Todos os direitos autorais deste livro estão reservados. Esta versão destina-se exclusivamente a uso pessoal, sendo proibida sua redistribuição ou alteração.  Recomendamos acessar a versão Web deste capítulo, pois ela está sendo frequentemente atualizada. A formatação e layout são provisórios. Se necessário, use os recursos do browser para aumentar o tamanho das letras.

Engenharia de

Software

Moderna

Prof. Marco Tulio Valente

Grupo de Engenharia de Software Aplicada (ASERG)

Departamento de Ciência da Computação (DCC)

Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)

Prefácio

versão 1.0

A inutilidade dos prefácios é um lugar comum da história dos prefácios, portanto serei breve.

Eduardo Giannetti

A ideia de escrever este livro surgiu no início de 2019, quando fui alocado para ministrar a disciplina Engenharia de Software, do Bacharelado em Ciência da Computação, da UFMG. Para preparar o curso, comecei com uma análise dos principais livros de Engenharia de Software. E, para minha surpresa, percebi que eles tinham mudado pouco, desde que cursei essa disciplina na minha graduação: há mais de 25 anos!

Meu objetivo era escolher um livro que permitisse, no início de uma aula dizer, para os alunos: "hoje vamos estudar tal assunto, que corresponde a tal capítulo do livro texto". No final da aula, gostaria de sugerir aos alunos: "para fixar a matéria que acabamos de ver, sugiro que façam tais exercícios". No entanto, infelizmente, não encontrei esse livro … Em vez disso, tive que fazer uma extensa pesquisa e leitura, de pelo menos 15 livros.

Como resultado, preparei mais de 600 slides, que considero conter o principal material que deve ser tratado em uma disciplina de graduação em Engenharia de Software, especificamente em cursos que possuem uma única disciplina na área. Porém, estudar apenas por slides não proporciona, de forma nenhuma, a mesma experiência obtida com a leitura atenta de um texto completo e contextualizado.

Assim, surgiu a ideia de transformar os slides em livro, que pudesse desempenhar o papel do sonhado livro texto, já visando futuras ofertas da disciplina. E que fosse útil também para outros professores, que devem enfrentar problemas semelhantes ao meu, quando têm que ministrar um curso de Engenharia de Software.

Gostaria, brevemente, de destacar os seguintes pontos sobre o conteúdo e organização do livro:

Público Alvo

O livro se destina principalmente a alunos de cursos de graduação. Ele foi escrito para ser  integralmente adotado em cursos que possuem uma única disciplina de Engenharia de Software, com 60 horas. Porém, achamos também que ele pode ser usado --- junto com outros livros --- em cursos de graduação com duas ou mais disciplinas na área.

Além disso, ele pode ser adotado em cursos técnicos e tecnológicos. Na verdade, fizemos um esforço para usar uma linguagem bastante clara, próxima à linguagem coloquial, exatamente para não criar barreiras à adoção do livro.

Também vamos usar o livro em um curso de pós-graduação, como bibliografia básica, mas que é complementada com livros específicos e também com artigos científicos.

Por fim, também escrevemos o livro pensando em profissionais da área, que estão em busca de aperfeiçoamento em temas e métodos modernos de Engenharia de Software. De forma nenhuma, esse é um livro descolado do estado da prática em Engenharia de Software.

Pré-requisitos

Espera-se que os alunos e leitores tenham domínio de conceitos básicos de programação e algoritmos e estruturas de dados. Além disso, recomendamos domínio de orientação a objetos. Idealmente, supondo um curso de graduação de 4 anos, os alunos devem estar na metade final do curso para que possam aproveitar os conceitos e métodos tratados no livro.

Próximos Passos

Até o presente momento, temos 4 capítulos prontos, os quais estão disponíveis em:

https://engsoftmoderna.info

No total, pretendemos ter 10 ou 11 capítulos. Para conhecer esses capítulos, recomendamos, por hora, consultar os slides que também estão na página acima.

Apesar de o livro não estar pronto, resolvemos escrever essa primeira versão de prefácio, para que os early adopters de nosso trabalho possam ter uma melhor ideia da sua proposta.

Em breve, vamos concluir este prefácio!

Belo Horizonte, agosto de 2019.