaFaculdade de Medicina do ABCMEC + Prefeitura de SP200616Não houve concorrência no último editalProva teórica de múltipla escolha, Prova prática, Analise curricular e entrevistaConvencional (+-3000) + complemento (+- 6000)Paga regularmente!Sim, com equipe NASF e médicos especialistas não-NASFSimSim1 : 3A maior parteaproximadamente 50h/semanaEmergências (clínicas, cirúrgicas, pediátricas, ortopédicas), 4 meses e ½ em dias alternados; Ambulatório de ginecologia e obstetrícia por 1 mês e ½ (3 períodos/semana), Psiquiatria (CAPS e emergência) por 1 mês e ½.Maternidade por 1 mês e 1/2; Ambulatório de especialidades, estágio eletivo, estágio pequenos procedimentos... No geral, cada ciclo tem duração de 6 semanas, não perdendo a longitudinalidade na UBS em que o residente atua.Sessões clínicas toda quinta-feira.NãoPossibilidade de mercado na instituição após conclusão da residência, preceptores e professores próximos e amigos, participar de uma instituição acadêmica etc500-1000 reaisA pe, Bike, Carona solidária, Carro, Ônibus, Metrô. Festas da faculdade, barzinho, programas culturais... SÂO PAULO: opções não faltam!“Tanto os residentes (kkk) quanto os preceptores e chefes são muito amigos e família, então venha fazer parte que com certeza será bem recebido. O programa mudou muito este ano e ainda existem propostas de mais melhorias para os próximos. Sejam bem-vindos todos que quiserem ajudar a construir esse momento.”www.fmabc.br
78
05/10/2016São Paulo (SP)São Bernardo do CampoPrefeitura de São Bernardo do CampoFundação municipal + Ministério da Saúde201310Houve concorrência no último editalProva teórica de múltipla escolha10.000 reais (sem contar o curso de preceptoria)Paga regularmente!Médicos especialistas não-NASF (dermato, reumato, PQ...)“Sou o médico da equipe e a minha preceptora atende em minha ausência ou conjuntamente os pacientes da minha área.”Sim1 : 2A maior parteCarga horaria de 60H cumprida de seg-sex 7-19h, com horarios de almoco e intervalo de 15min nos periodos de 6H e no minimo 20% de carga horaria teorica semanal, ou seja, 2 turnos - tem PBI e periodos de estudo auto dirigido!Plantões de 12h em UPAS (adulto e pediátrica) por alguns meses; ambulatórios de especialidades (cardio, dor etc); estágio em pequenos procedimentos; plantão de 12h/semana na maternidade (porta e sala de parto)... entre outros.adiciona-se o programa de internação domiciliar, rede de saúde mental (CAPS), saúde do trabalhador, repete UPA adulto e criança (mais focado nasala vermelha)(...)Aulas e seminários semanais. Sessões clinicas mensais com a psiquiatria no r2. Matriciamento de outros profissionais (atendimentos em conjunto: psico, fisio, TO, nutri, fono...)Por enquanto não.Tem participação no conselho de saúde e no orçamento participativo. Também estão tentando viabilizar um ambulatório trans. Práticas integrativas realizadas por alguns preceptores: acunputura, auriculo, meditação...a partir de 2000 reais (o choro é livre)Carro ou carona solidária, se você optar por morar na cidade de São Paulo. Se for morar em SBC, vai depender do quão perto você more da sua USF. Tem residente que mora perto e vai a pé! Cara, é São Paulo! Você tem coisa pra fazer todo dia. Shows diários na vibe que você quiser. Experiência incrível e sem depender de carro. A bolsa da pra viver bem aqui. Venhaaaaam!Nossa residência é compartilhada entre as duas maiores instituições de ensino em saúde do país. O ponto mais forte da residência é o cuidado que se tem com o processo pedagógico e a parceria com a residencia multiprofissional (odonto, enfermagem e psicologia). Preceptores, coordenação e residentes estão o tempo todo avaliando uns aos outros e se avaliando, de modo que o programa continue a sanar suas deficiências. Há estágios em todas as