Em geral, o conceito e uso da palavra energia se refere "ao potencial inato para executar trabalho ou realizar uma ação".

A palavra é usada em vários contextos diferentes. O uso científico tem um significado bem definido e preciso enquanto muitos outros não são tão específicos.

O termo energia também pode designar as reações de uma determinada condição de trabalho, por exemplo o calor, trabalho mecânico (movimento) ou luz. Estes que podem ser realizados por uma fonte inanimada (por exemplo motor, caldeira, refrigerador, alto-falante, lâmpada, vento) ou por um organismo vivo (por exemplo os músculos, energia biológica).

A etimologia da palavra tem origem no idioma grego, onde εργος (ergos) significa "trabalho".

Qualquer coisa que esteja a trabalhar - por exemplo, a mover outro objeto, a aquecê-lo ou a fazê-lo ser atravessado por uma corrente eléctrica - está a "gastar" energia (uma vez que ocorre uma "transferência", pois nenhuma energia é perdida, e sim transformada ou transferida a outro corpo). Portanto, qualquer coisa que esteja pronta a trabalhar possui energia. Enquanto o trabalho é realizado, ocorre uma transferência de energia.

O conceito de Energia é um dos conceitos essenciais da Física. Nascido no século XIX, pode ser encontrado em todas as disciplinas da Física (mecânica, termodinâmica, eletromagnetismo, mecânica quântica, etc.) assim como em outras disciplinas, particularmente na Química.

CORIOSIDADES

Na vida cotidiana, fala-se constantemente de energia. Por exemplo, se uma pessoa é muito ativa e não se cansa depois de muitas horas de trabalho, diz-se que ela está cheia de energia. Ao contrário, quando alguém se mostra esgotado, diz-se que perdeu ou gastou muita energia. Esta associação da energia com o esforço e o trabalho é a que se utiliza em Física para defini-la. Energia é a capacidade de realizar um trabalho. A propriedade mais importante da energia é que ela se transforma, mas não é possível criar energia do nada. Por exemplo, a energia elétrica pode ser empregada para acender uma lâmpada (energia luminosa), para fazer funcionar uma cozinha (energia calorífica) ou para acionar um ventilador (energia de movimento).

Unidades
As unidades pelas quais se expressa a energia são as mesmas utilizadas para calcular o trabalho. No SI, a unidade correspondente é o joule (J). Por razões históricas ou práticas, em algumas ocasiões usam-se outras unidades de energia. Quando se fala de energia calorífica, costuma-se medir em calorias (cal). No caso da energia elétrica, mede-se em quiloWatt-hora (kWh), cujo valor é:

1 kWh = 3.600.000 J

O que é a Energia Hídrica?

A Energia Hídrica é nem mais nem menos a energia que poderemos obter através da água. Resulta da transformação da energia potencial da massa de água em energia cinética de rotação da turbina hidráulica,  que por sua vez transforma-se em energia eléctrica. Dependendo da tecnologia empregue, a cada processo poderá ser atribuído um rendimento de 80%.

 

Vantagens e Desvantagens

O facto de utilizarmos um recurso renovável para a produção da energia já apresenta por si uma vantagem. Porém, a construção de empreendimentos de grande dimensão, como por exemplo as barragens, pode resultar em alguns impactos negativos no meio ambiente e no ecossistema fluvial. Porém, para potências iguais ou inferiores a 10 MW é possível definir uma exploração como Minihídrica, que ao invés da exposta anteriormente tem menores impactes ambientais.

A tabela abaixo apresenta alguns valores de custo de produção de energia elétrica nos diversos tipos de usinas. A eletricidade produzida em usinas hidráulicas são as mais baixas do mundo e ainda vale a máxima em que a escala diminui o custo.

CUSTO MÉDIO DE PRODUÇÃO, EM US$, POR KILOWATT INSTALADO (dados de março de 2001)

 

Energia Hidráulica (micro usina)

US$ 1.600

Energia Hidráulica (mini usina)

US$ 800

Energia Hidráulica (grades usinas)

US$ 400

Energia hídrica

A energia hídrica ou hidroeléctrica provém da força das águas. Aproveitando os desníveis naturais de um rio, ou mesmo criando desníveis é possível aproveitar a energia da força do seu caudal.

Como pode ser utilizada a energia hídrica?

Os cursos de água podem ser utilizados de duas maneiras. A água pode ser forçada a acumular-se numa barragem e posteriormente, ao abrirem-se as comportas desta a água passa pelas turbinas e esta energia mecânica é transformada em energia eléctrica. O curso de água pode também ser obrigado, através de diques a passar pelas turbinas, fazendo com que as lâminas girem e haja produção de energia eléctrica.

Em ambos os casos, esta energia eléctrica produzida passa através de condutores até ao transformador, onde depois se dá a transformação de energia que pode ser levada até aos consumidores, já em perfeito estado de utilização.

 

Vantagens e desvantagens da utilização de energia hídrica

Vantagens:

·    Há produção de energia eléctrica sem necessidade de poluição.

·        Dá-se retenção de água a nível regional que pode ser utilizada, se potável, para fins variados (rega, turismo, por exemplo).

·    Possível regulação do fluxo de inundações de um rio.

Desvantagens:

·         Há impactos geográficos e biológicos na construção de uma barragem, pois este elemento arquitectónico altera a fauna e flora do local onde é construído, a sua paisagem, a sedimentação, entre outros. Devido a este impacto, muitas vezes, a energia hidroeléctrica não é considerada uma energia renovável.