HISTÓRIA DA POBREZA E DA FOME

A História da Pobreza e da Fome é um tema complexo cuja compreensão convoca investigadores das ciências naturais, das ciências sociais e das humanidades. Visando aprofundar temas, conceitos, fontes e métodos de análise que congregam dimensões ambientais, culturais, sociais, económicas e políticas, organiza-se um Ciclo de Oficinas e um Ciclo de Conferências sobre o tema. Estes decorrem entre abril e novembro de 2019.

Ciclo de Oficinas
Sala de Formação da Biblioteca Nacional de Portugal
As oficinas desenvolvem-se em ambiente informal e de co-aprendizagem. Cada uma debruça-se sobre uma temática específica e tem a duração de um dia de trabalho (9h30-17h45), dividido em duas sessões. Cada sessão inclui três intervenções, seguidas de debate, centradas na discussão de textos de cerca de 1000 palavras preparados por cada um dos intervenientes. Os textos serão distribuídos entre todos os participantes (máximo 30) pelo menos com 8 dias de antecedência. Os participantes são chamados a intervir ativamente nesta discussão, num processo de análise e reflexão.

Ciclo de Conferências
Auditório da Biblioteca Nacional de Portugal
Em paralelo com o ciclo de oficinas, decorre um ciclo de conferências, aberto ao público, nas mesmas datas, entre as 18:00 e as 19:30.

Os programas podem ser descarregados em https://bit.ly/2TrC3q9

______________________________
4 de abril
FUNDAMENTOS, PRÁTICAS E REPRESENTAÇÕES

ORGANIZADORES: Ana Isabel Queiroz (IHC, NOVA-FCSH) e Inês Moreira (NOVA-SBE)
SINOPSE: Abordam-se conceitos fundamentais para a compreensão dos fenómenos da pobreza e da fome ao longo da história e equacionam-se factores geográficos, ecológicos, culturais, sociais, económicos e políticos. Apresentam-se práticas metodológicas usadas em diferentes áreas académicas , inscrevendo a investigação sobre o tema em Ciências Sociais e Humanidades no quadro dos Objectivos para o Desenvolvimento Sustentável da Agenda 2030 das Nações Unidas (1- Erradicar a Pobreza; 2– Erradicar a Fome).

______________________________
9 de maio
CALAMIDADES: IMPACTOS DAS PRAGAS, EPIDEMIAS E EXTREMOS CLIMÁTICOS

ORGANIZADORES: Inês Gomes (CIUHCT, FCUL) e Filipa Soares (CRIA, NOVA-FCSH)
SINOPSE: Detém-se na correlação das calamidades com a pobreza e a fome, nomeadamente em termos de vulnerabilidade e risco. A partir do conceito de calamidade - um “infortúnio público”, um “grande mal, comum a muitos” – discutem-se temáticas e metodologias que permitem compreender os impactos dos diversos fenómenos considerados como desastres ou catástrofes de cariz natural e/ou antropogénico. Tal é o mote para uma reflexão espaço-temporal sobre a interdependência entre a sociedade e a natureza.

______________________________
6 de junho
DESIGUALDADES E ASSIMETRIAS TERRITORIAIS

ORGANIZADORES: Ana Isabel Queiroz (IHC, NOVA-FCSH) e Mariana Castro (IHC, NOVA-FCSH)
SINOPSE: Através da identificação de desigualdades e assimetrias sociais e naturais, reflete-se sobre a distribuição da população, os movimentos de pessoas e as transferências de bens no espaço geográfico e político, a uma escala nacional e supra-nacional. Os tópicos agendados servem de estímulo para uma discussão sobre a ocupação do território, o usufruto dos recursos no contexto da investigação histórica sobre a pobreza e a fome.

______________________________
5 de setembro
CONDIÇÕES DE VIDA

ORGANIZADORES: Frederico Ágoas (CISC, NOVA-FCSH) e Leonardo Aboim Pires (IHC, NOVA-FCSH)
SINOPSE: Serão contempladas algumas das dimensões inerentes ao quotidiano das populações, de forma a criar um quadro exploratório para o estudo das condições de vida em Portugal ao longo do século XX. Focar-se-ão três componentes fulcrais na estruturação das vivências das populações: a alimentar, a habitacional e a sanitária. Para uma abordagem mais aprofundada, serão ainda analisadas algumas das fontes a utilizar para o estudo desta temática, numa perspetiva multidisciplinar, abrangendo a componente científica (inquéritos sociais), a pictórica (a fotografia) e a literária (o romance contemporâneo).

______________________________
3 de outubro
CONTEXTOS COLONIAIS

ORGANIZADORES: Pedro Aires Oliveira (IHC, NOVA-FCSH) e Bárbara Direito (CIUHCT, NOVA-FCT)
SINOPSE: Embora centradas na experiência dos antigos territórios coloniais portugueses, as discussões nesta oficina terão em consideração a já vasta historiografia internacional sobre fome e pobreza que, pelo menos desde a década de 70, tem vindo a analisar o modo como a expansão do colonialismo e do capitalismo, conjugada com diferentes características ecológicas e padrões climáticos locais e regionais, contribuiu para crises que afectaram particularmente as populações colonizadas. Os investigadores convidados abordarão dimensões políticas, raciais, científicas e sanitárias suscitadas pela relação entre pobreza/fome e colonialismo.


______________________________
14 de novembro
DA EXCLUSÃO À EQUIDADE

ORGANIZADORES: Cristina Joanaz de Melo (IHC, NOVA-FCSH) e Paula Borges Santos (IHC, NOVA-FCSH)
SINOPSE: Abordam-se os temas da alimentação, da deficiência, da exclusão social e cultural ausentes, até ao presente, da problematização que a historiografia tem feito sobre pobreza e fome. Discutem-se as condições socio-ambientais que determinam essas realidades e a sua invisibilidade social, em Portugal, ao longo dos séculos XIX a XXI. Cruzando diversas metodologias e fontes utilizadas em diversas ciências socias e artes performativas, analisam-se percursos da exclusão à inclusão. Reflete-se, por fim, sobre o conceito de inclusão numa dimensão holística, sustentando o seu progressivo alargamento e debatendo de que modo se operacionalizam as propostas que lhe estão associadas.

Esta iniciativa tem enquadramento na linha temática “Mundos Precários e Sustentabilidade” do IHC, NOVA-FCSH (http://ihc.fcsh.unl.pt/linhas-tematicas/mundos-precarios/ ), coordenada por Ana Isabel Queiroz.


Nome
Your answer
email
Your answer
Filiação institucional
Your answer
Breve biografia (max.100 palavras)
Your answer
Next
Never submit passwords through Google Forms.
This form was created inside of Faculdade de Ciencias Sociais e Humanas - Universidade Nova de Lisboa. Report Abuse - Terms of Service