XXI CONGRESSO BRASILEIRO DE ENGENHARIA DE PESCA

De 21 a 24 de outubro de 2019 em Manaus (AM)

Engenharia de Pesca: desafios e conflitos da gestão multidisciplinar sobre

a aquicultura e a pesca no Brasil

CONGRESSO BRASILEIRO DE ENGENHARIA DE PESCA XXI – CONBEP

21 A 24 DE OUTUBRO 2019

MANAUS (AM)

A CAPITAL BRASILEIRA DA PESCA E AQUICULTURA

Programação

21/10/2019

Segunda-feira

22/10/2019

Terça-feira

23/10/2019

Quarta-feira

24/10/2019

Quinta-feira

08:00-08:30

Credenciamento

Credenciamento

Credenciamento

Credenciamento

08:30 -09:00

Conferência Magna

Sessão Especial (4)

Conferências Simultâneas (2, 3 e 4)

Sessões Especiais (6)

Conferências Simultâneas (5, 6 e 7)

09:00-09:30

Minicursos

09:30-10:00

10:00-10:30

Intervalo

Intervalo

Intervalo

10:30-11:00

Sessões Especiais (1, 2)

Mesas Simultâneas         (1 e 2)

Sessão Especial (4, 3)

Mesas Simultâneas         (5 e 6)

Sessões Especiais (6)

Mesas Simultâneas         (7 e 8)

11:00-11:30

11:30-12:00

12:00-12:30

Almoço

12:30-14:00

Almoço

Almoço

Almoço

14:00-14:30

Minicursos

Sessões Especiais (1, 2)

Mesas Simultâneas         (3 e 4)

Sessão Especial (4, 5)

Apresentação de banners

Sessão Especial (3, 6)

Apresentação de banners

14:30-15:00

15:00-15:30

15:30-16:00

16:00-16:30

Lanche

Lanche

Lanche

16:30-17:00

Sessões Especiais (1, 2)

Apresentações Orais Simultâneas

Sessão Especial (4, 5)

Apresentações Orais Simultâneas

Sessão Especial (3, 6)

Apresentações Orais Simultâneas

17:00-17:30

17:30-18:00

18:00-18:30

18:30-19:00

Solenidade de Abertura

Assembleia Extraordinária do Conselho Deliberativo da FAEP-BR

Assembleia Geral da ABEP

Lançamento e Autógrafos de Livros

19:00-19:30

19:30-20:00

20:00-20:30

Jantar de Adesão

Solenidade de Encerramento do XXI CONBEP

20:30-21:00

21:00:21:30

Coquetel de Abertura

21:30-22:00

22:00-22:30

22:30-23:00

23:00-23:30

 

MINI CURSOS

1. Aproveitamento integral do pescado e elaboração de produtos para Fast Foods (Elaine Cristina Batista dos Santos, UEMA

Número de vagas: 25

2. Aquaponia (Lucas Eduardo Comassetto, Marianna Valéria Pereira Cabral Torres e Marcelo Figueira Pontes, IFRR)

Número de vagas: 30

3. Cultivo de camarões em sistema de bioflocos (Luis Otavio Brito da Silva, UFRPE)

Número de vagas: 30

4. Ecologia trófica de organismos aquáticos (Guelson Batista da Silva, UFERSA)

Número de vagas: 30

5. Construção de viveiros para criação de peixes e/ou camarões (Reginaldo Florêncio da Silva Junior, IFPE)

Número de vagas: 30

6. Tecnologia de extração de espinhas de peixes redondos (Edson Luniere Porto, AEP-AM)

Número de vagas: 12

7. Boas Práticas no Manuseio do Peixe Capturado Esportivamente (Radson Rogerton dos Santos Alves, SEPA/AM)

Número de vagas: 20

8. Uso de drones aplicados a aquicultura: conceitos e aplicações (Paulo Victor do Nascimento Araújo, IFRN)

Número de vagas: 24

9. Análise oceanográfico satelital vinculado ao comportamento dos cardumes e modalidade de captura para uma melhor seletividade do recurso pesqueiro (Frank Chalkling - Empresa AcruxSoft SRL)

