ABCDEFGHIJKLMOPQRS
1
| Ajude a divulgar #CiênciaPopular | Valorize a produção científica, ao divulgar ou utilizar este ou qualquer estudo, cite sua fonte e autoria (informações completas na última linha)
| Dúvidas ou mais informações: https://fb.me/cienciapopular.br | Contato via e-mail: projetocienciapopular@gmail.com
| Para divulgar este mapeamento em formato aberto: https://bit.ly/CienciaPopular

| Envie ações e projetos das Universidades e Institutos para nosso mapeamento: https://bit.ly/IniciativasUniversitarias ; ou:
| Caso você tenha mais de uma ação para incluir em no mapeamento, é possível (se preferir) baixar o modelo da planilha (aqui: https://bit.ly/3iQdQli), preenche-la e nos retornar via e-mail.
2
REGIÃOPROJETO / AÇÃOOBJETIVODESCRIÇÃOUNIV. / INST.CATEGORIA DA INSTITUIÇÃOÓRGÃO / DEPARTAMENTO / CAMPUSUFMUNICÍPIORESPONSÁVEISLINK (ACESSO/SITE)CONTATOCATEGORIAPÚBLICO-ALVOABRANGÊNCIACONTRIBUIÇÃOINFORMAÇÕES ADICIONAISDATA DE ATUALIZAÇÃO
3
Sul‘O Brasil conta comigo’: UFSC desenvolve plataforma para capacitar profissionais da saúde-O Laboratório Bridge foi a escolha do Ministério da Saúde para desenvolver a plataforma online da Ação Estratégica “O Brasil Conta Comigo – Profissionais da Saúde”. Desde 2013, o laboratório vinculado ao Centro Tecnológico (CTC) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) desenvolve sistemas e aplicações para a gestão informatizada da saúde pública. A Ação foi instituída na Portaria nº 639/2020, divulgada nesta quinta-feira, 2 de abril, pelo Ministério. O objetivo é capacitar de forma unificada os profissionais da área de saúde para o enfrentamento da pandemia.UFSCUniversidade Pública Federal-SCFlorianópolis-https://noticias.ufsc.br/2020/04/o-brasil-conta-comigo-laboratorio-da-ufsc-desenvolve-plataforma-para-capacitar-profissionais-da-saude/mayra.cajueiro@ufsc.brextensãoprofissionais da saúdeabrangência regionalcapacitação de profissionais da saúde-14/07/2020 - Dados fornecidos pelo Ministério da Educação (MEC) via LAI
4
Centro Oeste‘PRONTO SOCORRO DE CRIATIVIDADE SISTÊMICA EM PEQUENOS NEGÓCIOS’- identificar a natureza dos problemas enfrentados por micro e pequenos empreendedores do Distrito Federal;
- entender as particularidades e a natureza dos problemas que ameaçam a sobrevivência dos micro e pequenos empreendimentos no DF no contexto pós-crise COBID 19;
- observar quais soluções se apresentam, e como estão sendo implementadas;
- sistematizar as soluções identificadas como criativas e inovadoras;
- analisar como estas soluções podem estar relacionadas a novos contextos institucionais, características individuais, e domínios sociais, bem como à presença ou ausência de excedente criativo para responder aos novos problemas de gestão.
Trata-se da proposta de uma ação denominada ‘PRONTO SOCORRO DE CRIATIVIDADE SISTÊMICA EM PEQUENOS NEGÓCIOS’ com objetivo de desenvolver ações criativas e conhecimento inovador para socorrer micro e pequenos empreendedores do DF impactados pela Crise Covid 19. Envolve os seguintes atores: Departamento de Administração; Empresa Júnior de Administração (AD&M); outras EJ´s da UnB; Estudantes do Centro Acadêmico do Curso de Administração, estudantes voluntários envolvidos no Projeto de Pesquisa em de Criatividade (FAP-DF); estudantes envolvidos no Projeto de Extensão em Desenvolvimento de Carreiras (DEX-UnB). As ações realizadas estarão focadas em acolher demandas de micro e pequenos empreendedores durante e após a crise COVID 19 identificando os principais problemas enfrentados para desenvolver soluções de gestão no cenário pós-crise COVID 19. Ao passo que serão identificados os problemas enfrentados, serão mapeados processos criativos e de inovação nos níveis estratégico, tático e operacional deste grupo de empreendedores que visam formas de adaptação às contingências geradas pela Crise COVID 19. Reside aí o potencial para identificar novos arranjos organizacionais e institucionais, processos criativos, solidários, em rede, que possivelmente mobilizam o ideário da sustentabilidade criando desta forma um contexto com potencial para aprendizagem sobre características de resiliência organizacional em contextos de crises mundiais. Pretende-se ainda verificar como o ideário da sustentabilidade pode apontar caminhos para as soluções desenvolvidas.UNBUniversidade Pública FederalFaculdade de Economia, Administração, Contabilidade e Gestão de Políticas PúblicasDFBrasíliaSiegrid Guillaumon Dechandt / Currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/9781570230887166Repositório da UNB: http://repositoriocovid19.unb.br/projetos/siegrid@unb.brpesquisasetor privado e comércioabrangência globalestudos ou projeções socioeconômicasTotal de: 5 participantes, sendo: Siegrid Guillaumon (demais integrantes da empresa júnior e pesquisadores bolsistas de IC ainda não especificados)16/01/2021 - Dados obtidos a partir do Repositório da Projetos contra COVID-19 disponibilizado pela UNB
5
Norte"Cidade e resistência em tempos de pandemia" é tema de Seminário Online-Como parte das ações do Comitê Extraordinário Covid-19 no âmbito da UFT, foi realizado um bate-papo com os colaboradores terceirizados que trabalham na limpeza do Câmpus de Palmas. A intenção foi esclarecer sobre a pandemia do Coronavírus e passar orientações para medidas preventivas.

As recomendações foram repassadas pela professora do curso de Enfermagem, Áurea Welter. Para ela tal ação é importante, pois visa “reforçar a necessidade da adoção de medidas preventivas estabelecidas pelas autoridades sanitárias, com vistas a evitar o contágio, bem como a disseminação do vírus”.

Mais de 30 colaboradores participaram da conversa e puderem esclarecer dúvidas. Na ocasião foram reforçadas as orientações sobre cuidados pessoais, a necessidade de lavar as mãos quando chegam, de passar álcool gel, inclusive estão sendo disponibilizados dispensers com o produto nos prédios.

Outra orientação dada, foi em relação a mudança para interação entre eles. “Ao se reunirem para os lanches e refeições, agora é preciso manter distanciamento seguro”, destacou a professora. Esse distanciamento deve ser mantido também ao bater o ponto na entrada e saída.
UFTUniversidade Pública Federal-TOPalmas-https://ww2.uft.edu.br/index.php/ultimas-noticias/27370-cidade-e-resistencia-em-tempos-de-pandemia-e-tema-de-seminario-online-nesta-quinta-04-extensãopopulação e sociedade civilabrangência globaldisseminação de informações e divulgação científica (ex: portal de notícias ou outras informações)-16/01/2021
6
Norte"Físio em Casa"-O projeto “Fisio em Casa”, do curso de Fisioterapia em parceria com Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas (PROGEP) lançou segunda temporada de vídeos. O projeto que busca incentivar a saúde física durante o isolamento social surgiu após a suspensão das atividades presenciais da Universidade Federal do Amapá (UNIFAP), em razão da COVID-19.UNIFAPUniversidade Pública Federal-APMacapá-http://www.unifap.br/wp-content/uploads/2020/09/A%C3%87%C3%95ES-UNIFAP-COVID-1.pdf-extensãopopulação e sociedade civilabrangência globalorientações ou apoio ao isolamento social (ex: psicossocial, nutricional, atividade física ou entretenimento)-16/01/2021
7
Norte"Pausa para o Café” propõe encontros virtuais e bate-papo descontraído para minimizar os impactos da pandemia-No Câmpus de Arraias, um projeto tem buscado minimizar, entre a comunidade acadêmica, os impactos da ansiedade e aflições durante o período de isolamento domiciliar pela pandemia da Covid-19. É o “Pausa para o Café”, idealizado pela Divisão de Assistência Estudantil do Câmpus.

Todas as sextas-feiras, às 14h30, ocorrem - via plataforma Google Meet - reuniões sobre temas pertinentes ao momento, mas permeadas por descontração, bom-papo, sem perder de foco os esclarecimentos sobre os assuntos debatidos. Nesta sexta (22), por exemplo, o encontro é com a professora Gláucia Rocha, do curso de Psicologia do Câmpus de Miracema. Já na próxima sexta (29), o convidado é o professor Jonathan Novais, da Unmaní Yoga de Brasília.

Acesse os encontros, por meio do QR Code disponibilizado nos cards, e participe! Mais informações podem ser obtidas pelo e-mail caearraias@uft.edu.br.
UFTUniversidade Pública Federal-TOPalmas-https://ww2.uft.edu.br/index.php/ultimas-noticias/27259-pausa-para-o-cafe-propoe-encontros-virtuais-e-bate-papo-descontraido-para-minimizar-os-impactos-da-pandemia-extensãopopulação e sociedade civilabrangência globalorientações ou apoio ao isolamento social (ex: psicossocial, nutricional, atividade física ou entretenimento)-16/01/2021
8
Norte“Alfabetização” em Tecnologias Educacionais Digitais aplicadas ao ensino remoto-A Universidade Federal do Oeste do Pará (Ufopa) apresentou 18 projetos relacionados ao combate, prevenção e monitoramento da doença na região Oeste do Pará, além de estratégias de ensino voltadas à atual realidade, no Workshop do Programa de Ações Emergenciais (Paem). O evento foi transmitido pelo canal do Estúdio Encontro das Águas.

O evento destacou os projetos aprovados no edital de financiamento do Paem, que recebeu 32 propostas, envolvendo 120 servidores e 6 empresas juniores, das quais dez foram contempladas com R$ 10 mil, e oito delas, com R$ 35 mil, totalizando um aporte inicial de R$ 380 mil.
UFOPAUniversidade Pública Federal-PASantarém-https://youtu.be/DNvFNlRLizA?t=8561-extensãopopulação e sociedade civilabrangência globalorientações ou apoio ao isolamento social (ex: psicossocial, nutricional, atividade física ou entretenimento)-16/01/2021
9
Centro Oeste“COM O PÉ EM CASA”: ATIVIDADES LÚDICAS DE EDUCAÇÃO PATRIMONIAL PARA FAMÍLIAS EM ISOLAMENTO SOCIAL CONTRA O CORONAVÍRUSObjetivos:

Estudo 1: Desenvolver aplicativo móvel para suporte a um programa otimizado (capaz de atender pacientes recuperados da COVID-19) e à distância de reabilitação cardiovascular (CVRopt).
Estudo 2: Avaliar os efeitos de um CVRopt baseado em mHealth, em pacientes com doença cardiovascular com e sem COVID-19 e os impactos na capacidade física e nos aspectos biopsicossociais.
Estudo 3: Identificar as disfunções e os fatores associados aos desfechos clínicos primário e secundário nos pacientes com doença cardiovascular nos diferentes estágios da COVID-19 em comparação aqueles sem COVID-19.

Metas:
• Validar o protocolo como proposta internacional
• Produzir um aplicativo móvel para apoio a programas de reabilitação cardiovascular otimizado (incluindo a COVID-19) e à distância.
• Avaliar o efeito de um Programa de reabilitação cardiovascular mHealth em pacientes com doença cardiovascular com e sem COVID-19 .
• Identificar as disfunção e os fatores associados ao desfecho clínico primário e secundário nos pacientes com doença cardiovascular nos diferentes estágios da COVID-19 em comparação aqueles sem COVID-19.
• Comparar o os resultados nacionais com dados internacionais.
• Divulgar os resultados em eventos científicos e sociedade.
• Estabelecer e ampliar parcerias com pesquisadores internacionais.
• Divulgação dos resultados para comunidade cientifica.
• Disponibilizar ferramenta para uso em grande escala pelos serviços de saúde.
O presente projeto visa elaborar atividades lúdicas de educação patrimonial a serem realizadas pelas famílias neste momento de isolamento social. Em especial, foca-se no caso de Brasília e suas comemorações de 60 anos de inauguração. Num espectro mais amplo, o projeto também abordará outras cidades brasileiras cujo o patrimônio cultural seja relevante, principalmente em termos arquitetônicos e urbanísticos. A educação patrimonial é uma ferramenta importante para assegurar o reconhecimento e apropriação dos nossos bens culturais.
O grupo envolvido elaborará uma série de atividades como jogos, livros de pintura, entrevistas e material áudio-visual diverso para a promoção cultural durante a pandemia a ser divulgado em diversas plataformas digitais.
UNBUniversidade Pública FederalFaculdade de Arquitetura e UrbanismoDFBrasíliaANA PAULA CAMPOS GURGEL / Currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/1436971182834432Repositório da UNB: http://repositoriocovid19.unb.br/projetos/prof.anapaulagurgel@gmail.comextensãopopulação e sociedade civilabrangência regionaldisseminação de informações e divulgação científica (ex: portal de notícias ou outras informações)Total de: 20 participantes, sendo: Ana Paula Campos Gurgel (professora DTHAU-FAU), Gabriela de Souza Tenório (professora DPRO-FAU), Amanda Rafaelly Casé Monteiro (170048861), Amanda Idala Dias de Oliveira – 160110254, Amora de Andrade Machado – 180139860, Ana Caroline dos Santos Paiva – 160110955, Anny Caroline Mori Rodrigues – 120168618, Ariel Freire do Amaral – 150118392, Isabele Carvalho de Oliveira – 180102427, Jessica Sousa Duarte – 180102869, João Victor Brentano Nascimento – 180133250, João Vitor Lopes Lima Farias – 180020269, Júlia Lopes Soares – 160010578, Juliana Albuquerque Campos da Silva – 180073991, Liara Monique Brito de Oliveira Ramortsua – 170108368, Martha Jonata Pacheco – 150140631, Natália Ferreira Valladão – 170019748, Nina Beatriz de Araújo e Gallina – 170112152, Pillar Accioly Lima – 170113108, Vítor Luís Vaz Mendes - 18003908316/01/2021 - Dados obtidos a partir do Repositório da Projetos contra COVID-19 disponibilizado pela UNB
10
Centro Oeste“Geo-Lives em tempos de isolamento socialRealizar palestras e mesas redondas para toda a comunidade unematiana e para a sociedade em geral.Por meio das lives a Unemat que tem por objetivo realizar, via Internet, palestras e mesas redondas para toda a comunidade unematiana e para a sociedade em geral, integrando o saber acadêmico e o saber popular no que concerne ao debate sobre temas relacionados à interação homem/natureza, objeto de estudo da Geografia.UNEMATUniversidade Pública EstadualGeografia UNEMAT e Pós-graduação em Geografia (PPGGEO)MTCáceresAdilson Ribeiro Araújohttp://www.novoportal.unemat.br/?pg=noticia/13100coord.geo.dead@unemat.brensinocomunidade escolarabrangência globaldisseminação de informações e divulgação científica (ex: portal de notícias ou outras informações)Canal do Youtube: https://www.youtube.com/channel/UCkHjhvqEsj5Vb_EcIfVoN8w27/05/2020
11
Sudeste“Solidariza Teó” recolhe e doa alimentos e materiais de higiene pessoal e limpeza para população vulnerável de Teófilo Otoni-Mobilizados pela situação vivida por pessoas em vulnerabilidade social, que se torna ainda mais crítica neste momento de pandemia e isolamento social, o IFNMG-Campus Teófilo Otoni criou a campanha “Solidariza Teó”. Eles já arrecadaram 440 kg de alimentos não perecíveis, 80 litros de leite e diversos produtos de limpeza e higiene pessoal que foram distribuídos para moradores de bairros vizinhos ao Campus, como Viriato e São Cristóvão, bem como a pessoas que vivem nas ruas.IFNMGInstituto Federal-MGMontes Claros-https://www.ifnmg.edu.br/mais-noticias-portal/554-portal-noticias-2020/23803-solidariza-teo-recolhe-alimentos-e-materiais-de-higiene-pessoal-e-limpeza-populacao-vulneravel-de-teofilo-otonicomunicacao@ifnmg.edu.brextensãopopulação e sociedade civilabrangência regionalrede de solidariedade ou doações de alimentosNúmero estimado de pessoas beneficiadas: 70 https://drive.google.com/open?id=1uNnrNHcsekDBCfH_CEwhXzwZJAFa6cON14/07/2020 - Dados fornecidos pelo Ministério da Educação (MEC) via LAI
12
Sudeste#ZeroCovid-19-Professores e estudantes da Universidade Federal de São João Del Rei (UFSJ) criaram vídeos educacionais para facilitar e instrumentalizar o trabalho dos Agentes Comunitários de Saúde (ACS) no contexto da Atenção Primária à Saúde.

