Disciplina:

Língua Portuguesa

Série/Ano:

5ª série / 6º ano

Vol/Bim:

CADERNO DO ALUNO

Situação de Aprendizagem (Número/título)

Sequência Didática

Recursos audiovisuais e/ou de TIs  sugeridos no caderno

Recursos audiovisuais e/ou de TIs sugeridos pelo PCNP

Interfaces interdisciplinares / Temas trasnsversais

1

“Traços característicos da tipologia expor”

Conteúdos e temas

leitura de coletânea de textos expositivos; levantamento das características estruturais

dos textos expositivos, de acordo com o contexto; análise e comparação de textos expositivos; interpretação

de textos expositivos; escrita de justificativas sobre questões de múltipla escolha; exposição

oral sobre textos lidos e temas estudados; estudo de algumas marcas dêiticas (pronomes pessoais).

Competências e habilidades

 conhecer e saber utilizar adequadamente os textos expositivos como fontes

de informação; saber selecionar informações de acordo com os objetivos ou intencionalidades da situação

comunicativa; saber organizar informações sobre um mesmo tema, retiradas de textos ou fontes

diferentes; selecionar informações e fazer anotações em fichas ou listas; saber fazer uso das informações

coletadas de acordo com o contexto da situação comunicativa.

Palavras- chave: características, reconhecimento, expositivos.

Resgatando: Sondagem através da avaliação diagnóstica com a leitura e a compreensão oral de: Verbete de enciclopédia dos Povos Indígenas no Brasil; Trecho de uma entrevista com Roger Chatier, e Artigo de Divulgação Científica da Folha de São Paulo.

Problematizando:

Fichamento dos trechos lidos à partir da análise dos grupos, a fim de identificar os elementos das situações de produção de cada gênero.

Sistematizando:

 Preenchimento de quadro organizacional, com o objetivo de selecionar as informações gerais de cada um dos textos, tais como: título, autor, gênero, tema e onde foi publicado.

Produzindo: 

         a)    Produção de pesquisa em grupo sobre um dos temas tratados nos textos analisados. Apresentação oral da pesquisa.

        b)     Pesquisa, registro e fichamento de novos textos.

        c)     Produção de dois parágrafos expositivos sobre o tema pesquisado.

        d)     Organização de exposição oral à partir do estudo  das características estruturais próprias, objetivando que o aluno perceba a exposição oral como gênero.

Estudo da língua:

  1. Escuta, discussão, registro e gravação das exposições orais coletivas.
  2. Transição das exposições orais, observando a pontuação e os elementos coesivos.

Lição de casa: Exercícios sobre preposição e conjunção. Estabelecimento de relações entre o exercício e a transposição do texto oral para o escrito.

---

Site:

http://proportoseguro.blogspot.com/2010/01/textos-expositivos.html

 ÉTICA

EDUCAÇÃO E TRABALHO

2

“Traços característicos do agrupamento argumentar”

Conteúdos e temas

estudo de textos argumentativos; leitura de coletânea de textos sobre um mesmo

tema; levantamento das características estruturais dos textos argumentativos, de acordo com o contexto;

análise e comparação de textos com traços argumentativos; interpretação de textos com traços

argumentativos; escrita de justificativas sobre questões de múltipla escolha.

Competências e habilidades

ler e analisar gêneros que apresentam traços argumentativos; identificar a

organização de diferentes gêneros a partir de sua intencionalidade e situação de uso; reconhecer se um

texto é predominantemente argumentativo a partir de sua estrutura; escutar e falar, respeitando o tempo

do outro e o próprio; coletar, relacionar e anotar informações; trabalhar de maneira cooperativa;

observar, investigar, refletir e propor soluções para os problemas.

Palavras – chave: argumentar, gêneros, função.

Resgatando: Leitura da letra de música “A minha alma” de Marcelo Yuka Falcão e Xandão. Contextualização através de diálogo com o professor para a percepção da crítica social presente na letra da música.

  1. Reconstrução do enredo da música “Vital e sua moto” de Herbert Vianna. Comparativo e análise da letra da música com a charge do livro didático.
  2. Leitura e comparação entre a letra da música e a crônica “Segurança” no caderno do aluno.
  3. Leitura, compreensão e interpretação de imagens sobre o tema “violência”.
  4. Leitura compartilhada e discussão sobre o trecho “E a cidade como é que fica?”

O objetivo é compreender a questão da violência, de diversos ângulos, e encarar o ponto de vista da arquitetura da cidade. Por isso propõe - se uma atividade de pesquisa em grupo para a recuperação do texto na íntegra.  

Problematizando:

  1. Construção de um quadro – síntese respondendo questões que problematizam os textos já lidos até então.
  2. O aluno deverá responder individualmente, e no caderno, as questões que possibilitam a construção de argumentos próprios.

