Disciplina: História

Série/Ano: 1ª série EM

Vol/Bim: Vol 1/1ºBm

CADERNO DO ALUNO

Situação de Aprendizagem (Número/título)

Sequência Didática

Recursos audiovisuais e/ou de TIs  sugeridos no caderno

Recursos audiovisuais e/ou de TIs sugeridos pelo PCOP

Interfaces interdisciplinares / Temas trasnsversais

Situação de Aprendizagem 1 –   Problematizando a Pré-História

Objetivos  - questionar a visão de Pré-história como período da barbárie humana e rompido com o advento da escrita, caracterizar os períodos pré-históricos e discutir vertentes analíticas sobre a origem da vida e o povoamento da Terra.

Competências e habilidades: reconhecimento da diversidade dos processos históricos e das experiências humanas.

Sondagem e sensibilização: solicite aos alunos que façam uma pesquisa sobre a Pré-história – que orientará o desenvolvimento das quatro aulas relacionadas a essa temática_ Pesquisa individual ( Qual o significado do conceito Pré-história? Que períodos compreende e como podem ser caracterizados? A partir de qual período se data o aparecimento do homem? Solicite que os alunos selecionem 2 imagens. Pesquisa em grupo ( solicitar para que cada grupo pesquise sobre um continente -Qual(is) a(s) hipóteses sobre a origem da vida no continente X? Pesquisa de mapas dos fluxos migratórios no período pré-histórico.

Problematização: os resultados das pesquisas poderão ser expostos e discutidos com o grupo.

Avaliação: Análise do conceito de Pré-história; Nomadismo e sedentarismo; Períodos compreendidos pela Pré-história;opostos binários, ágrafos e letrados, bárbaros e civilizados, e atrasados e desenvolvidos.

Proposta de Situação de Recuperação: 1) Peça que retomem as anotações realizadas no decorrer das aulas e, em seguida, elaborem respostas aos seguintes problemas: A História começa com o surgimento da escrita? Pode-se afirmar que o homem surgiu simultaneamente em diferentes lugares ? Solicite a elaborarem um mapa com as possíveis migrações.

Painel com pinturas rupestres.

Fundação Museu do Homem Americano

http://www.fumdham.org.br/

Museu de Arqueologia e Etnologia da Universidade de São Paulo (MAE-USP).

http://www.mae.usp.br/

Livros

LEROI-GOURHAN, André. Pré-história. São Paulo: Pioneira/Edusp, 1981. (Nova Clio).

TENÓRIO,Maria Cristina. Pré-história da Terra Brasilis. Rio de Janeiro: Editora da UFRJ, 1999.

A Guerra do Fogo, de 1981, dirigido por Jean-Jacques Annaud, com Everett McGill e Ron Perlman. O filme é baseado em um romance francês de 1911 de J.-H. Rosny aîné.

O Elo Perdido, de 1988, dirigido por David Hughes.

Mistérios da humanidade

Produção: National Geographic Society

Duração: 55 min

 Documentário sobre a origem do homem e sua evolução: a descoberta dos fósseis, as marcas deixadas pelos homens e o in[icio do conhecimento da própria humanidade.

Em busca do Vale encantado

Diretor: Land Before Time

Nacionalidade: EUA – 1988

 Narra a história de um grupo de dinossauros em busca da sobrevivência. É um

desenho animado muito interessante e dá margens à discussão do período “pré histórico”.

Geografia, Arte, Língua Portuguesa e Biologia.

Situação de Aprendizagem 2 – As Fontes do Conhecimento sobre a Pré – História.

Objetivos: tratar das fontes de conhecimento sobre a pré-história, considerando a grande distância temporal entre contemporâneos e pré-históricos, investigar quais as fontes de conhecimento que se têm sobre esse período e quais as hipóteses e teorias que poderiam ser elaboradas sobre ele, permitir ao aluno condições de identificar os aportes de diferentes áreas envolvidas nesse processo.

Competências e habilidades: compreender as diversidades geocronológicas das produções culturais.

Sondagem e sensibilização: Sugestão de questão: Que tipo de conhecimento é possível obter a respeito dos modos de vida de povos tão distantes temporalmente de nossa realidade, como os homens e mulheres pré-históricos?

Evidenciar a natureza interdisciplinar das pesquisas, material lítico, fósseis, pinturas, vestígios de fogueiras, espaços de cultos etc. podem ser associados aos diferentes campos de investigação e às suas interfaces. Problematização: A partir da resposta dadas às questões, você pode perguntar aos alunos que disciplinas auxiliariam na construção do conhecimento pré-histórico.(História, Arqueologia, Geografia, Física, Química, Zoologia,Paleontologia, Artes, Biologia).