Os vídeos foram elaborados por alunos do curso de Enfermagem do Campus Centro-Oeste Dona Lindu (CCO) da UFSJ e seguiram o Manual do Ministério da Saúde para o Enfrentamento à Covid-19 disponível nesta página. Cada vídeo segue os passos do Manual para que de forma fácil, lúdica e confiável, sirva de orientação para que o ACS consiga acessar antes e durante as visitas domiciliares e também em condições à distância que se fizer necessário.
UFSJUniversidade Pública Federal-MGSão João del-ReiNa descriçãohttps://ufsj.edu.br/covid19/zerocovid19.php;Na descriçãoextensãoprofissionais da saúdeabrangência regionalapoio ao atendimento (ex: leitos, estrutura ou profissionais)Número estimado de pessoas beneficiadas: 200006/10/2020 - Dados fornecidos pelo Ministério da Educação (MEC) via LAI
13
Sul35 mil testes tipo RT-PCR para a prefeitura e para o Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen) do estado-A ampliação da capacidade de testagem do material em quase dez vezes foi possível a partir da doação de um extrator automático de RNA (ácido ribonucleico, o material genético do vírus) feito pelo Banco do Estado do Rio Grande do Sul (Banrisul) à universidade gaúcha. O processo ocorre com alta precisão e evita a contaminação das pessoas que estiverem manipulando o RNA do vírus e das amostras entre si.

“As pessoas nos agradecem por estarmos prestando esse serviço à sociedade. O equipamento ajudou a ampliar a capacidade de testagem na cidade de Porto Alegre. E todos os envolvidos — professores, alunos de graduação e pós-graduação, servidores — estão aprendendo e aperfeiçoando as técnicas de trabalho”, destacou a diretora do ICBS, Ilma Brum da Silva.

Para a Fundação Universidade do Rio Grande (FURG), no sul do estado, o extrator de RNA doado pelo Banrisul ao Hospital Universitário, que é 100% Sistema Único de Saúde (SUS), permitiu dobrar a capacidade diária de exames. Com o novo equipamento, são processadas 32 amostras em um ciclo de 30 minutos. Antes, com o extrator manual, o mesmo volume de amostras levava em torno de duas horas. “É mais segurança para quem opera e mais agilidade no processamento dos testes”, resumiu o gerente de Atenção à Saúde do Hospital Universitário da FURG, Fábio Lopes.
UFRGSUniversidade Pública FederalInstituto de Ciências Básicas da SaúdeRSPorto Alegre-https://www.gov.br/pt-br/noticias/saude-e-vigilancia-sanitaria/2020/12/universidades-federais-gauchas-fazem-parceria-e-ampliam-capacidade-de-testagem-do-coronavirus-extensãogestores e poder públicoabrangência regionalOutro-16/01/2021
14
Centro OesteA comunicação no enfrentamento ao COVID-19: identificação e monitoramento de desigualdades informacionais em segmentos sob riscoEste projeto tem dois objetivos: (1) identificar possíveis clusters populacionais que até aqui têm tido menos acesso a informações básicas ou maior exposição à desinformação e, por isso, enfrentam maior risco de adoecimento e propagação do vírus e (2) monitorar por mais 3 meses a possível diminuição desses gaps informacionais durante esta etapa de avanço e tentativa de controle da pandemia.Este projeto pretende contribuir com insumos para a desenho de ações efetivas de comunicação de curto e médio prazo no combate à propagação do COVID-19 na população brasileira mediante (1) a identificação de possíveis clusters populacionais que até aqui têm tido menos acesso a informações básicas e/ou tem sido mais expostos à desinformação e, por isso, enfrentam maior risco de adoecimento e propagação do vírus e (2) o monitoramento da possível diminuição desses gaps informacionais durante esta etapa de avanço e controle da pandemia.UNBUniversidade Pública FederalInstituto de Ciências SociaisDFBrasíliaWLADIMIR GANZELEVITCH GRAMACHO / Currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/7144168294981299Repositório da UNB: http://repositoriocovid19.unb.br/projetos/wggramacho@gmail.compesquisagestores e poder públicoabrangência globalorientações ou apoio ao isolamento social (ex: psicossocial, nutricional, atividade física ou entretenimento)Total de: 6 participantes, sendo: Wladimir Gramacho, Max Stabile, Pedro Mundim, André Jácomo, Jaqueline Buckestegge, Emerson Cervi16/01/2021 - Dados obtidos a partir do Repositório da Projetos contra COVID-19 disponibilizado pela UNB
15
Centro OesteA comunidade Surda de Jataí e acesso as informações sobre o COVID-19-O projeto de extensão "A comunidade Surda de Jataí e acesso às informações sobre o COVID-19", coordenado pelo professor Thábio de Almeida Silva, é mais uma ação social da UFJ nesse momento de Pandemia.

Com o objetivo de adequar as informações e orientações acerca do novo coronavírus em língua de sinais acessível aos surdos da cidade de Jataí, o coordenador do projeto reitera que, especificamente, espera oportunizar conhecimentos sobre a origem dessa doença, orientar sobre a prevenção dessas doenças, abordando sintomas e formas de tratamento e, sobretudo, dirimir dívidas da comunidade surda a respeito do tema abordado.

Até o momento, já foram produzidos 16 vídeos - em língua de sinais - que são disponibilizados no Youtube, no canal Thabio Kamila (https://www.youtube.com/channel/UCfXtYwSHxS2omTFYHQ6QSJg).
UFJUniversidade Pública Federal-GOJataí-https://portalufj.jatai.ufg.br/admin/news/125526-projeto-de-extensao-da-ufj-traz-informacoes-sobre-o-coronavirus-a-comunidade-surda-de-jataimacamara@ufg.brextensãopopulação e sociedade civilabrangência globaldisseminação de informações e divulgação científica (ex: portal de notícias ou outras informações)Número estimado de pessoas beneficiadas: 1500014/07/2020 - Dados fornecidos pelo Ministério da Educação (MEC) via LAI
16
Centro OesteA construção da desinformação científica como um problema público no BrasilAnalisar o processo de construção da desinformação científica como um problema público no Brasil
Detectar os principais empreendedores de causa responsáveis por esse processo de construção da desinformação científica como um problema público
Desenvolver uma metodologia guada-chuvas para a análise da construção de problemas públicos científicos
Fornecer um subsídio para a criação de um Observatório internacional de estudo da comunicação científica
O objetivo deste projeto é analisar o processo de construção da desinformação científica como um problema público no Brasil. A divulgação de informações consideradas “verdadeiras” é uma das pedras fundamentais do discurso de legitimação do jornalismo como mediador do espaço público. Ela se ampara no pressuposto de que o acesso à informação de “qualidade”, subsidiaria a experiência cotidiana das pessoas, não só a dimensão da participação na vida democrática, mas também a situações ligadas à comportamento, saúde, exercício da cidadania. Por isso, o aumento da produção e circulação de “fake news” nos últimos anos, tem sensibilizado agentes do campo a mídia e da ciência, de forma que passam a considera-lo um problema público, capaz de provocar efeitos negativos junto à coletividade. Quando, por exemplo, o presidente Jair Bolsonaro, decide negar a gravidade da pandemia de Covid 2019, a desinformação a passa a ser considerada no debate público a partir de um duplo viés. Por um lado, ela estaria relacionada a situações de negligência ou mau uso de dados (das ciências duras e ciências sociais) na construção da opinião pública e das decisões políticas. Por outro, revelaria situações de questionamento da autoridade jornalística como espaço de produção e circulação de informações verificadas. A proposta se ampara na perspectiva desenvolvida por Neveu (2015) para entender o processo de construção dos problemas públicos. Essa leitura sociológica do fenômeno vai se concentrar na ação dos empreendedores de causa (enterpreneurs des causes) responsáveis, em um determinado espaço tempo, por mobilizar os recursos necessários à construção de um problema. Cinco empreendedores nos interessam nos debates sobre a circulação da desinformação: os jornalistas e organizações de mídia; atores da área de comunicação pública e corporativa de instituições políticas e científicas; os acadêmicos, pesquisadores e experts dos campos do jornalismo, da comunicação e das ciências sociais; os cientistas; e os intelectuais. A análise vai seguir as seguintes etapas: a. Revisão da literatura científica sobre desinformação; b. Análise de conteúdo de espaços de popularização desse problema, incluindo a circulação do termo desinformação no Twitter, combinado com uma análise de conteúdo de um jornal de referência, um jornal popular e uma publicação científica. O objetivo é identificar os empreendedores e os quadros mobilizados na construção midiática desses problemas; c. Condução de entrevistas semiestruturadas com empreendedores de causa identificados nas etapas a et b; d. realização de entrevistas semiestruturadas com uma amostra de gestores públicos responsáveis pela condução de políticas de combate à desinformação. A longo prazo, trabalhar com essa abordagem permitiria visualizar o desenvolvimento de uma perspectiva guarda-chuvas para pesquisas na área da comunicação e jornalismo científico, a ser replicada na compreensão dos processos de identificação, enquadramento, legitimação, popularização e desenvolvimento de políticas públicas de outras temáticas caras ao campo da comunicação e do jornalismo científico: crise sanitária, mudança climática, bigdata e uso de dados pessoais, etc.UNBUniversidade Pública FederalFaculdade de ComunicaçãoDFBrasíliaFábio Henrique Pereira / Currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/3713755920970596Repositório da UNB: http://repositoriocovid19.unb.br/projetos/fabiop@gmail.comextensãocomunidade escolarabrangência regionalestudos ou projeções socioeconômicasTotal de: 4 participantes, sendo: Fábio Henrique Pereira, Mariana Ausani, Wesley Kuhn, France Aubin16/01/2021 - Dados obtidos a partir do Repositório da Projetos contra COVID-19 disponibilizado pela UNB
17
Centro OesteA COVID-19 NO DISTRITO FEDERAL E ENTORNO: CIÊNCIA, INOVAÇÃO TECNOLÓGICA E POLITICAS PÚBLICASObjetivo geral: Organizar uma pesquisa conjunta, interdisciplinar e coordenada sobre o impacto da Covid-19, com foco no Distrito Federal e região do entorno com o propósito de conhecer a evolução e as consequências da pandemia, bem como as políticas públicas e as respostas brasilienses diante do acontecimento.

Objetivo específico 1: Realizar uma pesquisa conjunta e coordenada sobre o impacto da Covid-19 no Distrito Federal e entorno.

Objetivo específico 2: Publicar um livro de divulgação científica com os achados e resultados das pesquisas realizadas no marco do projeto.

Objetivo específico 3: Organizar seminário integrativo na Universidade de Brasília para divulgar os resultados do projeto.

Meta 1- Apresentar o projeto e convidar no mínimo 25 pesquisadores da comunidade científica local e regional a participar neste empreendimento conjunto.
Período: Agosto/setembro 2020

Meta 2- Lançar chamada pública para produção e submissão de capítulo para o segundo volume da coleção: A Covid-19 no Brasil: Ciência, Inovação Tecnológica e Políticas Públicas.
Período: Setembro de 2020

Meta 3- Avaliação e seleção prévia, pelos organizadores do livro, de 15 a 20 propostas de capítulos, com ênfase nas temáticas aqui propostas, e levando em consideração o mérito, a viabilidade e o impacto para a saúde pública brasileira, em geral, e brasiliense, em particular.
Período: Setembro de 2020

Meta 4- Realizar pesquisa científica sobre temática vinculada direta e indiretamente ao impacto da pandemia da Covid-19 no Brasil.
Período: Setembro a Novembro de 2020

Meta 5- Organizar uma obra de divulgação científica, contemplando as melhores contribuições, e tendo como referência capítulos que apontem para temas de impacto na saúde pública, na resolução de demandas urgentes, e que apresentem viabilidade prática.
Período: Novembro de 2020

Meta 6- Encaminhar a obra para editoração, revisão e execução dos trabalhos de diagramação, arte, impressão e divulgação.
Período: Dezembro de 2020 a fevereiro de 2021