Número de vagas: 20

SOLENIDADE DE ABERTURA

Mesa de Abertura

Engenheiro de Pesca Elizeu Augusto de Brito (FAEP)

Engenheira de Pesca Renata Akemi Shinozaki Mendes (ABEP)

Engenheiro de Pesca Tomás Igo Munoz Sanches (AEP-AM)

Palestra de abertura: Desafios da Secretaria de Aquicultura e Pesca e dos Engenheiros de Pesca na reconstrução dos setores aquícola e pesqueiro nacional (Maurício Nogueira da Cruz Pessoa, Diretor de Aquicultura, Secretaria de Aquicultura e Pesca - SAP/MAPA).

CONFERÊNCIAS

PALESTRA MAGNA: Desenvolvimento sustentável no âmbito das ciências pesqueiras (Carlos Edwar de Carvalho Freitas, UFAM)

DEMAIS PALESTRAS:

1. Ecologia acústica aplicada a pesca e aquicultura (Alfredo Leandro Borie Mojica, UNIR)

2. Aquaponia, uma alternativa ecoeficiente de produção de organismos aquáticos, hortaliças e vegetais. (Lucas Eduardo Comassetto e Marcelo Figueira Pontes, IFRR)

3. Biodiversidade Impactada pela Pesca Industrial Arrasteira na Costa Norte do Brasil (Lins Erik Oliveira da Silva, IFPA)

4.  Impactos de microplástico e resíduos sólidos sobre o ambiente aquático (David Valença Dantas, UDESC) 

5. Pesquisa e conservação de elasmobrânquios (tubarões e raias) nas ilhas oceânicas brasileiras (Fábio Hissa Vieira Hazin, UFRPE)

6. "Malacocultura: panorama mundial e perspectivas brasileiras" (Ellano José da Silva, IFRN)

MESAS REDONDAS

1. Cadeia produtiva do pescado no Brasil: atualidade e desafios

Moderador: Luis Otavio Brito da Silva- UFRPE

Subtema 1: Aspectos relevantes e inovações na cadeia produtiva da aquicultura (Luis Otavio Brito da Silva - UFRPE). 

Subtema 2: Cadeia produtiva da pesca: realidade e perspectivas (Israel Hidenburgo Aniceto Cintra, UFRA).

Subtema 3: Comercialização do pescado: a importância do Engenheiros de Pesca na cadeia Produtiva (Marcondes Agostinho Gonzaga Júnior, UNIR).

2. A pesca de atuns em cardumes associados: aspectos técnicos e legais

Moderador: Guelson Batista da Silva, UFERSA

Subtema 1: Tecnologia de captura de atuns em cardumes associados no Atlântico (Guelson Batista da Silva, UFERSA).

Subtema 2: Métodos de avaliação de estoques e status atual dos atuns e afins no Oceano Atlântico (Flávia Lucena Frédou, UFRPE).

Subtema 3: O papel da ICCAT na gestão dos estoques de atuns do Atlântico (Fábio Hissa Vieira Hazin, UFRPE)

3. Produção de algas como alternativa na aquicultura

Moderador: Darlio Inacio Alves Teixeira, UFRN

Subtema 1: Avanços no cultivo de microalgas (Paulo César Abreu, FURG)

Subtema 2: Cultivo de macroalgas nativas: alternativas para a maricultura (Darlio Inacio Alves Teixeira, UFRN).

Subtema 3:  Biodiversidade marinha como fonte de moléculas biologicamente ativas (Rafael Garcia Lopes, UFSC). 

4. Espécies ameaçadas e estratégias de conservação.

Moderador: Lorenzo Soriano Antonaccio Barroco, IFAM

Subtema 1: Estratégias de conservação para as espécies marinhas ameaçadas de extinção (Rodrigo Risi Pereira Barreto, CEPSUL/ICMBIO).

Subtema2: Ação dos subcomitês de análise das espécies ameaçadas (Fúlvio Aurélio de Morais Freire, UFRN)

Subtema 3: Avanços e entraves das ações de conservação (Francisco Marcante Santana da Silva, UFRPE).

