Sistema de Indicadores para os Festivais Nacionais e Internacionais de Teatro no Brasil
INTRODUÇÃO

Nas últimas décadas, o setor dos festivais nacionais e internacionais de teatro no Brasil vem buscando a elevação dos seus patamares de qualidade e serviços, enfatizando a sua conformidade, a confiabilidade, a durabilidade e, sobretudo, o atendimento das necessidades dos espectadores, através de ações integradas voltadas à difusão, ao desenvolvimento sociocultural, político e econômico brasileiro.

Buscando alcançar esses novos desafios, os festivais estão engajadas em iniciativas de melhoria de desempenho, principalmente através do desenvolvimento do sistema de indicadores dos festivais brasileiros.

O sistema fornecerá informações essenciais para o planejamento dos processos gerenciais, possibilitando, ainda, o monitoramento dos objetivos e metas estratégicas para o desenvolvimento de uma politica setorial para os festivais de teatro no Brasil.

Diante desse contexto, o Grupo de Trabalho dos Festivais Nacionais e Internacionais de Teatro constituído por festivais nacionais e internacionais do Brasil, vem desenvolvendo, desde agosto de 2015, inicialmente, por meio de uma parceira com o Festival Cena Contemporânea e Festival Latino Americano de Teatro da Bahia – FILTE, e, subseqüentemente, pela Quitanda das Artes através dos Laboratórios Culturais – Programa de Formação e Pesquisa Culturais, com apoio do Ministério da Cultura por meio da Fundação Nacional das Artes – FUNARTE com o apoio da Vila das Artes, Secretaria de Cultura do Estado do Ceará, Centro Cultural Dragão do Mar, Observatório dos Festivais e do Festival Popular de Teatro de Fortaleza, trabalhos de pesquisa com o objetivo de apresentar indicadores de impactos sociais, econômicos e de resultados formativos dos festivais para desenvolver e implementar um sistema de indicadores para os festivais no âmbito do Brasil, estabelecendo, assim, o arranjo institucional para o desenvolvimento de uma politica publica setorial.

Nessa parceria, foi formado um grupo de festivais nacionais e internacionais de teatro que atuam no país para que os mesmos participassem do processo de desenvolvimento e implementação do sistema de indicadores, bem como iniciassem o compartilhamento de práticas. Os festivais: Festival Internacional de Teatro de Rua de Porto Alegre/RS, Festival de Teatro Brasileiro/DF, Festival Cena Contemporânea/DF, Festival Latino Americano de Teatro da Bahia FILTE/BA, Festival Internacional de Teatro da Bahia/BA, Festival Popular de Teatro de Fortaleza/CE, Festival Janeiro de Grandes Espetáculos/PE, Festival Internacional de Máscaras/CE, Festival de Teatro Lusófono/PI, Festival Internacional de Teatro Palco e Rua de Belo Horizonte FIT BH/MG, Mostra Internacional de Teatro Paraíba Em Cena/PB, Mostra Internacional de Teatro São Paulo MITsp/SP, Festival Cena Brasil Internacional/RJ, Festival de Teatro Ruína Circulares/MG, Floripa Teatro – Festival Isnard Azevedo/SC, FILO – Festival Internacional de Londrina/PR, FEVEREFESTIVAL de Campinas/SP, O Mundo Inteiro é um palco/RN.

SISTEMA DE INDICADORES

A definição do Sistema de Indicadores para os Festivais Nacionais e Internacionais de Teatro no Brasil foi realizada através de um processo participativo envolvendo o Grupo de Trabalho de diversos festivais do Brasil.

O primeiro passo foi a elaboração de formulário de questões que gerasse uma proposta de indicadores, selecionados a partir das experiências e estudos realizados pelo Grupo de Trabalho, que foram, então, complementadas por meio de um levantamento em festivais durante o mês de agosto, setembro e outubro de 2015.

Buscando sensibilizar os festivais quanto à importância desse sistema de indicadores, foi realizado uma campanha para divulgação da intencionalidade e do objetivo de criar insumos para a construção de uma politica pública para o setor dos festivais nacionais e internacionais de teatro no Brasil.

O Sistema de Indicadores dos festivais foi concebido visando a atender necessidades de medição de desempenho dos principais processos críticos dos festivais.

O conjunto de indicadores estão divididos em sete categorias:

I) Identificação

II) Programação

III) Fontes de Financiamento

IV) Orçamento

V) Pessoal

VI) Logística

VII) Infra-estrutura


IMPLANTAÇÃO NO SISTEMA DE INDICADORES

O processo de implementação é a fase na qual os dados são coletados, processados e analisados.

Coleta

O planejamento da coleta de dados é realizado buscando-se reduzir os custos e simplificando o processo de coleta.

O planejamento considerou:

a) o aproveitamento de dados já disponíveis nos festivais, coletados através de sistemas ou procedimentos de controle utilizados internamente;

b) a elaboração de instrumentos de coleta (formulário de indicadores, listas de verificação dos festivais) ou adaptação dos existentes para adequá-los às novas necessidades de informações para propor uma politica pública para o setor. Os instrumentos para coleta de dados foram inicialmente testados (em 2015 e 2016), foram aperfeiçoa-dos e adaptados para melhor se adequarem às rotinas de trabalho e às necessidades de informação dos festivais;

c) sugerimos que a documentação adequada dos dados, com o registro de datas, pessoas responsáveis pelo levantamento dos dados seja arquivada, a fim de serem recuperados sempre que necessário;

d) sugerimos a designação de um coordenador do processo de indicadores em cada festival, responsável por definir quem irá coletar os dados e verificar se a coleta está sendo feita segundo os critérios e na periodicidade estabelecida;

e) a designação de uma pessoa dentro do festival, diretamente envolvida com o processo ou programação a ser avaliado, para a coleta de dados de cada indicador ou grupo de indicadores. É importante que esta pessoa (ou pessoas) seja treinada quanto aos procedimentos de coleta de dados; e

f) a introdução de atividades de coleta de dados na rotina das pessoas pode muitas vezes sofrer resistências. Tais atitudes podem estar relacionadas ao acúmulo de tarefas e a sensação de que falta tempo para esta atividade. Podem ainda estar relacionadas à falta de uma visão da importância da atividade para o desempenho global do festival e da função que a pessoa exerce, ou ainda, à impressão de que o indicador está sendo introduzida para controlar o desempenho do indivíduo ou do próprio festival. Assim, recomenda-se que estas pessoas sejam esclarecidas quanto aos objetivos dos indicadores e dos benefícios que podem trazer para o seu próprio trabalho, bem como que as pessoas sejam envolvidas no processo de tomada de decisão tanto no que se refere à coleta de dados quanto na análise de resultados.


Os resultados fornecidos pelos festivais para o banco de dados serão gerenciados por uma equipe do GT dos Festivais, serão mantidas confidenciais e confiáveis as informações dos festivais ingressos do sistema de indicadores. As dúvidas também podem ser esclarecidas pelo telefone 051 9119 6972 ou pelo e-mail gtfestivais@gmail.com
Next
Never submit passwords through Google Forms.
This content is neither created nor endorsed by Google. Report Abuse - Terms of Service - Privacy Policy