Meta 7- Realização de um Seminário sobre o tema com a participação dos autores dos capítulos e convidados externos. Lançamento do livro. Encerramento do projeto, prestação de contas e avaliação
Período: Março de 2021
A presente proposta solicita recursos financeiros para desenvolver um projeto de pesquisa coletivo, interdisciplinar e coordenado a respeito do impacto social, econômico e sanitário da pandemia da Covid-19 no Distrito Federal e no entorno. Serão convidados a participar neste projeto reconhecidos pesquisadores com vínculo institucional na Universidade de Brasília e em outras instituições semelhantes. Procura-se incentivar uma pesquisa interdisciplinar, aplicada e metodologicamente pluralista. Em consequência participarão pesquisadores das diferentes áreas do conhecimento científico. Cumpre assinalar que este projeto dará continuidade a um bem sucedido empreendimento acadêmico anterior que resultou, por exemplo, em uma obra de divulgação científica intitulada: A Covid-19 no Brasil: Ciência, Inovação Tecnológica e Políticas Públicas (Volume I, Curitiba: CRV, 2020; conferir:https://editoracrv.com.br/produtos/detalhes/35008-a-covid-19-no-brasil-brciencia-inovacao-tecnologica-e-politicas-publicas-volume-1 ). Todavia a proposta inclui a realização de um seminário integrativo e de outras ações semelhantes presenciais e virtuais. Acredita-se que no momento da execução desta proposta até cinquenta pesquisadores - a maioria deles vinculados a UnB - venham a estar diretamente envolvidos nos trabalhos deste projeto. No que diz respeito especificamente a minha participação no marco geral desta proposta, parece pertinente destacar que produzirei uma pesquisa qualitativa que utilizará a técnica da entrevista em profundidade. Interessa-me auscultar sobre as percepções e interpretações de gestores, especialista e servidores da Secretaria de Saúde do Distrito Federal acerca do impacto societal da pandemia em Brasília e no entorno. As entrevistas em profundidades serão transcritas, codificadas e analisadas com o auxílio do processador textual Iramuteq 0.7. Os resultados desta rodada de entrevistas em profundidade serão comparados aos resultados obtidos em rodadas anterior. Todavia o instrumento de pesquisa - isto é, o roteiro da entrevista - atende as exigências do Comitê de Ética em Pesquisa usuais em ciências sociais em saúde, saúde coletiva, epidemiologia e vigilância sanitária (procedimentos não clínicos). O resultado da minha pesquisa irá formar parte de um segundo volume da coleção acima mencionada, sendo que a maior parte do orçamento solicitado, será investido na publicação do livro. O restante dos recursos solicitados será alocado em duas bolsas de pesquisa.UNBUniversidade Pública FederalFaculdade UnB CeilândiaDFBrasíliaALDIRA GUIMARAES DUARTE DOMINGUEZ / Currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/1255423017495686Repositório da UNB: http://repositoriocovid19.unb.br/projetos/aldira@unb.brpesquisapopulação e sociedade civilabrangência globalorientações ou apoio ao isolamento social (ex: psicossocial, nutricional, atividade física ou entretenimento)Total de: 2 participantes, sendo: Aldira Guimarães Duarte Domínguez e Carlos F. D. Avila16/01/2021 - Dados obtidos a partir do Repositório da Projetos contra COVID-19 disponibilizado pela UNB
18
Centro OesteA pandemia da desinformação: aspectos sociais e cognitivos da crença em informações falsas sobre Covid-19Pretende-se elucidar os processos cognitivos e sociais subjacentes à crença em informações falsas relacionadas à pandemia de Covid-19. Para isso, buscar-se-á determinar a relação entre a propensão ao pensamento analítico e a habilidade de identificar informações falsas. Similarmente, avaliar-se-á o papel da identidade de grupo na propagação de desinformação.A pandemia de COVID-19 veio acompanhada por uma “infodemia”, a superabundância de informação que dificulta a identificação de dados confiáveis. No Brasil, ferramentas de comunicação instantânea, como o Whatsapp, permitem a propagação de informações falsas em proporções sem precedentes. A divulgação de falsas curas, receitas milagrosas e teorias da conspiração tem importante custo para a saúde pública e para o funcionamento da sociedade brasileira. Pesquisas recentes relacionam a crença em informações falsas à menor tendência ao pensamento analítico, podendo haver, no entanto, influência de aspectos identitários e sociais. O presente estudo propõe analisar tal questão de maneira experimental, tomando como foco a propagação de informações falsas relacionadas à pandemia por Whatsapp.UNBUniversidade Pública FederalInstituto de PsicologiaDFBrasíliaRonaldo Pilati Rodrigues / Currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/3025261458644097Repositório da UNB: http://repositoriocovid19.unb.br/projetos/rpilati@unb.brpesquisapopulação e sociedade civilabrangência globaldisseminação de informações e divulgação científica (ex: portal de notícias ou outras informações)Total de: 6 participantes, sendo: Ronaldo Pilati, Andressa Alves Bonafé Pontes, Luísa Schimidt, Mariana Travain, Cleno Couto, Sergio Nascimento16/01/2021 - Dados obtidos a partir do Repositório da Projetos contra COVID-19 disponibilizado pela UNB
19
NordesteA SAÚDE DOS PEQUENOS NEGÓCIOS-Live em parceria da Professora Celina Olivindo Curso de Administração da UFDPAR com o ecossistema Carnaúba Valley na pessoa do Professor Rodrigo Baluz. Ocorreu dia 02/06/2020 no Instagram do professor com o objetivo de refletir ações para garantir a saúde dos pequenos e médio negócios na Cidade de Parnaíba e região.UFDPARUniversidade Pública Federal-PIParnaíbaNa descrição@rodrigo.baluzNa descriçãoextensãosetor privado e comércioabrangência regionalOutroNúmero estimado de pessoas beneficiadas: 200006/10/2020 - Dados fornecidos pelo Ministério da Educação (MEC) via LAI
20
NorteA uft editou uma portaria disponibilizando todos os espaços físicos, veículos e outros bens para o sistema de saúde-A uft editou uma portaria disponibilizando todos os espaços físicos, veículos e outros bens para o sistema de saúdeUFTUniversidade Pública Federal-TOPalmas--biorapha@yahoo.com.brextensãopopulação e sociedade civilabrangência regionalapoio ao atendimento (ex: leitos, estrutura ou profissionais)Número estimado de pessoas beneficiadas: 50014/07/2020 - Dados fornecidos pelo Ministério da Educação (MEC) via LAI
21
NordesteA vida nas Comunidades de Fortaleza durante a quarentena-Pesquisa desenvolvida pela UECE e UFC Professores do Laboratório de Direitos Humanos, Cidadania e Ética (Labvida), da Universidade Estadual do Ceará (UECE) e Professores do Laboratório de Estudos em Política, Educação e Cidade (LEPEC), da Universidade Federal do Ceará acompanham a dinâmica atual da vida social, em meio à pandemia do coronavírus, por meio da [...] saiba mais no site da UECE: http://www.uece.br/uece/noticias/uece-contra-o-coronavirus/UECEUniversidade Pública Estadual-CEFortaleza-A vida nas Comunidades de Fortaleza durante a quarentena-pesquisapopulação e sociedade civilabrangência regionalestudos ou projeções socioeconômicas-29/04/2020
22
Centro OesteAbordagem de sistemas dinâmicos para a COVID-19: Interação não-linear entre o vírus e o sistema imunológico, e teoria de informação.A proposta é composta de dois objetivos.
1) Simulação numérica de modelo não-linear de infecção por COVID-19.

Será realizada a implementação de um modelo não-linear da interação entre a infecção por COVID-19 e o sistema imunológico, e posterior estudo usando ferramentas de sistemas dinâmicos.

2) Análise não-linear do sequenciamento de COVID-19.

Envolve a análise de dados obtidos através de sequenciamento de COVID-19 utilizando ferramentas de teoria de informação.

As metas básicas do projeto, apresentadas a continuação, são comuns para os dois
objetivos, e podem ser resumidas da seguinte maneira
* Revisão bibliográfica
* Implementação e testes de código numérico
* Preparação e submissão de artigos científicos
* Apresentação dos resultados em congressos científicos.
Estudos teóricos da dinâmica da interação entre infecções virais e o sistema imu-
nológico tem contribuído para o entendimento e previsão de doenças (NOWAK; MAY,
2000; PERELSON, 2002). Além disso, ferramentas de teoria de informação tem sido úteis
para a análise e quantificação da presença de padrões em sinais complexos, em particular,
sequências genéticas (SCHMITT; HERZEL, 1997; NOWAK; HAEUSSLER, 2013). Estudos
prévios tem sido realizados para a doença SARS detectada em 2002 através de modelos
não-lineares (MCLEOD et al., 2006) e teoria de informação (GOLDBERGER; PENG,
2005). O presente projeto propõe utilizar ferramentas de sistemas dinâmicos para contribuir
às pesquisas da doença COVID-19. O projeto propõe a construção e análise numérica de
um modelo da interação não-linear entre o vírus SARS–CoV–2 e o sistema imunológico,
e a análise de sequências genéticas do vírus utilizando índices de complexidade. Além
de contribuir para a pesquisa da COVID-19, o projeto prevê a publicação de artigos e
divulgação em eventos científicos, disponibilização de códigos computacionais através de
licença de código livre e formação de estudantes de graduação através de projetos de
iniciação científica.
UNBUniversidade Pública FederalFaculdade UnB GamaDFBrasíliaRodrigo Andres Miranda Cerda / Currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/7211027248826936Repositório da UNB: http://repositoriocovid19.unb.br/projetos/rmiracer@unb.brpesquisacomunidade escolarabrangência globalorientações ou apoio ao isolamento social (ex: psicossocial, nutricional, atividade física ou entretenimento)Total de: 4 participantes, sendo: Prof. Rodrigo Cerda, Profa. Adriane Schelin, Prof. Ronni de Amorim, Lorena Moreira16/01/2021 - Dados obtidos a partir do Repositório da Projetos contra COVID-19 disponibilizado pela UNB
23
SulACADÊMICOS DE ENGENHARIA AMBIENTAL E SANITÁRIA DOARAM MAIS DE 640 KG DE ALIMENTOS PARA FAMÍLIAS NECESSITADASIntegrar a comunidade universitária no enfrentamento da pandemia em múltiplas frentesO Diretório Acadêmico do curso de Engenharia Ambiental e Sanitária da UFFS – Campus Erechim realizou, no dia 9 de abril, a doação de 640,8 kg de alimentos não perecíveis para representantes dos bairros Cristo Rei, Presidente Vargas e Progresso. Alunos usaram o dinheiro arrecadado com inscrições da Semana Acadêmica para a compra dos produtos. Os alimentos foram destinados a famílias em situação de vulnerabilidade social, agravadas pelo isolamento social em face ao novo coronavírus. A doação foi oficializada em Termo de Compromisso assinado pelo Diretório e pela representante do bairro Cristo Rei, Sirlei Putton.UFFSUniversidade Pública Federal-SCChapecó-https://www.uffs.edu.br/campi/erechim/noticias/academicos-de-engenharia-ambiental-e-sanitaria-doam-mais-de-640-kg-de-alimentos-para-familias-necessitadas-extensãopopulação e sociedade civilabrangência regionalrede de solidariedade ou doações de alimentosNúmero estimado de pessoas beneficiadas: 10000 https://drive.google.com/open?id=15-uVvmYYIkxytSJPnSoYXHBJnQ2q0uMR14/07/2020 - Dados fornecidos pelo Ministério da Educação (MEC) via LAI
24
Centro OesteAção “Quem tem fome, tem pressa”, da UFGD, entrega cestas de alimentos para famílias carentes-No último sábado (30/05), a equipe do projeto Ação UFGD e Você contra a fome: Quem tem fome, tem pressa entregou 50 cestas de alimentos para famílias necessitadas em diversos bairros de Dourados. Os itens vêm sendo arrecadados desde meados de maio, quando o projeto teve início.

A ação é coordenada por professoras da Faculdade de Ciências Agrárias (FCA) da UFGD e arrecada alimentos e materiais de limpeza para serem distribuídos a famílias carentes de Dourados, por meio de parcerias com a sociedade civil, agentes comunitários, ONGs, associações religiosas, enfim, com entidades que já desenvolvam trabalho social com famílias carentes, sem fins lucrativos e políticos.
UFGDUniversidade Pública Federal-MSDouradosNa descriçãohttps://www.ufgd.edu.br/noticias/acao-quem-tem-fome-tem-pressa-da-ufgd-entrega-cestas-de-alimentos-para-familias-carentes; https://portal.ufgd.edu.br/noticias/ufgd-promove-acao-quem-tem-fome-tem-pressa-para-atender-familias-carentesNa descriçãoextensãopopulação e sociedade civilabrangência regionalrede de solidariedade ou doações de alimentosNúmero estimado de pessoas beneficiadas: 500006/10/2020 - Dados fornecidos pelo Ministério da Educação (MEC) via LAI
25
NordesteAção CPF Solidário-Coleta de doações direcionadas para os estudantes do Campus Paulo Freire em situação de vulnerabilidade social e os catadores de resíduos sólidos. As doações podem ser realizadas de duas formas: via depósito bancário ou entregando gêneros alimentícios e produtos de limpeza direta-mente no campus.UFSBUniversidade Pública Federal-BAItabuna--josipippi@gmail.comextensãopopulação e sociedade civilabrangência regionalrede de solidariedade ou doações de alimentoshttps://drive.google.com/open?id=1Zw572CLn5qzIOZXhX60y_7nSLG6gTQ_914/07/2020 - Dados fornecidos pelo Ministério da Educação (MEC) via LAI
26
NorteAção da UFT e do Conselho de Segurança Alimentar beneficia mil famílias no Tocantins-Durante o período de pandemia, o Brasil tem se mobilizado de diferentes formas para ajudar comunidades vulneráveis espalhadas pelo país. Empresas, organizações não governamentais, comunidades religiosas, pessoas físicas, grupos de amigos. Todos juntos para ajudar os mais necessitados. A UFT está nesse grupo, que além de dar respostas à sociedade com pesquisas e tecnologias para ajudar no combate ao Covid-19, também contribui com ações sociais em comunidades abaladas pelo isolamento.

Desta vez, a Pró-Reitoria de Extensão, Cultura e Assuntos Comunitários (Proex), em parceria com o Conselho de Segurança Alimentar (Consea/TO), realizou uma ação que beneficiou 1000 famílias de comunidades vulneráveis, de dezoito municípios do Tocantins, com cestas básicas. As cestas foram adquiridas através de uma parceria do Consea com o Projeto Ação e Cidadania, que atua na construção de políticas de combate à fome, por meio de projetos em vários estados do Brasil, desde 1994.
UFTUniversidade Pública Federal-TOPalmas-https://ww2.uft.edu.br/index.php/ultimas-noticias/27379-acao-da-uft-e-do-conselho-de-seguranca-alimentar-beneficia-mil-familias-no-tocantins-extensãopopulação e sociedade civilabrangência regionalrede de solidariedade ou doações de alimentos-16/01/2021
27
NorteAção de acolhimento psicológico virtual-O “Acolhimento Psicológico Virtual” é um espaço de escuta psicológica que acontecerá em regime de escala durante o período de suspensão de atividades acadêmicas em decorrência da pandemia do Coronavírus e é gratuito. O atendimento é devidamente autorizado pelo Conselho Federal de Psicologia, voltado para SERVIDORES, TERCEIRIZADOS E DISCENTES. Para quem necessitar do serviço, basta mandar um e-mail conforme a unidade do IFPA que você participa, que entraremos em contato.IFPAInstituto Federal-PABelém-https://ifpa.edu.br/coronaviruscomunicacao@ifpa.edu.brextensãopopulação e sociedade civilabrangência globalorientações ou apoio ao isolamento social (ex: psicossocial, nutricional, atividade física ou entretenimento)Número estimado de pessoas beneficiadas: 71614/07/2020 - Dados fornecidos pelo Ministério da Educação (MEC) via LAI
28
SudesteAção de assistência social: distribuição de cestas básicas e kits de higiene-Distribuição de cestas básicas e kits de higiene para as comunidades pertencentes aos 10 municípios que compõem as unidades/campi do IF Sudeste MGIFSUDESTEMGInstituto Federal-MGJuiz de Fora-https://www.ifsudestemg.edu.br/noticias/barbacena/if-sudeste-mg-inicia-campanha-de-combate-aos-efeitos-da-pandemia-saiba-como-ajudarlucas.magno@ifsudestemg.edu.brextensãopopulação e sociedade civilabrangência regionalrede de solidariedade ou doações de alimentosNúmero estimado de pessoas beneficiadas: 160014/07/2020 - Dados fornecidos pelo Ministério da Educação (MEC) via LAI
29
SudesteAção de RobóticaColaborar com informações para prevenção da covid-19Entrega de aplicações de robôs sociais dotados de recursos da inteligência artificial para execução de tarefas de informação e comunicação com foco na prevenção e redução dos riscos de contágio dos profissionais de saúde em ambiente hospitalar para o Hospital das Clínicas (HC) da USPUSPUniversidade Pública EstadualNTUSPSão Paulo-https://www.ntu.org.br/novo/Default.aspx?v=1232linkextensãoprofissionais da saúdeabrangência localapoio ao atendimento (ex: leitos, estrutura ou profissionais)-10/04/2020
30
NorteAção emergencial leva assistência e informação de prevenção ao Covid-19 para aldeias indígenas do norte do Tocantins-As aldeias indígenas do norte do Tocantins (Bico-do-Papagaio) e a comunidade remanescente de quilombo do Grotão, no entorno da cidade de Araguaína, contam agora com o apoio emergencial de extensão, assistência e de prevenção ao Covid-19. A ação conta com a distribuição de cestas básicas, kits de higiene (máscara, álcool em gel e sabonete líquido) e panfletos informativos sobre prevenção ao Coronavírus com tradução realizada por alunos para as três línguas indígenas atendidas, conforme explicam os créditos nos folders.

De acordo com o professor e antropólogo Bruno Hammes, a realização desta ação emergencial decorre da iniciativa de algumas professoras do curso de Licenciatura em Ciências Sociais (Câmpus de Tocantinópolis) em buscar apoio para as comunidades indígenas e quilombola da área de abrangência do Câmpus as quais não foram contemplados por outra ação emergencial recente da UFT. "Diante disso, buscamos apoio do Ministério Público do Trabalho (MPT) para estudar a viabilidade e a disponibilidade de recursos para a realização desta ação que está investindo cerca de R$ 70 mil só para a aquisição das cestas básicas durante a pandemia", explica.

