Desmanche do sistema de ensino promove a idiotização dissimuladamente facilitando a manipulação da HEM. https://www.facebook.com/ProfessorPadilla/posts/1981967308737833 

acordar da idiotizacao estatal.jpg

  Ensino idiotizando e a dica ao jovem: pare de perder tempo com o sistema educacional https://docs.google.com/document/d/e/2PACX-1vQE6VMnn4y_18rgqvIciEd6eN2-oR3Gog6m3qQYi4hxrStRdS2UOWGoVQVf5g_49yGHIXatPRNn7Oga/pub

   FHC recebeu milhões para promover a acultura, acelerando o desmanche do ensino, especialmente o federal!

    PSDB promove a idiotização verticalmente: https://goo.gl/s6QDxP 

   Não caia na falsa oposição PSDB x PT, são todos Foro SP aparelhando e desmanchando as instituições visando bolivarizar toda a América Latrina (Ursal). PMDB é o braço da NOM: privatiza para abocanhar mercados e provocar a globalização. Todos fazem parte do engodo partidário, o simulacro de democracia cujo objetivo é a escravização dissimulada mediante a idiotização. Nesse engodo, surrupiaram mais de 10 trilhões dos brasileiros!

ensino trabalho mais importante.jpg

   Descubra o que não querem que saiba, porque as profissões mais necessárias ao bem comum como professores, médicos, policiais, militares e jornalistas são tão infamados e desvalorizados, na Rede de Conscientização:
http://bit.ly/conscientizar 

 Educacao sucateada.jpg

Lamentavelmente, sr. Cláudio de Moura Castro, professor/a no Brasil ganha mal!

Publicado em Sexta, 29 Julho 2016 17:31

  O  sr. Cláudio de Moura Castro tece longo ataque à remuneração e à organização do trabalho dos/as professores/as da educação básica no país, numa indisfarçável propaganda contra a escola pública e seus profissionais, e, consequentemente, a favor das parcerias público-privadas que, muito provavelmente, poderá lhe render vultosas remunerações, lucros e dividendos na condição de associado do projeto de mercantilização da educação.

 A base teórica do artigo inexiste, embora muitas considerações sejam feitas em referência a supostas pesquisas ou estudos acadêmicos, sem quaisquer citações de fontes. Verdadeira fraude! Aliás, fraudar a opinião pública virou moda no Brasil, onde reina a impunidade para esse crime. Que o diga a última pesquisa Datafolha/Folha de São Paulo a respeito da manutenção do governo interino de Michel Temer!

 Voltando ao sr. Castro, ele considera que os/as professores/as brasileiros possuem salários competitivos, quando analisados por hora de trabalho, inclusive em relação à média internacional. Desconsidera, por exemplo, a recente pesquisa da rede em que é apoiador, Todos pela Educação, que no último mês divulgou dados extraídos da Pnad-IBGE revelando que a remuneração média do magistério com formação em nível superior, no Brasil, equivale à metade da dos demais profissionais com mesmo nível de escolaridade.

  Em nível internacional, o diagnóstico da OCDE (Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico), denominado Education at a Glance 2014, ao qual o sr. Castro certamente teve acesso, mas não o considerou em seu artigo, mostrou que o Brasil possui o penúltimo salário em comparação a 38 países. O estudo ainda apontou que o Brasil tem a maior relação de estudantes por sala de aula (29 na média) e a maior jornada efetiva de trabalho de professores em sala de aula (19 horas semanais, em média) – ver tabela remuneratória ao final, ironicamente disponível no site de Veja.com.

  Por outro lado, o artigo de Castro, em Veja de 27/7/16, possui contradições e ilações pejorativas sobre o trabalho do/a professor/a brasileiro/a, que exigem certas ponderações e comparações para fins de melhor entendimento.

  O articulista defende a meritocracia salarial, pois, segundo ele, o Estado despende muitos recursos para os salários do magistério onde a “produtividade é baixa”. Ora, mesmo sendo a educação um direito universal e sabendo que as condições de trabalho dos profissionais interferem na qualidade do aprendizado – sem falar que a maioria dos gestores resiste em investir na formação continuada e nas carreiras do magistério e dos demais trabalhadores da educação –, não seria o caso de questionarmos as despesas per capita do Estado com o judiciário, com os parlamentos das três esferas e com as demais áreas públicas em relação às suas respectivas produtividades? E os gastos com publicidade governamental nos veículos de comunicação privados, quanto custa e o que agrega em produtividade? Por que então o foco na educação? A resposta é simples: o sr. Castro defende a privatização da área, pois os fundos públicos educacionais correspondem a bilhões de reais.

