Histórias Insubmissas: onde estão os negros? |13/09, sexta-feira às 15h
Onde estão os negros quando se olha para a história da arte brasileira e sua historiografia? Como se tem debatido a presença negra na noção de arte brasileira? Quais as intersecções entre essas presenças e as noções de raça como estruturadora da sociedade e das artes brasileiras?
Abrir brechas para pensar as narrativas que durante anos habitaram as notas de rodapé, os anexos, as beiras mas que continuavam sendo escritas por negros e negras, mulheres, e todos aqueles que se encontram nas fronteira Sul do mundo é o objetivo deste curso. O professor doutor Igor Simões, a convite da Fundação Iberê convoca aqueles que querem pensar uma historiografia para além das narrativas hegemônicas. A atividade, que expande o conceito de curso convencional, se trata de laboratórios de afetamento: para ler e debater em conjunto. Assim, a cada encontro o ministrante irá selecionar um texto, que os participantes terão acesso somente no dia. As atividades de setembro acontecerão nas datas de 6 e 13, sempre às 15h na Fundação Iberê. As inscrições são limitadas, garanta a sua!

Horário: 15h
Local: Fundação Iberê
Público: acima de 16 anos.
Inscrições mediante preenchimento deste formulário
Seu nome completo *
Your answer
CPF *
Your answer
Idade *
Your answer
Para que possamos planejar uma atividade que seja inclusiva e prazerosa para todos, gostaríamos de saber se algum dos inscritos possui algum tipo de necessidade especial (física ou cognitiva). Se sim, qual? Você poderia compartilhar conosco algumas estratégias que costumam funcionar para que a pessoa se sinta segura e calma? O que podemos evitar para não a deixar desconfortável (ex. sons altos, contato físico, etc)?
Your answer
Qual a sua motivação ao se inscrever nesta atividade?
Your answer
Seu e-mail *
Your answer
Telefone *
Your answer
Como você ficou sabendo desta atividade? *
Você gostaria de receber por e-mail nossa programação semanal? *
Submit
Never submit passwords through Google Forms.
This form was created inside of iberecamargo.org.br. Report Abuse