5. Manejo e gestão ambiental para aquicultura

Moderador: Jackson Lima Pantoja, IFAM

Subtema 1: Estratégias para o monitoramento ambiental da aquicultura em águas estuarinas e continentais frente as exigências legais (Glauber Pereira de Carvalho Santos, ITEP).

Subtema 2: Produção de alevinos de espécies nativas (Iru Menezes Guimarães, CODEVASF).

Subtema 3: Conflitos no licenciamento ambiental da aquicultura (Assis Lins de Lacerda Filho, CPRH)

6. Efeito das mudanças climáticas e impactos ambientais sobre a biota aquática

Moderador: Danniel Rocha Bevilaqua, IFAM

Subtema 1: Adaptações biológicas aos impactos antrópicos e naturais (Adalberto Luis Val, INPA).

Subtema 2:  Impacto da construção de represas sobre o ecossistema fluvial da Amazônia (Philip Fearnside, INPA)

Subtema 3: Impactos das mudanças climáticas na pesca e nos recursos pesqueiros do Brasil (Fúlvio Aurélio de Morais Freire, UFRN)

 

7. Produção e inovação em aproveitamento de resíduos de pescado: o desafio de atender a legislação ambiental

Moderador: Rogério Ferreira Nakaúth, IFAM

Subtema 1: A legislação ambiental de resíduo de pescado (Gelson Batista, IPAAM).

Subtema 2: Subprodutos de resíduos de pescado como alternativa econômica (Antônio José Inhamuns, UFAM).

Subtema 3: Destinação de resíduos de pescado x legislação ambiental do Amazonas (Cristiane Gama da Costa, GAMITANA CONSULTORIA).

8. Desafios da gestão multidisciplinar dos recursos pesqueiros continentais no Brasil

Moderador: Anndson de Oliveira Brelaz, IFAM

Subtema 1: A Conservação de recursos aquáticos e pesqueiros no cenário crescente de Infraestrutura na Amazônia. (Guillermo Stupinan, Wildlife Conservation Society-WCS)

Subtema 2: Pesca na Amazônia: estratégias de manejo visando a sustentabilidade dos recursos e a coexistência entre pescadores (Carlos Edwar Freitas, UFAM).

Subtema 3: A bacia Tocantins-Araguaia frente ao novo desafio de gestão pesqueira (Adriano Prysthon da Silva, EMBRAPA).

APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS

Coordenadores das apresentações orais e paineis:

Alzira Miranda de Oliveira

Dayse Silveira da Silva

Diogo Martins Nunes

Elaine Cristina Batista dos Santos

Maria Anete Rubim

Renata Akemi Shinozaki Mendes

Rogério Souza de Jesus

Sérgio Macedo Gomes de Mattos

SESSÕES ESPECIAIS E APRESENTAÇÕES

1. I Encontro das Associações Estaduais de Engenharia de Pesca do Brasil (Coordenador: Tomás Igo Muñoz Sanches/AEP/AM)

2. V Encontro de Coordenadores dos Cursos de Engenharia de Pesca do Brasil (Coordenador: Diogo Martins Nunes/UFRPE)

3. II Encontro de Estudantes de Engenharia de Pesca (Coordenador: Centro Acadêmico de Engenharia de Pesca da UFAM)

4. III Seminário de Extensão Pesqueira e Aquícola (Coordenador: Adriano Pryston da Silva/EMBRAPA)

5.  Projeto REBYC II- LAC- Gestão Sustentável da Fauna Acompanhante na Pesca de Arrasto de Camarão na América Latina e Caribe (Coordenador: Fábio Hissa Vieira Hazin, UFRPE)

6. IV Workshop sobre Pirarucu (Coordenador: Rogério Souza de Jesus/INPA)

SESSÃO ESPECIAL 1: I Encontro das AEPs

Programação - dia 22 de outubro de 2019 (terça-feira), das 10:30 às 12:30 e das 14:00 às 18:00

A programação será definida a partir da demanda.