"Ao todo, durante a pandemia, serão distribuídas mil cestas básicas, sendo 260 famílias na etnia Krahô; 100 famílias na Karajá Xambioá; 621 nas aldeias Apinajé que ficaram sob a responsabilidade dos caciques; e 19 famílias da Comunidade Quilombola Grotão. A distribuição dos kits de higiene será realizada junto com as cestas básicas e cabe salientar que os kits foram produzido através de outro projeto financiado pelo MPT e em parceria com o sistema “s” o que implica dizer que seu custo não foi contabilizado nos R$ 70 mil já mencionados. Logo, tendo em vista que serão mais mil kits de higiene e 1.700 panfletos, consideramos que a ação total provavelmente envolve recursos na ordem de R$ 100 mil", destaca Hammes.
UFTUniversidade Pública Federal-TOPalmas-https://ww2.uft.edu.br/index.php/ultimas-noticias/27566-acao-emergencial-leva-assistencia-e-informacao-de-prevencao-ao-covid-19-para-aldeias-indigenas-do-norte-do-tocantins-extensãopopulação e sociedade civilabrangência globaldisseminação de informações e divulgação científica (ex: portal de notícias ou outras informações)-16/01/2021
31
NordesteAção social de grupo da UFBA distribui kits de higiene e lanche para população de rua-Uma campanha promovida por professores e estudantes do Instituto de Saúde Coletiva da UFBA já distribuiu cerca de 500 kits de higiene e lanche para pessoas em situação de rua. O objetivo é ajudar a conter o avanço da Covid-19 na parcela da população mais vulnerável de Salvador. A ação também recebe apoio do projeto “Corra para o Abraço”, da Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social do Estado da Bahia (SJDHDS), estudantes da Escola de Enfermagem (UFBA), Faculdade de Medicina da Bahia (UFBA) e da Unijorge.UFBAUniversidade Pública Federal-BASalvador-https://coronavirus.ufba.br/acao-social-de-grupo-da-ufba-distribui-kits-de-higiene-e-lanche-para-populacao-de-ruafernandagc@ufba.brextensãopopulação e sociedade civilabrangência regionalrede de solidariedade ou doações de alimentosNúmero estimado de pessoas beneficiadas: 2000 https://drive.google.com/open?id=1mZKBiY8DzWRgsBu1JWMLqkSI58EnF5Nh14/07/2020 - Dados fornecidos pelo Ministério da Educação (MEC) via LAI
32
NordesteAção Social em BaturitéColaborar com a rede de solidariedade durante a pandemia da covid-19Ação da IFCE na categoria de colaborações para minimizar efeitos negativos na economia durante a pandemia da covid-19IFCEInstituto FederalIFCE Campus BaturitéCEBaturitéTemilson Costa, Francisco Gil da Cruz SilvaInformações do IFCE concentradas no portal: http://prpi.ifce.edu.br/nl/MenuCovid19/linkextensãopopulação e sociedade civilabrangência regionalrede de solidariedade ou doações de alimentosInício da ação em 06/04/202019/07/2020
33
NordesteAção Universidade para Todos - ESTUDE EM CASAColaborar com o aprendizado durante o período de pandemia, buscando sanar parcialmente as dificuldades enfrentadasA UFRB integra o projeto Universidade para Todos (UPT) - Estude em Casa, criado pela Secretaria Estadual de Educação (SEC-BA), para fortalecer os conhecimentos dos estudantes concluintes e egressos do ensino médio das redes públicas municipal e estadual no processo de acesso à Educação Superior. Estão sendo disponibilizados, de forma virtual, vídeos, material de apoio, os módulos do UPT, provas, simulados e textos de apoio. Integram a UFRB, UNEB, UEFS, UESB e UESC, todas responsáveis pela produção do material didático disponibilizado no projeto. A UFRB criou o hotsite ufrb.edu.br/upt para veicular esses materiais didáticos, que preparam os estudantes na jornada de acesso ao ensino superior. O hotsite foi o meio encontrado para dar sequência ao projeto UPT – inicialmente projetado para atividades presenciais, suspensas em todo o País em decorrência da pandemia de coronavírus. Assim que sejam retomadas as atividades normais da UFRB, o projeto Universidade Para Todos (UPT) passará a ser executado de forma presencial. O projeto UPT foi lançado nesta segunda-feira, 13/04/2020, à tarde, em live realizada pela Secretaria de Educação da Bahia.UNEBUniversidade Pública Estadual-BASalvador-ufrb.edu.br/upt; https://portal.uneb.br/noticias/2020/04/13/projeto-upt-vai-lancar-plataforma-de-conteudos-preparatorios-nesta-segunda-13-em-live-da-sec-ba/fabiosantos@ufrb.edu.brensinopopulação e sociedade civilabrangência globaldisseminação de informações e divulgação científica (ex: portal de notícias ou outras informações)Número estimado de pessoas beneficiadas: 3000014/07/2020 - Dados fornecidos pelo Ministério da Educação (MEC) via LAI
34
NordesteAção Universidade para Todos - ESTUDE EM CASAColaborar com o aprendizado durante o período de pandemia, buscando sanar parcialmente as dificuldades enfrentadasA UFRB integra o projeto Universidade para Todos (UPT) - Estude em Casa, criado pela Secretaria Estadual de Educação (SEC-BA), para fortalecer os conhecimentos dos estudantes concluintes e egressos do ensino médio das redes públicas municipal e estadual no processo de acesso à Educação Superior. Estão sendo disponibilizados, de forma virtual, vídeos, material de apoio, os módulos do UPT, provas, simulados e textos de apoio. Integram a UFRB, UNEB, UEFS, UESB e UESC, todas responsáveis pela produção do material didático disponibilizado no projeto. A UFRB criou o hotsite ufrb.edu.br/upt para veicular esses materiais didáticos, que preparam os estudantes na jornada de acesso ao ensino superior. O hotsite foi o meio encontrado para dar sequência ao projeto UPT – inicialmente projetado para atividades presenciais, suspensas em todo o País em decorrência da pandemia de coronavírus. Assim que sejam retomadas as atividades normais da UFRB, o projeto Universidade Para Todos (UPT) passará a ser executado de forma presencial. O projeto UPT foi lançado nesta segunda-feira, 13/04/2020, à tarde, em live realizada pela Secretaria de Educação da Bahia.UFRBUniversidade Pública Federal-BACruz das Almas-ufrb.edu.br/upt; https://portal.uneb.br/noticias/2020/04/13/projeto-upt-vai-lancar-plataforma-de-conteudos-preparatorios-nesta-segunda-13-em-live-da-sec-ba/fabiosantos@ufrb.edu.brensinopopulação e sociedade civilabrangência globaldisseminação de informações e divulgação científica (ex: portal de notícias ou outras informações)Número estimado de pessoas beneficiadas: 3000014/07/2020 - Dados fornecidos pelo Ministério da Educação (MEC) via LAI
35
NordesteAção Universidade para Todos - ESTUDE EM CASA-A UFRB integra o projeto Universidade para Todos (UPT) - Estude em Casa, criado pela Secretaria Estadual de Educação (SEC-BA), para fortalecer os conhecimentos dos estudantes concluintes e egressos do ensino médio das redes públicas municipal e estadual no processo de acesso à Educação Superior. Estão sendo disponibilizados, de forma virtual, vídeos, material de apoio, os módulos do UPT, provas, simulados e textos de apoio. Além da UFRB integram a parceria as universidades públicas baianas (UNEB, UEFS, UESB e UESC), todas responsáveis pela produção do material didático disponibilizado no projeto. A UFRB criou o hotsite ufrb.edu.br/upt para veicular esses materiais didáticos, que preparam os estudantes na jornada de acesso ao ensino superior. O hotsite foi o meio encontrado para dar sequência ao projeto UPT – inicialmente projetado para atividades presenciais, suspensas em todo o País em decorrência da pandemia de coronavírus. Assim que sejam retomadas as atividades normais da UFRB, o projeto Universidade Para Todos (UPT) passará a ser executado de forma presencial. O projeto UPT foi lançado nesta segunda-feira, 13/04/2020, à tarde, em live realizada pela Secretaria de Educação da Bahia.
UFRBUniversidade Pública Federal-BACruz das AlmasNa descriçãoufrb.edu.br/upt; https://portal.uneb.br/noticias/2020/04/13/projeto-upt-vai-lancar-plataforma-de-conteudos-preparatorios-nesta-segunda-13-em-live-da-sec-ba/Na descriçãoensinocomunidade escolarabrangência localorientações ou apoio ao isolamento social (ex: psicossocial, nutricional, atividade física ou entretenimento)Número estimado de pessoas beneficiadas: 3000006/10/2020 - Dados fornecidos pelo Ministério da Educação (MEC) via LAI
36
NordesteAção Universidade para Todos - ESTUDE EM CASAColaborar com o aprendizado durante o período de pandemia, buscando sanar parcialmente as dificuldades enfrentadasA UFRB integra o projeto Universidade para Todos (UPT) - Estude em Casa, criado pela Secretaria Estadual de Educação (SEC-BA), para fortalecer os conhecimentos dos estudantes concluintes e egressos do ensino médio das redes públicas municipal e estadual no processo de acesso à Educação Superior. Estão sendo disponibilizados, de forma virtual, vídeos, material de apoio, os módulos do UPT, provas, simulados e textos de apoio. Integram a UFRB, UNEB, UEFS, UESB e UESC, todas responsáveis pela produção do material didático disponibilizado no projeto. A UFRB criou o hotsite ufrb.edu.br/upt para veicular esses materiais didáticos, que preparam os estudantes na jornada de acesso ao ensino superior. O hotsite foi o meio encontrado para dar sequência ao projeto UPT – inicialmente projetado para atividades presenciais, suspensas em todo o País em decorrência da pandemia de coronavírus. Assim que sejam retomadas as atividades normais da UFRB, o projeto Universidade Para Todos (UPT) passará a ser executado de forma presencial. O projeto UPT foi lançado nesta segunda-feira, 13/04/2020, à tarde, em live realizada pela Secretaria de Educação da Bahia.UESCUniversidade Pública Federal-BAIlhéus-ufrb.edu.br/upt; https://portal.uneb.br/noticias/2020/04/13/projeto-upt-vai-lancar-plataforma-de-conteudos-preparatorios-nesta-segunda-13-em-live-da-sec-ba/fabiosantos@ufrb.edu.brensinopopulação e sociedade civilabrangência globaldisseminação de informações e divulgação científica (ex: portal de notícias ou outras informações)Número estimado de pessoas beneficiadas: 3000014/07/2020 - Dados fornecidos pelo Ministério da Educação (MEC) via LAI
37
NordesteAção Universidade para Todos - ESTUDE EM CASAColaborar com o aprendizado durante o período de pandemia, buscando sanar parcialmente as dificuldades enfrentadasA UFRB integra o projeto Universidade para Todos (UPT) - Estude em Casa, criado pela Secretaria Estadual de Educação (SEC-BA), para fortalecer os conhecimentos dos estudantes concluintes e egressos do ensino médio das redes públicas municipal e estadual no processo de acesso à Educação Superior. Estão sendo disponibilizados, de forma virtual, vídeos, material de apoio, os módulos do UPT, provas, simulados e textos de apoio. Integram a UFRB, UNEB, UEFS, UESB e UESC, todas responsáveis pela produção do material didático disponibilizado no projeto. A UFRB criou o hotsite ufrb.edu.br/upt para veicular esses materiais didáticos, que preparam os estudantes na jornada de acesso ao ensino superior. O hotsite foi o meio encontrado para dar sequência ao projeto UPT – inicialmente projetado para atividades presenciais, suspensas em todo o País em decorrência da pandemia de coronavírus. Assim que sejam retomadas as atividades normais da UFRB, o projeto Universidade Para Todos (UPT) passará a ser executado de forma presencial. O projeto UPT foi lançado nesta segunda-feira, 13/04/2020, à tarde, em live realizada pela Secretaria de Educação da Bahia.UESBUniversidade Pública Estadual-BAVitória da Conquista-ufrb.edu.br/upt; https://portal.uneb.br/noticias/2020/04/13/projeto-upt-vai-lancar-plataforma-de-conteudos-preparatorios-nesta-segunda-13-em-live-da-sec-ba/fabiosantos@ufrb.edu.brensinopopulação e sociedade civilabrangência globaldisseminação de informações e divulgação científica (ex: portal de notícias ou outras informações)Número estimado de pessoas beneficiadas: 3000014/07/2020 - Dados fornecidos pelo Ministério da Educação (MEC) via LAI
38
NordesteAceleração de colação de grau - MP 934-Formatura de 40 estudantes de medicina e vários profissionais de outros cursos pela MP 934UFALUniversidade Pública Federal-ALMaceióNa descriçãohttps://ufal.br/estudante/noticias/2020/4/ufal-entrega-40-novos-profissionais-de-medicina-para-combate-a-covid-19; https://ufal.br/estudante/noticias/2020/4/ufal-realiza-colacao-emergencial-e-forma-profissionais-de-enfermagemNa descriçãoensinopopulação e sociedade civilabrangência regionalapoio ao atendimento (ex: leitos, estrutura ou profissionais)Número estimado de pessoas beneficiadas: 15006/10/2020 - Dados fornecidos pelo Ministério da Educação (MEC) via LAI
39
NordesteAceleração de colação de grau - MP 934-Formatura de 40 estudantes de medicina e 18 profissionais de outros cursos pela MP 934UFALUniversidade Pública Federal-ALMaceió-https://ufal.br/estudante/noticias/2020/4/ufal-entrega-40-novos-profissionais-de-medicina-para-combate-a-covid-19; https://ufal.br/estudante/noticias/2020/4/ufal-realiza-colacao-emergencial-e-forma-profissionais-de-enfermagemtonholo@gmail.comensinocomunidade escolarabrangência regionalOutroNúmero estimado de pessoas beneficiadas: 15014/07/2020 - Dados fornecidos pelo Ministério da Educação (MEC) via LAI
40
NordesteAceleração e ampliação do diagnóstico molecular de SARs-CoV-2-Desenvolver um teste molecular para o SARs-Cov-2, baseado em RT-LAMP/CRISPR-Cas12, amplificação isotérmica mediada por loop de transcrição reversa, seguida de detecção de assinatura genética viral pela endonuclease Cas12 do sistema de edição genética CRISPR. A padronização de testes moleculares por RT-LAMP /CRISPR-Cas12 pode acelerar e ampliar significativamente a capacidade de diagnóstico de todo o país, incluindo o Vale do São Francisco, a um custo mais acessível e de maneira mais rápida. Além de contribuir para a tomada de decisões na saúde pública, especialmente em áreas com capacidades laboratoriais limitadas, conferindo independência dos grandes centros.UNIVASFUniversidade Pública Federal-BAJuazeiro-http://portais.univasf.edu.br/covid-19/covid-19/acoes/diagnostico-molecular-do-coronavirusludimilla.andrade@univasf.edu.brextensãopopulação e sociedade civilabrangência regionalprodução de testes para covid-19-14/07/2020 - Dados fornecidos pelo Ministério da Educação (MEC) via LAI
41
SudesteAcessibilidade em Libras-O esforço para transformar as aulas teóricas presenciais em aulas digitais envolve o trabalho de professores e também das equipes de apoio das IES. A FAESA conta com três alunos surdos cursando Engenharia Civil e Arquitetura. Durante as aulas digitais, três intérpretes de Libras participam das aulas, fazendo a tradução simultânea. O trabalho acontece em regime de home office, mas com a mesma qualidade e empenho. Esse exemplo nos mostra como o trabalho conjunto das equipes contribui para a construção do conhecimento, mesmo em tempos desafiadores.

