Comissários de bordo: atendimento de passageiros com deficiência ou mobilidade reduzida no transporte aéreo
Agradecemos o seu interesse em participar da Pesquisa MELHORIA DA ACESSIBILIDADE DA AVIAÇÃO CIVIL, ou simplesmente AVIAÇÃO ACESSÍVEL, a qual está sendo desenvolvida pela Universidade Federal de São Carlos e a Universidade de São Paulo em parceria com a Secretaria Nacional de Aviação Civil do Ministério de Infraestrutura.

Este questionário está estruturado em quatro partes:

1) Informações sobre você e sua função
2) Avaliação de competências para o atendimento de passageiros com deficiência ou mobilidade reduzida no transporte aéreo
3) Validação de fatores facilitadores no atendimento de passageiros com deficiência ou mobilidade reduzida
4) Escala de atitudes quanto a inclusão de passageiros com deficiência ou mobilidade reduzida no transporte aéreo
Sign in to Google to save your progress. Learn more
Email *
Termo de consentimento
Para iniciar, por favor, leia com atenção o termo de consentimento livre e esclarecido que apresenta os objetivos, riscos e benefícios da pesquisa, assim como, detalha sua participação. Ao final da leitura, após assinalar que concorda com o termo e aceita participar da pesquisa, você será direcionado ao questionário. Desde já agradecemos a sua disponibilidade em contribuir com a pesquisa!
Termo de Consentimento Livre e Esclarecido (Resolução 466/2012 do CNS)
Agradecemos o seu interesse em participar da Pesquisa MELHORIA DA ACESSIBILIDADE DA AVIAÇÃO CIVIL, ou simplesmente AVIAÇÃO ACESSÍVEL, a qual está sendo desenvolvida pela Universidade Federal de São Carlos e a Universidade de São Paulo em parceria com a Secretaria Nacional de Aviação Civil do Ministério de Infraestrutura.


1. Descrição da Pesquisa
Importantes mudanças estão sendo observadas na população mundial e o perfil dos passageiros que utilizam o transporte aéreo também está mudando. No entanto, existem pesquisas que mostram que os serviços prestados pelos aeroportos e companhias aéreas não atendem as necessidades de todos os passageiros.
Nesta perspectiva, a Pesquisa MELHORIA DA ACESSIBILIDADE DA AVIAÇÃO CIVIL tem como objetivo compreender as principais barreiras à participação dos passageiros com deficiência ou mobilidade reduzida nos aeroportos brasileiros; elaborar um Manual com critérios, diretrizes e melhores práticas para acessibilidade no contexto da aviação civil nacional e internacional e; desenvolver material para apoiar a capacitação de operadores aeroportuários e a avaliação da acessibilidade nos aeroportos e voos e verificar a adesão e implantação das práticas estabelecidas no referido Manual.


2. Sobre a sua participação

a) O(A) senhor(a) foi convidado para participar do estudo posto que se enquadra em um dos grupos de atores sociais estudados na presente pesquisa (agente regulador, operador de aeroporto, operador aéreo, trabalhador e usuário – passageiro com deficiência ou mobilidade reduzida).

b) Sua participação será responder a um questionário autoaplicado online estruturado em três partes: informações sobre você e sua função; competências para o atendimento de passageiros com deficiência ou mobilidade reduzida no transporte aéreo; fatores facilitadores no atendimento de passageiros com deficiência ou mobilidade reduzida; atitudes quanto a inclusão de passageiros com deficiência ou mobilidade reduzida no transporte aéreo. O tempo de preenchimento é de cerca de 30 minutos.

c) A participação no estudo é voluntária. A qualquer momento o(a) senhora(a) pode decidir se deseja participar e preencher o questionário, se deseja desistir da participação durante o preenchimento do questionário ou após o preenchimento. O(a) senhora(a) poderá retirar seu consentimento sem nenhuma penalização ou prejuízo em sua relação com o pesquisador ou com a instituição. Caso desista de participar durante o preenchimento do questionário e antes de finalizá-lo, os seus dados não serão gravados, enviados e nem recebidos pelo pesquisador e serão apagados ao se fechar a página do navegador. Caso tenha finalizado o preenchimento e enviado suas respostas do questionário e após decida desistir da participação deverá informar o pesquisador desta decisão e este descartará os seus dados recebidos sem nenhuma penalização.