  A recente decisão do STF, permitindo parcerias público-privadas na educação, tem mobilizado o empresariado a disputar os recursos públicos. E o “lobby” privado será cada vez maior para substituir professores e demais profissionais concursados das escolas públicas, por trabalhadores vinculados à CLT (Consolidação das Leis Trabalhistas) ou mesmo terceirizados, na perspectiva do PL 4.330, da pejotização. Com relação aos profissionais efetivos, a pressão será por rebaixamento salarial, maior tempo de contribuição para a aposentadoria e redução dos proventos previdenciários (tal como escreveu literalmente o sr. Castro), a fim de sobrar mais recursos para as empresas. Essas demandas privatistas dialogam com o PLP 257, que visa congelar salários e concursos públicos nos estados, e com a PEC 241, que pretende suspender por duas décadas as vinculações constitucionais de impostos para a educação (e a saúde). Trata-se, como dito, de briga por fundos públicos!

  Neste sentido, a principal mensagem do artigo de Castro indica a precarização (ainda mais!) do trabalho do/a professor/a como política para o problema do financiamento da educação e da melhoria da aprendizagem, devendo-se, ainda, conceder a gerência dos sistemas escolares para a iniciativa privada, sobretudo para organizar o corpo docente. Um poço de contradição e pretensão desvairada!

  Em fevereiro de 2015, o Jornal Nacional, que dispensa comentários sobre sua opção política, divulgou uma série de reportagens sobre a escola pública e seus profissionais. Nas matérias de Graziela Azevedo e Ronaldo de Sousa constatou-se que grande contingente de professores têm abandonado o magistério e que os jovens não se sentem atraídos pela profissão. Motivos: baixos salários, péssimas condições de trabalho e violência no ambiente escolar.

   Já a pesquisa do instituto Data Popular, realizada em 2015, revelou que 85% da população considera o magistério uma profissão mal remunerada, indo ao encontro das pesquisas da Pnad-IBGE e da OCDE.

   Diferente das pseudo teses alardeadas pelo articulista de Veja, esses são exemplos reais da percepção de nossa gente sobre a educação e seus profissionais. E é sobre esses problemas que o Plano Nacional de Educação construiu suas metas visando garantir o acesso de todos/as à educação pública, gratuita, laica, democrática e de qualidade socialmente referenciada. E a CNTE mantém seu compromisso em cobrar o cumprimento integral do PNE, sobretudo em relação às políticas de valorização dos profissionais da educação e de maior investimento público na educação pública tendo como referência 10% do PIB.

   A CNTE e seus sindicatos filiados estão atentos às ofensivas do capital sobre os recursos públicos da educação, ao mesmo tempo em que mantêm a luta pela valorização da escola pública e de seus profissionais, tendo como bandeiras de luta o aumento do valor e a extensão do piso salarial nacional para os funcionários da educação e a implementação de diretrizes nacionais para os planos de carreira da categoria.

    Nossa luta contrapõe o desejo privatista instalado no país em torno da educação pública e procura atender aos anseios dos/as trabalhadores/as escolares.

   

Salário dos professores brasileiros está entre os piores do mundo (Fonte: Veja)

Valores em dólares, anuais, para professor em início de carreira no ensino fundamental e para jornada de 40 horas semanais (ano 2014):

$ 66.085 Luxemburgo

$ 50.007 Alemanha

$ 48.904 Suíça

$ 44.131 Dinamarca

$ 37.221 Austrália

$ 37.145 Canadá

$ 37.104 Holanda

$ 36.333 Estados Unidos

$ 36.268 Espanha

$ 34.484 Noruega

$ 33.667 Bélgica

$ 33.602 Irlanda

$ 32.587 Áustria

$ 32.148 Finlândia

$ 30.695 Suécia

$ 29.411 Média da OCDE

$ 29.151 Portugal

$ 28.961 Nova Zelândia

$ 28.591 Coréia do Sul

$ 28.321 Inglaterra

$ 28.124 Escócia

$ 27.786 Itália

$ 27.067 Japão

$ 27.006 Eslovênia

$ 26.247 França

$ 25.672 Islândia

$ 24.834 Turquia

$ 19.680 Israel

$ 18.718 Grécia

$ 17.770 Chile

$ 16.986 República Tcheca

$ 15.556 México

$ 11.828 Estônia

$ 11.388 Polônia

$ 10.644 Eslováquia

$ 10.375 Brasil

$ 1.560 Indonésia

A grande mazela do ensino brasileiro é a falta de qualificação mínima na educação básica. O problema é grave, persistente e começa na alfabetização das crianças. O fracasso resulta, dentre outros fatores, da aplicação hegemônica de metodologias de ensino chamadas de socioconstrutivismo ou linguagem global, e da implementação da “pedagogia do oprimido” na formação dos nossos docentes.