SESSÃO ESPECIAL 2: V Encontro de Coordenadores dos Cursos de Engenharia de Pesca 

Programação - dia 22 de outubro de 2019 (terça-feira), das 10:30 às 12:30 e das 14:00 às 18:00

10:30 - Abertura: Novas diretrizes curriculares das Engenharias e Diretrizes para Extensão na Educação Superior Brasileira

11:30 - Divulgação dos cursos, entrada na graduação, evasão/retenção e vagas ociosas dos cursos de Engenharia de Pesca

14:00 - Taxas de sucesso da graduação e outros indicadores: uma visão crítica

15:00 - Imersão nos PPC’s dos Cursos 

18:00 - Encerramento

SESSÃO ESPECIAL 3: II Encontro de Estudantes de Engenharia de Pesca

Programação - dia 23 (quarta-feira) das 10:30 às 12:30 e dia 24 de outubro de 2019 (quinta-feira), das 14:00 às 18:30

Dia 23 (quarta-feira)

10:30 - Mesa Redonda: Projetos de Pesquisa e Extensão sendo Desenvolvidos pelos Alunos de Engenharia de Pesca no Brasil.

Subtema 1: Projetos desenvolvidos no IFES (Leandro da Silva Presenza, CAEP/IFES)

Subtema 2: Projetos desenvolvidos na UFS (Winnícius Muniz dos Santos Sá, CAEP/UFS)

Subtema 3: Projetos desenvolvidos na UFAM (Erika Walesca Cordeiro Romalho, CAEP/UFAM)

Dia 24 (quinta-feira)

14:00 - Grupo de Discussão: Cenário da Pesca Esportiva (Karen Alves da Silva, CAEP/UFAM e  Wallacy Adriano Cavalcante Campos, CAEP/UFAM)

16:30 - Mesa Redonda: A Relevância do Encontro Nacional dos Estudantes na Formação Discente.

Subtema 1: Relatos do evento ocorrido em Piúma/ES (Leandro da Silva Presenza, CAEP/IFES)

Subtema 2: Perspectivas para o evento que ocorrerá em Aracaju/SE (Winicius Muniz dos Santos Sá, CAEP/UFS)

SESSÃO ESPECIAL 4: III Seminário de extensão pesqueira e aquícola

Tema: “Os desafios da extensão pesqueira e aquícola diante da gestão multidisciplinar no Brasil”

Objetivo: divulgar e promover intercâmbio de experiências em extensão pesqueira e aquícola brasileiras diante dos desafios atuais de gestão multidisciplinar, assim como revisitar e reencaminhar as demandas da “1ª Carta de Florianópolis”, transcrita na “2ª Carta de Manaus”.

Programação - dia 23 de outubro de 2019 (quarta-feira)

8:30 Boas vindas

Abertura: A carta de Florianópolis-2017. Quais os principais desafios da extensão pesqueira e aquícola? Dr. Sérgio Macedo Gomes de Mattos - Engenheiro de Pesca, FAEP/BR

10:00 Mesa redonda 2: Conhecimento tradicional e gestão participativa como instrumentos à serviço da extensão pesqueira e aquícola (facilitadora Micheli Cristina Thomas-UDESC).

Subtema 1 Abordagem Ecossistêmica na Gestão Pesqueira (Fábio Hissa Vieira Hazin- UFRPE)

Subtema 2: Como o conhecimento tradicional pode ser articulado à gestão pesqueira e aquícola? (Roberto Adrian Ribaric, USP)

Subtema 3: Quais os principais desafios da extensão pesqueira e aquícola em Santa Catarina? (Everton Gesser Della Giustina, EPAGRI-SC)

14:00 Mesa redonda 1. Pesquisa e Extensão Pesqueira e Aquícola nas Bacias Hidrográficas (facilitador Adriano Prysthon da Silva-Embrapa)

Subtema 1: Os desafios da pesquisa e extensão pesqueira na bacia Tocantins-Araguaia (Adriano Prysthon da Silva, Embrapa)

