Disciplina: História

Série/Ano: 5ª série/6º ano

Vol/Bim: Vol 1/1ºBm

CADERNO DO ALUNO

Situação de Aprendizagem (Número/título)

Sequência Didática

Recursos audiovisuais e/ou de TIs  sugeridos no caderno

Recursos audiovisuais e/ou de TIs sugeridos pelo PCNP

Interfaces interdisciplinares / Temas transversais

Situação de Aprendizagem 1 – Sistemas sociais e culturais de  Notação de Tempo ao longo da História.

Sondagem: Faça um levantamento sobre as semelhanças

e diferenças estabelecidas como critérios para que cada um marque seu tempo. Pergunte,por exemplo, quando eles sentem passar o tempo mais rápido e mais devagar. Escreva na lousa a seguinte frase:“Os dias podem ser iguais para um relógio,mas não para um homem.”Marcel Proust, escritor francês (1871-1922). Chroniques,Vacances de Pâques, Le Figaro. 25 de março de 1913.Após a apresentação da citação, estimule os alunos a interpretá-la. Pergunte se eles conhecem

exemplos que estejam relacionados a diferentes formas de contar o tempo. Destaque a necessidade de diferentes povos, ao longo da História, marcarem o tempo considerando os

ritmos da natureza, como as mudanças de estações

e temporadas de chuvas, por exemplo. As atividades econômicas – como as culturas agrícolas – também serviram, e ainda servem como referência de tempo para populações rurais.Mostre para a classe os diferentes significados da palavra tempo como (clima, do relógio, do  calendário que é chamado de  cronológico, tempo histórico).Você poderá utilizar  as definições do  historiador francês Fernand Braudel (1902-1985) que em seus estudos sobre o tempo os três níveis: breve duração; o tempo das conjunturas, e o tempo de longa duração.Após as reflexões realizadas com a participação

dos alunos, você poderá propor a construção do varal sobre os sistemas sociais e culturais de notação de tempo ao longo da

História a partir do conceito de tempo cronológico e de tempo histórico, valendo-se do exemplo de alguns marcadores de tempo como o relógio de sol, a clepsidra, a ampulheta,

o gnômon e os calendários gregoriano, juliano,judaico, chinês, muçulmano e japonês.

Roteiro :você poderá desenvolver uma aula expositiva com base nos conteúdos -A necessidade de marcar o tempo;Por que a semana tem sete dias?;Qual a origem dos nomes dos meses do nosso calendário?; Quais os critérios usados nessa divisão do tempo em períodos? Quais as informações que temos sobre os relógios mais antigos?

Roteiro de pesquisa :Solicite aos alunos que realizem pesquisas de forma a caracterizar os marcadores de tempo abaixo descritos. Peça que, para cada um dos marcadores temporais, vinculem um exemplo de utilização, explicando o significado para a cultura que o utiliza:  Sol; Clepsidra; Ampulheta; Gnômon; Calendário gregoriano; Calendário juliano; Calendário judaico; Calendário chinês; Calendário muçulmano; Calendário japonês.Sugira aos alunos que desenhem ou selecionem imagens que se refiram ao assunto pesquisado. Após as suas orientações para a pesquisa e após a avaliação do material, inicie com os alunos a montagem do varal, organizando uma faixa ou um cartaz com o título da exposição.

Avaliação :acompanhe o processo de aprendizagem dos alunos, localizando dificuldades, propondo retomadas e fazendo mudanças, se necessário. Sugestão:  orientar os alunos para a  construção de uma ampulheta feita com garrafa pet para mostrar como o tempo pode ser marcado de outras formas.

Livros

ARIÈS, Philippe. O tempo da história. Tradução

M. S. Pereira. Lisboa: Relógio D’Água, 1992. Livro que trata da descoberta da história

por uma criança.

BAUSSIER, Sylvie. Pequena história do tempo. São Paulo: SM, 2005. Obra que apresenta

a história do tempo, entre diferentes povos, a partir da diversidade cultural. BOSCHI, Caio César. Por que estudar História? São Paulo: Ática, 2007. Livro que apresenta aos leitores o universo do saber historiográfico, do trabalho do historiador, das fontes históricas, além das noções de tempo histórico.

BRAUDEL, Fernand. Escritos sobre a História.Tradução J. Guinsburg; T. C. S. da Motta. São Paulo: Perspectiva, 1978. Obra que apresenta a importância do método e das

relações entre a História e as outras ciências sociais.

Filme : A Era do Gelo.