FAESAUniversidade Privada-ESCariacica-Dados concentrados no portal do SEMESP: https://www.semesp.org.br/ies-contra-a-covid-19/.Contato concentrado no Portal da SEMESP: semesp@semesp.org.brensinocomunidade escolarabrangência localOutro-09/09/2020 - Dados disponibilizados em formato aberto e publicamente pela Plataforma "O Ensino Superior no Combate à Covid-19" da SEMESP (https://www.semesp.org.br/ies-contra-a-covid-19/)
42
SudesteACHAR PALAVRAS Oferecer atendimento psicológico gratuito e onlineAtendimento psicológico on-line voltado a psicólogos e profissionais de saúde.USPUniversidade Pública EstadualInstituto de PsicologiaSPSão PauloEquipe Completa em: http://www.ip.usp.br/site/equipe-covid-19-apoio-psicologico-online/http://www.ip.usp.br/site/atendimento-psicologico-on-line/No linkextensãoprofissionais da saúdeabrangência nacionalorientações ou apoio ao isolamento social (ex: psicossocial, nutricional, atividade física ou entretenimento)http://www.ip.usp.br/site/atendimento-psicologico-on-line/11/09/2020
43
SulAções de atendimento à comunidade-Esta ação de extensão da Universidade visa a arrecadação de alimentos, confecção de máscaras, tele-atendimento para as famílias em situação de vulnerabilidade.FURGUniversidade Pública Federal-RSRio Grande-https://www.furg.br/noticias/noticias-institucional/projeto-de-extensao-promove-troca-de-alimentos-por-mascaras-de-pano-2
https://www.furg.br/noticias/noticias-sls/furg-realiza-doacao-de-alcool-e-mascaras-para-a-santa-casa-de-sao-lourenco-do-sul
https://www.furg.br/noticias/noticias-institucional/caic-fortalece-vinculo-entre-universidade-e-comunidade-durante-a-pandemia
https://www.furg.br/noticias/noticias-institucional/caic-fortalece-vinculo-entre-universidade-e-comunidade-durante-a-pandemia
https://www.furg.br/noticias/noticias-institucional/proexc-e-proinfra-realizam-entrega-de-cestas-basicas
https://www.furg.br/noticias/noticias-institucional/servico-de-teleacolhimento-social-e-disponibilizado-a-comunidade
reitoria@furg.brextensãopopulação e sociedade civilabrangência regionalrede de solidariedade ou doações de alimentosNúmero estimado de pessoas beneficiadas: +5000 https://drive.google.com/open?id=14mq-OgzJF1X8nxUVjYG-yjqEgIW6rnI_14/07/2020 - Dados fornecidos pelo Ministério da Educação (MEC) via LAI
44
SulAções de Capacitação e Educação-Ações de capacitação para profissionais de saúde e para população em geral via webnários, produção de material educativo em redes sociaisUNIPAMPAUniversidade Pública Federal-RSBagé-@unipampa_covid1; https://www.facebook.com/UnipampaOficial/, https://sites.unipampa.edu.br/coronavirus/fabioleivas@unipampa.edu.brextensãopopulação e sociedade civilabrangência regionalorientações ou apoio ao isolamento social (ex: psicossocial, nutricional, atividade física ou entretenimento)Número estimado de pessoas beneficiadas: 5000014/07/2020 - Dados fornecidos pelo Ministério da Educação (MEC) via LAI
45
SudesteAções de Enfrentamento ao COVID-19Diagnóstico COVID-19 em pacientes da rede pública de saúde. Através de descentralização orçamentária da SESU/MEC e com apoio dos: Laboratório de Imunoparasitologia, Laboratório de Nanobiotecnologia e Laboratório de Diagnóstico (Campus Patos de Minas), a UFU realizará aproximadamente 23 mil testes para SARS-CoV-2 em pacinetes da rede pública de saúde, sendo aproximadamente 7.000 testes rápidos e 16.000 PCR, nas cidades de Patos de Minas e Uberlândia, as quais atendem a região do Triângulo Mineiro.UFUUniversidade Pública FederalUniversidade Pública FederalMGUberlândia-http://www.comunica.ufu.br/noticia/2020/04/mec-libera-recursos-para-ufu-fazer-testes-de-coronavirusmurilo.ufu@gmail.com extensãopopulação e sociedade civilabrangência regionalprodução de testes para covid-19Serão beneficiados diretamente 28 mil pessoas. 24/08/2020
46
NordesteAções de enfrentamento da pandemia e de suas consequências nos territórios de abrangência da UFSB-Disponibilização de R$60.000,00 para ações de enfrentamento à COVID-19, via projetos de extensão (até R$5.000,00 por projeto). Foram submetidas 21 propostas (Pró-Reitoria de Extensão e Cultura). Os projetos aprovados podem ser consultadosUFSBUniversidade Pública Federal-BAItabunaNa descriçãohttps://ufsb.edu.br/prosis/images/2020/Edital_072020_Apoio_a_Extens%C3%A3o_-_COVID-19/novo/novo_1/Resultado_final_Edital_Prosis_n_007-2020_1.pdfNa descriçãoextensãocientistas e pesquisadoresabrangência regionalapoio ao atendimento (ex: leitos, estrutura ou profissionais)Número estimado de pessoas beneficiadas: 5000006/10/2020 - Dados fornecidos pelo Ministério da Educação (MEC) via LAI
47
SulAções de enfrentamento do Impacto Econômico do COVID-19 para Londrina-Levantamento e divulgação do impacto sobre a Economia e sobre a arrecadação municipal decorrente do COVID-19 na cidade de Londrina. Como empresários podem gestar ações de mercado voltadas a sua sobrevivência diante da crise de oferta e demanda provocadas pelo isolamento social imposto como necessidade para evitar a propagação do COVID-19.UTFPRUniversidade Pública Federal-PRApucarana-http://portal.utfpr.edu.br/noticias/londrina/covid-19-7marisettiutfpr@gmail.compesquisagestores e poder públicoabrangência regionalestudos ou projeções socioeconômicasNúmero estimado de pessoas beneficiadas: 1000 https://drive.google.com/open?id=12sB9b0uWp5Vg1L5tNDuXWxDTmh-oyQQN14/07/2020 - Dados fornecidos pelo Ministério da Educação (MEC) via LAI
48
SudesteAções de Ensino e Capacitação: CourseraIntegrar ações de ensino para enfrentar a pandemiaCoursera: A Pró-Reitoria de Graduação da Universidade Federal de Lavras (PRG/UFLA) oferta, em parceria com a Coursera, 5 mil licenças de acesso a cursos em diversas áreas de conhecimento. Parte das vagas foi preenchida na primeira fase de inscrição, reservada à comunidade acadêmica. Agora, a Universidade inicia uma nova etapa, com cerca de 3mil vagas abertas à participação de moradores de Lavras e região, além de familiares de estudantes, técnicos administrativos, terceirizados e professores da UFLA.UFLAUniversidade Pública Federal-MGLavras-https://maissaudeemcasa.ufla.br/; http://prg.ufla.br/noticias-prg/955-programa-ufla-coursera; https://ufla.br/noticias/ensino/13728-vagas-do-programa-ufla-coursera-estao-disponiveis-para-moradores-de-lavras-e-regiao-inscreva-se; https://ufla.br/noticias/institucional/13663-docente-do-departamento-de-ciencias-da-saude-cria-sala-virtual-sobre-covid-19joziana@ufla.brensinocomunidade escolarabrangência localdisseminação de informações e divulgação científica (ex: portal de notícias ou outras informações)https://drive.google.com/open?id=1y8fSfSuNCR2ZM3xN33_lXUzKN1585zHX14/07/2020 - Dados fornecidos pelo Ministério da Educação (MEC) via LAI
49
SudesteAções de Ensino e Capacitação: Mais Saúde em CasaIntegrar ações de ensino para enfrentar a pandemiaMais Saúde em Casa: O projeto Mais Saúde em Casa surgiu na Universidade Federal de Lavras (UFLA), para fortalecer os serviços de saúde municipais. Ele está em desenvolvimento e visa ampliar o alcance da atenção primária por meio de atendimento remoto, levando mais saúde para a casa das pessoas. Durante este período de pandemia mundial causada pelo COVID-19, o projeto permitirá também o fortalecimento da estratégia de distanciamento social, na medida em que acadêmicos do curso de Medicina da UFLA, supervisionados por seus preceptores médicos, realizarão atendimento remoto para a população via videoconferência ou chat.UFLAUniversidade Pública Federal-MGLavras-https://maissaudeemcasa.ufla.br/; http://prg.ufla.br/noticias-prg/955-programa-ufla-coursera; https://ufla.br/noticias/ensino/13728-vagas-do-programa-ufla-coursera-estao-disponiveis-para-moradores-de-lavras-e-regiao-inscreva-se; https://ufla.br/noticias/institucional/13663-docente-do-departamento-de-ciencias-da-saude-cria-sala-virtual-sobre-covid-19joziana@ufla.brensinopopulação e sociedade civilabrangência globalorientações ou apoio ao isolamento social (ex: psicossocial, nutricional, atividade física ou entretenimento)https://drive.google.com/open?id=1y8fSfSuNCR2ZM3xN33_lXUzKN1585zHX14/07/2020 - Dados fornecidos pelo Ministério da Educação (MEC) via LAI
50
SudesteAções de Ensino e Capacitação: Quarentena BrincanteIntegrar ações de ensino para enfrentar a pandemiaQuarentena Brincante: No estado de distanciamento social relacionado à pandemia do novo coronavírus, a Brinquedoteca Universitária do Departamento de Educação da Universidade Federal de Lavras (DED/UFLA) continua com as ações brincantes de forma virtual, no Instagram e no Facebook. A ação, intitulada “Quarentena Brincante”, promove atividades a partir da iniciativa da equipe de estudantes, bolsistas e voluntárias que, assumindo o compromisso com a formação docente e com a infância, iniciaram o “Brincadiquê?”, com o ensino e o compartilhamento de brincadeiras infantis para que as crianças, juntamente com suas famílias, mantenham e ampliem as atividades brincantes em casa.UFLAUniversidade Pública Federal-MGLavras-https://maissaudeemcasa.ufla.br/; http://prg.ufla.br/noticias-prg/955-programa-ufla-coursera; https://ufla.br/noticias/ensino/13728-vagas-do-programa-ufla-coursera-estao-disponiveis-para-moradores-de-lavras-e-regiao-inscreva-se; https://ufla.br/noticias/institucional/13663-docente-do-departamento-de-ciencias-da-saude-cria-sala-virtual-sobre-covid-19joziana@ufla.brensinopopulação e sociedade civilabrangência globalorientações ou apoio ao isolamento social (ex: psicossocial, nutricional, atividade física ou entretenimento)https://drive.google.com/open?id=1y8fSfSuNCR2ZM3xN33_lXUzKN1585zHX14/07/2020 - Dados fornecidos pelo Ministério da Educação (MEC) via LAI
51
SudesteAções de Ensino e Capacitação: Sala VirtualIntegrar ações de ensino para enfrentar a pandemiaAtivação de uma sala virtual para capacitação de estudantes, profissionais de saúde, professores e comunidade em geral. A Universidade Federal de Lavras (UFLA) ativou uma sala virtual com o objetivo de disponibilizar informações atualizadas sobre o novo coronavírus. O espaço é direcionado a estudantes, professores, profissionais da área da saúde, funcionários da Prefeitura Municipal de Lavras (PML), professores de outras universidades e demais interessados. Para acessar o recurso, membros da comunidade acadêmica da UFLA devem entrar no Campus Virtual, fazer login e procurar pelo curso Covid-19.UFLAUniversidade Pública Federal-MGLavras-https://maissaudeemcasa.ufla.br/; http://prg.ufla.br/noticias-prg/955-programa-ufla-coursera; https://ufla.br/noticias/ensino/13728-vagas-do-programa-ufla-coursera-estao-disponiveis-para-moradores-de-lavras-e-regiao-inscreva-se; https://ufla.br/noticias/institucional/13663-docente-do-departamento-de-ciencias-da-saude-cria-sala-virtual-sobre-covid-19joziana@ufla.brensinoprofissionais da saúdeabrangência globalcapacitação de profissionais da saúdehttps://drive.google.com/open?id=1y8fSfSuNCR2ZM3xN33_lXUzKN1585zHX14/07/2020 - Dados fornecidos pelo Ministério da Educação (MEC) via LAI
52
Centro OesteAções de Extensão do sub- Comitê Acadêmico do Plano de Contingência da COVID-19 na UnBRealizar atividades remotas, com os estudantes da Universidade de Brasília, através do uso das plataformas
gratuitas, como a Teams e o Moodle.
Em dezembro de 2019, na cidade de Wuhan (China), começava a pandemia da COVID-19. A Reitora da
Universidade de Brasília (UnB) criou o Comite de Enfrentamento (COES) para realizar ações e orientações a
comunidade acadêmica. Essa proposta visa atender a comunidade acadêmica da UnB, com atividades remotas,
sobre o tema da COVID-19, tendo como recursos as plataformas online gratuitas.
COVID-19; epidemiologia; educação
UNBUniversidade Pública FederalFaculdade UnB CeilândiaDFBrasíliaMaria Hosana Conceição / Currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/8879904717342874Repositório da UNB: http://repositoriocovid19.unb.br/projetos/hosanac@unb.brextensãocomunidade escolarabrangência regionalorientações ou apoio ao isolamento social (ex: psicossocial, nutricional, atividade física ou entretenimento)Total de: 8 participantes, sendo: Alessandra Régia dos Santos Lima; Ana Júlia Vilas Boas de Oliveira; Anamelia Lorenzetti Bocca; Gabriela Alarcon Alves Lauria; Izabel Cristina Rodrigues da Silva; Maria Eduarda Gibson dos Passos; Maria Hosana Conceição; Stéphanie Mayumi Yamamoto.16/01/2021 - Dados obtidos a partir do Repositório da Projetos contra COVID-19 disponibilizado pela UNB
53
NordesteAções de Prevenção e Promoção em Saúde (Pró-Reitoria de Ações Afirmativas)-Produção de cartilhas com orientações para a comunidade acadêmicaUFSBUniversidade Pública Federal-BAItabunaNa descriçãohttps://ufsb.edu.br/prosis/images/SEPSE/documentos/CARTILHA_DE_EXERC%C3%8DCIOS.pdf; https://ufsb.edu.br/prosis/images/SEPSE/V%C3%ADdeo-_Higiene_dos_Alimentos_em_Tempos_de_Coronav%C3%ADrus-_vers%C3%A3o_final_1.mp4Na descriçãoensinocomunidade escolarabrangência localorientações ou apoio ao isolamento social (ex: psicossocial, nutricional, atividade física ou entretenimento)Número estimado de pessoas beneficiadas: 500006/10/2020 - Dados fornecidos pelo Ministério da Educação (MEC) via LAI
54
NordesteAções de produção de álcool gel e água sanitária-A Universidade iniciou a produção de sanitizantes, conforme recomendação da OMS, que têm o mesmo efeito contra a contaminação. Os produtos são fabricados por servidores e estudantes da UFOB, envolvendo produção de álcool etílico e álcool isopropílico glicerinados, além de água sanitária. O primeiro lote de material foi doado para Secretaria Municipal de Saúde de Barreiras e para Instituições que atendem famílias carentes do município. A produção de sanitizantes está sendo realizada no Campus Reitor Edgard Santos (Barreiras) e no Campus Multidisciplinar de Barra.
UFOBUniversidade Pública Federal-BABarreiras-https://ufob.edu.br/noticias2/item/2834-covid-19-ufob-produz-saneantes-no-municipio-de-barra; https://ufob.edu.br/noticias2/item/2825-ufob-produz-desinfectantes-para-auxiliar-no-combate-ao-coronaviruschefia.gabinete@ufob.edu.brextensãopopulação e sociedade civilabrangência regionalprodução de desinfetantes (ex: álcool ou água sanitária)Número estimado de pessoas beneficiadas: 250 https://drive.google.com/open?id=1mncL-WkRwBFh7Wd6PRFp8bjLsvj8sWtu14/07/2020 - Dados fornecidos pelo Ministério da Educação (MEC) via LAI
55
SudesteAções de produção de EPIsColaborar com a produção de EPIs para o enfrentamento da pandemiaProdução de protetores faciais (face shields) não descartáveis para uso hospitalar. Iniciativa feita em parceria da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) com a Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio), a Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (Unirio) e a sociedade civil. Os protótipos foram validados pelo HUCFF e seguem as diretrizes da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).UNIRIOUniversidade Pública Federal-RJRio de Janeiro-https://ufrj.br/; https://coronavirus.ufrj.br/sergiomeyer@reitoria.ufrj.brextensãoprofissionais da saúdeabrangência regionalprodução de EPIs (ex: face shield, máscara ou luvas)Parceria entre UFRJ, PUC-Rio e Unirio com apoio da Anvisa e sociedade civil. Número estimado de pessoas beneficiadas: 3000 https://drive.google.com/open?id=1FzbNwCs0M7Te4HIUrSey5UY5_7JCxKZd14/07/2020 - Dados fornecidos pelo Ministério da Educação (MEC) via LAI
56
SudesteAções de produção de EPIsColaborar com a produção de EPIs para o enfrentamento da pandemiaProdução de protetores faciais (face shields) não descartáveis para uso hospitalar. Iniciativa feita em parceria da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) com a Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio), a Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (Unirio) e a sociedade civil. Os protótipos foram validados pelo HUCFF e seguem as diretrizes da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).UFRJUniversidade Pública Federal-RJRio de Janeiro-https://ufrj.br/; https://coronavirus.ufrj.br/sergiomeyer@reitoria.ufrj.brextensãoprofissionais da saúdeabrangência regionalprodução de EPIs (ex: face shield, máscara ou luvas)Parceria entre UFRJ, PUC-Rio e Unirio com apoio da Anvisa e sociedade civil. Número estimado de pessoas beneficiadas: 3000 https://drive.google.com/open?id=1FzbNwCs0M7Te4HIUrSey5UY5_7JCxKZd14/07/2020 - Dados fornecidos pelo Ministério da Educação (MEC) via LAI
57
SudesteAções de produção de EPIsColaborar com a produção de EPIs para o enfrentamento da pandemiaUFRJ Macaé realiza confecção de máscaras de proteção em impressoras 3D.UFRJUniversidade Pública Federal-RJMacaé-https://ufrj.br/; https://coronavirus.ufrj.br/sergiomeyer@reitoria.ufrj.brextensãoprofissionais da saúdeabrangência regionalprodução de EPIs (ex: face shield, máscara ou luvas)Número estimado de pessoas beneficiadas: 3000 https://drive.google.com/open?id=1FzbNwCs0M7Te4HIUrSey5UY5_7JCxKZd14/07/2020 - Dados fornecidos pelo Ministério da Educação (MEC) via LAI
58
SudesteAções de produção de EPIsColaborar com a produção de EPIs para o enfrentamento da pandemiaProdução de protetores faciais (face shields) não descartáveis para uso hospitalar. Iniciativa feita em parceria da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) com a Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio), a Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (Unirio) e a sociedade civil. Os protótipos foram validados pelo HUCFF e seguem as diretrizes da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).PUC-RioUniversidade Privada-RJRio de Janeiro-https://ufrj.br/; https://coronavirus.ufrj.br/sergiomeyer@reitoria.ufrj.brextensãoprofissionais da saúdeabrangência regionalprodução de EPIs (ex: face shield, máscara ou luvas)Parceria entre UFRJ, PUC-Rio e Unirio com apoio da Anvisa e sociedade civil. Número estimado de pessoas beneficiadas: 3000 https://drive.google.com/open?id=1FzbNwCs0M7Te4HIUrSey5UY5_7JCxKZd14/07/2020 - Dados fornecidos pelo Ministério da Educação (MEC) via LAI
59
NordesteAções de produção de EPIs-A UFOB possui duas ações para produção de máscaras de proteção facial (tipo face shield) para ser disponibilizada aos profissionais da saúde. Uma das ações envolve o Projeto Face Shield for Life 3D (www.faceshieldforlife3d.com), uma iniciativa de professores e voluntários da Universidade Federal do Oeste da Bahia (UFOB), Escola Bahiana de Medicina e da Universidade do Estado da Bahia (UNEB). A outra ação é uma iniciativa da Superintendência de Inovação Tecnológica e de Desenvolvimento Regional.UFOBUniversidade Pública Federal-BABarreiras-https://www.ufob.edu.br/noticias2/item/2827-ufob-integra-grupo-de-trabalho-que-produz-mascaras-de-protecao-3d-para-profissionais-de-saudechefia.gabinete@ufob.edu.brextensãopopulação e sociedade civilabrangência regionalprodução de EPIs (ex: face shield, máscara ou luvas)Número estimado de pessoas beneficiadas: 403814/07/2020 - Dados fornecidos pelo Ministério da Educação (MEC) via LAI
60
NordesteAções de solidariedade desenvolvidas junto à comunidade-Pensando em formas de agir para auxiliar famílias de baixa renda, que podem ter sua situação agravada pelo cenário de crise, a Universidade Federal do Oeste da Bahia criou a campanha “UFOB Solidariedade”, para arrecadar alimentos não perecíveis e produtos de higiene para serem doados à pessoas em situação de vulnerabilidade social. A atividade ocorre nos cinco municípios onde a Universidade possui Campus (Barra, Barreiras, Bom Jesus da Lapa, Luís Eduardo Magalhães e Santa Maria da Vitória). No Campus de Luís Eduardo Magalhães também foi realizada a campanha “Juntos Podemos Mais: um antivírus poderoso” ação de arrecadação de alimentos para estudantes em vulnerabilidade.
Além disso, docentes também têm prestado orientação jurídica sobre violência doméstica, direito contratual, direito do trabalho, aluguel etc., no contexto do COVID-19.
UFOBUniversidade Pública Federal-BABarreiras-https://www.ufob.edu.br/noticias2/item/2833-campanha-ufob-solidariedade-arrecada-alimentos-nao-pereciveis-e-produtos-de-higienechefia.gabinete@ufob.edu.brextensãopopulação e sociedade civilabrangência regionalrede de solidariedade ou doações de alimentosNúmero estimado de pessoas beneficiadas: 25014/07/2020 - Dados fornecidos pelo Ministério da Educação (MEC) via LAI