Subtema 2: A agroecologia e a extensão pesqueira e aquícola na Amazônia (Therezinha de Jesus Pinto Fraxe, UFAM),

Subtema 3: Extensão fora do eixo de Manaus e região metropolitana (Renato Soares Cardoso, IFAM)

16:00 Encaminhamentos complementando/atualizando a 1ª Carta de Florianópolis/2ª Carta de Manaus 

18:00 Encerramento

SESSÃO ESPECIAL 5: Projeto REBYC II- LAC- Gestão Sustentável da Fauna Acompanhante na Pesca de Arrasto de Camarão na América Latina e Caribe

Programação - dia 23 de outubro de 2019 (quarta-feira), das 14:00 às 18:00

14:00 Mesa redonda 1 : Projeto REBYC

Subtema 1: Coordenação Nacional (Fábio Hissa Vieira Hazin- UFRPE)

Subtema 2: Ponto Focal do REBYC junto ao Governo Brasileiro (Sandra Silvestre de Souza, SAP/ MAPA)

Subtema 3: Síntese do enquadramento jurídico (Ana Silvia Costa Silvino, Consultora FAO)

Subtema 4: Plano Nacional de Gestão (José Augusto Aragão, Consultor FAO)

Subtema 5: Região Norte (Bianca Bentes da Silva, UFPA)

Subtema 6: Região Nordeste - DRFA (Vanildo Souza de Oliveira, UFRPE)

Subtema 7: Região Nordeste - biologia e pesca (Flávia Lucena Frédou, UFRPE)

Subtema 8: Região Sul - DRFA (Dérien Lucie Vernetti Duarte - ICMBio)

SESSÃO ESPECIAL 6: IV Workshop sobre Pirarucu 

Programação - dia 24 de outubro de 2019 (quinta-feira), das 8:30 às 12:30 e das 14:00 às 18:00

8:30 - Abertura do evento: Leocy Cutrim dos Santos Filho (Secretário SEPA/ SEPROR-AM)

9:00 - Mesa redonda 1. Governanças sobre a produção de Pirarucu

Ana Cláudia Torres, Instituto Mamirauá; Maria Angélica Correa, UFAM; Felipe Rossoni Cardoso, Operação Amazônia Nativa – OPAN.

11:00 - Mesa redonda 2. Reprodução e genética

Izeni Farias, UFAM; Carlos Henrique Santos, INPA; Alexandre Honczarick, INPA.

14:00 - Mesa redonda 3. Nutrição e sanidade

Lígia Uribe Gonçalves, INPA; Jeffson Nobre Pereira, SEPA/AM; Alberto Furtado Martins Junior, SAP-MAPA/DF.

16:00 - Mesa redonda 4. Tecnologia pós-colheita e comercialização

Antonio José Inhamuns, UFAM; Nilson Luis Aguiar Carvalho, INPA; Roberto Carlos Bueno, Fundação Amazonas Sustentável.

Antonio José Inhamuns, UFAM; Nilson Luis Aguiar Carvalho, INPA; Roberto Carlos Bueno, Fundação Amazonas Sustentável.

II – APRESENTAÇÃO

A Federação Nacional dos Engenheiros de Pesca do Brasil – FAEP-BR realizará conjuntamente com a Associação Brasileira de Engenharia de Pesca – ABEP, a Associação dos Engenheiros de Pesca do Estado do Amazonas e as demais Associações Estaduais – AEP’s, o “XXI CONGRESSO BRASILEIRO DE ENGENHARIA DE PESCA”, no período de 21 a 24 de outubro de 2019, na Cidade de Manaus, Capital do Amazonas, tendo como Tema Principal “ENGENHARIA DE PESCA: DESAFIOS E CONFLITOS DA GESTÃO MULTIDISCIPLINAR SOBRE A AQUICULTURA E A PESCA NO BRASIL”.

