AS DUAS ÁRVORES

Havia dois irmãos que moravam em uma bonita fazenda. Um deles escolheu sementes de limão e as plantou. Regou a planta, cuidou dela, e ela se transformou em uma linda árvore. Quando, porém, ele foi colher os frutos, experimentou o primeiro e... não gostou. Era azedo, ardia na boca. Eram limões, afinal, sementes de limão fazem crescer um limoeiro, que por sua vez dá limões!

         O outro menino resolveu plantar sementes de laranja. Regou a plantinha e viu crescer uma bonita árvore. Quando a árvore deu frutos, eles eram doces e saborosos! Eram bonitas laranjas, afinal uma laranjeira só pode dar laranjas!

         Concluir a história fazendo a relação das sementes com nossas ações (quando escolhemos o que plantar, escolhemos também o que colher), comparando o sol com Deus que nasce e brilha para todos (oferecendo oportunidades de crescimento a seus filhos) e os frutos sendo os resultados de nossas ações, que são bons ou ruins de acordo com as sementes (ações).

         Lembrar que o plantio é livre (cada um escolhe o que fazer, como ocupar seu tempo e seus pensamentos), mas que a colheita é obrigatória e varia de acordo com as atitudes e pensamentos que escolhemos ter.

         Obs.: à medida que contávamos a história, íamos colando no quadro figuras que representavam a história. Material utilizado: dois bonecos de EVA, duas árvores, papel picado representando as sementes, um gramado, sol.