Sistematizando:

  1. A próxima etapa é a discussão sobre o conhecimento científico e o tema  “inteligência”, com opiniões divergentes. Para tanto, os alunos deverão ler o artigo “A inteligência é genética?”, retirado da “Revista Semana”, e presente no caderno do aluno.
  2. Leitura e exploração da página à partir  do título  com o objetivo de reconhecimento do tema.
  3. A fim de construir noções sobre a tipologia argumentativa, o aluno deverá preencher o quadro do caderno do aluno, que por sua vez salienta os argumentos utilizados pelos autores.

Produzindo:

 

  1. Esta atividade oportuniza uma discussão coletiva sobre o tema: “A inteligência é genética?”. O aluno deverá expor e justificar seus posicionamentos construindo e compreendendo a tipologia argumentar.
  2. O segundo passo é desenvolver e ampliar a capacidade argumentativa através da

pesquisa individual.

Estudo da língua:

  1.  Propõe a busca do conectivo “mas”, no artigo “A inteligência é genética?” e seus efeitos.
  2.  Atividades de sistematização sobre o uso da conjunção, justificando  os usos correto e incorreto da mesma.

Lição de casa: Escrita de sentenças utilizando as conjunções nas orações coordenadas, baseadas nos temas: violência, inteligência, e racismo, já trabalhados anteriormente nos referidos textos desta Situação de Aprendizagem.

O próximo passo é  a construção de três parágrafos expositivo- argumentativos articulados coerentemente sobre os temas tratados.

   

Áudio:

“A minha alma”

O Rappa

Site:

http://www.fase.org.br/noar/anexos/acervo/10_Lucia_Siqueira_33.doc

Site:

http://letras.terra.com.br/o-rappa/28945/

PLURALIDADE CULTURAL

E

 ÉTICA

3

“O diálogo entre as  tipologias textuais na composição do gênero”

Conteúdos e temas

 escrita de resenha: planejamento, esboço, revisão, textualização, destino; leitura de

resenhas e de comentários sobre filmes; elaboração de fichas; pesquisa na internet e em livros; análise e

interpretação textual; escrita e revisão de textos; realização de análise linguística.

Competências e habilidades

 conhecer e saber fazer uso de textos argumentativos de acordo com

o contexto comunicativo; escrever resenhas, utilizando os conhecimentos adquiridos sobre textos

argumentativos; refletir sobre a escrita em processo, utilizando várias etapas para a elaboração

de textos; discutir sobre temas diversos, selecionando argumentos que justifiquem pontos de vista

divergentes; ler uma resenha e identificar suas principais características; fazer pesquisa sobre

o gênero estudado, selecionando-o a partir da identificação de suas características; desenvolver

critérios de seleção, durante a pesquisa sobre o gênero, a partir do reconhecimento de suas características

estruturais.

Palavras - chave: resenha, argumentos.

Resgatando: A atividade propõe que alunos e professor assistam ao filme “Amigo é para essa  coisas”, do Diretor Pierre Jolivet, e que se faça o registro das primeiras impressões. O segundo momento é  de discussão a respeito destas anotações, apresentadas em roda de conversa através de argumentos que as justifiquem.

Problematizando:

  1. Realização de pesquisa individual em busca de comentários de internautas, acerca do filme assistido.

         b)     Estabelecimento de comparativo                entre as próprias opiniões e as encontradas na Internet.

Sistematizando:

  1. Leitura interpretativa e         fichamento (em grupo) de resenhas de filme e de livro. Discussão sobre a estrutura do gênero.
  2. Registro sobre as principais características do gênero resenha, à partir das informações contidas nos quadros 1 e 2 , caderno do aluno.

Produzindo:

  1.  Através da pesquisa em grupo, os alunos deverão ler e analisar diversas resenhas, comentando-as e produzindo um novo quadro que sintetize as principais características do gênero, o qual servirá de base para uma produção de resenha à partir de outro filme ou livro escolhido.
  2. Socialização das resenhas produzidas. Revisão dos textos apresentados. Registro das observações realizadas na revisão, a fim de diagnosticar a evolução da sala.
  3. Estudo da língua: O jogo dos sete erros. O professor apresenta uma resenha com 7 falhas de construção. Os alunos deverão lê-la e detectar as falhas.

Posteriormente, de maneira coletiva, os educandos farão a reescrita da resenha, corrigindo-a segundo as regras da norma – padrão.

O objetivo é ressaltar também os aspectos de produção textual.

Filme:

“Amigo é para essas coisas”

Site:

http://www.crmariocovas.sp.gov.br/lei_l.php?t=001

PLURALIDADE CULTURAL

E

 ÉTICA

                   4

“Debater é mais do que trocar ideias”

Conteúdos e temas

 estudo da estrutura do debate regrado; tipos de debate regrado: de opinião, para

tomada de decisões, para resolução de problemas; passos para a organização de debates: os bastidores.

Competências e habilidades

organizar debates regrados; debater sobre temas variados; ler e discutir

sobre diversos temas, posicionando-se sobre eles; construir argumentos que ajudem na defesa de um

ponto de vista; construir sequência de ideias, lançando mão de exemplos retirados do mundo concreto;

avaliar o funcionamento da situação comunicativa na qual se insere o debate, levando em consideração

as reações da plateia; reformular ideias, apresentando novos argumentos e exemplos; usar os conhecimentos

adquiridos por meio da prática de análise linguística.

