A desencarnação de Godofredo

         Figura 1 

         Godofredo é pai de Haroldo e marido de Jerusa. Ele é um homem bondoso, mas muito preocupado com seu trabalho e sua família. Ele trabalha em uma grande empresa e mora em uma cidade com muitos habitantes.

         Em uma sexta-feira à tardinha, Godofredo saiu apressado do trabalho, pois tinha combinado de pegar a esposa e o filho para irem passar o final de semana na praia, que ficava a poucos quilômetros da cidade onde eles moravam. Godofredo tinha pressa, pois queria chegar o quanto antes na praia e aproveitar bem todo o final de semana.

         Por isso Godofredo dirigia em alta velocidade, além do limite permitido. Com pressa, resolveu não parar em um sinal vermelho, e não percebeu que vinha outro motorista do outro lado da rua, também muito apressado. Quando tentou desviar, acabou batendo com muita força em um poste.

         Figura 2

         Assim que abriu os olhos, Godofredo achou estranho ver seu corpo todo machucado, pois ele se sentia bem. E meio atordoado, sem entender direito o que estava acontecendo, seguiu a pé para casa, para contar logo o acidente para a família.

         Logo que começou a andar, sentiu-se confuso, e não encontrava o caminho de casa. Godofredo caminhou desorientado por muito tempo, por muitas ruas que não conhecia.


         Figura 3 

         Finalmente, depois de um longo tempo, Godofredo chegou em casa. Ele não sabia quanto tempo tinha andado, mas ficou feliz em ver a esposa:

         - Querida, cheguei! – disse animadamente.


         Figura 4 


         A esposa, sabendo que o esposo havia desencarnado em um acidente há alguns dias atrás, desmaiou de susto ao ver o marido na sua frente.

         - O que houve querida? Não ficou alegre em me ver? – perguntou Godofredo, enquanto tentava reanimar a esposa.


         
Figura 5 


         Ouvindo vozes na sala, Haroldinho, o filho de Godofredo que estava vendo televisão no quarto, foi ver o que estava acontecendo.

         - Haroldinho! – exclamou Godofredo, feliz em ver o filho.

         - Papai! – foi só o que o menino conseguiu dizer.


         Figura 6


         Haroldinho quando percebeu que seu pai, que já havia desencarnado, estava na sala, desmaiou de susto também.

         - Desmaiaram de susto! Por que será? – perguntou Godofredo, sem entender nada.


         Figura 7


         Godofredo não percebeu que o seu corpo físico havia morrido e que ele havia aparecido em espírito aos seus familiares, assustando-os.

         - Parece que viram um fantasma! – dizia Godofredo, sem perceber sua realidade espiritual.


         Figura 8 


         E assim Godofredo continuou andando pela casa, perguntando a si mesmo:

         - Por que todo mundo tem medo de mim?


         Figura 9


         Godofredo, apesar de um pouco confuso, sentia-se bem, disposto e cheio de vontade de ir à praia. Como ninguém respondia às suas perguntas, ele continuava a falar e a andar pela casa:

         - Eu continuo o mesmo Godofredo de sempre! – dizia ele, repetidas vezes.

Fonte: http://www.searadomestre.com.br/evangelizacao/desencarnehistoria.htm