Inscreva-se para as oficinas da Mostra TE R RI T Ó R IO S
// 26 de novembro - 14h às 18h - Sala Levino Fanzeres - “Ideias Criativas para Projetos Culturais de Pequeno Porte” com Luiz Carlos Cardoso

A oficina é um desdobramento de dez anos de trabalho do Grupo Anônimos de Teatro. Nessa história, espetáculos e projetos culturais foram realizados sem nenhum financiamento ou com recursos de editais e leis de incentivo com verbas pequenas, onde a abrangência do trabalho ia ao limite financeiro disponível ou da estrutura possível construída pela ação contemplada. Com o tempo, aprendemos a lidar com ideias criativas, parcerias, escambos, trocas de favores, redes de contato e tramas que constituíram nosso grupo. Este encontro utiliza os editais de incentivo à cultura existentes no Espírito Santo como base de criação de projetos e desenvolvimento criativo da ideia base. A partir do objetivo principal da ação, vamos descobrir como realizar um produto com qualidade, promocionando o projeto e deixando-o mais atrativo. Como ser eficiente, criativo nessas situações? Como fazer um produto de qualidade com uma verba pequena? A oficina vai dar dicas sobre o processo de criação de um projeto cultural de pequeno porte, aqueles com verba limitada a 10, 20 mil reais, utilizando como exemplo os projetos desenvolvidos pelo Grupo Anônimos de Teatro.

LUIZ CARLOS CARDOSO é ator e produtor cultural, diretor do Grupo Anônimos de Teatro e da Companhia do Outro, com mais de 15 espetáculos, mais de 30 projetos culturais aprovados em editais e leis de incentivo e participação em mostras e festivais nacionais e internacionais.

__________________


// 27 e 28 de novembro - 9h às 17h - Sala Levino Fanzeres - “Criação Dramatúrgica: Processos” com Fernando Marques

A proposta deste encontro é compartilhar a experiência do Grupo Z de Teatro, no que diz respeito ao desenvolvimento de dramaturgia própria, que é um dos eixos de investigação do grupo em seus vinte anos de existência. A oficina contará com breve exposição teórica, mas tem caráter eminentemente prático, com a apresentação de propostas que devem funcionar como disparadores para a criação dos participantes que, por sua vez, será discutida com o oficineiro e a turma.
A oficina tem como objetivos apresentar os fundamentos da teoria dos gêneros literários, em particular, da dramaturgia; Apresentar alguns fatores que têm caracterizado a dramaturgia contemporânea; Compartilhar o processo criativo do Grupo Z de Teatro no que diz respeito à dramaturgia.

Metodologia
A oficina será dividida em dois encontros de quatro horas cada, ambos de caráter prioritariamente prático – embora o primeiro conte com breve exposição teórica. Ao fim da oficina, ocorrerá uma roda de conversa com fins avaliativos e de compartilhamento de experiências.

Encontro I
O primeiro encontro terá início com uma breve exposição teórica – e sempre dialogada ‐ sobre os gêneros literários desde Aristóteles, a ruptura com os mesmos na modernidade, características da dramaturgia contemporânea. Ainda nele, serão apresentados alguns caminhos possíveis para a criação dramatúrgica, citados a seguir:
• a memória – em que a história e a experiência pessoais servem como mote para a criação dramatúrgica;
• a imagem – em que a imagem, de qualquer natureza, serve como ponto de partida para o trabalho, conforme preconizado por Italo Calvino em seu Seis Propostas Para O Novo Milênio;
• a intertextualidade – em outros textos, de naturezas diversas são tomadas como ponto de partida para a criação – não no sentido da adaptação, mas da transcriação ou mesmo do quanto textos preexistentes afetam o criador;
• o movimento do mundo – em que acontecimentos dos mais diversos, tirados da observação, do noticiário ou de outras fontes servem como disparadores do processo criativo.
Ainda neste encontro, os participantes escolherão um dos caminhos acima para a elaboração do argumento de uma possível peça. Tal argumento – que pode ser bastante básico – será apresentado por cada participante a todos e discutido. Nessa discussão, noções como personagem, tempo, espaço, ação, conflito, entre outros, serão abordados de acordo com a necessidade.

Encontro II
Neste encontro, os participantes desenvolverão uma cena curta da peça cujo argumento foi trabalhado no encontro anterior – com assistência do oficineiro durante todo o processo. A partir dessa exposição, haverá uma discussão, com todo o grupo, sobre os trabalhos apresentados e os apontamentos feitos pelo oficineiro.


FERNANDO MARQUES é diretor, dramaturgo e ator do Grupo Z de Teatro desde sua formação em 1996. Com o grupo, realizou espetáculos como "O Grande Circo Ínfimo", "Vizinhos", "Resto", "Cinzas de um Carnaval" e "Insone", esse último selecionado para o Palco Giratório Sesc 2013. Com o texto "Se eu fosse Iracema", concorreu ao prêmio de melhor dramaturgia no prêmio APTR 2017.

__________________


// 30 de novembro - 9h às 17h - Academia Corpo e Mente - “Criação em Dança” com Ivna Messina

Partindo dos processos de criação desenvolvido no projeto Isso não é Flamenco e no espetáculo Bom Sujeito, a oficina propõe a criação a partir do encontro de diferentes linguagens e culturas, aproveitando os conhecimentos e repertório dos participantes. Desses encontros podem surgir resultados nas mais diferentes formas.

Objetivos
- Proporcionar a aproximação de linguagens e culturas.
- Criar propostas artísticas a partir da aproximação.
- Incentivar a construção de propostas colaborativas e processuais.
- Proporcionar encontros.

Metodologia
Através de mapeamento do repertório pessoal e profissional/artístico dos participantes da oficina criar conexões possíveis entre saberes, culturas e práticas. Os participantes serão convidados a apresentar suas habilidades e conhecimentos e pela troca, fricção, associação e experimentação com o outro, criar propostas artísticas transculturais e
hibridas.

IVNA MESSINA é bailarina, professora e pesquisadora em dança. Integra o Grupo Z de Teatro e idealiza o projeto "Isso não é Flamenco", onde investiga as possibilidades da dança flamenca, cruzando-a com diversas outras linguagens artísticas. Autora e intérprete dos solos "Bom Sujeito" e "Pedra", coordenou em 2019 o LAB.IC - Núcleo de Pesquisa em Dança.
Nome Completo *
Idade *
Telefone *
E-mail *
Para qual oficina deseja se inscrever? *
CASO TENHA SE INSCRITO PARA A OFICINA DE LUIZ CARLOS CARDOSO: Já escreveu e/ou realizou algum projeto cultural? *
CASO TENHA SE INSCRITO PARA A OFICINA DE FERNANDO MARQUES: Já escreveu algum texto para teatro, cinema, literatura? Se sim, como foi a experiência? *
CASO TENHA SE INSCRITO PARA A OFICINA DE IVNA MESSINA: Possui experiência em dança? Se sim, descreva. *
Cite suas três últimas experiências artísticas. *
Submit
Never submit passwords through Google Forms.
This content is neither created nor endorsed by Google. Report Abuse - Terms of Service - Privacy Policy