5

“Recapitulando os conteúdos”

Conteúdos e temas

 sistematização de traços expositivos; sistematização de traços argumentativos; leitura

de enunciado e interpretação de textos em atividades do Sistema de Avaliação de Rendimento

Escolar do Estado de São Paulo (Saresp); estudo dos passos necessários para a escrita de relatos.

Competências e habilidades

 produzir sistematização por meio de quadro-síntese; reconhecer texto expositivo

com texto em outra tipologia (narrativa); reconhecer traços argumentativos; revisar textos, reconhecendo

a importância das questões linguísticas para a organização coerente de ideias e argumentos.

Palavras - chave: debate, regras.

Resgatando: Levantamento de temas sugeridos pelos alunos para debate. O professor  dividi a classe e distribui os temas.

A fim de desenvolver a capacidade argumentativa de cada participante, e garantir o bom andamento do debate, é preciso conhecer as funções do moderador. A estratégia consiste em mostrar para a sala, um programa televisivo com mesa redonda, discutir procedimentos e em seguida registrá-los.

Problematizando: O próximo passo é a pesquisa na qual os grupos montarão fichas argumentativas a respeito do tema.

Oralidade: Juntos, professor e alunos, definirão os papéis de cada integrante, bem como as regras do debate.

Sistematizando: O debate (exercitando o poder argumentativo) acontece. Sugere-se que ele seja gravado para análise avaliativa posterior.

Produzindo:

  1. Leitura compartilhada e discussão acerca dos trechos apresentados no caderno do aluno que tratam do assunto “variedades lingüísticas”.
  2. Produção textual em grupo, socialização e revisão.

O objetivo é mostrar que as normas se dividem em padrão e popular, e que as situações de comunicação variam porque estão contextualizadas socialmente.

Estudo da língua: Leitura e análise de palavras e expressões utilizadas nos trechos: ”Fazendo um contrato” e “Relatório de experimento em ciências”, a fim de conhecer melhor as diferentes formas que a linguagem assume de acordo com a situação de uso.

Lição de casa: Pesquisa sobre variedades linguísticas na Internet. Objetivo: Garantir maior compreensão da importância da variedade lingüística para a sua formação como  leitor e escritor. Registro de dúvidas e socialização.

Palavras – chave: Revisão.

Resgatando:

  1. Em  grupo, os alunos consultarão seus cadernos e montarão um quadro com as características dos tipos textuais estudados.
  2. Socialização dos resultados.
  3. Estudo comparativo dos gêneros apresentados pelo professor.
  4. Indicação do gênero possuidor das características da tipologia expositiva.
  5. Apresentação de justificativas das indicações.

O objetivo é rever os traços expositivos estudos anteriormente.

Problematizando: Em um segundo momento, o professor apresenta o trecho “Relatório de experimento em Ciências”, para observação de palavras e expressões que ajudam na composição de um trecho expositivo.

Sistematizando:

  1. A proposta é da formação de uma roda de leitura de imagens como oportunidade para discussão de informações nelas contidas.
  2. Orientados pelo professor e divididos em grupos, deverão escolher uma imagem para reflexão.

Produzindo: Individualmente, os alunos deverão produzir um relato sobre impressões de leitura de uma das imagens.

Estudo da língua: A partir dos relatos produzidos, o professor deverá fazer uma tabulação dos problemas encontrados e deste diagnóstico, organizar uma revisão coletiva.

Atividade Complementar em grupo: O professor apresenta dois textos de gêneros e tipologias diferentes. O aluno deverá ser capaz de reconhecer e indicar as características da tipologia expositiva, justificando o porquê.

Lição de casa: Leitura e análise dos textos da situação de aprendizagem 1. Fichamento em quadro-síntese sobre cada um dos textos. O objetivo é retomar as informações contidas num texto expositivo.

Estudo da língua: Gravação de um pequeno relato oral das imagens analisadas. Escuta, registro, discussão, revisão da escrita, reescrita e socialização como vivência do processo de construção da tipologia expositiva.

Filme:

“A lista de Schindler”

         

Site:

http://www.biblio.com.br/

PLURALIDADE CULTURAL

E

 ÉTICA

EM DESENVOLVIMENTO pelos Professores Coordenadores da Oficina Pedagógica: João Mário Santana e Luciene de Souza.

ATUALIZADO EM 04 / 05 / 2015.

CEDIDO PELOS AUTORES PARA USO EXCLUSIVAMENTE DIDÁTICO SOB RESPONSABILIDADE DOS GESTORES ESCOLARES NAS ESCOLAS ESTADUAIS JURISDICIONADAS À DIRETORIA DE ENSINO REGIÃO SÃO VICENTE - PROIBIDA A REPRODUÇÃO FORA DA JURISDIÇÃO OU PARA FINS COMERCIAIS E/OU ACADÊMICOS.