Sugestão de atividades:Você pode indagar aos alunos, por meio da seguinte atividade, presente no Caderno do Aluno, se é possível conhecer um grupo social pelo lixo que produz.

Avaliação: O que é conhecimento interdisciplinar e em que medida esse saber pode auxiliar na compreensão da Pré-história?

Solicite aos alunos que analisem interdisciplinarmente a figura rupestre que se encontra no Caderno do Aluno.

Proposta de Situação de Recuperação:

A partir do texto “O cemitério dos pretos novos”a seguir  solicite aos alunos, após contextualizá-los historicamente sobre o período mencionado, que descrevam a importância da Arqueologia e o trabalho interdisciplinar.

Sociedade de Arqueologia

http://www.sabnet.com.br/

Livros

FUNARI, Pedro Paulo. Arqueologia. São Paulo:

Contexto, 2003.

HAAG, Carlos. Ossos que falam. Revista

Fapesp, São Paulo, edição 190, dez. 2011.

Disponível em: <http://revistapesquisa.fapesp.br/2011/12/24/ossosquefalam/>.

Acesso em: 4 jul. 2013.

PEREIRA, Júlio César Medeiros da Silva.

À flor da terra: o cemitério dos pretos novos no Rio de Janeiro. Garamond: IPHAN, 2007.

Arqueologia para desenvolver a produção de texto.

http://revistaescola.abril.com.br/historia/pratica-pedagogica/daniel-usa-arqueologia-423132.shtml

Revista de Arqueologia

http://www.nepam.unicamp.br/arqueologiapublica/

Sugestão de estudo do meio: Ruínas do Abarebebê

http://www.peruibest.com.br/turismo/roteiro-historico/ruinas-do-abarebebe.htm

Geografia, Biologia, Arte e Língua Portuguesa.

Situação de Aprendizagem 3

 Pré – História Sul Americana, Brasileira e Regional.

Objetivos: Desenvolver os estudos de Pré-história ligados ou estabelecidos como parte da história indígena no Brasil, contribuir para a valorização das diferentes culturas indígenas, permitir aos alunos relacionarem diferentes experiências no tempo, romper com a ideia de unidade da Pré-história e da história dos índios, em particular e refletir acerca da própria Pré-história Regional.

Competências e habilidades: compreender as diversidades geocronológicas das produções culturais e valorização da cultura indígena.

Sondagem e sensibilização: Considerando as discussões sobre interdisciplinaridade já realizadas an S.A 2 e as referências feitas ao conhecimento arqueológico, utilize no Caderno do Aluno a atividade proposta - A Arqueologia auxilia a compreensão da história e cultura de um país. Com base nas aulas, justifique essa afirmação, utilizando como exemplo o caso brasileiro.

Problematização: 

1ª etapa: Você poderá utilizar a imagem dos arqueólogos, ligada às grandes escavações e à descoberta de vestígios monumentais, frequentemente divulgada pela mídia, e problematizar por meio dos informes já apresentados nas aulas anteriores, apontando para a diversidade dos objetos de estudos arqueológicos.

2ª etapa: Retome ao menos duas das principais hipóteses sobre o povoamento da América (pelas migrações pelo Estreito de Bering, ao

norte; e navegando pelo Pacífico, ao sul, por exemplo) e indague aos alunos sobre como poderiam explicá-las por meio da Arqueologia. (É muito importante a utilização de um mapa nesse momento da aula.)

Você pode citar  o conhecido exemplo do fóssil de uma mulher de aproximadamente 11 mil anos (a quem os arqueólogos chamaram de Luzia), cujo estudo morfológico apontou para semelhanças de seu crânio com os de povos atuais da Austrália e da África, reforçando a ideia de que correntes migratórias teriam cruzado o Estreito de Bering (durante o período de glaciação), ao norte.

3ª etapa: Com a colaboração da turma, você pode montar na lousa um quadro-síntese que permita listar, paralelamente, características da cultura indígena na Pré-história e no mundo contemporâneo, destacando elementos como: alimentação, organização social, tecnologia,religião, saúde, bens materiais, tipo de moradia,educação etc.

Verifique a possibilidade de visitar um museu ou sítio arqueológico em sua região.

Avaliação:Pesquisa individual, no Caderno do Aluno: Em 1999, no município de Lagoa Santa (MG), foi encontrada, por meio de escavações

arqueológicas, a face do crânio humano apelidado de Luzia. Realize uma pesquisa sobre este achado arqueológico que tanto contribuiu para compreendermos o povoamento no Brasil, assim como no continente americano.

Solicitar para que os alunos desenvolvam um pequeno texto acerca de hipóteses estudadas sobre o povoamento da América.

Utilizar as questões da seção - Você aprendeu? no Caderno do Aluno.

