Disciplina: História

Série/Ano: 5ª série/6º ano

Vol/Bim: Vol 1/1ºBm

CADERNO DO ALUNO

Situação de Aprendizagem (Número/título)

Sequência Didática

Recursos audiovisuais e/ou de TIs  sugeridos no caderno

Recursos audiovisuais e/ou de TIs sugeridos pelo PCNP

Interfaces interdisciplinares / Temas transversais

Situação de Aprendizagem 1 – Sistemas sociais e culturais de  Notação de Tempo ao longo da História.

Objetivos: propiciar aos alunos a compreensão de que, ao longo da história, diferentes povos colocaram-se questões sobre a natureza do tempo, cada um à sua maneira; apresentar à classe o conceito de tempo cronológico e alguns marcadores de tempo, considerando-os como criações culturais de diferentes povos e lugares; estimular os alunos a compreender o tempo histórico como referência de momentos históricos em seu processo de sucessão e na simultaneidade dos fatos.

Competências e habilidades:reconhecer acontecimentos no tempo (tendo como referência a anterioridade e a posteridade); reconhecer diferentes formas de marcação de tempo; trabalhar em equipe; pesquisar; sistematizar e apresentar conceitos e informações; desenvolver a expressão oral e escrita.

Sondagem e sensibilização-

 1ª estapa- apresentar para os alunos a proposta do varal sobre sistemas sociais e culturais de notação de tempo ao longo da história e as etapas para a realização.

Faça um levantamento sobre as semelhanças e diferenças estabelecidas como critérios para que cada um marque seu tempo. Pergunte,por exemplo, quando eles sentem passar o tempo mais rápido e mais devagar. As respostas podem ser anotadas no Caderno do Aluno, a partir delas, você poderá maneira como os povos utilizaram diferentes instrumentos para marcar o tempo.

Destaque a necessidade de diferentes povos, ao longo da História, marcarem o tempo considerando os ritmos da natureza, como as mudanças de estações e temporadas de chuvas, por exemplo. As atividades econômicas – como as culturas agrícolas – também serviram, e ainda servem como referência de tempo para populações rurais.Mostre para a classe os diferentes significados da palavra tempo como (clima, do relógio, do  calendário que é chamado de  cronológico, tempo histórico).

Oriente os alunos na organização das diferentes etapas da pesquisa: coleta, seleção, análise e registro escrito. Apresente o cronograma, indique as etapas do trabalho e faça uma lista com os materiais

necessários para a pesquisa, como também os materiais que serão utilizados para confeccionar o varal: barbantes, prendedores de roupa e folhas de papel.

2ª etapa:Apresente um roteiro para a pesquisa: Solicite aos alunos que realizem pesquisas para caracterizar os marcadores de tempo descritos (Sol; Clepsidra; Ampulheta; Gnômon; Calendário gregoriano; Calendário juliano;  Calendário judaico; Calendário chinês; Calendário muçulmano; Calendário japonês.  Peça que, para

os alunos e vinculem um exemplo de utilização dos marcadores, explicando o significado para a cultura que o utiliza.

3ª etapa: peça aos alunos que se reúnam na classe para apresentar aos colegas o material coletado e comecem a fazer os registros, inicialmente em rascunhos. Oriente- os a registrar nas folhas que serão expostas, o resultado pesquisado, insistindo para que observem a coerência do texto e que consultem um dicionário sempre que tiverem dúvida sobre a escrita de uma palavra, as ilustrações e textos precisam conter as fontes.Passe pelos grupos

para orientá-los na produção de textos, legendas, utilização dos espaços nas folhas, na indicação do nome dos participantes, da disciplina e do professor.Após a avaliação do material, inicie com

os alunos a montagem do varal, organizando uma faixa ou um cartaz com o título da exposição.

Avaliação: você poderá utilizar as  questões da  seção Você aprendeu?Caderno do Aluno,(Como o tempo é medido pela ampulheta? ;Elabore frases de abordagens históricas com as seguintes palavras: calendário – tempo, séculos – humanidade.O século I começou no ano 1 e terminou no ano 100. O século II começou no ano 101 e terminou no ano 200. O século XXI começou no ano 2001 e terminará em qual ano?

Propostas de Situações de Recuperação:

Com base nos estudos realizados nesta atividade, oriente os alunos a organizar um calendário tendo como referência os fenômenos da natureza. Sugira que desenhem no caderno o calendário e façam marcos com as mudanças de tempo.