61
SudesteAções de solidariedade desenvolvidas junto à comunidade: Distribuição de refeiçõesIntegrar comunidades locais no enfrentamento da pandemia junto à UniversidadeDistribuição de refeições para os profissionais das áreas essenciais, voluntários, estudantes moradores do Alojamento e da Vila Residencial da UFRJ.UFRJUniversidade Pública Federal-RJRio de Janeiro-https://coronavirus.ufrj.br/; https://ufrj.br/; https://www.instagram.com/ufrj.oficial/?hl=pt-br; https://www.facebook.com/PortalUFRJ/; https://twitter.com/ufrj?ref_src=twsrc%5Egoogle%7Ctwcamp%5Eserp%7Ctwgr%5Eauthorsergiomeyer@reitoria.ufrj.brextensãopopulação e sociedade civilabrangência regionalrede de solidariedade ou doações de alimentoshttps://drive.google.com/open?id=17wMU0oFztHHAVwApZfMOcmBAPQlTOK3n14/07/2020 - Dados fornecidos pelo Ministério da Educação (MEC) via LAI
62
SudesteAções de solidariedade desenvolvidas junto à comunidade: Produção de Álcool 70%Integrar comunidades locais no enfrentamento da pandemia junto à UniversidadeProdução de álcool 70, álcool gel e álcool glicerinado. Essa ação está sendo desenvolvida voluntariamente por professores e alunos do Instituto de Química, pela Escola de Química e pela Coppe.UFRJUniversidade Pública Federal-RJRio de Janeiro-https://coronavirus.ufrj.br/; https://ufrj.br/; https://www.instagram.com/ufrj.oficial/?hl=pt-br; https://www.facebook.com/PortalUFRJ/; https://twitter.com/ufrj?ref_src=twsrc%5Egoogle%7Ctwcamp%5Eserp%7Ctwgr%5Eauthorsergiomeyer@reitoria.ufrj.brextensãopopulação e sociedade civilabrangência regionalprodução de desinfetantes (ex: álcool ou água sanitária)https://drive.google.com/open?id=17wMU0oFztHHAVwApZfMOcmBAPQlTOK3n14/07/2020 - Dados fornecidos pelo Ministério da Educação (MEC) via LAI
63
SudesteAções de solidariedade desenvolvidas junto à comunidade: Produção de protetores faciaisIntegrar comunidades locais no enfrentamento da pandemia junto à UniversidadeProdução de protetores faciais (face shields) não descartáveis para uso hospitalar. Iniciativa feita em parceria com a PUC-Rio, Unirio e sociedade civil.UFRJUniversidade Pública Federal-RJRio de Janeiro-https://coronavirus.ufrj.br/; https://ufrj.br/; https://www.instagram.com/ufrj.oficial/?hl=pt-br; https://www.facebook.com/PortalUFRJ/; https://twitter.com/ufrj?ref_src=twsrc%5Egoogle%7Ctwcamp%5Eserp%7Ctwgr%5Eauthorsergiomeyer@reitoria.ufrj.brextensãopopulação e sociedade civilabrangência regionalprodução de EPIs (ex: face shield, máscara ou luvas)https://drive.google.com/open?id=17wMU0oFztHHAVwApZfMOcmBAPQlTOK3n14/07/2020 - Dados fornecidos pelo Ministério da Educação (MEC) via LAI
64
SudesteAções de solidariedade desenvolvidas junto à comunidade: Produção de testes RT-PCRIntegrar comunidades locais no enfrentamento da pandemia junto à UniversidadeExames de RT-PCR para diagnóstico molecular do coronavírus. A ação conta com recursos de empresas e apoio voluntário de alunos, professores e técnicos.UFRJUniversidade Pública Federal-RJRio de Janeiro-https://coronavirus.ufrj.br/; https://ufrj.br/; https://www.instagram.com/ufrj.oficial/?hl=pt-br; https://www.facebook.com/PortalUFRJ/; https://twitter.com/ufrj?ref_src=twsrc%5Egoogle%7Ctwcamp%5Eserp%7Ctwgr%5Eauthorsergiomeyer@reitoria.ufrj.brextensãopopulação e sociedade civilabrangência regionalprodução de testes para covid-19https://drive.google.com/open?id=17wMU0oFztHHAVwApZfMOcmBAPQlTOK3n14/07/2020 - Dados fornecidos pelo Ministério da Educação (MEC) via LAI
65
SudesteAções de solidariedade desenvolvidas junto à comunidade: Produção de ventiladores pulmonaresIntegrar comunidades locais no enfrentamento da pandemia junto à UniversidadeProdução de ventiladores pulmonares. A ação conta com recursos de empresas e apoio voluntário de alunos, professores e técnicos.UFRJUniversidade Pública Federal-RJRio de Janeiro-https://coronavirus.ufrj.br/; https://ufrj.br/; https://www.instagram.com/ufrj.oficial/?hl=pt-br; https://www.facebook.com/PortalUFRJ/; https://twitter.com/ufrj?ref_src=twsrc%5Egoogle%7Ctwcamp%5Eserp%7Ctwgr%5Eauthorsergiomeyer@reitoria.ufrj.brextensãopopulação e sociedade civilabrangência regionalprodução de respiradores e/ou equipamentos de apoio às UTIshttps://drive.google.com/open?id=17wMU0oFztHHAVwApZfMOcmBAPQlTOK3n14/07/2020 - Dados fornecidos pelo Ministério da Educação (MEC) via LAI
66
SudesteAções de solidariedade desenvolvidas junto à comunidade: Vacinação contra a gripeIntegrar comunidades locais no enfrentamento da pandemia junto à UniversidadeVacinação contra a gripe para a comunidade acadêmica e pacientes das nossas unidades de saúde. A ação conta com apoio voluntário de alunos, professores e técnicos.UFRJUniversidade Pública Federal-RJRio de Janeiro-https://coronavirus.ufrj.br/; https://ufrj.br/; https://www.instagram.com/ufrj.oficial/?hl=pt-br; https://www.facebook.com/PortalUFRJ/; https://twitter.com/ufrj?ref_src=twsrc%5Egoogle%7Ctwcamp%5Eserp%7Ctwgr%5Eauthorsergiomeyer@reitoria.ufrj.brextensãopopulação e sociedade civilabrangência regionalapoio ao atendimento (ex: leitos, estrutura ou profissionais)https://drive.google.com/open?id=17wMU0oFztHHAVwApZfMOcmBAPQlTOK3n14/07/2020 - Dados fornecidos pelo Ministério da Educação (MEC) via LAI
67
NordesteAções de testagem do coronavírus-A UFOB faz parte da Rede de Laboratórios de Campanha MCTIC para diagnóstico da COVID-19 por RT-PCR. Mediante a realização de acordo de cooperação técnica com a Associação Baiana dos Produtores de Algodão (ABAPA), somados aos recursos obtidos junto ao Ministério da Educação e ao apoio do Governo Municipal e Estadual, a UFOB realizará cerca de 5.000 testes para pacientes da região Oeste da Bahia. As amostras serão enviadas pelo Núcleo Regional de Saúde do Oeste, conforme prioridades estabelecidas pelos órgãos sanitários. O pedido de coleta seguirá o fluxo já estabelecido pelo Ministério da Saúde e pela Secretaria Estadual de Saúde (SESAB). Após o recebimento, o resultado deverá ficar pronto em 72h. As amostras positivas não precisarão de contraprova, já que o laboratório de Campanha da UFOB foi certificado pelo Lacen. Os diagnósticos serão realizados por professores do Núcleo de Estudos de Agentes Infecciosos e Vetores (NAIVE) da UFOB.UFOBUniversidade Pública Federal-BABarreiras-https://ufob.edu.br/noticias2/item/2849-testes-de-covid-19-comecarao-a-ser-realizados-a-partir-do-dia-12-de-maiochefia.gabinete@ufob.edu.brextensãopopulação e sociedade civilabrangência regionalprodução de testes para covid-19Número estimado de pessoas beneficiadas: 500014/07/2020 - Dados fornecidos pelo Ministério da Educação (MEC) via LAI
68
NordesteAções desenvolvidas na UFPE distribuem mais de 1 mil escudos faciais cada uma, além de mais de 600 máscaras-Duas ações da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) distribuíram gratuitamente, cada uma, mais de 1 mil escudos faciais para a prevenção da Covid-19 feitos por meio de impressão 3D. As ações estão sendo desenvolvidas nos campi Recife e Caruaru. Também em Caruaru, já foram produzidas e distribuídas mais de 600 máscaras de tecido. As máscaras estão sendo produzidas de forma caseira, em máquina de costura e com corte manual.UFPEUniversidade Pública Federal-PERecifeNa descriçãohttps://www.ufpe.br/observatorio; https://www.ufpe.br/covid-19Na descriçãoextensãopopulação e sociedade civilabrangência regionalprodução de EPIs (ex: face shield, máscara ou luvas)-06/10/2020 - Dados fornecidos pelo Ministério da Educação (MEC) via LAI
69
SudesteAções Educacionais-A Universidade Nilton Lins, visando manter a regularidade do semestre, está usando meios e tecnologias de informação e comunicação em substituição às aulas presenciais desde 19 de março de 2020. Diferentes plataformas estão sendo utilizadas para assegurar ensino remoto de qualidade à cerca de 10 mil alunos da instituição. As plataformas educacionais estão sendo usadas como repositório do material de estudo (livros digitais, links para vídeos, artigos científicos, etc.), direcionamento de exercícios e trabalhos e, acima de tudo, como forma de interação e de motivação dos alunos.
UNILINSUniversidade Privada-SPLins-Dados concentrados no portal do SEMESP: https://www.semesp.org.br/ies-contra-a-covid-19/.Contato concentrado no Portal da SEMESP: semesp@semesp.org.brextensãopopulação e sociedade civilabrangência globaldisseminação de informações e divulgação científica (ex: portal de notícias ou outras informações)-09/09/2020 - Dados disponibilizados em formato aberto e publicamente pela Plataforma "O Ensino Superior no Combate à Covid-19" da SEMESP (https://www.semesp.org.br/ies-contra-a-covid-19/)
70
Centro OesteAções educativas à distância sobre saúde geral no contexto da Covid-19.Divulgar bons hábitos de saúde baseados nas instruções profissionais de várias áreas, recomendações do Ministério da Saúde, da Organização Mundial de Saúde e outros órgãos. Espera-se que tais orientações possam auxiliar as pessoas em situação de confinamento social a manter atividade comunicativas e sociais à distância, ajustar a rotina adequada em termos de saúde física e mental, evitar ou reduzir agravos relacionados à alimentação e deglutição. Estas ações são realizadas no contexto do isolamento social e depois findo o confinamento no retorno à rotina prévia. Além disso, evidentemente serão elaborados materiais educativos para ajudar na prevenção do contágio pelo COVID-19.A ação é planejada desde Março de 2020, através da junção do Projeto de Extensão "Cuidados com a Comunicação, Audição e Alimentação dos Idosos" e da "Liga Acadêmica de Fononcologia", ambos vinculados com a UnB, durante a pandemia da COVID-19. Estão sendo desenvolvidos vídeos, infográficos, fluxogramas, cartilhas, folders e outras imagens destinadas à orientação de aspectos fonoaudiológicos e de saúde em geral no contexto da COVID-19, além de teleconsulta a pacientes e familiares atendidos no Departamento, além de teleconsulta a pacientes e familiares atendidos no departamento de Fonoaudiologia Centro Multidisciplinar do Idoso (CMI), Unidade de Assistência de Alta Complexidade em Oncologia (UNACON) e na Cirurgia de Cabeça e Pescoço (CCP), todos no Hospital Universitário de Brasília.UNBUniversidade Pública FederalFaculdade UnB CeilândiaDFBrasíliaJuliana Onofre de Lira / Currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/2081901765424911Repositório da UNB: http://repositoriocovid19.unb.br/projetos/profajulianaliraunb@gmail.comextensãopopulação e sociedade civilabrangência regionalorientações ou apoio ao isolamento social (ex: psicossocial, nutricional, atividade física ou entretenimento)Total de: 27 participantes, sendo: Juliana Onofre de Lira, Cristina Lemos Barbosa Fúria, Leonardo Petrus da Silva Paz, Renata Strobilius Alexandre, Beatriz Vasconcelos Camargo, Débora Cristina Correa de Sousa, Diego Fonseca Oliveira Bispo, Emília Rodrigues Trindade, Fábio Ribeiro da Silva Pimentel, Gabriela Mourthé Félix, Gabrielle Pereira Coelho de Sousa, Geovana Gabrielle de Assis, Iasmim Claudino Doria
Ingrid Fernandes da Rocha, Isabelle Coelho Mota, Isadora de Morais Freire Silva, Jade Arielly Oliveira Lima, Joana de Paiva Ribeiro, Joyce Souza do Espírito Santo, Karen Lorrany Ferreira de Araújo, Larissa Rauely Mendes Batista, Mateus de Jesus Tosta, Milena Gonçalves Cruz Miranda, Natália Mendes Rodrigues , Raquel Leliz de Almeida Maito, Vanessa da Fonseca Juarez, Vitória Roque Barros
16/01/2021 - Dados obtidos a partir do Repositório da Projetos contra COVID-19 disponibilizado pela UNB
71
NordesteAções Educativas: produção e divulgação de material educativo-A comunidade acadêmica engajou-se na produção de material informativo sobre a COVID-19, além de produtos educativos, vinculados especialmente divulgados no portal e nos perfis da instituição nas redes sociais. As produções de caráter educativo são disponibilizadas também na Plataforma Anísio Teixeira, iniciativa da Secretaria Estadual de Educação da Bahia, em parceria com as IFES e universidades estaduais. O alcance da divulgação é amplo, visto estar disponível online.UFSBUniversidade Pública Federal-BAItabuna-https://ufsb.edu.br/covid19; http://pat.educacao.ba.gov.br/home/ipesjosipippi@gmail.comextensãopopulação e sociedade civilabrangência globaldisseminação de informações e divulgação científica (ex: portal de notícias ou outras informações)https://drive.google.com/open?id=1pdDs73ht_EfRiaa0FPt1BFX44TvTID0t14/07/2020 - Dados fornecidos pelo Ministério da Educação (MEC) via LAI
72
Centro OesteAções Institucionais de gestão e comunicação da Universidade de BrasíliaCoordenação administrativa das ações da Universidade
Articulação entre projetos e pesquisadores
Ações Institucionais de gestão e comunicação da Universidade de BrasíliaUNBUniversidade Pública FederalReitoriaDFBrasíliaAções Institucionais de gestão e comunicação da Universidade de Brasília / Currículo Lattes: www.unb.brRepositório da UNB: http://repositoriocovid19.unb.br/projetos/unb@unb.brpesquisacomunidade escolarabrangência globalOutroTotal de: 35000 participantes, sendo: Gestão da Universidade de Brasília16/01/2021 - Dados obtidos a partir do Repositório da Projetos contra COVID-19 disponibilizado pela UNB
73
SulAções promovidas pelos cursos de graduação e pós-graduação da UFCSPA-Graduação em Enfermagem - Participação voluntária de alunos e alunas na campanha de vacinação para idosos na US IAPI, em Porto AlegreUFCSPAUniversidade Pública Federal-RSPorto AlegreNa descriçãohttps://www.ufcspa.edu.br/index.php/coronavirus/acoes-da-ufcspaNa descriçãoensinoprofissionais da saúdeabrangência regionalapoio ao atendimento (ex: leitos, estrutura ou profissionais)-14/07/2020 - Dados fornecidos pelo Ministério da Educação (MEC) via LAI
74
SulAções promovidas pelos cursos de graduação e pós-graduação da UFCSPA-Graduação em Fisioterapia - treinamento para profissionais da Santa Casa para práticas de ventilação mecânica na Covid-19UFCSPAUniversidade Pública Federal-RSPorto AlegreNa descriçãohttps://www.ufcspa.edu.br/index.php/coronavirus/acoes-da-ufcspaNa descriçãoensinoprofissionais da saúdeabrangência regionalcapacitação de profissionais da saúde-14/07/2020 - Dados fornecidos pelo Ministério da Educação (MEC) via LAI
75
SulAções promovidas pelos cursos de graduação e pós-graduação da UFCSPA-PPG Enfermagem - site "Covid-19: evidências para todos"UFCSPAUniversidade Pública Federal-RSPorto AlegreNa descriçãohttps://www.ufcspa.edu.br/index.php/coronavirus/acoes-da-ufcspaNa descriçãoextensãopopulação e sociedade civilabrangência globaldisseminação de informações e divulgação científica (ex: portal de notícias ou outras informações)-14/07/2020 - Dados fornecidos pelo Ministério da Educação (MEC) via LAI
76
SulAções promovidas pelos cursos de graduação e pós-graduação da UFCSPA-PPG Biociências - Quadrinhos para ajudar crianças a entender melhor como se prevenir do Covid-19: dicas para quem está com crianças em casa; dicas de exercício físico
Vídeo da estudante Aline Moraes do PPG Bio - informações sobre o Covid-19
UFCSPAUniversidade Pública Federal-RSPorto AlegreNa descriçãohttps://www.ufcspa.edu.br/index.php/coronavirus/acoes-da-ufcspaNa descriçãoextensãopopulação e sociedade civilabrangência globalorientações ou apoio ao isolamento social (ex: psicossocial, nutricional, atividade física ou entretenimento)-14/07/2020 - Dados fornecidos pelo Ministério da Educação (MEC) via LAI
77
SulAções promovidas pelos cursos de graduação e pós-graduação da UFCSPA-PPG Ciências da Saúde, PPG Enfermagem e PPG Saúde da Família - disciplina Ciência Covid-19UFCSPAUniversidade Pública Federal-RSPorto AlegreNa descriçãohttps://www.ufcspa.edu.br/index.php/coronavirus/acoes-da-ufcspaNa descriçãoextensãopopulação e sociedade civilabrangência globalorientações ou apoio ao isolamento social (ex: psicossocial, nutricional, atividade física ou entretenimento)-14/07/2020 - Dados fornecidos pelo Ministério da Educação (MEC) via LAI
78
SulAções promovidas pelos cursos de graduação e pós-graduação da UFCSPA-Graduação em Gastronomia - Criação de Grupo de WhatsApp por parte do curso de Gastronomia para compartilhamento de receitas para ajudar no isolamentoUFCSPAUniversidade Pública Federal-RSPorto AlegreNa descriçãohttps://www.ufcspa.edu.br/index.php/coronavirus/acoes-da-ufcspaNa descriçãoextensãopopulação e sociedade civilabrangência globalorientações ou apoio ao isolamento social (ex: psicossocial, nutricional, atividade física ou entretenimento)-14/07/2020 - Dados fornecidos pelo Ministério da Educação (MEC) via LAI
79
SulAções promovidas pelos cursos de graduação e pós-graduação da UFCSPA-Graduação em Tecnologia em Alimentos - Criação de moldes e instruções passo a passo para confecção de máscaras de panoUFCSPAUniversidade Pública Federal-RSPorto AlegreNa descriçãohttps://www.ufcspa.edu.br/index.php/coronavirus/acoes-da-ufcspaNa descriçãoextensãopopulação e sociedade civilabrangência globalorientações ou apoio ao isolamento social (ex: psicossocial, nutricional, atividade física ou entretenimento)-14/07/2020 - Dados fornecidos pelo Ministério da Educação (MEC) via LAI
80
SulAções promovidas pelos cursos de graduação e pós-graduação da UFCSPA-Graduação em Psicologia - quadro com as ações desenvolvidas (em colaboração com o departamento de Psicologia)UFCSPAUniversidade Pública Federal-RSPorto AlegreNa descriçãohttps://www.ufcspa.edu.br/index.php/coronavirus/acoes-da-ufcspaNa descriçãoextensãopopulação e sociedade civilabrangência globalorientações ou apoio ao isolamento social (ex: psicossocial, nutricional, atividade física ou entretenimento)-14/07/2020 - Dados fornecidos pelo Ministério da Educação (MEC) via LAI
81
SulAções promovidas pelos cursos de graduação e pós-graduação da UFCSPA-PPG ProfSaúde - Aula inaugural nacional sobre "Covid-19 e Atenção Primária"UFCSPAUniversidade Pública Federal-RSPorto AlegreNa descriçãohttps://www.ufcspa.edu.br/index.php/coronavirus/acoes-da-ufcspaNa descriçãoextensãopopulação e sociedade civilabrangência globalorientações ou apoio ao isolamento social (ex: psicossocial, nutricional, atividade física ou entretenimento)-06/10/2020 - Dados fornecidos pelo Ministério da Educação (MEC) via LAI
82
SulAções promovidas por Ligas Acadêmicas Divulgar materiais setoriais articuladas com o contexto da pandemia para fornecer informações úteis para a populaçãoPublicação de material informativo: Ações promovidas por Ligas Acadêmicas UFCSPAUniversidade Pública Federal-RSPorto Alegre-https://www.ufcspa.edu.br/index.php/coronavirus/acoes-da-ufcspa; https://www.ufcspa.edu.br/index.php/coronavirus/8292-nucleo-rondon-tem-numero-de-atendimento-para-esclarecer-duvidas-sobre-o-covid-19; https://www.facebook.com/UFCSPA/photos/pcb.3140387819326953/3140384535993948/?type=3&theater; https://www.facebook.com/UFCSPA/posts/3169551486410586;jenifers@ufcspa.edu.brextensãopopulação e sociedade civilabrangência globaldisseminação de informações e divulgação científica (ex: portal de notícias ou outras informações)https://drive.google.com/open?id=1F7Z8vDmYbNortwBtFIya6XkIGMLHrum014/07/2020 - Dados fornecidos pelo Ministério da Educação (MEC) via LAI
83
NordesteAcolhimento em saúde mental-Acolhimento em Saúde Mental para Profissionais de Saúde que atuam no cuidado ás pessoas com COVID-19. O atendimento é realizado de segunda à sexta-feira, por meio de ligação telefônica.UFSBUniversidade Pública Federal-BAItabuna-https://ufsb.edu.br/eventos-ufsb/2250-acolhimento-em-saude-mental-para-profissionais-de-saude-que-atuam-no-cuidado-as-pessoas-com-covid-19josipippi@gmail.comextensãopopulação e sociedade civilabrangência globalorientações ou apoio ao isolamento social (ex: psicossocial, nutricional, atividade física ou entretenimento)https://drive.google.com/open?id=1NejrAha_WZ4ecBhGuWU2hDNLfy6pNrfY14/07/2020 - Dados fornecidos pelo Ministério da Educação (MEC) via LAI
84
NorteAcolhimento psicoemocional é ofertado, de forma online, aos alunos do Câmpus-Precisando de atendimento psicológico neste período de distanciamento social? No Câmpus de Araguaína, o Setor de Ações em Saúde vem disponibilizando esse serviço para os alunos. Os atendimentos são realizados na modalidade online e são exclusivos para os estudantes do Câmpus.