Segundo o MEC, por meio da Avaliação Nacional da Alfabetização (ANA-2014), há presença endêmica de analfabetismo escolar no sistema de ensino nacional. O teste constatou somente 11,2% dos estudantes brasileiros de 3º ano do ensino fundamental alcançar uma proficiência adequada em leitura. Na região Norte, o índice é de apenas 5%; no Nordeste, de 6%; no Centro-Oeste, de 10%.

  Até mesmo na região mais desenvolvida do país, o Sul-Sudeste, a situação é grave: apenas 17% dos alunos apresentaram um desempenho adequado no teste de leitura no Sudeste e, no Sul do país, apenas 14% das crianças foram alfabetizados adequadamente.

 Qual a explicação para o fracasso escolar? Segundo o excelente relatório de divulgação científica produzido no âmbito da Comissão de Educação da Câmara Federal, em 2003, primeiro ano do governo Lula, intitulado Grupo de Trabalho Alfabetização Infantil: Os Novos Caminhos: “o problema é que uma postura eminentemente política ou ideológica levou, em diversos países, e continua levando, no Brasil, a uma rejeição de evidências objetivas e científicas sobre como as crianças aprendem a ler”.

 O neurocientista americano Steven Pinker, no livro Como a Mente Funciona, registra: “lamentavelmente, a mesma história está se repetindo no ensino de leitura nos Estados Unidos. Na técnica dominante, denominada ‘linguagem global’, a percepção da linguagem ...foi deturpada, transformando-se na afirmação evolutivamente improvável da leitura ser um instinto humano desenvolvendo-se naturalmente. A antiquada prática de ligar letras a sons é substituída por um ambiente social rico em textos, e as crianças não aprendem a ler.”

 Não levar a sério recomendações científicas explica, em parte, as razões do fracasso educacional. O método socioconstrutivista continua hegemônico e causando estragos. Associa-se ao problema, agravando-o, a forte presença de ideologias na formação dos professores. O maior exemplo é a utilização de Paulo Freire na formação do magistério. É um autor aclamado e idolatrado pela esquerda, contudo, pouco ou nada lido com isenção necessária.

 Paulo Freire, prosélito do movimento comunista/socialista latino-americano, foi incensado como o grande pedagogo brasileiro. Preocupava-se, sobretudo, com o desenrolar de uma revolução socialista e não com uma pedagogia técnica ou científica. Via a escola e o povo, pobre e analfabeto, como instrumentos dessa revolução. Em sua Pedagogia da Autonomia, afirmou seus objetivos: “Ensinar exige reconhecer que a educação é ideológica. (…) A capacidade de penumbrar a realidade, de nos miopizar, de nos ensurdecer que tem a ideologia faz, por exemplo, a muitos de nós, aceitar docilmente o discurso cinicamente fatalista neo-liberal que proclama ser o desemprego no mundo uma desgraça do fim do século. Ou que os sonhos morreram e que o válido hoje é o pragmatismo pedagógico, é o treino técnico-científico do educando e não sua formação de que já não se fala.”

 A confissão também é constatada em seu principal livro, A Pedagogia da Oprimido: “a nossa preocupação, neste trabalho, é apenas apresentar alguns aspectos do que nos parece constituir o que vimos chamando de Pedagogia do Oprimido: aquela que tem que ser forjada com ele e não para ele, enquanto homens ou povos, na luta incessante de recuperação de sua humanidade. Pedagogia que faça da opressão e de suas causas objeto de reflexão dos oprimidos, de que resultará o seu engajamento necessário na luta por sua libertação, em que esta pedagogia se fará e refará.”

 A associação do método equivocado de alfabetização e ensino ao veneno ideologizante de Freire contaminou toda a formação dos professores no Brasil e está na raiz de nossos problemas de aprendizado. É condição sine qua non para haver um ensino minimamente eficiente superar as práticas não científicas e desideologizar a formação dos professores. A qualidade só será alcançada se dermos um basta no socioconstrutivismo e afastar as ideologias meramente políticas da formação superior do magistério nacional. Sem isso, nada mudará o quadro lamentável do ensino brasileiro. 

Educacao professor valorizado pais economicamente desenvolvido.jpg

 Proposta aviltante do governo, inferior à perda do poder aquisitivo da moeda, confirma a intenção do Foro de São Paulo de desmanchar o sistema de ensino promovendo a idiotização dissimuladamente.