Proposta de Situação de Recuperação:

Proposta 1

Sugira uma pesquisa sobre a Pré-história regional.No caso da existência de museus em sua cidade, solicitar aos alunos que busquem referenciais para sua pesquisa, escolhendo,por exemplo, um objeto ou conjunto de objetos sobre os quais poderão responder às seguintes perguntas: Onde foram localizados? A quem são atribuídos? A que serviam? Como integraram o acervo do museu?

Análise sobre a relação entre as culturas indígenas e o patrimônio cultural

brasileiro.podem ser contempladas as seguintes questões: Por que a

cultura indígena integra o patrimônio cultural brasileiro? Como a Arqueologia pode auxiliar no conhecimento dos povos indígenas do passado?

Situação de Aprendizagem 4

 O Oriente próximo e o surgimento das primeiras cidades.

Objetivos :associar a transição da Pré-história para os primeiros núcleos

urbanos/cidades.

Competências e habilidades:reconhecer a diversidade dos processos históricos e das experiências humanas.

Sondagem e sensibilização: o professor poderá utilizar o recurso audiovisual -  Teleaula-  Criação.

Uma forma de introduzir a temática pode ser encontrada numa comparação entre modelos organizacionais de cidades antigas e de cidades modernas.É importante propiciar aos alunos uma reflexão da história das cidades como processos históricos distintos e plurais, cuja análise não se aplicaria a termos como “melhor” ou “pior”. O resultado dessas interações poderá ser transcrito no Caderno do Aluno.

Problematização:

1ª etapa:Você pode solicitar aos alunos uma discussão e elaboração de um pequeno texto a partir da questão: Onde e como surgiram as primeiras

cidades? É interessante fazer um paralelo entre os países aos quais correspondem essas áreas na atualidade e os povos que ocuparam esses espaços na Antiguidade: Egito; Mesopotâmia: Iraque; Palestina (hebreus): Israel, Cisjordânia e Faixa de Gaza; Pérsia: Irã.

Em relação à expressão Crescente Fértil, solicite aos alunos que observem no mapa do Caderno do Aluno, inicialmente, o porquê da denominação. (Chame a atenção para o formato de lua crescente que se pode observar,

para o Mediterrâneo e para os rios da região.)

2ª etapa: Feitas essas delimitações, você pode apontar duas características em relação ao tema:

  1. O surgimento das cidades só foi possível com a fixação humana.
  2. Desenvolvimento da agricultura de subsistência, o que só foi possível pelo controle da água, por meio das grandes irrigações.

Avaliação: É importante que os alunos tenham acesso ao mapa mundi para realizar as atividades propostas no Caderno do Aluno.

Proposta de Situação de Recuperação: trabalho que contemple os seguintes aspectos: 1. Caracterização dos conceitos de Oriente Próximo e Crescente Fértil. 2. Localização geográfica de ambos os territórios por meio da reprodução de mapas.

Invista em parcerias colaborativas para ajudar alunos com mais dificuldades a superá-las.

Pesquisa e produção de texto sobre o aparecimento das cidades.Criação até as primeiras Teleaula 

 civilizações.As primeiras civilizações

As grandes civilizações e suas organizações

Geografia e Biologia.

Situação de Aprendizagem 5

Egito e Mesopotâmia

Objetivos: propiciar aos alunos a compreensão sobre conjunto das civilizações egípcia e mesopotâmica e suas similitudes e, também, das suas respectivas especificidades.

Competências e habilidades:capacidade de interpretação, associação e identificação.

Sondagem e sensibilização:Uma forma de introdução ao tema poderá consistir em indagar aos alunos sobre a apropriação e a reinterpretação

de elementos da cultura egípcia antiga na atualidade; lembramos, por exemplo, aspectos ligados à Arquitetura (construções que se inspiram em modelos egípcios antigos), elementos decorativos, ritualísticos, de adorno

pessoal, temas de músicas e festas carnavalescas, etc.

Problematização: Egito

1ª etapa: Pesquisa individual: Estimule-os a pesquisar em sites, em livros de história da África antiga e também no livro didático adotado.Como segunda atividade, solicite aos alunos uma pesquisa para uma breve caracterização dos povos mesopotâmicos.

2ª etapa:  apresente as características e definidores da sociedade egípcia: localização; características da organização social; cronologia;

diversidade das fontes; pensamento religioso; práticas culturais. Você poderá concluir apresentando a ligação entre as principais temáticas tratadas.

Problematização: Mesopotâmia

Como motivação você poderá abordar o desenvolvimento das cidades e da escrita, da Matemática, do Direito e da Astrologia (práticas e conhecimentos também desenvolvidos).Para esta e outras sociedades

hidráulicas, a reflexão em torno da importância do controle da água é um exemplo de paralelo a ser estabelecido com as sociedades contemporâneas. Na Antiguidade e hoje: Qual o papel da água na vida social das pessoas? Seu controle atende a iguais necessidades?

