"Accionando Redes": Redes de atuação para a estabilidade climática na América Latina e no Caribe
Muito obrigado pelo seu interesse em participar desta pesquisa.

Esperamos contribuir, graças a suas respostas, para tornar visível e fortalecer a agenda dos atores não-estatais da América Latina e do Caribe na ação climática. Para isso, nossa intenção é realizar um evento na Semana do Clima em Salvador em agosto e durante a COP25 em dezembro no Chile. Estaremos procurando maneiras de convidar algumas redes para esses eventos. No entanto, a partir de agora, agradecemos por entrar em contato conosco (accionandoredes@gmail.com) se você for participando desses eventos.

Antes de responder à pesquisa, leia atentamente os 5 critérios usados para definir uma rede de ação climática. Se sua rede atende a todos os critérios abaixo, responda a esta pesquisa.

CRITÉRIOS PARA A DEFINIÇÃO DE UMA REDE DE ACÇÃO CLIMÁTICA

1. Conformação: Uma rede é considerada uma entidade composta de pelo menos 3 membros. Organizações como sociedades ou organizações que incluem várias unidades ou escritórios, mas que possuem uma estrutura única de governança, não serão consideradas redes.

2. Estrutura organizacional: Incluem-se as redes que (i) possuem um secretariado ou uma estrutura organizacional onde os profissionais trabalham para os objetivos da rede e em articulação com os membros, e (ii) possuem um plano de trabalho próprio que inclui a participação e / ou compromissos dos membros. Também estão incluídas as redes constituídas como entidades formais e aquelas geradas a partir de vínculos informais.

3. Foco do seu trabalho: A mudança climática deve ser considerada dentro da missão e dos objetivos da rede. Se isso não ocorrer, será analisado se as atividades da rede contribuem para mitigar as emissões de gases de efeito estufa, fortalecer a adaptação e resiliência das comunidades ou ecossistemas e / ou gerar conhecimento sobre o assunto.

4. Membros: A rede é formada por membros que podem ser instituições e, em alguns casos, indivíduos. Os membros mantêm sua autonomia, identidade e sistema de governança.

5. Presença online: a rede tem um website.
----------

Redes de atuação para a estabilidade climática (Accionando Redes para la Estabilidad Climática) é uma iniciativa que visa identificar, tornar visíveis e fortalecer as redes de Atores Não Estatais (NSA) e Governos Subnacionais (GS) em ação pelo clima na América Latina e no Caribe.

Accionando Redes é uma iniciativa de Climate Action Network (CAN) e Fundación Avina, em colaboração com várias redes e organizações-chave na área, incluindo o ICLEI, Gran Chaco Proadapt, Grupo de Financiamiento Climático para América Latina y Caribe (GFLAC), Observatorio do Clima (OC), Red Argentina de Municipios frente al Cambio Climático (RAMCC), Red Chilena de Municipios ante al Cambio Climático, Adapt Chile, German Development Institute/Deutsches Institut für Entwicklungspolitik (DIE), LEDsLAC, CDKN, Instituto de las Américas, Groundswell of Climate Action, AIDA y el CEAM-UACh

Para saber mais, acesse https://actionlac.net/accionando-redes/


*Obrigatório

Nome e sobrenome *
Your answer
Correio eletrônico *
Your answer
Você é o representante da sua rede? *
Por favor, indique se você é o/a representante/coordenador(a) da sua rede
Se a sua resposta anterior foi "não", por favor indique o nome e sobrenome da pessoa que representa/coordena a rede.
Your answer
Correio eletrônico da pessoa que representa a rede.
Your answer
Next
Never submit passwords through Google Forms.
This content is neither created nor endorsed by Google. Report Abuse - Terms of Service