Fatias de memória: comida
Ois,

Estamos colecionando histórias pessoais de comida para os conteúdos que vamos desenvolver no Lembraria (www.lembraria.com).

Por favor, nos conte neste questionário qual é a sua fatia de memória (e se tiver mais de uma, tudo bem).

Procuramos ideias e referências que nos ajudem a escrever outras histórias e a construir uma memória compartilhada. Um museu de comida? Talvez. A curadoria é pautada pelo desejo de lembrar (ou de não esquecer).

Se tiver alguma dúvida, pode enviar por email (vivizandonadi@lembraria.com).

Você vai perceber nas perguntas que o objeto de investigação inclui "o lugar". Está lá o manjado clichê da comida e do afeto, sim, em toda sua legitimidade, mas também queremos saber da localização (no tempo e no espaço, o quando e o onde).

O que estamos pedindo não é pouco. No momento, porém, só podemos retribuir seu tempo, sua generosidade e sua confiança com a (promessa da) nossa pesquisa e da nossa escrita. Quem sabe um dia devolvemos tudo em bolo de coco gelado e embrulhado no papel laminado? Ao leite condensado, sim, só que sem os versinhos ruins.

É isso. Vamos às perguntas. Que o exercício seja bom.

Obrigada pela ajuda.

tudo de bom,

Vivi Zandonadi e Vivi Aguiar

Qual é o seu nome completo?
Suas informações (nome, telefone, email etc.) não serão publicadas. Vou usá-las para falar com você sobre o projeto.
Your answer
Qual é o seu email?
Your answer
Quando você nasceu?
MM
/
DD
/
YYYY
Em qual cidade você nasceu?
Your answer
Em que bairro e cidade você cresceu?
Your answer
Em que cidade você vive hoje?
Your answer
Em qual bairro você vive hoje?
Your answer
Qual é a sua memória de comida, a que mais mexe com você? Tem mais de uma? Pode fazer uma lista. Descreva essa "fatia" e conte a história do jeito que quiser. Considere se tem a ver com a família, com uma pessoa ou momento especial, fácil ou difícil, da vida. Diga se é uma comida, uma cena do passado, um sabor ou aroma que nunca mais conseguiu encontrar. Se houver mais de um, tudo bem. É a história de uma cozinha antiga? De uma receita familiar? Um pedaço de bolo que fazia questão de comer bem devagar, enquanto esperava alguém? É hábito? Veio de uma viagem? Comida caseira ou de restaurante; fruta que cai de madura no quintal do sítio; sardinha enlatada e presunto Spam em tempos de guerra...? Também cabe o gosto da refeição que não aconteceu, uma ausência espaçosa. A verdade é de cada um, né?
Em uma espécie de prefácio para seu romance "Refrão da Fome", o escritor francês Jean-Marie Gustave Le Clézio escreve: "Menino, saboreei pela primeira vez o pão branco. Não o da mistura do padeiro - aquele pão, mais cinzento do que moreno, à base de farinha mofada e serragem, quase me matou quando eu estava com três anos. É um pão quadrado, feito na fôrma com farinha de força, pouco espesso e cheiroso, de miolo tão branco quanto o papel em que escrevo. Fico com água na boca ao descrevê-lo, como se o tempo não tivesse passado e eu me achasse diretamente ligado à minha infância. A fatia desse pão farelento, que se desmancha, que enfio na boca e do qual, assim que a engulo, peço mais e sempre mais; se minha avó não o guardasse no armário fechado a chave, num instante eu acabaria com tudo, até passar mal. Sem dúvida, nada me satisfez a esse ponto, nada eu provei mais tarde que matasse tanto minha fome, que me saciasse tanto. (...)". Ao longo do texto o autor vai contando outros sabores significativos para ele (colheradas de leite em pó, presunto enlatado, óleo de peixe). Comidas que fora de contexto e para outras pessoas podem não dizer nada ou muito, mas que chegavam a ele, criança, em tempos de falta de tudo. Trata de uma fome física e de alma - privações da guerra -, uma fome que ele se considera incapaz de esquecer e, principalmente, que ele gosta de lembrar. Conto isso para que você saiba que não há certo e errado nessas memórias, nem receita, nem medida. Há o significado do sabor. Qualquer sabor. E o lugar desse sabor na sua vida.
Your answer
Submit
Never submit passwords through Google Forms.
This content is neither created nor endorsed by Google. Report Abuse - Terms of Service - Additional Terms