CURSO MARXISMO E PAN-AFRICANISMO: 26 a 29 de março de 2019.
O Curso Marxismo e Pan-Africanismo é uma iniciativa aprovada na Congregação da Faculdade de Direito da UFBA, como Atividade de Extensão devidamente inscrita na Pró-Reitoria de Extensão da Universidade Federal da Bahia, voltada para a formação teórica em torno de epistemologias críticas enquanto ferramentas de emancipação dos negros e negras, classe trabalhadora e demais oprimidos na sociedade contemporânea. Compreendemos a centralidade da articulação entre as lutas anti-racistas, anti-capitalistas e anti-patriarcal.

O I Ciclo do Curso de Extensão da UFBA: “Marxismo e Panafricanismo” ocorreu entre os dias 20 a 24 de agosto de 2018, no Auditório da Faculdade de Direito da UFBA, na Sede da Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Bahia e na Sede do Bloco Afro Ilê Aiyê, na Liberdade. As discussões realizadas no I Ciclo de Formação foram em torno da história do Pan-Africanismo e luta das Mulheres Negras; a relação entre Marxismo e Pan-africanismo e como o Marxismo compreende a luta anti-racista. Os espaços formativos contaram com as contribuições de Dra. Lindinalva de Paula, da Marcha das Mulheres Negras; professor Dr. Muniz Gonçalves Ferreira (UFRRJ), professor Doutor Silvio Luiz de Almeida, Presidente do Instituto Luis Gama – SP.

A Coordenação Político-Pedagógica do Curso Marxismo e Panafricanismo considera que a realização do I Ciclo de Formação contribuiu para:

(i) pautar a necessidade da formação teórica, política e cultural com viés anticapitalista, antirracista e antipatriarcal; (ii) a articulação e unidade entre as organizações, movimentos, instituições com vistas ao fortalecimento da luta pelo poder negro; (iii) estabelecer as bases epistemológicas para a produção de conhecimento crítico emancipatório no âmbito da Universidade Pública e da Sociedade; (iv) pautar as práxis marxistas e panafricanistas, enquanto teorias sociais e movimentos revolucionários, dialeticamente articulados; (v) divulgação de literatura voltada ao debate sobre o Pensamento Social Brasileiro; (vi) visibilizar a expressão artístico-cultural de alto nível estético e conteúdo político anti-racista e revolucionário.

COM A REALIZAÇÃO DO II CICLO DE FORMAÇÃO DO CURSO MARXISMO E PAN-AFRICANISMO (26 A 29 DE MARÇO DE 2019) objetivamos aprofundar a discussão teórica acerca da relação entre Pan-Africanismo e Comunismo. Ademais, visa contribuir com a articulação política entre setores estratégicos para a luta de emancipação negra, classe trabalhadora e demais oprimidos da sociedade.

II CICLO DE FORMAÇÃO - 26 A 29 DE MARÇO DE 2019.
- PROGRAMAÇÃO -

PALESTRAS:
1 - AS MULHERES E/NO PAN-AFRICANISMO: PENSAMENTO E AÇÃO (E VICE-VERSA), COM DRA. PATRÍCIA ALEXANDRA GODINHO GOMES (CEAO-UFBA)
2 - PAN-AFRICANISMO: UMA HISTÓRIA, COM DR. HAKIM ADI (UNIVERSIDADE DE CHICHESTER, UK)
3 - PAN-AFRICANISMO E COMUNISMO, COM DR. HAKIM ADI

Dr. Hakim Adi. Professor de História da África e da Diáspora Africana, na Universidade de Chichester – Reino Unido. É membro fundador da Associação de Estudos Negros e Asiáticos em Londres. Autor de inúmeras obras, dentre as quais: “Africanos ocidentais na Grã-Bretanha 1900-1960: Nacionalismo, Pan-Africanismo e Comunismo (1998)”, “História Pan-Africana: Figuras Políticas da África e da Diáspora desde 1787 (2003)”; “Pan-africanismo e Comunismo: A Internacional Comunista, África e a Diáspora, 1919-1939 (2013)”, “Pan-Africanismo: uma história (2018)”, e outros.

Dra. Patrícia Alexandra Godinho Gomes. Professora Associada visitante no Programa de Pós Graduação em Estudos Étnicos e Africanos Pós-Afro da Universidade Federal da Bahia (CEAO-UFBA). É pesquisadora associada do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisa da Guiné-Bissau e membro associado do Conselho para o Desenvolvimento da Pesquisa em Ciências Sociais em África (Codesria). Autora de inúmeras obras, dentre as quais: “Os fundamentos de uma nova sociedade: o PAIGC e a luta armada na Guiné-Bissau 1963-1973 (2010)”. É co-autora da obra: “O que é feminismo? (2015)”. É organizadora das obras: “Gênero, cidadania e identidades (2009)” e “Encontros e desencontros de lá e de cá do Atlântico: mulheres africanas e afro-brasileiras em perspectiva de gênero (2017)”.


* Programação sujeita à ajustes e alterações.


* Durante todo o Curso Marxismo e Pan-Africanismo ocorrerá exposição de livros de diversas editoras. Além disso realizaremos o Lançamento do Livro de Cássia Vale e Luciana Palmeira (Ilustrações de Maria Chantal), intitulado: Calu - uma menina cheia de histórias, Editora Malê.

*Realizaremos uma exposição/feira de empreendedorismo negro e indígena no local durante os dias do evento;

* Durante todo o Curso Marxismo e Pan-Africanismo ocorrerá Apresentações Poéticas e Teatrais com artistas negros da cidade de Salvador (nomes sujeitos à confirmação).

*O dia 29 de Março está em processo de construção, sendo programada uma atividade de cunho Artístico Cultural e político nos espaços históricos da cidade (que fará aniversário no mesmo dia).


TODAS AS ATIVIDADES REALIZADAS SERÃO CERTIFICADAS PELA PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO DA UFBA.
Obs.: Os certificados do I Ciclo do Curso Marxismo e Pan-Africanismo (20 a 24/8/2018) serão enviados no dia de abertura do II Ciclo de Formação.

Mais informações: marxismoepanafricanismo@gmail.com

Email address *
Mesa de Abertura do I Ciclo do Curso Marxismo e Pan-Africanismo.
Dra. Lindinalva de Paula - "Mulheres e Pan-Africanismo".
Dr. Muniz Ferreira, Marxismo e Anti-racismo.
Auditório da Faculdade de Direito lotado!!!
Dr. Silvio de Almeida - "Marxismo e Pan-Africanismo".
Lançamento do Livro: O que é racismo estrutural? Atividade Cultural Ile Aiyê e Ibitu Emi.
Ator do Bando de Teatro do Olodum Apresentando um Trecho do seu Espetáculo EN(CRUZ)ILHADA, no qual discute aspectos do racismo estrutural.
PREENCHA O FORMULÁRIO DO II CICLO ABAIXO!
NOME COMPLETO *
Your answer
TELEFONE COM DDD *
Your answer
Você participou do I Ciclo do Curso Marxismo e Pan-Africanismo? *
Qual entidade, movimento, instituição você participa? *
Your answer
Fale um pouco sobre a sua atuação. *
Your answer
#CURSOMARXISMOEPANAFRICANISMO
Submit
Never submit passwords through Google Forms.
This content is neither created nor endorsed by Google. Report Abuse - Terms of Service