Caminhos de Mário: a Barra Funda e a Cidade de São Paulo
Coordenação: Pascoal da Conceição, Marco Aurélio Olimpio, Junior Lopes
Terças-feiras, 2, 9, 16, 23 e 30 de maio, 6, 13 e 20 de junho das 14h às 17h
Público: Livre
Inscrições até o dia 27 de abril
Seleção dos inscritos: para fazer parte do grupo de estudo e pesquisa, o interessado deverá inscrever-se em um processo seletivo a ser realizado durante o mês de abril, que será comunicado oportunamente. A seleção será feita com base em análise de currículo e de carta de intenção, conforme critérios dos coordenadores das atividades.
40 vagas

Com a finalidade de revisitar os caminhos do autor de Mário de Andrade pela cidade de São Paulo, a Casa lança um projeto artístico que pretende culminar numa exposição de fotografias, desenhos, músicas e textos relacionados ao bairro e à cidade em que viveu o autor de A meditação sobre o Tietê, incluindo uma vídeo-instalação com intervenções cênicas do ator Pascoal da Conceição, que evocará memórias de Mário de Andrade ao logo de trajetos que um dia o poeta percorreu.
Os participantes selecionados para o Grupo de Estudo e Pesquisa frequentarão oito encontros, realizados uma vez por semana, com cinco eixos artísticos inter-relacionados que servirão de base para a formação de grupos específicos, coordenados por Pascoal da Conceição (dramaturgia), Junior Lopes (desenho), Marco Aurélio Olimpio (fotografia e literatura) e Marcelo Tupinambá (música). O Grupo, cujas atividades envolverão a pesquisa de campo, terá o objetivo de aprofundar o conhecimento sobre a produção e a vida de Mário de Andrade; para tanto, seus integrantes serão estimulados a criar novas obras artísticas inspiradas na trajetória do escritor. As propostas de tais obras deverão surgir, inicialmente, dos estudos de Mário de Andrade no campo da etnografia, por meio de leituras do livro O turista aprendiz, em sete encontros, culminando, no último dia, em um evento aberto ao público que incluirá uma palestra introdutória ministrada por um convidado especial e, na sequência, apresentações provenientes do processo desenvolvido pelo próprio Grupo.
Os locais escolhidos como destino das saídas a campo se relacionarão com os trajetos que o poeta um dia percorreu e que tiveram relevância em sua vida e sua obra, com destaque para a Estação da Luz, ponto de partida das viagens de Mário pelo Brasil, o Conservatório Dramático e Musical de São Paulo e o bairro da Barra Funda, local do cotidiano do poeta.


Abaixo o cronograma das atividades:

02/05 – Apresentação do projeto.
09/05 – Discussão de trechos selecionados d’O turista aprendiz.
16/05 – Saída – Estação e Parque da Luz.
23/05 – Discussão de trechos selecionados d’O turista aprendiz.
30/05 – Saída (Barra Funda) e discussão das propostas artísticas, no retorno à Casa.
06/06 – Preparação das propostas artísticas.
13/06 – Apresentação para o grupo.
20/06 – Evento com palestrante convidado e mostra dos processos.

Nome Completo
RG
Idade
Escolaridade
Profissão
Endereço Completo
Logradouro,número,complemento,bairro
Cidade
Estado
CEP
Telefone 1
Telefone 2
email
Possui algum tipo de deficiência
Se sim, qual?
Como ficou sabendo da atividade?
Next
Never submit passwords through Google Forms.
This form was created inside of Poiesis - Instituto de Apoio à Cultura, à Língua e à Literatura. - Terms of Service - Additional Terms