grandes areas e sempre, SEMPRE, há pelo menos um preceptor acompanhando o residente, seja em qual estágio for. Além disso, por ser em SP, tem passagem barata pra todo Brasil. Tem também o diferencial de ser um programa construído e constituído majoritariamente pelo pessoal ex-Denem (movimento estudantil), que trabalham pela constante melhoria do SUS, como: Bruna Ballarotti, Diangeli, Denize, Thiago Danção, Gabi... Acabei de ir no Congresso Sul Brasileiro e achei que o programa/conteúdo daqui é um dos mais avançados e politizados. Tem só o problema da carga horária estafante (as 60h, que é uma realidade na maioria dos PRMs) mas estamos negociando estratégias para isso com a coordenação. :)Residente: Filipe Malta dos Santos (facebook)
79
30/08/2017São Paulo (SP)São PauloFaculdade de Medicina da USP (FMUSP)Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo200410Houve concorrência no último editalProva teórica de múltipla escolha + Prova prática + Análise Curricular e entrevistaAlém dos 2976 reais, os residentes recebem 371 reais extras como auxílio alimentação e deslocamentoPaga regularmente!Internato, Acadêmicos pré-internatoSimSim, com equipe NASF e médicos especialistas não-NASFO residente é inserido em uma equipe sob supervisão de um médico de família formado, o seu médico tutor.Sim1 : 2A maior parte54hAmbulatório de clínica geral 1x por semana por 6 meses, ambulatório de pediatria 1x por semana por 6 meses, ambulatório de ginecologia 1x por semana por 6 meses, ambulatório de saúde mental 1x por semana por 6 meses. Plantões em pediatria (aproximadamente 1 por mês durante todo ano) e plantões em obstetrícia (aproximadamente 1 a cada 2 meses durante todo ano)O R2 possui diversos estágios curtos: imersão de 2 semanas em cuidados paliativos, estágio de laudo de ECG (6 encontros no ano), estágio no SAE-Butantã (1 dia inteiro por 4 semanas), estágio de fisiatria (4 encontros), estágio de oftalmologia (4 encontros), estágio em ambulatório de álcool e drogas (4 encontros), estágio de ambulatório breve de dermatologia (1 dia inteiro por 4 semanas). Mantém plantões na clínica médica, aproximadamente 1x por mês. Além de um mês para estágio eletivo e um mês para estágio optativo.Sim, aulas semanais de 4h no R1 e R2, reuniões gerais da residência semanais, matriciamento de saúde mental, fisiatria, pediatria e ortopedia (todos mensais), além de período didático na unidade de saúde, geralmente semanalSim, matriciamento de saúde mental, fisiatria, pediatria e ortopedia (todos mensais)NãoHappy-hour toda quarta-feira após reunião geral! Vagas para preceptor de graduação e residência ao final da residência, possibilidade de trabalhar na rede e no mesmo distrito de saúde. TCC ao longo da residência, que pode ser publicado.1000-1250 reais.Carro, carona solidária, ônibus.São Paulo tem lazer para todos os gostos: passeio no parque Villa-Lobos ou Ibirapuera, barzinhos em Pinheiros e Butantã, shows de música de todos os tipos, pagos e gratuitos (viva o SESC!). Chorinhos e sambas no centro da cidade!Nossa residência está num momento de bastante maturidade, com um programa didático sólido. Os residentes são protegidos de excesso de demanda assistencial e tem o tempo de consulta paulatinamente reduzido ao longo dos dois anos de residência. A avaliação é muito completa, com ferramentas de feedback do residente para seu tutor, avaliação de consultas gravadas e consultas ao vivo. Saímos da residência com boa noção de medicina centrada na pessoa, técnicas de comunicação, habilidades de consulta além de formação clínica boa.https://www.edudata.com.br/Acessem nosso site: residenciamfcfmusp.wordpress.com
80
11/09/2018São Paulo (SP)São PauloHospital Santa MarcelinaMinistério da Educação199320Houve concorrência no edital para 2017

