Residência Artística #1 - Casa de Escambo

Convocatória para artistas solo, duo ou trio residentes no interior de Minas Gerais interessados em criar trabalhos musicais a partir de referências estéticas da região do Pompéu / Sabará / Minas Gerais.

Prazo de inscrição: 6 a 27 de março de 2018

Período de Residência: 23 de abril a 6 de maio de 2018

Apresentação

Casa de Escambo é um espaço de residência artística musical com foco na pesquisa e desenvolvimento de linguagens tradicionais e contemporâneas. Configura-se como um espaço para trocas artísticas livres, transdisciplinares e de saberes, tendo o intercâmbio musical como eixo estrutural, na perspectiva da percepção do outro, do diverso e diferente, enquanto campo para conhecer sua própria cultura e a de outros pontos de Minas Gerais. Este projeto pretende realizar 3 residências musicais em Sabará, com artistas advindos de diferentes culturas e regiões do estado, permitindo a criação artístico-musical e intercâmbio.

A presente convocatória pretende selecionar artistas para a primeira residência[1], que terá seu foco no distrito do Pompéu, em Sabará estabelecendo diálogo com a história do local, espaços naturais, espaços arquitetônicos, músicos, artistas e mestres populares sabarenses. Ela terá como artista anfitrião Silas Fonseca que mediará o contato com a cultura local.

Sobre a residência


A residência tem duração máxima de duas semanas entre 23 de abril e 6 de maio de 2018.

Artistas se hospedarão no Rancho da Cultura, um espaço cultural localizado no distrito do Pompéu, em Sabará. O local é simples e com estrutura compatível com o contexto local, contando com um quarto individual e um quarto compartilhado; um banheiro com aquecimento em serpentina; cozinha completa compartilhada com os moradores do local; sala com fogão a lenha; luz elétrica e internet. O ambiente é rural e próximo à natureza.

Estrutura para residentes:

Haverá uma sessão de gravação ao vivo ao final da residência para registro dos trabalhos.

Como participar

Quem se interessar deve preencher o formulário neste link e apresentar uma proposta artística de desenvolvimento de um trabalho prioritariamente musical, envolvendo algum diálogo com os seguintes pontos: a história do Pompéu/Sabará/Minas Gerais, os espaços naturais e arquitetônicos históricos, os músicos, artistas e mestres populares sabarenses. Não é necessário que exista algum contato, conhecimento ou pesquisa prévia sobre os temas.

As inscrições vão de 6 a 27 de Março de 2018.

Quem Pode Participar

Músicos, artistas musicais, integrantes de grupos culturais, integrantes de grupos tradicionais, mestres populares, jovens músicos, moradores de todas as 9 regiões do Estado de Minas Gerais, excetuando a região Central[3].

Objetivos

Seleção e Resultados


A curadoria será realizada pela equipe coordenadora do projeto, integrantes das organizações envolvidas e levará em consideração os seguintes ítens:

Os resultados serão divulgados até dia 31 de março de 2018 em www.imersaolatina.com  e www.embaixadacultural.org

Condições Gerais

Ao se inscrever, proponentes se declaram de acordo com a presente convocatória e declaram ter disponibilidade no período da residência;

Devem trazer instrumentos próprios bem como qualquer outro equipamento necessário a realização dos trabalhos, ou indicar no formulário de inscrição alguma necessidade;

Ao participar do projeto envolvidos concordam em ser filmadxs e fotografadxs pela equipe organizadora;

Os resultados artísticos da residência estarão protegidos pelos direitos de suas/seus autorxs e co-autorxs participantes, sendo garantido seu uso livre e irrestrito, inclusive comercialmente;

Fica garantido à organização do projeto o uso dos registros fonográficos, visuais e audiovisuais para fins de divulgação, sem uso comercial, incluindo a disponibilização do conteúdo on-line gratuitamente como contrapartida social do projeto à sociedade.


Contato:

casadeescambo@gmail.com


[1] Haverão ainda mais duas residências com temáticas diferentes e convocatórias separadas.

[2] É necessário o fornecimento de Nota Fiscal.

[3] Considera-se as dez regiões de planejamento adotadas pelo Governo do Estado: Alto Paranaíba, Central, Centro-Oeste de Minas, Jequitinhonha/Mucuri, Mata, Noroeste de Minas, Norte de Minas, Rio Doce, Sul de Minas, Triângulo. Fonte: http://mg.gov.br/conteudo/conheca-minas/geografia/regioes-de-planejamento. Não poderão participar neste momento moradores da capital e da Região Metropolitana de Belo Horizonte.