Aprendendo com Sara

“O enfeite delas não seja o exterior, no frisado dos cabelos, no uso de jóias de ouro, na compostura dos vestidos; Mas o homem encoberto no coração; no incorruptível traje de um espírito manso e quieto, que é precioso diante do SENHOR.” (1 Pedro 3. 3,4)

SARA

Porque essa mulher era tão especial?  Quem era ela realmente, e o que a fez ser tão abençoada?


Seguiu a liderança de seu marido -
Abraão, por ordem do SENHOR, deixou seu país e sua parentela para ir à nova terra, “levou… Sarai sua mulher”.  Ela deve ter-se questionado muito: Para onde vamos?  Qual será nosso endereço para correspondência?  Quando voltaremos?  Só vou poder levar isso?  Não deve ter sido fácil ser esposa de Abraão.  Hoje nós o conhecemos por “pai da fé”, mas naquele tempo… Mesmo assim, Sara o seguiu e enfrentou, com certeza, situações difíceis.  Ela deixou pai e mãe e dedicou-se ao seu esposo.

Possuía uma beleza interior e exterior - Sara era muito formosa!  Quando eles chegaram ao Egito, Abraão pediu que Sara dissesse que era sua irmã, pois se falasse que era sua esposa, por causa da sua beleza eles poderiam querer matá-lo, para a desposarem.  Ela o obedeceu, e o próprio Faraó se encantou com ela… O SENHOR, porém, a livrou dessa delicada situação.  Posteriormente, Abraão a colocou em outra situação semelhante: Sara tinha 90 anos quando Abimeleque se sentiu atraído por sua beleza e quase se casou com ela!  Pedro a descreveu da seguinte maneira: Ela “vestia-se” de um “espírito dócil e tranqüilo o que é de grande valor para Deus” (1 Pedro 3.4).

Aprendeu que não há impossíveis para o SENHOR - Sara escutou dois visitantes conversando sobre ela ficou curiosa e então, procurou um lugar mais estratégico a fim de descobrir do que se tratava a conversa.  Sara escutou que Ismael não era a semente escolhida e ela iria ter um bebê!  Tudo lhe pareceu tão ridículo que Sara riu!  Nesse mesmo momento “disse o SENHOR a Abraão: Porque se riu Sara?… Acaso para o SENHOR há coisa demasiadamente difícil? (Gênesis 18.12,13). Sara descobriu rapidinho a resposta: um ano mais tarde tornou-se mãe de Isaque, cujo nome significa “riso”.

Pense nisso! Em sua opinião, existe algo difícil demais para o SENHOR?
Sara aprendeu que para o SENHOR não há impossíveis.
Pedro encoraja-nos a sermos “filhas de Sara”, praticando o bem e não temendo nenhuma perturbação.