Não houve concorrência no edital para 2018
Prova teórica dissertativa, entrevista (2017)

Prova teórica de múltipla escolha (2018)
10.000 reais (complemento por vinculo CLT)Paga regularmente!Acadêmicos pre-internato, Internato.NASF (2017)

SOMOS TRABALHADORES, TEMOS CONTATO COM TODA A EQUIPE, MAS COMO FUNCIONARIOS, E NÃO RESIDENTES. (2018)
Sim!Sim (2017)

Não (2018)
1 : 2 (2017)

A GRANDE MAIORIA NÃO TEM PRECEPTORIA EM MOMENTO ALGUM. (2018)
A maior parte não tem60h/semana (2017)

60h (20h trabalhistas) (2018)
PS PEDIATRIA, PS CLÍNICA, CAPS, EMADS, PS GO

Psiquiatria, Moradores em Situação Rua, Geriatria e Cuidados Paliativos, Gestão, AMB. Especialidades.4h/semana.Por enquanto não. Possibilidade de assumir preceptoria, ofertas de parcerias com Toronto, Mestrado1250-1750Carro, Carona solidária, Ônibus, Metrô, TremSão Paulo é a cidade do Brasil mais diversa e rica nesse sentido, incluindo centenas de opções gratuitas!

SEJAM FELIZES NA PAULISTA, AUGUSTA, O DURO É QUE É LONGE DA REGIÃO DA RESIDÊNCIA. MAS EM TATUAPÉ TAMBÉM TEM COISAS.
Não é um Programa perfeito, estamos sempre "em obras", contamos sempre com a colaboração de quem chegar, mas somos uma Instituição rica em ofertas e mesmo em um cenário de APS nem sempre Ideal, quem se dedicar, se envolver fará uma excelente Residência. Não é uma residência Acadêmica tradicional, é uma residência em serviço.www.concursosfcc.com.br- Supervisor do PRM: Paulo Celso Nogueira Fontão: facebook, email: pcfontao2@gmail.com, pcfontao@aps.santamarcelina.org, 11-2070-6268

- Residente: 11-992900970
81
24/09/2017São Paulo (SP)São PauloSecretaria Municipal de Saúde de São Paulo (SMS-SP)SMS-SP2015100Não houve concorrência no último editalProva teórica de múltipla escolhaConvencional (aprox. 3000 reais)Paga regularmente!Equipe NASF e médicos especialistas não-NASFO residente divide equipe com o preceptor.Sim1 : 2A maior parte60hSemanal: Clínica saúde da Família 30hs; Ambulatórios especialidades 15hs; Plantão em urgência 12hs. (2017)

SÃO MUITOS RODIZIOS, NÃO SE PASSA EM AMBULATORIOS, PASSA EM EMERGENCIA, ENFERMARIA... OS RODIZIOS DURAM 2 MESES. (2018)
Idem R1 com outros ambulatórios e plantões. (2017)