Para ser atendido, o aluno deve enviar um e-mail para acoesemsaudearag@uft.edu.br, disponibilizando seu nome completo, curso, matrícula e telefone de contato.

Para discentes menores de idade, deverá constar, ainda, o nome e contato telefônico do responsável.
UFTUniversidade Pública Federal-TOPalmas-https://ww2.uft.edu.br/index.php/ultimas-noticias/27260-acolhimento-psicoemocional-e-ofertado-de-forma-online-aos-alunos-do-campus-extensãopopulação e sociedade civilabrangência globalorientações ou apoio ao isolamento social (ex: psicossocial, nutricional, atividade física ou entretenimento)-16/01/2021
85
SudesteAcolhimento psicológico-Atendimento psicológico para alunos/familiares por consequência do isolamento socialCEFET-RJOutro-RJRio de Janeiro--renato.santos@cefet-rj.brextensãopopulação e sociedade civilabrangência localorientações ou apoio ao isolamento social (ex: psicossocial, nutricional, atividade física ou entretenimento)Número estimado de pessoas beneficiadas: 20014/07/2020 - Dados fornecidos pelo Ministério da Educação (MEC) via LAI
86
SulAcolhimento, apoio social e atendimento psicológico a profissionais de saúde, servidores, bolsistas e estagiários-A Pró- Reitoria de Gestão com Pessoas (Progesp) está desenvolvendo uma ação, em parceria com a Santa Casa (ISCMPA), para o atendimento dos trabalhadores das duas instituições. O “Projeto Estratégico para Atendimento Psicológico na Situação de Emergência em Saúde Pública pelo Covid-19” tem como objetivo promover ações de acolhimento, apoio social e atendimento psicológico para servidores, bolsistas e estagiários da UFCSPA, bem como profissionais de saúde e residentes da Santa Casa. A proposta é executada em duas linhas estratégicas. A primeira é a clínica de bem-estar no trabalho voltada para os servidores, estagiários e bolsistas de apoio técnico da UFCSPA. A segunda etapa é a clínica em saúde mental para os trabalhadores ISCMPA e da UFCSPA que estão atuando em assistência na ISCMPA. Eles contam com atendimento psicológico e psiquiátrico durante a situação de emergência do COVID-19. As duas ações estão sendo realizadas através da plataforma Conexa Saúde, nos módulos “Medicina do Trabalho UFCSPA: clínica de bem-estar no trabalho” e “Medicina do Trabalho ISCMPA: Clínica de saúde mental no trabalho”, respectivamente.
UFCSPAUniversidade Pública Federal-RSPorto Alegre-https://www.ufcspa.edu.br/index.php/ultimas-noticias/34-noticias/8330-progesp-realiza-acao-em-prol-do-bem-estar-e-da-saude-mental-de-trabalhadores-da-ufcspa-e-da-santa-casajenifers@ufcspa.edu.brextensãopopulação e sociedade civilabrangência globalorientações ou apoio ao isolamento social (ex: psicossocial, nutricional, atividade física ou entretenimento)-14/07/2020 - Dados fornecidos pelo Ministério da Educação (MEC) via LAI
87
SulAcolhimento, apoio social e atendimento psicológico a profissionais de saúde, servidores, bolsistas e estagiários-A Pró- Reitoria de Gestão com Pessoas (Progesp) está desenvolvendo uma ação, em parceria com a Santa Casa (ISCMPA), para o atendimento dos trabalhadores das duas instituições. O “Projeto Estratégico para Atendimento Psicológico na Situação de Emergência em Saúde Pública pelo Covid-19” tem como objetivo promover ações de acolhimento, apoio social e atendimento psicológico para servidores, bolsistas e estagiários da UFCSPA, bem como profissionais de saúde e residentes da Santa Casa. A proposta é executada em duas linhas estratégicas. A primeira é a clínica de bem-estar no trabalho voltada para os servidores, estagiários e bolsistas de apoio técnico da UFCSPA. A segunda etapa é a clínica em saúde mental para os trabalhadores ISCMPA e da UFCSPA que estão atuando em assistência na ISCMPA. Eles contam com atendimento psicológico e psiquiátrico durante a situação de emergência do COVID-19. As duas ações estão sendo realizadas através da plataforma Conexa Saúde, nos módulos “Medicina do Trabalho UFCSPA: clínica de bem-estar no trabalho” e “Medicina do Trabalho ISCMPA: Clínica de saúde mental no trabalho”, respectivamente.
UFCSPAUniversidade Pública Federal-RSPorto AlegreNa descriçãohttps://www.ufcspa.edu.br/index.php/ultimas-noticias/34-noticias/8330-progesp-realiza-acao-em-prol-do-bem-estar-e-da-saude-mental-de-trabalhadores-da-ufcspa-e-da-santa-casaNa descriçãoextensãoprofissionais da saúdeabrangência regionalorientações ou apoio ao isolamento social (ex: psicossocial, nutricional, atividade física ou entretenimento)Número estimado de pessoas beneficiadas: 100006/10/2020 - Dados fornecidos pelo Ministério da Educação (MEC) via LAI
88
NordesteAcompanhamento PsicológicoZelar pela saúde mentalDisponibilização de Psicólogos para acompanhamento da saúde mental em meio ao isolamento social decorrente da pandemiaUFALUniversidade Pública Federal-ALMaceió-https://ufal.br/ufal/noticias/2020/4/psicologas-da-ufal-elaboram-cartilha-sobre-saude-mental-em-tempos-de-covid-19linkextensãopopulação e sociedade civilabrangência regionalorientações ou apoio ao isolamento social (ex: psicossocial, nutricional, atividade física ou entretenimento)-11/04/2020
89
SudesteAcompanhamento Psicológico dos Profissionais da SaúdeZelar pela saúde mental de profissionais da saúdeElaboração de pesquisa para investigar aspectos emocionais dos médicos residentes que estão atuando em território nacional no combate à pandemia da covid-19UNIFESPUniversidade Pública FederalEscola Paulista de MedicinaSPSão Paulo-https://www.unifesp.br/noticias-anteriores/item/4390-unifesp-desenvolve-pesquisa-com-medicos-residentes-que-estao-atuando-no-combate-a-covid-19linkpesquisaprofissionais da saúdeabrangência globalorientações ou apoio ao isolamento social (ex: psicossocial, nutricional, atividade física ou entretenimento)-10/04/2020
90
NordesteAcompanhamento PsicossocialZelar pela saúde mentalAtendimento psicológico para comunidade acadêmica em meio à pandemiaUFCUniversidade Pública FederalInstituto de Cultura e ArteCEFortaleza--galileia@ufc.brextensãoOutroabrangência regionalorientações ou apoio ao isolamento social (ex: psicossocial, nutricional, atividade física ou entretenimento)-13/04/2020
91
NordesteAcompanhamento PsicossocialZelar pela saúde mentalAtendimento psicológico para comunidade acadêmica em meio à pandemiaUFCUniversidade Pública Federal-CESobral-tgd.camila@gmail.comlinkextensãoOutroabrangência regionalorientações ou apoio ao isolamento social (ex: psicossocial, nutricional, atividade física ou entretenimento)-13/04/2020
92
NordesteAcompanhamento PsicossocialZelar pela saúde mentalEstratégias de como manter a saúde mental durante a pandemiaUFCUniversidade Pública FederalPró-Reitoria de Assuntos EstudantisCEFortaleza-Instagram: @praeufclinkextensãopopulação e sociedade civilabrangência globalorientações ou apoio ao isolamento social (ex: psicossocial, nutricional, atividade física ou entretenimento)-13/04/2020
93
NordesteAdequação para AtendimentoAtender casos de covid-19Adaptação do Hospital Universitário de Lagarto para receber síndromes respiratórias agudasUFSUniversidade Pública FederalCampus São CristóvãoSESão Cristóvão-http://www.ufs.br/conteudo/65091-hul-abre-unidade-para-sindromes-respiratorias-agudaslinkextensãopopulação e sociedade civilabrangência localapoio ao atendimento (ex: leitos, estrutura ou profissionais)-10/04/2020
94
NordesteAdoção de auxílio emergencial para estudantesOfertar recursos para população vulnerável durante a pandemia da covid-19Ação da IFCE na categoria de colaborações para minimizar efeitos negativos na economia durante a pandemia da covid-19IFCEInstituto FederalIFCE-CedroCECedroFernando Eugênio Lopes de MeloInformações do IFCE concentradas no portal: http://prpi.ifce.edu.br/nl/MenuCovid19/linkextensãocomunidade escolarabrangência localOutroInício da ação em 09/04/202019/07/2020
95
NordesteÁgua para Abastecimento e COVID-19Orientar atividades durante o isolamento socialAção do IFCE na orientação de atividades durante o período de isolamento socialIFCEInstituto FederalInstituto Federal do Ceará Campus FortalezaCEFortalezaNájila Rejanne Alencar Julião CabralInformações do IFCE concentradas no portal: http://prpi.ifce.edu.br/nl/MenuCovid19/linkextensãopopulação e sociedade civilabrangência globalorientações ou apoio ao isolamento social (ex: psicossocial, nutricional, atividade física ou entretenimento)Início da ação em 14/04/202019/07/2020
96
Centro OesteAjuda à agricultores familiares de Tangará da Serra na gestão e venda de produtosGarantia da comercialização de alimentos produzidos por agricultores familiaresNa primeira parte da assessoria, os agricultores fazem o levantamento dos produtos disponíveis para comercialização e montam cestas de alimentos, denominadas Cestas da Reforma Agrária. Já na segunda parte, o Gafa divulga as cestas e seus produtos, bem como realiza a entrega para os consumidoresUNEMATUniversidade Pública EstadualGrupo de pesquisa Gestão em Agricultura Familiar e Agroecologia (Gafa), do curso de Administração da Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat) em Tangará da SerraMTTangará da SerraJosé Roberto Rambohttp://www.novoportal.unemat.br/?pg=noticia/13101/linkextensãoOutroabrangência localorientações ou apoio ao isolamento social (ex: psicossocial, nutricional, atividade física ou entretenimento)-27/05/2020
97
SudesteÁlcool-Produção de 100 L por semana por servidores e alunos de diversos Labs.UFRRJUniversidade Pública Federal-RJRio de Janeiro-http://portal.ufrrj.br/doacao-de-insumos-para-producao-de-alcool-70o-inpm-pela-ufrrj/gabinete@ufrrj.brextensãopopulação e sociedade civilabrangência regionalprodução de desinfetantes (ex: álcool ou água sanitária)Número estimado de pessoas beneficiadas: 50014/07/2020 - Dados fornecidos pelo Ministério da Educação (MEC) via LAI
98
SudesteÁlcool 70 na UFF-Força-tarefa da Universidade Federal Fluminense (UFF) para produção de álcool em gel e álcool 70% em grande escala para atender ao Hospital Universitário São Pedro (HUAP) e a toda a sociedade.UFFUniversidade Pública Federal-RJNiteroi-http://www.uff.br/?q=noticias/23-03-2020/uff-desenvolve-acoes-academicas-e-administrativas-de-combate-ao-coronavirus , https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLScWSKZNpLQ_JvQT_E-XLG6M6F-n8MAge_Afq589l4Yp5DVEDQ/viewform-extensãoprofissionais da saúdeabrangência regionalprodução de desinfetantes (ex: álcool ou água sanitária)Voluntário08/09/2020 - Dados disponibilizados em formato aberto e publicamente pela Plataforma ProtegeBR (https://protegebr.org/)
99
SudesteAlfabetização e Letramento de Pessoas Idosas-Para pessoas idosas, estimular a cognição é essencial para a saúde física e psicológica e, diante do panorama de extremo cuidado à saúde e de isolamento social, considera-se que o Programa de “Alfabetização e Letramento de Pessoas Idosas” cumpria um importante papel na vida das pessoas idosas por atendidas quando dos encontros presenciais de nossa proposta
extensionista.