Geografia/ Ciências /Arte e Matemática

Situação de Aprendizagem 2 –As Linguagens das Fontes Históricas:documentos escritos,mapas,imagens e entrevistas.

Sondagem : Verifique os conhecimentos prévios dos alunos sobre o tema. Mostre a primeira página de um jornal e destaque o título, cidade, editora, data, ano, número,manchetes, imagens, legendas, chamadas, etc.

Desenvolvimento: Observação de mapas, cartas, certidões, fontes orais,fósseis,pinturas e fotografias.

Aula expositiva sobre os conteúdos: O que são fontes históricas; Qual é a importância do uso de fontes históricas para a História; Como o historiador utiliza as fontes históricas em sua pesquisa;Quais são os tipos de fontes históricas.Os tipos de fontes históricas podem ser agrupados em algumas categorias: documentos escritos, relatos orais, audiovisuais e visuais.

Roteiro : Apresente a proposta de confecção da primeira página de um jornal sobre fontes históricas e oriente-os desde a formação dos grupos, as etapas do esboço do jornal até a confecção em cartolina com todos os espaços  para as manchetes e demais partes da primeira página do jornal da História sobre linguagens das fontes históricas.Organize uma exposição do material para a apreciação de outras classes ou para os pais.

Avaliação :Sugerimos um roteiro como referência para a elaboração da planilha:1. Os componentes do grupo participaram do trabalho de forma equilibrada? 2. Como foram realizadas pelo grupo etapas( Pesquisa; Seleção de imagens e/ou produção de desenhos;Diagramação dos espaços para a manchete, imagens, legendas e textos;Apresentação do produto final.3. Os alunos demonstraram apreensão dos

conceitos envolvidos?

 

Primeiras páginas de jornais diversos, materiais para pesquisa de textos e imagens , livros didáticos.

Livros:

BOSCHI, Caio César. Por que estudar História? São Paulo: Ática, 2007. O livro de Caio César Boshi apresenta valiosas considerações sobre o

trabalho do historiador, as fontes históricas e as diferenças de abordagens historiográficas.

FARIA, Maria Alice. Como usar o jornal em sala de aula. São Paulo: Contexto, 2005. A

obra apresenta uma análise das partes de um jornal, como ele é preparado e como a sua leitura

crítica pode transformar as aulas de diferentes disciplinas.

FARIA, Maria Alice; ZANGUETA, Juvenal.Para ler e fazer o jornal na sala de aula. São Paulo: Contexto, 2007. A obra mostra a importância da utilização do jornal na sala de aula, a partir da ampliação da linguagem,do

vocabulário e análise de diferentes discursos.

PINSKY, Carla (Org.). Fontes históricas. São Paulo: Contexto, 2005. Obra que apresenta os

métodos e técnicas utilizados pelos pesquisadores e historiadores, a partir do estudo de variadas fontes, vestígios e documentos históricos.

Confecção de um jornal desde a diagramação até a chegada à banca, vídeo de 6 minutos

https://www.youtube.com/watch?v=CR-JHGyFtD0

Geografia/ Ciências/ Arte.

Situação de Aprendizagem 3 – A Vida na Pré-História e a escrita.

Sondagem :será muito importante que você busque e valorize, por meio de questões muito simples, quais são os conhecimentos prévios que os alunos têm sobre o tema para a confecção de um dicionário da Pré-história.

Roteiro : o envolvimento dos alunos com o tema poderá se estimulado através das questões: Vocês sabem o que significa Pré-história?; Como vocês imaginam que era a vida das

pessoas nesse período?  Como vocês acham que as pessoas obtinham seus alimentos? O que será que elas comiam?

Como eram as suas moradias? Que outras informações vocês têm sobre esse período? Faça registros na lousa a respeito das principais informações manifestadas pelos alunos.Peça a eles que as anotem nos respectivos cadernos e avise que ao final desta Situação de Aprendizagem, eles irão retornar a esses registros para confrontá-los com os novos conhecimentos

adquiridos, podendo assim confirmar ou negar as concepções iniciais

Explique que o objetivo  é que os alunos  pesquisem em enciclopédias, livros de apoio didático e sites, alguns conceitos ligados à Pré-história e à origem da escrita.Exemplos :Pré-história; Paleolítico; Neolítico; Pedra Lascada; Pedra Polida; Nômade; Sedentário; Caça; Coleta;

Pesca; Pinturas rupestres; Fogo.

