Solicitação de suspensão de despejo do PDS Osvaldo de Oliveira
Hoje 02 de setembro de 2021, começa o julgamento virtual do pedido de suspensão de segurança impetrado pelo INCRA no Superior Tribunal de Justiça (STJ) para a confirmação da suspensão do despejo das 63 famílias do PDS Osvaldo de Oliveira.

O Osvaldo Oliveira é o primeiro PDS criado no Rio de Janeiro pelo INCRA. Fruto da luta do Movimentos dos Trabalhadores Sem Terra. Atualmente, as famílias que vivem no PDS promovem o plano para o plantio de milho crioulo, com a previsão de colher mais de 10 toneladas de milho agroecológico e do feijão Carukango, estimando a produção de 5000 kg.

No final do ano passado, o presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Ministro Humberto Martins, decidiu pela suspensão da ordem de despejo do PDS Osvaldo de Oliveira, na qual recupera a trajetória de luta das famílias desde a primeira instância em Macaé (RJ), devolvendo sentimento de justiça as famílias trabalhadoras Sem Terra.
As famílias estão desde 2014 produzindo na área e diante de uma pandemia a ameaça de reintegração é mais grave. A decisão cautelar do Ministro Barroso na ADPF 828 resguarda todas as ocupações coletivas que estejam no território antes de 20 de março de 2020, por isso as 63 famílias trabalhadoras do PDS Osvaldo de Oliveira esperam que este sentimento de justiça social prevaleça com o julgamento que está aberto a partir de hoje (2/9) para o Órgão especial do STJ.

Por isso, é muito importante que todxs enviem e-mail aos Ministros do STJ solicitando a manutenção da suspensão do despejo!

#AgroecologiaNãoéCrime #DespejoNão #AgroecologiaSim #SalvePDSOsvaldodeOliveira #MSTRJ25anos
Sign in to Google to save your progress. Learn more
Email *
Você concorda em enviar um e-mail pressionando os ministros do STJ? *
Submit
Clear form
This form was created inside of Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da UFRJ. Report Abuse