Seção  do Caderno do Aluno- Leitura e análise de texto

Esta seção apresenta textos diferenciados que podem complementar  a abordagem do tema estudado.

Recursos para ampliar a perspectiva do professor e do aluno para a compreensão do tema

ARIÈS, Philippe. O tempo da história. Tradução

M. S. Pereira. Lisboa: Relógio D’Água, 1992. Livro que trata da descoberta da história

por uma criança.

BAUSSIER, Sylvie. Pequena história do tempo. São Paulo: SM, 2005. Obra que apresenta

a história do tempo, entre diferentes povos, a partir da diversidade cultural. BOSCHI, Caio César. Por que estudar História? São Paulo: Ática, 2007. Livro que apresenta aos leitores o universo do saber historiográfico, do trabalho do historiador, das fontes históricas, além das noções de tempo histórico.

BRAUDEL, Fernand. Escritos sobre a História.Tradução J. Guinsburg; T. C. S. da Motta. São Paulo: Perspectiva, 1978. Obra que apresenta a importância do método e das

relações entre a História e as outras ciências sociais.

Tempo histórico e os diferentes calendários

://www.youtube.com/watch?v=-7MyIJHpE-E

Vídeo de 8min. com a explicação sobre as diferentes formas de marcar o tempo.

Pode ser utilizado como complemento durante a primeira etapa de Sondagem.

Tempo histórico

http://www.sohistoria.com.br/ef2/tempo/

Este conteúdo pode ser utilizado na proposta de recuperação como forma de síntese do conteúdo estudado.

Geografia/ Ciências /Arte e Matemática

Situação de Aprendizagem 2 –As Linguagens das Fontes Históricas:documentos escritos,mapas,imagens e entrevistas.

Objetivos: analisar as fontes históricas e suas relações com a

construção do saber histórico; propiciar a prática da atividade em grupo e aplicar conhecimentos para a produção da primeira página de um jornal histórico, incentivando a realização de pesquisa sobre

fontes históricas e a sistematização de informações e conceitos.

Competências e habilidades: desenvolver a capacidade de leitura, seleção, organização, análise e apresentação de conceitos e informações.

Sondagem e sensibilização:

1ª etapa:

Verifique os conhecimentos prévios dos alunos sobre o tema. Mostre a primeira página de um jornal e destaque o título, cidade, editora, data, ano, número,manchetes, imagens, legendas, chamadas, etc.

Desenvolvimento: Observação de mapas, cartas, certidões, fontes orais,fósseis,pinturas e fotografias.

Aula expositiva sobre os conteúdos: O que são fontes históricas; Qual é a importância do uso de fontes históricas para a História; Como o historiador utiliza as fontes históricas em sua esquisa;Quais são os tipos de fontes históricas.Os tipos de fontes históricas podem ser agrupados em algumas categorias: documentos escritos, relatos orais, audiovisuais e visuais.

2ª etapa:

Apresente as etapas da proposta da montagem da primeira página do jornal sobre fontes históricas, e oriente-os desde a formação dos

grupos, as etapas do esboço do jornal até a confecção em cartolina com todos os espaços  para as manchetes e demais partes da primeira página do jornal, destacando seus principais elementos:

nome dos responsáveis pela sua elaboração, manchete, subtítulos, chamadas, abertura de texto, índice, dados sobre a edição, imagens, legendas e créditos das imagens.

3ª e 4ª etapas:Organização dos critérios para o trabalho em grupo e para fazer uma leitura do esboço do jornal; a distribuição do espaço para o nome do jornal, a margem nas laterais, espaço para as manchetes, imagens, legendas, e textos da primeira página do jornal.

5ª etapa: Os grupos podem apresentar as matérias tratadas nos jornais, destacando especialmente as informações sobre as diferentes linguagens das fontes históricas: documentos escritos, mapas, imagens, entrevistas.

Organize uma exposição do material para a apreciação de outras classes ou para os pais.

Avaliação :Sugerimos um roteiro como referência para a elaboração da planilha:1. Os componentes do grupo participaram do trabalho de forma equilibrada? 2. Como foram realizadas pelo grupo etapas( Pesquisa; Seleção de imagens e/ou produção de desenhos;Diagramação dos espaços para a manchete, imagens, legendas e textos;Apresentação do produto final.3. Os alunos demonstraram apreensão dos conceitos envolvidos?