Avaliação : Por meio da observação você poderá analisar em cada etapa o desempenho dos alunos, sua capacidade de compreender metodologias e de estabelecer relações de socialização durante a realização das atividades,a efetiva utilização, articulação e leitura dos recursos documentais, a iniciativa individual na busca de material de apoio, o espírito questionador e participativo e os potenciais dos resultados finais.

Filme:

A guerra do fogo (La Guerre du feu). Direção:

Jean-Jacques Annaud. Canadá, 1981. 100 min.

Livros

BRÉZILLON, Michel. Dicionário de Préhistória.Lisboa: Edições 70, 1990. Dicionário que trata de vários períodos da Pré-história, apresentando-os segundo as regiões e as mais

diversas manifestações culturais que caracterizam

o homem pré-histórico.

TORRONTEGUY, Teófilo. A Pré-história.São Paulo: FTD, 1999. A obra faz parte da

coleção Para Conhecer Melhor e tem por objetivo aprofundar os conhecimentos de temas

relacionados à Pré-história.

Visita ao Museu de Arqueologia da USP.

http://www.mae.usp.br/ensino/

Documentário sobre a Pré-história com 9 minutos de duração.

http://www.youtube.com/watch?v=FdzhIYQ5MTM

Geografia/ Ciências/   Arte.

Situação de Aprendizagem 4 – Os suportes e Instrumentos da escrita.

Sondagem :Converse com seus alunos sobre quais são os suportes da escrita que eles utilizam durante as atividades escolares e quais são os conhecimentos prévios que eles têm sobre os materiais utilizados para a escrita ao longo da

História. Apresente a proposta da atividade em grupo -  montagem do painel sobre os suportes da escrita.

Roteiro :Anote na lousa os temas relacionados à escrita e sua história, os nomes dos diferentes suportes e instrumentos

e algumas formas de escrita que devem ser pesquisadas:

a)A escrita e sua história;b)Suportes da escrita – papiros e pergaminhos;c)Instrumentos da escrita; d)Ideograma; e) A escrita ideográfica; f) A escrita alfabética. A partir da pesquisa ou de aula expositiva você poderá organizar os grupos para a montagem do painel.Os alunos poderão iniciar

o registro da pesquisa e a troca dos materiais pesquisados nas duplas e trios. É também o momento de selecionar os suportes da escrita para a montagem do painel. Passe pelos grupos, para verificar o material pesquisado, os registros escritos e a seleção de imagens e desenhos. Em seguida, oriente os grupos a iniciar a produção final dos textos e a montagem do mural.

Avaliação :Por meio de suas observações, você pode verificar:

Houve  a participação equilibrada entre os componentes do grupo? Os conceitos norteadores da pesquisa foram  atingidos adequadamente? Os alunos agiram de forma organizada,

cumprindo combinados e prazos?O painel produzido atendeu aos objetivos propostos?

Livros:

BAuSSIER, Sylvie. Pequena história da escrita.São Paulo: SM, 2005. Nesta obra, a autora

apresenta um belo texto com imagens e documentos

sobre a história da escrita.

CHARTIER, Roger. A aventura do livro:do leitor ao navegador. São Paulo: Editora Unesp, 1997. O consagrado historiador Roger

Chartier apresenta aqui uma história do livro, tratando de diferentes papéis do autor,

do leitor, do editor e dos suportes técnicos do escrito.

GIRARDET, Sylvie; SALAS, Nestor. A gruta de Lascaux. São Paulo: Companhia das Letras,

2000. Neste livro o autor apresenta a história de quatro crianças que encontram

uma caverna com pinturas rupestres na gruta

de Lascaux, na França, com desenhos de 17 mil anos.

ROCHA, Ruth; ROTH, Otávio. A história do livro. São Paulo: Melhoramentos, 1992.

_______. O livro das letras. São Paulo: Melhoramentos,

1992.

_______. O livro das tintas. São Paulo: Melhoramentos,

1992.

_______. O livro do papel. São Paulo: Melhoramentos,

1992.

Obras da Coleção O Homem e a Comunicação,

de autoria de Ruth Rocha, que de forma

coesa e coerente abordam diversos temas relacionados

à escrita.

O nascimento da escrita

http://www.youtube.com/watch?v=GC8ClPNWv3k

Visita ao Museu da Língua Portuguesa.

Geografia/ Ciências/Arte/  Língua Portuguesa.

 DESENVOLVIDO  POR LENÍLTON DE ASSIS MELLO BARROS e POR LUCIANA FACHINI A PARTIR DE 29/03/2012