 1) Com a inflação tendendo a 9% ao ano e, entre março de 2015 (último reajuste) e janeiro de 2016 (data do novo reajuste proposto), devendo alcançar o patamar de 7,5%, os 5,5% postos na mesa pelo governo não cobrem sequer a inflação deste ano;

 2) Seria uma total temeridade aceitar um pacote de reposições por 4 anos e, ainda mais, em percentuais tão baixos, reduzindo ainda mais drasticamente o poder aquisitivo dos professores por ser totalmente impossível antecipar, hoje, qual será a inflação no quadriênio vindouro;

 3) Esta proposta não dialoga com a pauta do Proifes (a Confederação de sindicatos) no que se refere à reestruturação de carreira e, além disso, é imperativo que as demais demandas apresentadas por nós sejam debatidas em mesa setorial com os docentes, que não foi marcada, porque a reunião do dia 7 de julho é com entidades representativas de todos os servidores.

Educar desmanche programado.jpg

 Além disto, os professores das IFEs querem a reestruturação da carreira, valorização, correção das pendências do acordo de 2012, melhoria nas condições de trabalho, mais verbas para a educação, pauta setorial a qual continua sendo ignorada. Os motivos que levaram o Conselho Deliberativo do Proifes-Federação a indicar a deflagração de greve nacional perduram e foi reivindicadas, novamente, a imediata abertura da mesa setorial com os docentes em ofício encaminhado 26/06/2015 para as negociações continuarem até 7 de julho. Se não houver reajuste salarial, teremos um impasse. Solicitamos o apoio da população e a participação massiva de todos os professores na Assembleia virtual, via internet, a iniciar dia 29 de junho até 3 de julho. Na votação eletrônica se decidirá pela deflagração de greve.

 A proposta desse governo psicopata para os servidores federal é um desrespeito, ademais de inaceitável, implicando em redução dos já minguados vencimentos. Este professor universitário, lecionando na UFRGS desde 1992, aufere um salário (BRUTO) de R$ 2.018,77 o qual, com anuênios (R$ 80,58), auxílios transporte (RS 197,17) e alimentação (R$ 188,50), VPNI (R$ 134,98) e retribuição por titulação (R$ 155,08) soma brutos R$ 2775,08 mensais. Líquido mensal? R$ 1861,71.

  Não acha isso uma vergonha?

  Os psicopatas que tomaram conta do país distribuem valores superiores a isso como gorjeta nas contas milionárias pagas com os cartões corporativos.

 Está na hora das pessoas decentes retomarem o controle do país afastando do controle institucional os psicopatas e os psicopatetas de que se cercam.

Professor Luiz Roberto Nuñes Padilla

Representante da Faculdade de Direito no Conselho da ADUFRGS-Sindical, Sindicato dos Professores da UFRGS, da UFCSPA e do IFRS/Campus Poa e Campus Restinga

http://e.adufrgs.org.br/v3/TRC/C/493/183542/959120/63885238/ 

educacao desvalorizada.jpg

  A maior parte da verdade é escondida do povo pela espiral do silêncio e  a HEM, a hipnose em massa, cria uma escravização dissimulada. Ao invés de correntes-grilhões, somos aprisionados através de falsas crenças e inversão de valores.

   A percepção fantasiosa mistura fantasia alterando o que acreditamos serem fatos. A desinformação e superficialidade induzem a reproduzir comportamentos do holograma ou matrix criado pelos Controladores globalistas.

 As estratégias idiotizadoras da 5GW, a Guerra de  5º Geração, são operacionalizadas através da rede de desinformação constituída pela mídia e falsos-líderes de dois tipos - conheça-os aqui: http://bit.ly/Infiltrad

  Só nesta década, a guerra dissimulada causou centenas de milhões de perdas humanas. Grande parte faleceu no Brasil onde, além dos cem mil assassinatos do ano, ocorreram milhões de óbitos por doenças evitáveis pois o processo de idiotização baseia-se na saúde precária impedindo o funcionamento normal do cérebro.

  A população ignora como viver de forma saudável. Acreditando serem alimentos, consome produtos tóxicos! Paga caro para comer e beber devido aos elevados impostos. E o pior: a ignorância alimentar é causa de mais de 99% das doenças. Envolvido na armadilha da indústria da morte, nos anos finais de existência, grande parte das pessoas sobrevive mediante tratamentos caros de doenças as quais não teria se tivesse informações mínimas: http://padilla-luiz.blogspot.com.br/2016/03/alimentacao-longevidade-cerebro.html  

 O quadro dantesco completa-se com os acidentes cuja maioria decorre da leniência conjugada à imobilidade urbana planejada para induzir a aquisição de carro e consumir recursos, desperdiçar tempo, irritar e entorpecer, criando o caótico ambiente de isolamento e de idiotização, a base do holograma psicopata http://bit.ly/imobilidade 

  Para entender a HEM, hipnose em massa, examine este artigo: https://docs.google.com/document/d/13RnOYN1QAy2W2StSZHtL6LwBEWx7iKBLYHPr2LOzlws/pub      ou deixe para o final onde este link será repetido.