Propostas de Situações de Recuperação

  1. Oriente os alunos a elaborar uma lista dos principais tipos de fontes históricas, a escrever suas respectivas definições e, em seguida, a fazer desenhos para ilustrar os temas.
  2. A produção de frases curtas que caracterizem a definição de fontes históricas, documentos escritos, orais, materiais, visuais, audiovisuais e musicais é outra estratégia que pode favorecer o processo de recuperação.

Primeiras páginas de jornais diversos, materiais para pesquisa de textos e imagens , livros didáticos.

Recursos para ampliar a perspectiva do professor e do aluno para a compreensão do tema

BOSCHI, Caio César. Por que estudar História? São Paulo: Ática, 2007. O livro de Caio César Boshi apresenta valiosas considerações sobre o

trabalho do historiador, as fontes históricas e as diferenças de abordagens historiográficas.

FARIA, Maria Alice. Como usar o jornal em sala de aula. São Paulo: Contexto, 2005. A

obra apresenta uma análise das partes de um jornal, como ele é preparado e como a sua leitura

crítica pode transformar as aulas de diferentes disciplinas.

FARIA, Maria Alice; ZANGUETA, Juvenal.Para ler e fazer o jornal na sala de aula. São Paulo: Contexto, 2007. A obra mostra a importância da utilização do jornal na sala de aula, a partir da ampliação da linguagem,do

vocabulário e análise de diferentes discursos.

PINSKY, Carla (Org.). Fontes históricas. São Paulo: Contexto, 2005. Obra que apresenta os

métodos e técnicas utilizados pelos pesquisadores e historiadores, a partir do estudo de variadas fontes, vestígios e documentos históricos.

Os Narradores de Javé

http://curriculomais.educacao.sp.gov.br/narradores-de-jave-oralidade-e-escrita/

Vídeos que abordam a importância dos registros para a História. Pode ser utilizado na Etapa de Sondagem ou Recuperação da Aprendizagem

O filme Narradores de Javé faz parte do acervo do Programa Cinema vai à Escola.( apesar de ser destinado ao público do E.M, algumas cenas podem ser exploradas no E.F).

Animação em vídeo - História do Mundo Contada com  Lego

http://curriculomais.educacao.sp.gov.br/historia-do-mundo-com-a-lego/

MAE-USP

http://www.nptbr.mae.usp.br/acervo/

Os Narradores de Javé

http://curriculomais.educacao.sp.gov.br/narradores-de-jave-oralidade-e-escrita/

Animação em vídeo - História do Mundo Contada com  Lego

http://curriculomais.educacao.sp.gov.br/historia-do-mundo-com-a-lego/

MAE-USP

http://www.nptbr.mae.usp.br/acervo/

Geografia/ Ciências/ Arte.

Situação de Aprendizagem 3 – A Vida na Pré-História e a escrita.

Objetivos: estimular os alunos a participar do processo de produção e aquisição do conhecimento histórico; pesquisar em enciclopédias, livros de apoio didático e sites alguns conceitos ligados e a origem da escrita.

Competências e habilidades: trabalhar em equipe, pesquisar, sistematizar e apresentar conceitos e informações, expor oralmente e por escrito, selecionar, organizar, relacionar e interpretar dados, representados de diferentes formas; desenvolver a capacidade de enfrentar situações-problema.

Sondagem e sensibilização

Será muito importante que você busque e valorize, por meio de questões muito simples, quais são os conhecimentos prévios que os alunos têm sobre o tema para a confecção de um dicionário da Pré-história.

1ª etapa:

Apresente a proposta de trabalho à classe, cuidando para que cada uma das etapas seja compreendida por todos.

Exponha os critérios para a formação de duplas ou trios e a data de entrega do dicionário temático e da apresentação dos temas.

Algumas perguntas que você pode fazer aos alunos:

1. Vocês sabem o que significa Pré-história? 2. Como vocês imaginam que era a vida das pessoas nesse período? 3. Como vocês acham que as pessoas obtinham seus alimentos? O que será que elas

comiam? 4. Como eram as suas moradias? 5. Que outras informações vocês têm sobre esse período?

2ª etapa:

Forme duplas ou trios, ou permita que eles próprios se organizem livremente.

Avise-os que cada um deverá fazer o seu dicionário e que a avaliação será coletiva no que se refere aos procedimentos de pesquisa e individual em relação ao produto final.

Apresente os conceitos listados a seguir e solicite a eles que iniciem a atividade: Pré-história; Paleolítico; Neolítico; Pedra Lascada; Pedra Polida;  Nomadismo; Sedentarismo; Caça; Coleta de raízes; Pesca; Pinturas rupestres; Descoberta do fogo; Zoólito; Raspadores;

Furadores; Pontas de Projéteis; Machados de Pedra.