d) Durante o preenchimento do questionário você poderá se sentir constrangido por algum tema abordado ou devido às restrições em seu trabalho impostas pelas condições e processos do transporte aéreo; como também, preocupado com a abordagem de temas que podem remeter a problemas nos procedimentos operados por seu empregador. Sinta-se a vontade para enviar suas dúvidas ao pesquisador responsável ou até mesmo para finalizar a sua participação a qualquer momento. Cabe destacar que todas as informações obtidas com a pesquisa serão tratadas de forma anônima e confidencial, ou seja, não haverá divulgação que identifiquem os participantes ou as empresas nas quais estes trabalham. O(A) senhor(a) terá direito a solicitar suporte profissional e/ou indenização caso sofra qualquer tipo de dano resultante de sua participação na pesquisa, conforme Resolução MS nº 466 de 12 de dezembro de 2012. Além disso, qualquer custo resultante de sua participação na pesquisa, mesmo que não previsto inicialmente, serão garantidos pelos pesquisadores por meio de ressarcimento.

e) As informações obtidas através dessa pesquisa são confidencias e asseguramos o sigilo sobre sua participação. Ou seja, em nenhum momento será divulgado seu nome em qualquer fase do estudo. Quando for necessária exemplificação, sua privacidade será assegurada. Os dados coletados poderão ter seus resultados divulgados em eventos, revistas e/ou trabalhos científicos.

f) Em relação aos benefícios dessa pesquisa, espera-se contribuir para melhorar as condições e procedimentos de acessibilidade nos aeroportos brasileiros, favorecendo a experiência dos passageiros e também facilitando o trabalho e a prestação de serviços das diversas pessoas e empresas que atuam no transporte aéreo. O projeto prevê a construção de uma política de acessibilidade para a aviação brasileira, que inclui a elaboração do manual de acessibilidade, treinamentos para trabalhadores da aviação civil, metodologia de avaliação da acessibilidade e de reconhecimento dos esforços dos aeroportos e companhias aéreas para assegurar a participação de todos no transporte aéreo. Dessa forma os aeroportos brasileiros e companhias aéreas terão maior apoio e conhecimento sobre acessibilidade e, principalmente, sobre soluções que poderão ser aplicadas nos terminais para melhoria das condições e procedimentos relativos ao transporte de passageiros. Além disso, a acessibilidade poderá ser melhorada continuamente a partir da metodologia de avaliação que será desenvolvida e que deverá apoiar o monitoramento das condições reais do transporte aéreo. Contamos com a sua participação para que a elaboração de recomendações e soluções seja realizada de forma compartilhada.

g) Ao final da leitura do termo você poderá baixar em seu computador uma cópia deste documento assinada e rubricada pelo pesquisador responsável pelo estudo. Se preferir, poderá solicitar o termo diretamente ao pesquisador no email indicado abaixo. Assim você terá acesso ao endereço, telefone e email deste pesquisador e poderá tirar suas dúvidas sobre o projeto e sua participação a qualquer momento.


Nilton Luiz Menegon
Coordenador PSPLab/DEP/UFSCar e pesquisador responsável pela pesquisa
Fone: 16 3351 9552
Email: aviacao.acessivel@gmail.com
Departamento de Engenharia de Produção/UFScar - Rodovia Washington Luiz, Km. 235 - CEP 13.565-905 - São Carlos
Segue o link para download do Termo de Consentimento Livre e Esclarecido
Declaro que entendi os objetivos, riscos e benefícios de minha participação na pesquisa e concordo em participar. O pesquisador me informou que o projeto foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa em Seres Humanos da UFSCar . Estou ciente que aceitar a participar desta pesquisa eletronicamente corresponde à assinatura deste termo (TCLE). *
Required
Next
Clear form
Never submit passwords through Google Forms.
This form was created inside of Universidade de São Paulo. Report Abuse