     Querendo, imediatamente, saber sobre a 5GW, Guerra de  5º Geração, clique aqui: https://t.co/NydYnzAQd7  ou, no final, este link será repetido.

  Qual é a nossa maior arma contra os mutantes e a sua entourage psicoPaTeta?

 Vamos derrotá-los com a  “A verdade antes da paz  e aplicada conforme o maior ensinamento: “Amai o próximo (humano) como a si mesmo. 

  Verdade nas vida e obra de Miguel de Unamuno, o maior filósofo do existencialismo Cristão:  http://padilla-luiz.blogspot.com.br/2016/09/miguel-de-unamuno-paladino-da-verdade.html 

 By the way:  Por que pessoas espertas

podem ser tão tolas?

A educação desfocada* entorpece as habilidades necessárias para escapar da maior mazela do Século XXI:  a manipulação.

Descubra tudo o que eles escondem de você:

http://padilla-luiz.blogspot.com.br/2013/06/espertos-agindo-como-tolos.html 

Saiba tudo que acontecendo no país escutando os áudios e examinando as provas na pasta: https://goo.gl/ZFYlYX

Dica aos jovens: sejam ambiciosos e parem de perder tempo com o sistema educacional convencional

Eis os 10 passos recomendados

Aproveitando férias com a família, depois de um dia de muita diversão, comecei uma aula com meus filhos (13 e 15 anos) sobre mercado digital, o potencial da internet e o oceano de oportunidades que este novo mundo apresenta.

Logo após a aula, eles me fizeram uma pergunta:

"Pai, diante do que você acabou de apresentar, por que as pessoas saem de casa, passam um tempão no trânsito para chegar a um escritório para trabalhar 10 horas por dia, para em seguida voltarem para casa num enorme engarrafamento em troca de um salário geralmente baixo?"

Minha resposta não poderia ser mais simples e direta:

"Porque a escola não ensina para elas o que estou ensinando agora para vocês. Ao contrário, a escola ensinou para elas que todos precisam e dependem de um salário para sobreviver e, por isso, muitos se sujeitam a esse estilo de vida."

Outro dia, um conhecido me fez essa pergunta:

"Flávio, eu não paro em nenhum emprego. Que conselho você me dá?"

Respondi:

"Quem disse que você precisa de um emprego fixo? Abra sua mente para um novo mundo e liberte-se deste mundinho comum que o sistema insiste em lhe enfiar goela abaixo."

E, todas as vezes que falo sobre isso, alguém me pergunta:

"Mas, Flávio, se todo mundo pensar assim, não vai ter mais gente para trabalhar nas empresas..."

Sempre respondo:

"Jamais todos vão pensar assim, pois nem todos terão a coragem de sair do fluxo da boiada. Lá, a maioria se sente ilusoriamente mais segura."

Para começar, fique longe do sistema educacional convencional

Aparentemente, as pessoas ainda não se deram conta de como o sistema de ensino convencional, cujo currículo é totalmente comandado pelo governo via Ministério da Educação, condicionou as grandes massas à inércia intelectual. Quando não estão doutrinando idéias revolucionárias de inspiração claramente marxista, apenas ensinam que o ápice da sua aspiração deve ser ou um concurso público ou um emprego de carteira assinada.

A maioria segue esse fluxo sem questionar. Vivem desse jeito porque seus pais viveram assim e seus avós também. Por terem se acostumado com o cativeiro isso, imaginam-se brutalmente inseguras fora dele. A ideia de voarem com suas próprias asas e de caçarem sua própria comida literalmente as aterroriza. Sentem-se com medo de ficarem sem o alpiste e a água no copinho que consomem diariamente dentro de sua gaiola.

Sim, a escola e a faculdade — ou seja, todo esse sistema de ensino retrógrado — estão formatadas para formar empregados, e não para criar empreendedores. E isso naquelas instituições consideradas de excelência. Nas instituições públicas há a prevalência do fator político voltado para o controle das massas, que usa a prerrogativa do currículo ministrado pelo governo para doutrinar politicamente jovens dizendo se tratar de "causas sociais".

Resultado desse show de horrores: de um lado, um amontoado de jovens desperdiçando seu grande potencial fazendo concursos públicos (para então viver sugando os impostos dos mais pobres); de outro, mais um amontoado de jovens sem nenhuma experiência prática disputando a tapa as vagas de emprego no mercado de trabalho, o que exerce uma pressão para baixo no valor dos salários.

Consequentemente, por não terem experiência prática e por causa da enorme oferta de mão-de-obra, aqueles que conseguem a vaga de emprego recebem salários baixos. E reclamam.

O que eles aparentemente não entendem é que você não ganha um salário de acordo com sua pessoa ou carisma, mas sim de acordo com sua capacidade de gerar valor. Acima de tudo, de acordo com sua raridade. Um bom professor é muito importante, mas o Messi é mais raro e, por isso, é disputado por muitos clubes; e, como consequência desse leilão, ganha muito mais.