No cenário de impotência ao qual a aldeia global se percebeu diante da pandemia da Covid-19, o Programa buscou alternativas para manter as atividades realizadas, com vistas na continuação da melhoria da qualidade de vida dos sujeitos atendidos e no auxílio à minoração dos efeitos causados pelo isolamento social. Observa-se que, recorrentemente, para o grupo atendido, os encontros de alfabetização realizados eram as únicas atividades que as pessoas idosas estavam ligadas, sendo frequentes, todos os dias da semana, das 17h30 às 19h.

Durante a crise da Covid-19, recebemos queixas do grupo sobre a falta do contato presencial proporcionada pelos encontros realizados na extensão. Desta forma, motivar o grupo atendido sobressaiu-se como estratégia de diminuição dos efeitos do isolamento, mas também, para educação, prevenção e cuidados relacionados à pandemia. D

estaca-se a ação de alfabetização e letramento, possibilitando a estimulação cognitiva das pessoas idosas através de exercícios de reflexão que exigem organização, concentração, pensamento crítico e, que sejam, ao mesmo tempo, um convite ao lúdico.

Além disso, ressaltamos também que pessoas idosas fazem parte de grupos de risco da Covid-19 e tratando-se um grupo que recorrentemente pode apresentar dificuldades de acesso e interação com as mídias sociais, sendo possíveis alvos de fakenews, por exemplo, o trabalho do Programa de Extensão “Alfabetização e Letramento de Pessoas Idosas” busca, neste período, possibilitar o acesso a informações confiáveis e orientações acerca da pandemia e do contexto social ao qual nos encontramos.
UFSJUniversidade Pública Federal-MGSão João del-ReiNa descriçãohttps://ufsj.edu.br/covid19/alfabetizacao_de_idosos.phpNa descriçãoensinopopulação e sociedade civilabrangência regionalOutroNúmero estimado de pessoas beneficiadas: 10006/10/2020 - Dados fornecidos pelo Ministério da Educação (MEC) via LAI
100
Centro OesteAlimentar a cidade: o impacto econômico e social provocado pela pandemia do novo coronavírus (COVID-19) no setor de alimentação em Brasília - DFObjetivo geral: analisar o impacto econômico e social provocado pela pandemia do novo coronavírus (COVID-19) no setor de alimentação em Brasília (DF). O setor será dividido para fins de análise em: feiras populares de rua, estabelecimentos de comercialização e consumo de alimentos (restaurantes, bares e lanchonetes), estabelecimentos de varejo alimentício (supermercados). Como objetivos específicos pretende-se:
- averiguar a importância do setor de alimentação na economia da cidade de Brasília através da movimentação financeira, injeção de recursos, massa salarial e representatividade no mercado de trabalho formal;
- identificar a ocorrência de fechamentos de estabelecimentos de comercialização e consumo de alimentos, contabilizá-los e estabelecer seu perfil;
- perscrutar o papel das redes de supermercados nos períodos de confinamento sendo estes estabelecimentos considerados parte das atividades essenciais e seu crescimento como canal de comercialização em tempos de crise.
- avaliar as mudanças verificadas no setor e suas estratégias para a permanência no mercado.
Toda pesquisa surge de uma curiosidade, uma provocação, de uma vontade de saber. Muitas vezes esses rompantes de descoberta podem eleger temas e questões que a priori não são urgentes ou que apenas obedecem à um projeto pessoal do pesquisador. A pandemia do novo coronavírus (COVID-19) criou uma espécie de suspensão para o mundo da pesquisa. A suspensão como um aspecto positivo já que entre os diferentes significados da palavra dois deles cabem perfeitamente nessa metáfora. O sentido de interrupção e o sentido de suspensão (elevar-se, suster no ar). As universidades e os pesquisadores em todas as áreas de algum modo interromperam suas respectivas pesquisas para logo em seguida utilizar seus conhecimentos para contribuir com ações e medidas que possam ajudar a combater os efeitos da pandemia. Paralelamente, os pesquisadores suspenderam a pesquisa, elevaram-na, com o intuito de colocar em evidência o evento da pandemia de modo que toda a comunidade acadêmica possa visualizar essa temática a partir de cada província do saber.
A presente proposta de pesquisa surgiu quando comecei a notar nas minhas caminhadas para ir ao supermercado (um dos poucos estabelecimentos que se mantiveram abertos durante o período de quarentena) a proliferação de placas e faixas de aluguel de muitos estabelecimentos comerciais do setor de alimentação. Como geógrafo logo pensei em qual seria o impacto econômico, social e cultural do fechamento desses estabelecimentos para a economia urbana e regional. O regional se explica pois como característica particular do setor de alimentação, os produtos utilizados nesse setor envolvem uma ampla rede geográfica composta por agricultores e agricultoras, trabalhadores do setor de transporte e logística, indústria alimentícia, serviços de catering etc. Ou seja, a cada ponto comercial fechado podemos ter a exata noção do que isso significa para toda a rede. Foi a partir da observação da cidade e sua vida de relações que tomei a iniciativa de buscar contribuir nesse período de suspensão através da geografia. Sendo a geografia uma ciência que busca realizar estudos e pesquisas sobre a dinâmica socioespacial creio ser de extrema relevância analisar o impacto econômico e social provocado pela pandemia do novo coronavírus (COVID-19) no setor de alimentação em Brasília (DF). Com a pesquisa espera-se contribuir com a sistematização dos dados sobre o setor de alimentação mediante obtenção de informações sobre o quantitativo de estabelecimentos, seu perfil, localização e estimativas quanto ao peso do setor no total de empregos. Realizar entrevistas com os atores diretamente afetados pela crise econômica advinda/aprofundada em virtude da pandemia procurando identificar as demandas de cada uma das atividades, bem como conhecer seus pontos de vista e estratégias utilizadas durante o período. Com a técnica de geoprocessamento pretende-se ainda contribuir com a identificação das regiões administrativas que mais registraram o fechamento de estabelecimentos e da mesma forma oferecer aos órgãos de planejamento e aos representantes do setor um retrato o mais atual possível sobre os desdobramentos da crise de saúde para o setor de alimentação.
UNBUniversidade Pública FederalInstituto de Ciências HumanasDFBrasíliaJuscelino Eudâmidas Bezerra / Currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/5709330601484442Repositório da UNB: http://repositoriocovid19.unb.br/projetos/juscelinob@yahoo.com.brpesquisacomunidade escolarabrangência globalestudos ou projeções socioeconômicasTotal de: 11 participantes, sendo: Prof. Dr. Juscelino Eudâmidas Bezerra (GEA/UnB) – Coordenação Geral,Profa. Dra. Shadia Husseini Araújo (GEA/UnB) – Pesquisadora Convidada,Marcelo Ramalho Agner (Doutorando, POSGEA/UnB) – Coordenador de Pesquisa,Isaias Victor Ives da Silva (Mestrando/POSGEA/UnB) – Coordenador assistente,Eduardo Fernandes Marcusso (Doutorando, POSGEA/UnB/ Ministério da Agricultura) – Colaborador,Marcela Antonieta Souza da Silva (Estudante de Graduação, GEA/UnB) – Assistente de pesquisa,Frederico Paiva Guimaraes Silva (Estudante de Graduação, GEA/UnB) - Assistente de pesquisa,Beatriz da Silva Martins Silva (Estudante de Graduação, GEA/UnB) - Assistente de pesquisa/voluntária,Yngrid Raissa Silva Oliveira Silva (Estudante de Graduação, GEA/UnB) - Assistente de pesquisa/Voluntária,Milena Tayamara Gomes de Sousa Silva (Estudante de Graduação, GEA/UnB) - Assistente de pesquisa,Tito Abayomi (Geógrafo e especialista em geoprocessamento).16/01/2021 - Dados obtidos a partir do Repositório da Projetos contra COVID-19 disponibilizado pela UNB