3ª etapa:

Solicite aos alunos que façam uma pesquisa individual sobre características definidoras dos povos sumérios, acádios, amoritas, assírios e caldeus.

4ª etapa:

Desenvolva com os alunos uma sequência similar de aspectos característicos e definidores da sociedade mesopotâmica (localização,

diversidade étnica, organização social, pensamento religioso e práticas culturais).

Avaliação: Utilize as questões propostas no Caderno do Aluno na seção- Você aprendeu? As questões abordam: a interdependência entre política,economia e religião, semelhanças e diferenças entre os povos egípcios e mesopotâmicos e características .

Proposta de Situação de Recuperação: solicitar que os alunos observem o mapa do Oriente Próximo e respondam:1)  Qual a relação entre os rios Nilo, Tigre e Eufrates e o desenvolvimento do Egito e da Mesopotâmia? 2)Pesquisa comparativa acerca da ideia de organização do Estado entre os egípcios e os mesopotâmicos que contemple considerações em relação aos seguintes aspectos: empreendimentos hidráulicos, vida urbana, servidão, relação entre política e religião.

Livros

BAKOS, Margaret Marchiori. Fatos e mitos

do antigo Egito. 2. ed. Porto Alegre: Edipucrs,

2001.

FUNARI, Raquel dos Santos. Imagens do

Egito Antigo: um estudo de representações

históricas. São Paulo: Annablume, 2006

As Grandes Civilizações e suas organizações

http://www.sohistoria.com.br/ef2/mesopotamia/

http://curriculomais.educacao.sp.gov.br/grandes-civilizacoes-da-antiguidade-2/

Jogo online- Viajando nas religiões

http://www.sohistoria.com.br/jogos/popupJogo.php?jogo=viajandonasreligioes

Filmes sobre o Egito

http://www.cinedica.com.br/Lista-De-Filmes-Filmes-Baseados-No-Egito-2603.php

Teleaula sobre Mesopotâmia

https://www.youtube.com/watch?v=Szh6hqMIJaY

Língua Portuguesa, Filosofia, Geografia e Arte

Situação de Aprendizagem 6

 Hebreus, Fenícios e Persas.

Objetivos: ampliar o conhecimento dos alunos sobre os povos hebreus, fenícios e persas e refletir  sobre a pouca atenção que os povos tratados nesta Situação de Aprendizagem recebem nos materiais didáticos,  e suprir a lacuna que existe entre o período pré-clássico e clássico da História.

Competências e habilidades:identificação, associação e capacidade de interpretação.

Sondagem e sensibilização:Hebreus, fenícios e persas são povos dos

quais os alunos possuem algumas informações advindas de filmes, games e demais referências midiáticas, meios que despertam o interesse pelo

tema. Inicie uma discussão acerca do conhecimento de que dispõem a respeito desses povos.

Problematização:

1ª etapa:

Nas aulas que antecederem o desenvolvimento do tema, divida a turma em três grupos, incumbindo cada um de analisar, respectivamente, o(s) documento(s) referentes ao povo a ser estudado (a divisão é feita em grupos, e a análise pode ser individual e com o auxílio do livro didático. Os apontamentos feitos pelos alunos podem ser anotados na lousa e discutidos.

2ª etapa:

O Caderno do Aluno apresenta excertos sobre os povos estudados, você poderá complementar com imagens,por imagens (mapas, pinturas, esculturas, tábuas de escrita cuneiforme etc.) ou intercalar essas fontes distintas.

3ª etapa:

Solicite que cada grupo apresente sua pesquisa

Avaliação: As principais características de cada povo.

Proposta de Situação de Recuperação: Solicite aos alunos uma dissertação sobre dois dos povos estudados, e de preferência diferentes da pesquisa já realizada  em grupo.Solicite aos alunos que façam uma pesquisa sobre valores referenciais da cultura judaica.

Bíblia online

http://www.bibliaonline.com.br/

Hebreus

http://www.sohistoria.com.br/ef2/hebreus/

Fenícios

http://www.sohistoria.com.br/ef2/fenicios/

Persas

http://www.sohistoria.com.br/ef2/persas/

Jogo online

Viajando na Religiões

http://www.sohistoria.com.br/jogos/popupJogo.php?jogo=viajandonasreligioes

Jogo online- Grandes civilizações

http://guiadoestudante.abril.com.br/estudar/jogos-multimidia/grandes-civilizacoes-antiguidade-763925.shtml

Filosofia, Geografia e Arte.

Em desenvolvimento por Luciana Fachini ( a partir de 29/03/2012)