E fazer-se raro é sempre uma consequência de ter a coragem de sair voando de sua gaiola. Dentro dela, você vale muito menos. Você é apenas mais um na multidão de escravos modernos que têm um estilo diferente dos escravos de antigamente. Esses, antes da carta de alforria, tinham até moradia e comida pagos pelo seu dono. Hoje, os escravos modernos se endividam junto aos bancos do governo para passar os próximos 30 anos pagando por um apartamento, entram no rotativo do cartão de crédito até para fazer compras no supermercado, pagam uma quantia obscena de impostos, pensam que a CLT é um benefício que lhes dá alguma segurança, pagam contribuição sindical para sustentar pelegos controlados por partidos políticos, acreditam que as escolas e hospitais públicos são de graça, e acham normais as mordomias dos donos da corte.

Ao final da vida, sem poupança acumulada, enfrentam a triste fila do INSS para receber uma aposentadoria gerenciada pelo governo — que, a cada ano, aumenta o prazo mínimo para receber o benefício e diminui o reajuste.

O máximo que lhes é permitido é ir para o trabalho resmungando na segunda-feira ou depois de um feriado.

É algum pecado ser empregado? Claro que não. Eu mesmo tenho milhares deles. É um enorme desperdício, isso sim, você acreditar que não tem alternativas e, consequentemente, pautar sua vida pela lavagem cerebral pela qual passou dentro do sistema de ensino.

O que eu faria se tivesse 18 anos

Recentemente, alguém me perguntou: "Flávio, se você tivesse minha idade (18 anos), com seu conhecimento e experiência, o que você faria?"

Respondi:

1. Para começar, jamais teria um emprego de carteira assinada.

2. Jamais me envolveria com pirâmides que prometem ganhos fáceis.

3. Venderia algum produto. Qualquer um: picolé, bala, bombom, relógio, pão etc. Escolheria o produto com o qual mais me identifico e estudaria tudo sobre ele.

4. Em uma segunda fase, depois de conquistar um pouquinho de capital, criaria modelos recorrentes de venda desse produto, tipo um serviço de entrega de pães todas as manhãs para os consumidores associados. Eu me dedicaria a vender esse plano. Tudo sem muito capital, mas que me permitisse começar pequeno e sonhar grande e com escala.

5. Viveria com não mais do que 50% do que ganhasse para ampliar meu capital de giro.

6. Estudaria, com grande afinco, todas as fases do processo a fim de começar a fabricar meu próprio produto, e investiria em minha própria marca.

7. Ampliaria meu mix de produtos.

8. Criaria canais de distribuição alternativos. Por exemplo, franquias, online, venda direta, B2B etc.

9. No auge da companhia, venderia para um fundo, banco ou concorrente, embolsando uma enorme liquidez.

10. Com 5% do capital conquistado, começaria tudo de novo e investiria os 95% em investimentos conservadores.

Os problemas mais frequentes

1. O sistema de ensino convencional não prepara para nada isso.

2. A sociedade discrimina os que começam esse tipo de jornada, mas bajula os que chegam ao final dela.

3. As pessoas têm medo de sair do quadrado.

4. Você raramente terá apoio se disser que não quer mais seguir a boiada — isto é, fazer faculdade para conseguir um diploma.

5. Capital é bom, mas é possível conquistá-lo vendendo.

6. Pessoas convencionais têm preconceito com vendas.

7. Muitos, ao conquistarem seu primeiro sucesso, querem logo comprar um carro zero como sinal de status. Em vez de ampliarem seu capital de giro, ampliam suas dívidas.

8. Outros ficam apegados ao negócio que criaram e, assim, perdem o timing para vendê-lo.

9. Lucro não é pecado e sonhar não é para alienados.

10. Você irá atrair interesseiros. Saiba distinguir quem é quem nesse jogo.

Teoria e prática

Muitos desavisados, quando leem isso, pensam que é tudo apenas blá-blá-blá teórico, e imediatamente disparam: "Falar é fácil, mas a prática não é tão simples assim".

Bem, nos últimos 20 anos, fundei uma dezena de empresas. Comecei minha vida vendendo relógios do Paraguai e, em seguida, vendi curso de inglês. Hoje, vendo empresas. Não, não é nada simples, mas de uma coisa eu tenho a certeza: se eu tivesse 18 anos de idade com o conhecimento que tenho hoje, certamente não seguiria a boiada nem o modelinho convencional para o qual a grande multidão é diariamente treinada dentro das escolas e universidades.

