Maternidades: narrativas de mulheres que são mães em tempos de pandemia e isolamento social.
Olá! Somos pesquisadoras do Núcleo de Estudos em Psicanálise e Infâncias da UFRGS e estamos interessadas em saber como tem sido pra você a experiência da pandemia como mulher e mãe. Caso concorde em participar, após ler o Termo de Consentimento Livre e Esclarecido abaixo, você será direcionada para a próxima seção que contém uma pergunta e um espaço ilimitado para você relatar - como se estivesse escrevendo em um diário - acerca de sua vivência. Agradecemos sua participação!
Termo de Consentimento Livre e Esclarecido (TCLE)
Este é um convite para você participar da pesquisa “Maternidades: narrativas de mulheres que são mães em tempos de pandemia e isolamento social”, sob a responsabilidade das professoras Dra. Milena da Rosa Silva e Dra. Andrea Gabriela Ferrari, do Instituto de Psicologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Essa pesquisa pretende refletir sobre parentalidades e maternidades no contexto da pandemia de COVID-19, a partir da narrativas de mulheres que são mães. A participação na pesquisa consiste apenas na escrita de um relato, no formato que você desejar, sobre como tem sido ser mulher e mãe em tempos de confinamento.

Caso você deseje participar da pesquisa, esclarecemos que: a) você pode deixar de participar da pesquisa a qualquer momento e não precisa apresentar justificativas para isso; b) sua identidade será mantida em sigilo; c) caso você queira, poderá ser informada(o) de todos os resultados obtidos com a pesquisa.

Entendemos que esta pesquisa apresenta risco mínimo a você, uma vez que você está sendo convidada a escrever, da forma como quiser, sobre suas experiências como mulher e mãe no contexto de pandemia e isolamento social. Trata-se de um tema sensível, pois é um contexto de muitas angústias, medo, incertezas… Contudo, não faremos perguntas invasivas, nem insistiremos em uma reflexão. Oferecemos um convite e uma pergunta aberta. Consideramos que escrever de forma livre em formato de relato ou diário favorece a vazão de sentimentos, podendo ser visto como um benefício da pesquisa. Ainda assim, é possível que sentimentos difíceis de tolerar sejam mobilizados. Caso você necessite, após enviar seu relato, você poderá entrar em contato com as pesquisadoras para um possível acolhimento e/ou escuta, através do nepis.ufrgs@gmail.com. Assim, não se espera que esta pesquisa lhe produza nenhum dano. Se isso ocorrer, você terá direito a solicitar indenização através de vias judiciais e/ou extrajudiciais.

Esse Projeto foi analisado e aprovado pelo Comitê de Ética do Instituto de Psicologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), cujo endereço é Rua Ramiro Barcelos, 2600, Porto Alegre – RS, Cep 90035-003. E-mail: cep-psico@ufrgs.br. Os relatos serão armazenados em arquivo digital pelas pesquisadoras na sala 234 do Instituto de Psicologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) e, conforme preconiza a Resolução 196/96, as informações coletadas serão guardadas pelo período mínimo de cinco anos. O Instituto citado está localizado na Rua Ramiro Barcelos, 2600, Porto Alegre – RS.
Você, participante da pesquisa, tem a garantia de tomar conhecimento e obter informações, a qualquer tempo, dos procedimentos e métodos utilizados nesta pesquisa, bem como dos resultados finais. Para isso, sugerimos que você salve ou imprima este termo, a fim de guardar os contatos das pesquisadoras.

Nós, pesquisadoras, ao buscar refletir sobre as questões relacionadas a ser mulher e mãe em tempos de pandemia, assumimos o compromisso de divulgar os resultados dessa pesquisa - mantendo total sigilo sobre as participantes. Da mesma forma em que iremos nos utilizar das redes sociais para acessar e convidar mulheres que são mães a responder essa pesquisa, consideramos que tais redes são possíveis canais de comunicação e devolução dos resultados finais, não só às participantes, bem como a população que tem acesso a tais meios, respondendo a Resolução CNS nº 510 de 2016, Artigo 3º, Inciso IV.

Com forma de retorno direto a você participante da pesquisa, ao concluir seu relato e antes de enviá-lo, você poderá inserir no campo ”contato” (não obrigatório) um endereço de e-mail para que ao final deste estudo possamos lhe enviar um documento correspondente aos dados obtidos a partir dos relatos recebidos.

Assim, ao assinalar a opção “aceito participar” você concorda e declara que compreendeu o objetivo da pesquisa.
Termo de Consentimento Livre e Esclarecido (TCLE) *
Next
Never submit passwords through Google Forms.
This content is neither created nor endorsed by Google. Report Abuse - Terms of Service - Privacy Policy