Paralelamente a esse evento serão realizados o III Seminário de Discussão (Workshop) Sobre Assistência Técnica e Extensão Pesqueira, o Encontro de Estudantes de Engenharia de Pesca, o Encontro Nacional dos Diretores / Coordenadores dos Cursos de Engenharia de Pesca e a Expo CONBEP 2019: Feira da Pesca e Aquicultura, que irá reunir empresas, instituições governamentais e não governamentais envolvidas direta e indiretamente com o setor pesqueiro e aquícola do país, onde irão expor suas ações produtos e serviços.

O CONBEP – Congresso Brasileiro de Engenharia de Pesca é o principal fórum nacional de intercâmbio técnico-científico da área, e aberto aos profissionais e estudantes de parceiros tais como: Instituições de Ensino, Pesquisa e Extensão, Órgãos Governamentais Federais, Estaduais e Municipais, Entidades Não Governamentais, Pesquisadores, Professores, Técnicos, Pescadores, Aquicultores e Empresários da Cadeia Produtiva da Pesca e Aquicultura.

O XXI CONBEP se propõe divulgar, discutir e disseminar as inovações tecnológicas utilizadas na pesca industrial, artesanal e esportiva, na aquicultura e no processamento do pescado. Abordará os avanços na Tecnologia e Inovação de processos produtivos voltados para o aumento da produção e produtividade, que preservando os estoques pesqueiros e mantendo a capacidade de suporte dos ecossistemas aquáticos, propiciem a elevação da renda para todos os setores das cadeias produtivas do pescado.

O XXI CONBEP em Manaus-AM terá a oportunidade de divulgar mais amplamente os projetos, pesquisas e trabalhos de extensão desenvolvidos pela UFAM, INPA, UEA, IFAM e EMBRAPA na Amazônia sobre a criação e o processamento de peixes de água doce, bem como a atuação dos órgãos governamentais na formação de associações e cooperativas que atuam na pesca artesanal e na aquicultura, e as inciativas empresariais para o desenvolvimento da aquicultura da região e nacional. Também oportunizará a divulgação e o fortalecimento dos Cursos de Graduação e de Pós-Graduação em Engenharia de Pesca da UFAM e demais Universidades da Região Amazônica, assim como também os Cursos Técnicos de Pesca e Aquicultura do Instituto Federal do Amazonas, e da educação continuada desenvolvida pelo CETAM e UEA, buscando contribuir para a formação acadêmica e técnica dos estudantes e o seu desenvolvimento profissional, além de divulgar os resultados obtidos pelas parcerias estabelecidas entre as empresas de pesca e de aquicultura sediadas em Manaus e demais estados da Região Norte, realizando um verdadeiro contra ponto com as demais entidades de ensino pesquisa e extensão do país.

III – JUSTIFICATIVA

Manaus é o principal centro financeiro, corporativo e econômico da região norte do Brasil, e que tem o 6º maior PIB do país. Além disso, é a segunda maior região metropolitana do norte do país e a 12ª do Brasil, com cerca de dois milhões de habitantes.

O CONBEP almeja reunir profissionais e participantes de vários países, de renomadas instituições nacionais, latino-americanas e europeias, dedicados ao estudo da inovação, sustentabilidade e governança na pesca, na aquicultura e no meio ambiente, como tema de grande importância para a região amazônica. Sendo uma oportunidade para integrar profissionais e dirigentes de empresas públicas e privadas além de associações da sociedade civil e ONGs, tanto nacional como internacional, na discussão dos desafios enfrentados pela região amazônica. Evento com tal magnitude constitui-se numa ocasião ímpar, não somente para introduzi-la cada vez mais na comunidade internacional, mas igualmente colocá-la na rota dos estudos científicos, agora e muito mais no futuro.

Os Congressos Brasileiros de Engenharia de Pesca, desde sua primeira edição, realizada em Brasília (DF) em 1979, até o último realizado em Florianópolis (SC) em 2017, vem mantendo sua proposta de realizar de dois em dois anos um evento com Conferências, Palestras, Workshops, Seminários, Mesas de Debates, Cursos e Apresentação de Trabalhos Técnicos e Científicos.