Se a mim for dado o privilégio de viver por mais algumas décadas, eis o que gostaria que meus olhos testemunhassem:

a) que meus filhos, como eu, nunca tenham uma carteira de trabalho assinada;

b) que eles nunca dependam de governo e que voem com suas próprias asas, sem medo e sem serem tolhidos pelo sistema de ensino (quanto a isso, eles já colocam a escola em seu devido lugar: pouca ou nenhuma significância em sua educação).

Como minha esfera de influência direta são apenas meus filhos, minhas pretensões se restringem apenas a eles.

Quanto a você, não aceite nada menos que o seu potencial possa lhe dar. E faça por merecer. Não se permita ser doutrinado por ambiciosos lobos vestidos de cordeiro, seja nas redes sociais, na escolas e universidades, ou nos palanques da vida.

Viva seu sonho e coloque-o em prática, ainda que tenha de lidar com os medíocres de plantão que acham que voar é para pássaros alienados que seguem modismos. Modismo mesmo é seguir a boiada e viver de alpiste pelo resto da vida.

Capa Preta adverte: chega de mimimi ou viramos fezes! https://docs.google.com/document/d/1QtL2V2t8GKJ6w5_7XyLJbF-bOWdRhYHUYCVn2bKUBwY/pub 

Um pedacito do 1º capítulo da "História do Brasil"

 

História do Brasil - 1ª Parte (de 13 partes)

(resumo alargado)

 

Trabalho e pesquisa de Carlos Leite Ribeiro

O Brasil está situado no centro-oriental da América do Sul, entre os paralelos de 5º 16’ 19’’ de latitude Norte e de 33º 45’ 09’’ de latitude Sul e os meridianos 34º 45’ 54’’ e 73º 59’ 32’’ W Gr. A linha do equador passa pela cidade de Macapá, no Amapá, e o trópico de Capricórnio pela cidade de São Paulo. Seus pontos extremos são: a Este, a ponta de Seixas, no Cabo Branco; a Oeste, as cabeceiras do rio Javari; ao Norte as nascentes do rio Caburaí; e, ao Sul o arroio Xuí. A distância entre os pontos extremos N-S é de 4.320 Km e entre os extremos E-O é de 4.328 Km. O Brasil é abrangido por 4 fusos horários e tem menos de 8% do seu território no hemisfério norte.

Pelo Tratado de Tordesilhas, celebrado em 1494, entre Portugal e Espanha, divide o Mundo a partir de um meridiano 370 léguas a Oeste do arquipélago de Cabo Verde. Essa linha passa na altura das actuais cidades de Belém do Pará e Laguna, em Santa Catarina. Portugal fica com as terras a leste e a Espanha, com as terras a oeste. Dessa forma, os dois países estabelecem os limites dos territórios descobertos durante a expansão marítima.

Parece ser certo que os portugueses, quando assinaram este tratado, já sabiam que existia um território onde se encontra o Brasil.

– Mas como ? Qual dos navegadores portugueses, aproveitando os ventos Alísios para fugir aos ventos contrários do Golfo da Guiné, navegassem para Oeste e, em determinada altura tivessem encontrado, por exemplo, aves ou peixes que não se encontrariam em oceano aberto, mas sim em plataformas continentais? – Neste caso, quem teria sido o navegador? … Diogo Cão?...  Bartolomeu Dias?… ou outro … Teria sido Duarte Pacheco Pereira (*), o primeiro a avistar terras do Brasil, ou, mesmo pisá-las …? Não se sabe…

Outro factor importante, é o facto de em 9 de Março de 1500, ter zarpado do Tejo uma esquadra de 13 navios que se dirigiram (directamente) ao Brasil. E sabemos quantos meses demorava um navio, nesse tempo, a construir e a aparelhar …

(*)Duarte Pacheco Pereira: Em 1490 vive em Lisboa da pensão real a que o seu título lhe dá direito. Reconhecido geógrafo e cosmógrafo, em 1498 D. Manuel I encarregou-o de uma expedição secreta, organizada com o objectivo de reconhecer as zonas situadas para além da linha de demarcação de Tordesilhas, expedição que teria culminado com o descobrimento do Brasil.

Descoberta do Brasil - 22 de Abril de 1500

Diz a tradição que foi Pedro Álvares Cabral que em 22 de Abril de 1500, descobriu o Brasil.

Este navegador era um fidalgo ainda novo e muito culto, e assim, D. Manuel lº teria lhe confiado um armada que de caminho para a Índia, passou pelo Brasil.

Cabral nasceu em Belmonte, em 1467 ou 68, e era filho de Fernão Cabral, alcaide-mor dos castelos de Belmonte e da Guarda, e de D. Isabel de Gouveia, filha de João Gouveia, alcaide-mor de Castelo Rodrigo.          

O rei confiou-lhe 13 navios, com os quais partiu para a viagem, em princípios de Março de 1500.