Peça-lhes que coloquem os conceitos em ordem alfabética e que comecem a pesquisa. Como se trata de um dicionário ilustrado,

oriente-os a buscar informações em textos e em imagens relacionadas.

3ª etapa:

Oriente os alunos a iniciar os registros sobre os temas pesquisados no caderno, em folhas de papel almaço, monobloco ou sulfite.

Solicite para que pesquisem respostas para questões curiosas

sobre as palavras listadas, como suas origens e seus significados.

Organize uma exposição oral a partir da seleção dos conteúdos organizados, a seguir, em forma de questões.

4ª etapa:

A partir da leitura no Caderno do Aluno na seção - Leitura e análise de texto, você poderá propor as questões inseridas na sequência

do texto.

1.Como teria surgido o homem?

2. É correto o uso do termo Pré-história?

3. Onde surgiram os nossos primeiros antepassados?

4. Quais foram as principais mudanças ocorridas

na vida do homem pré-histórico?

5. O que significa coletar alimentos?

5ª etapa:

No Caderno do Aluno -Proposta de atividade dos alunos confeccionarem um “caça-palavras”. Instrua-os a selecionarem oito palavras do texto que considerem como palavras-chave para organizar um caça-palavras, e que utilizem o espaço quadriculado, distribuindo as palavras em diversas posições: vertical, horizontal, de cima para baixo, de baixo para cima, da esquerda para direita e da direita para esquerda.

 A partir dos textos presentes no Caderno do Aluno na seção Leitura e análise de texto, você poderá realizar uma aula expositiva

dialogada a partir das questões: 1. Quais são as duas hipóteses mais aceitas sobre a origem do homem? 2. De que modo é possível saber como era uma moradia na Pré-história? 3.Onde foram encontrados os primeiros sinais de agricultura?

Avaliação:

Avaliar junto com os alunos as mudanças de concepção em relação à Pré-história do início da S.A e agora após  a realização da pesquisa e atividades.

Questões propostas: 1.A partir dos temas estudados sobre a Pré- -história, organize uma linha do tempo com os períodos da Pré-história.2.Explique como ocorreu a expansão do povoamento do globo terrestre. Faça um desenho, utilizando os continentes para explicar sua resposta.

Propostas de Situações de Recuperação

  1. Solicite aos alunos que selecionem dez palavras- chave relacionadas à Pré-história. Em seguida, peça que identifiquem o significado dos termos escolhidos.
  2. Peça que os alunos selecionem palavras--chave relacionadas à Pré-história. Em seguida, auxilie-os a redigir frases com as palavras escolhidas.

Seção  do Caderno do Aluno- Leitura e análise de texto

Esta seção apresenta textos diferenciados que podem complementar  a abordagem do tema estudado.

Recursos para ampliar a perspectiva do professor e do aluno para a compreensão do tema.

Filme:

A guerra do fogo (La Guerre du feu). Direção:

Jean-Jacques Annaud. Canadá, 1981. 100 min.

Em função da idade dos alunos, selecione algumas cenas, como, por exemplo, a conquista do fogo.

Livros

BRÉZILLON, Michel. Dicionário de Préhistória.Lisboa: Edições 70, 1990. Dicionário que trata de vários períodos da Pré-história, apresentando-os segundo as regiões e as mais

diversas manifestações culturais que caracterizam

o homem pré-histórico.

TORRONTEGUY, Teófilo. A Pré-história.São Paulo: FTD, 1999. A obra faz parte da

coleção Para Conhecer Melhor e tem por objetivo aprofundar os conhecimentos de temas

relacionados à Pré-história.

Visita ao Museu de Arqueologia da USP.

http://www.mae.usp.br/ensino/

Documentário sobre a Pré-história com 9 minutos de duração.

http://www.youtube.com/watch?v=FdzhIYQ5MTM

Arqueologia Brasileira

http://www.itaucultural.org.br/arqueologia/

Telecurso

http://www.telecurso.org.br/historia-ens-f/

Geografia/ Ciências/   Arte.

Situação de Aprendizagem 4 – Os suportes e Instrumentos da escrita.

Objetivos:reflexões sobre os diversos materiais que a humanidade utilizou para fazer seus escritos e que são chamados de suportes da escrita; perceber as relações passado-presente e as permanências e rupturas da história da escrita e seus suportes ao longo do tempo, comparados entre si e em relação à sua realidade.