SÃO MUITOS RODIZIOS, NÃO SE PASSA EM AMBULATORIOS, PASSA EM EMERGENCIA, ENFERMARIA... OS RODIZIOS DURAM 2 MESES. (2018)
Aula teorica semanal (3hs); seminario mensal (4hs).NãoAuriculoterapia, cursos complementares EADentre 500-1000 reais.Carro, carona solidária, ônibus.É São Paulo: infinitas possibilidades de vida noturna ;)site da SMS-SP.- Renata (preceptora): re.junqueira@gmail.com
82
06/10/2017São Paulo (SP)São PauloIrmandade da Santa Casa de Misericórdia de São PauloGoverno + Santa Casa3Houve concorrência no último editalProva teórica de múltipla escolha + Prova prática + Análise Curricular e entrevistaBolsa base (+- 3000 reais)Paga regularmente!InternatoSimEquipe NASF, Médicos especialistas não-NASF, além dos residentes da Clínica, GO, Ped e Psiquiatria.Roda pelas especialidades e depois entra em uma equipe sem ser o responsávelSimPara MFC normalmente é 1:1, mas pode ter residentes de outras áreas; quando está nas horizontais das especialidades a relação mudaTodos os preceptores das equipes de MFC são médicos de família titulados. Os preceptores de GO, Clinica, Psiquiatria, Pediatria e Dermatologia são especialistas titulados nas suas áreas.35-40h1 mês PS da clínica, 1 mês hospital Psiquiátrico, 1 mês no hospital pediátrico, 1 mês em hospital de GO, 3 meses rodando entre psiquiatria, ginecologia, clínica e pediatria na própria unidade1 mês na dermatologia e eletivoDiscussão de artigo, discussão de caso complexos, discussão sobre violência contra a mulher (curso), curso de temas diversos da APS – territorialização.Nãoentre 1750-2000 reais.A pe, Metrô, Carro, Carona solidária, Ônibus.São Paulo tem diversas opções, mas varia desde balada, parques, museus (...), o que não falta é opção grátis e pagasÉ uma residência com muito potencial para formar o aluno com uma boa base para a vida. Além de os preceptores e coordenadores serem acessíveis para melhorar o curso. Em certos momentos o residente fica muito a vontade e, caso não procure o que fazer, irá ter algum tempo livre ao longo do R1 e, até certo ponto, no R2.http://www.santacasasp.org.br/portal/site/ensino/coreme/editaisresmed- R1 – Rodolfo Galeazzi (número de telefone com o ADM da página www.facebook.com/residenciamfc)
83
84
85
09/09/2018Tocantins (TO)GurupiFundação Centro Universitário (UNIRG) Ministério da Saúde20154Houve concorrência no último editalProva teórica de múltipla escolha, Análise Curricular e entrevista3.330 bolsa-base + 1.000 de curso preceptoria + 3000 bolsa preceptoria IESPaga regularmente!Internato, Acadêmicos pré-internatoEquipe NASF, médicos especialistas não-NASF, Dermatologista, ginecologista, especialista Medicina FamiliarSim!Sim1 : 2A maior parte não tem60h/semanaUnidade Pronto Atendimento/SAMU: 1 plantão de 12 horas/semana, por 10 mesesHospital Regional de Gurupi, Ambulatório de Especialidades UnirGSeminários, Aulas Práticas de Procedimentos na UBS, Discussão Casos Clínicos SemanaisPor enquanto não.500-1000Carro Praia, Rio, Parques, Feirinhas áreas para ciclista, cinemaCidade da Amizade, universitária, baixo custo econômico, 80.000 habitantes, no sul do estado do Tocantins, margens Br 153, polo de saúde de 18 municípios, hospital regional com maternidade do SUS e 3 hospitais particulares, segura no ponto de vista generalizado, vários universitários acabam ficando para atuar na cidade tendo em vista a qualidade de vida que mesma oferece.www.unirg.edu.brVladimir (supervisor do PRM): drvladimirt@hotmail.com
86
30/12/2016Tocantins (TO)AraguaínaHospital de Doenças Tropicais da Universidade Federal do Tocantins (HDT/SEMUS) Ministério da Educação (MEC)20163Não houve concorrência no último editalProva teórica de múltipla escolha, prova prática, Análise Curricular e entrevistaR$ 3330, Bruto da bolsa-base + R$ 2500,00 do programa nacional de formação de preceptoresPaga regularmente!Internato.Equipe NASF.Assume junto com o preceptor.Sim1 : 1A maior parte não tem60h/semanaClínica médica, infectologia, urologia, pneumologia, dermatologia, pronto atendimento, pediatria, hepatologia, hematologia, psiquiatria, todos no hospital de doenças tropicais, em média 1 mês, flexível conforme necessidade do residente.Provavelmente pequenas cirurgias ambulatoriais, cuidados paliativos, neurologia, oftalmologia, otorrinolaringologia, cardiologia, ainda em definição.Sessões clínicas mensais, porém abertura diária para discussão de diversos temas com qualquer médico do hospital universitárioNão.500 - 1000 reaisQuem tem fé, vai a pé!, Bicicleta (seria um sonho?!), Carona solidária, Carro.Mês de junho a agosto tem praia perto, barzinho, cachoeiras.http://ww2.uft.edu.br/Ex-R1: 63 98123 5644
87
88
89
90
91
92
93
94
95
96
97
98
99
100
Loading...