Assim, é com grande satisfação que convidamos professores, pesquisadores, especialistas e estudantes para submeterem propostas, na forma de Resumos e Trabalhos Completo, até junho de 2019, para apresentação no evento, tanto no Tema Principal, como em suas áreas correlatas e afins.

IV – HISTÓRICO DOS CONGRESSOS BRASILEIROS DE ENGENHARIA DE PESCA

Já foram publicados mais de 1.500 trabalhos nos eventos anteriores e esperamos que no XXI CONBEP sejam apresentadas centenas de trabalhos com abordagem de temas regionais, nacionais e internacionais, relacionados às Cadeias Produtivas da Pesca e da Aquicultura e suas transversalidades.  

CONGRESSOS REALIZADOS

CONGRESSO

LOCAL

PERIODO

ANO

I CONBEP

BRASILIA – DF

JULHO

1979

II CONBEP

RECIFE – PE

JULHO

1981

III CONBEP

MANAUS – AM

JULHO

1983

IV CONBEP

CURITIBA – PR

JULHO

1985

V CONBEP

FORTALEZA – CE

JULHO

1987

VI CONBEP

TERESINA – PI

JUNHO

1989

VII CONBEP

SANTOS – SP

JUNHO

1991

VIII CONBEP

ARACAJU – SE

SETEMBRO

1993

IX CONBEP

SÃO LUÍS – MA

SETEMBRO

1995

X CONBEP

GUARAPARI – ES

NOVEMBRO

1997

XI CONBEP

RECIFE – PE

OUTUBRO

1999

XII CONBEP

FOZ DO IGUAÇU – PR

SETEMBRO

2001

XIII CONBEP

PORTO SEGURO – BA

OUTUBRO

2003

XIV CONBEP

FORTALEZA – CE

OUTUBRO

2005

XV CONBEP

MANAUS – AM

OUTUBRO

2007

XVI CONBEP

NATAL – RN

OUTUBRO

2009

XVII CONBEP

BELEM – PA

NOVEMBRO

2011

XVIII CONBEP

PAULO AFONSO – BA

OUTUBRO

2013

XIX CONBEP

SÃO LUÍS – MA

OUTUBRO

2015

XX CONBEP

FLORIANÓPOLIS – SC

OUTUBRO

2017

XXI CONBEP

MANAUS – AM

OUTUBRO

2019

O XXI CONGRESSO BRASILEIRO DE ENGENHARIA DE PESCA, com o Tema Principal “ENGENHARIA DE PESCA: DESAFIOS E CONFLITOS DA GESTÃO MULTIDISCIPLINAR SOBRE A AQUICULTURA E A PESCA NO BRASIL” ressaltando a importância da Engenharia, da Biologia e do Meio Ambiente, como agentes capazes de transformar por intermédio do conhecimento técnico, cientifico e inovador, dentro das normas de sustentabilidade a utilização dos recursos da Cadeia Produtiva da Pesca e da Aquicultura para, combater o flagelo da falta de alimentos para humanidade, combate que passa pela necessidade de se discutir a real situação dessa cadeia produtiva nos níveis Nacional, Estadual e Global, com vistas a mostrar para a Classe Política Brasileira a real importância estratégica dessa cadeia produtiva na produção de alimentos.

V – OBJETIVO GERAL

Reunir os profissionais da Cadeia Produtiva da Pesca e Aquicultura, e profissionais das demais áreas correlatas, e com a finalidade de estimular e divulgar as mais recentes inovações tecnológicas e pesquisas voltadas para produção, transformação, sustentabilidade e legalidade dos organismos aquáticos.

VI – OBJETIVOS ESPECÍFICOS

VII – PÚBLICO ALVO

Espera-se a participação de 600 a 1.000 Congressistas entre Pesquisadores Nacionais e Internacionais, Professores, Técnicos de Nível Superior e Médio, Estudantes de Graduação e de Pós-Graduação, Estudantes dos Cursos Técnicos de Pesca e Aquicultura, Profissionais da Extensão Pesqueira e Aquícola, de Produtores, de Empresários da Cadeia Produtiva Pesca e Aquicultura e das Organizações Governamentais e não Governamentais.