Competências e habilidades:reconhecer a história da escrita e seus diferentes suportes; desenvolver a autonomia na busca de informações; habilidade de sistematizar; capacidade de leitura; selecionar, organizar e analisar conceitos e informações; realizar exposição oral e escrita.

Sondagem e sensibilização

1ª Etapa:

Converse com seus alunos sobre os suportes da escrita que eles utilizam durante as atividades escolares e quais são os conhecimentos prévios que eles têm sobre os materiais

utilizados para a escrita ao longo da história.

Apresente a proposta de trabalho do painel aos alunos, valorizando a importância da pesquisa antes das aulas expositivas sobre o tema. Incentive-os a buscar as informações para garantir uma visão global do assunto em estudo, de maneira que eles possam organizar o painel.

2ª etapa:

Anote na lousa os temas relacionados à escrita e sua história, os nomes dos diferentes suportes e instrumentos e algumas formas de escrita que devem ser pesquisadas.

Oriente os alunos a registrar nos cadernos os temas do roteiro de pesquisa.Temas: Escrita e sua história; Suportes da escrita – placas de argila, papiros e pergaminhos;  Instrumentos da escrita; Ideograma; A escrita ideográfica; A escrita alfabética.

3ª etapa:

Utilize o texto da seção Leitura e análise de texto _ A escrita e sua história- presente no Caderno do Aluno.

4a e 5a etapas:

As atividades que podem ser desenvolvidas pelos alunos :  iniciar o registro da pesquisa  em grupo e a troca dos materiais pesquisados nas duplas e trios.

Selecionar os suportes da escrita para a montagem do painel.

Você poderá passar pelos grupos para verificar material pesquisado, os registros escritos e a seleção de imagens e desenhos.

Oriente os grupos a iniciar a produção final dos textos e a montagem do mural.

Avaliação:

Por meio de suas observações, você pode verificar:

Houve  a participação equilibrada entre os componentes do grupo? Os conceitos norteadores da pesquisa foram  atingidos adequadamente? Os alunos agiram de forma organizada,

cumprindo combinados e prazos?O painel produzido atendeu aos objetivos propostos?

Propostas de Situações de Recuperação

Você pode sugerir a elaboração de uma palavra cruzada, tendo como eixo principal a expressão “suportes da escrita”, com letras

coloridas

Utilizar os conceitos relacionados ao tema história da escrita e os suportes da escrita para a produção de texto.

Seção  do Caderno do Aluno- Leitura e análise de texto

Esta seção apresenta textos diferenciados que podem complementar  a abordagem do tema estudado.

Recursos para ampliar a perspectiva do professor e do aluno para a compreensão do tema.

Livros:

BAuSSIER, Sylvie. Pequena história da escrita.São Paulo: SM, 2005. Nesta obra, a autora

apresenta um belo texto com imagens e documentos

sobre a história da escrita.

CHARTIER, Roger. A aventura do livro:do leitor ao navegador. São Paulo: Editora Unesp, 1997. O consagrado historiador Roger

Chartier apresenta aqui uma história do livro, tratando de diferentes papéis do autor,

do leitor, do editor e dos suportes técnicos do escrito.

GIRARDET, Sylvie; SALAS, Nestor. A gruta de Lascaux. São Paulo: Companhia das Letras,

2000. Neste livro o autor apresenta a história de quatro crianças que encontram

uma caverna com pinturas rupestres na gruta

de Lascaux, na França, com desenhos de 17 mil anos.

ROCHA, Ruth; ROTH, Otávio. A história do livro. São Paulo: Melhoramentos, 1992.

_______. O livro das letras. São Paulo: Melhoramentos,

1992.

_______. O livro das tintas. São Paulo: Melhoramentos,

1992.

_______. O livro do papel. São Paulo: Melhoramentos,

1992.

Obras da Coleção O Homem e a Comunicação,

de autoria de Ruth Rocha, que de forma

coesa e coerente abordam diversos temas relacionados

à escrita.

Visita ao Museu da Língua Portuguesa.

Telecurso

http://www.telecurso.org.br/historia-ens-f/

Pesca letras

http://curriculomais.educacao.sp.gov.br/pesca-letras/

Geografia/ Ciências/Arte/  Língua Portuguesa.

Desenvolvido por  LUCIANA FACHINI  a partir de  29/03/2012 e atualizado em outubro/2014.