Carta da Assessoria de Imprensa da Tigre    

De: Assessoria de Imprensa da Tigre S.A. Tubos e Conexões

Prezado Sr. Dr. José Roberto Guedes de Oliveira

Primeiramente, gostaríamos de agradecer pela sua manifestação, pois, somente através do

entendimento claro dos sentimentos de nossos consumidores e do público em geral, poderemos nos manter como uma empresa admirada e respeitada como sempre fomos. Portanto, achamos importante pontuar alguns itens:

- Quando desenvolvemos esse comercial não houve a menor intenção de ofender qualquer

pessoa que possa sofrer de gagueira.

- Isso fica evidente se atentarmos para o fato de que durante toda a conversa entre a

personagem “Gaga” e o personagem “Corretor de Imóveis” não há qualquer tipo de “gozação”

seja da parte dele para com ela ou mesmo da parte dela para com ele, naquele momento em

que ele começa a gaguejar.

No entanto, por melhor que seja a nossa intenção, de nada adiantará se não conseguirmos agradar aos nossos consumidores.

Mesmo não tendo a leitura de que essa propaganda seja ofensiva, tomamos uma decisão.

Por liberalidade nossa e, especialmente, em respeito aos nossos consumidores e toda a

sociedade, informamos que suspendemos a veiculação deste filme.

Muito obrigado pela sua crítica e conte sempre conosco.

Att

Assessoria de Imprensa TIGRE

Carta resposta do IBF

ILMO. SR.

DR. EVALDO DREHER

DD. PRESIDENTE DA TIGRE S.A. – TUBOS E CONEXÕES

Rua dos Bororós, 84 – Distrito Industrial

89239-290 – JOINVILLE – SC

Prezado Senhor

É com muita satisfação que o Instituto Brasileiro de Fluência - IBF, através de seu assessor

jurídico, Dr. José Roberto Guedes de Oliveira, recebe a notícia de que um de seus vídeos

institucionais, centrado em pessoas que gaguejam, foi retirado de veiculação.

Mesmo que não tenha havido qualquer intenção prévia de ofensa no desenvolvimento do

comercial, usar uma dificuldade que é tão incapacitante para cerca de 2 milhões de brasileiros

como motivo de graça, sem dúvida demonstra um desconhecimento do que gagueira

realmente é.

Para colaborar com a sua campanha, lhe deixo duas peças de informação.

1. A primeira é o conceito de gagueira da Organização Mundial da Saúde, através da

Classificação Internacional de Doenças e outros transtornos (CID 10):

http://www.datasus.gov.br/cid10/webhelp/cid10.htm

Sob o código F98.5, gagueira é caracterizada da seguinte forma:

A fala é caracterizada por repetições frequentes ou prolongamentos de fones, sílabas ou

palavras, ou por hesitações frequentes, ou pausas que rompem o fluxo da fala. Deverá ser

classificado como um distúrbio apenas quando sua severidade marcadamente interfere na

fluência da fala. É um distúrbio no ritmo da fala, no qual o indivíduo sabe precisamente o que quer dizer mas, ao mesmo tempo, é incapaz de dize-lo devido a repetições, prolongamentos e interrupções involuntárias dos sons (grifo meu).

Veja que em nenhum momento termos como insegurança, ansiedade, nervosismo ou desejo deocultar informações fazem parte da definição. Ao contrário!

2. A segunda,  são dois vídeos rápidos veiculados na mídia brasileira e na mídia internacional

sobre gagueira.

Os filmes nos dois endereços abaixo foram produzidos gratuitamente pela Rede Globo de

Televisão, e são veiculados durante 15 dias em média, nos meses de Outubro, desde 2006, por

ocasião do Dia Internacional de Atenção à Gagueira - DIAG, que é em 22 de outubro.

O lema internacional da campanha é:

GAGUEIRA NÃO TEM GRAÇA. TEM TRATAMENTO! 

Veja em Português:

http://www.youtube.com/watch?

v=ycO_Rb9tmxw&list=PL0665C51D983AC080&index=10&feature=plpp_video

e em Inglês, para a Globo Internacional:

http://www.youtube.com/watch?v=x_fLnNV-asQ

E o vídeo abaixo é um belo exemplo de como se utiliza a gagueira em um comercial respeitoso,

num depoimento de Shaquille O'Neal, famoso jogador de basquete americano e uma pessoa

que gagueja. Ele fala de sua gagueira e diz se sentir "confortável em sua pele", apesar das suas

dificuldades com a fala. O comercial é da Dove, segmento Men Care:

http://www.youtube.com/watch?

v=8MzgDy2wCE&list=PL8A245C08069789F5&index=3&feature=plcp

Os produtos Tigre são de excelente e indiscutível qualidade. E ficaremos sempre agradecidos

que a sua Organização não use a gagueira ou quaisquer outros tipos de transtornos,

dificuldades, minorias, como alvo para comerciais. Pelo menos não da forma deste recém

retirado do ar.

O Instituto Brasileiro de Fluência - IBF terá o maior interesse em prover informações e

assessorias sobre gagueira e outros distúrbios de fluência para que sejam utilizadas não só a

favor da sua Organização, mas também destes portadores que são altamente discriminados no

país devido à completa desinformação sobre suas características.

Atenciosamente,

Dra Fga Anelise Junqueira Bohnen

CRFa 5587/RS

Presidente do Instituto Brasileiro de Fluência - IBF

www.gagueira.org.br

presidência@gagueira.org.br

55 51 3222 1524

55 51 9951 0975