Pedro Álvares Cabral seguiu a rota de Vasco da Gama, que na sua descoberta do Caminho Marítimo para a Índia, teria estado a cerca de duas mil milhas das costas brasileira. Quer dizer que seguiu até Cabo Verde, mas, a partir daí afastou-se muito da costa africana, a tal ponto que começaram a ver-se sinais de terra, no lado oposto do oceano, no dia 22 de Abril.

No dia seguinte, ancoraram num ilhéu de águas calmas, e desembarcaram na baía hoje conhecida pelo nome de Cabrália (hoje Ilhéu de Coroa Vermelha). Pedro Álvares Cabral, depois de um primeiro contacto com os índios Aymoré, tomou posse da nova terra e mandou e 26 de Abril de 1500, rezar missa no local e lá ergueu uma cruz, tendo dado a essa terra o nome de Vera Cruz, o qual se transformou depois em Santa Cruz e, ainda mais tarde, em BRASIL.

Quando o navegador desembarcou, verificou que se tratava de um território com muita vegetação e que os seus poucos habitantes tinham a pele avermelhada. Pedro Álvares Cabral apressou-se a mandar novas da sua descoberta ao rei de Portugal, para o que enviou de pronto uma caravela portadora de uma mensagem em que relatava este facto.

Ainda hoje não se sabe, ao certo, se o Brasil foi, na realidade, descoberto por Pedro Álvares Cabral nesta data, ou se a sua existência já era anteriormente conhecida dos portugueses... o que a ser verdade, teria sido mantido em rigoroso segredo ...(*).

Do Brasil, Pedro Álvares Cabral seguiu para a Índia. Presentemente, seu corpo encontra-se num túmulo no Panteão da Família Cabral, em Belmonte (Portugal).

(*) A dúvida mantém-se...

O Brasil teria sido descoberto por Pedro Álvares Cabral?... O teria sido descoberto pelo ignorado (por amor a el-rei e por interesses de Portugal) navegador e astrólogo português Duarte Pacheco Pereira, cerca de 30 de Novembro de 1498? Também parece que o espanhol Vicente Pinzón teria estado em Janeiro de 1500, na foz do Amazonas, onde teria encontrado um marco de pedra português.

Tudo isto porque no Tratado de Tordesilhas, Portugal e Espanha definiram o meridiano que separaria as futuras colónias portuguesas e espanholas a 370º a Oeste do arquipélago de Cabo Verde. Neste caso, o Brasil teria sido uma colónia espanhola. http://www.caestamosnos.org/Historia_de_Portugal/Resumo.html

 


Professores do Estado de São Paulo decretaram greve (pelo reajuste devido). Um professor escreveu o seguinte:

AULA DE MATEMÁTICA
Hoje vou brincar de professor de matemática. Vou passar alguns problemas para vocês resolverem.

Problema nº 1:
Um professor trabalha 5 horas diárias, 5 salas com 40 alunos cada. Quantos alunos ele atenderá por dia?
Resposta: 200 alunos dia.

Se considerarmos 22 dias úteis. Quantos alunos ele atenderá por mês?
Resposta: 4.400 alunos por mês.

Consideremos que nenhum aluno tenha faltado e, que em cada um deles, resolveu pagar ao professor com o dinheiro da pipoca do lanche: 0,80 centavos. Quanto é a fatura do professor por dia?
R: 160,00 reais diários

Se considerarmos 22 dias úteis. Quanto é faturamento mensal do mesmo professor?
R: Final do mês ele terá faturado R$ 3.520,00.

Problema nº 2
O piso salarial é 1.187 reais, para o professor atender 4.400 alunos mensais. Quanto o professor fatura por cada atendimento?
Resposta: aproximadamente 0,27 mensais (sim, valemos menos que o pacote de pipoca...)

Continuando os exercícios:
Problema nº 3
Um professor de padrão de vida simples, solteiro e numa cidade do interior, em atividade, tem as seguintes despesas mensais fixas e variáveis :
Sindicato: R$12,00 reais
Aluguel: R$350,00 reais (por baixo)
Agua/energia elétrica: R$100,00 reais (usando o mínimo)
Acesso à internet: R$60,00 reais
Telefone: R$30,00 reais (com restrições de ligações)
Instituto de previdência: R$150,00 reais
Cesta básica: R$500,00 reais
Transporte: sem dinheiro
Roupas: promocionais
Quanto um professor gasta em um mês?
Total das despesas: R$1202,00
Qual o saldo mensal de um professor?
Saldo mensal: R$1187,00 - 1202= -15 reais, passando necessidades

Agora eu te pergunto:
Quanto o professor terá para seu fim de semana? Quanto o professor poderá gastar com estudos, livros, revistas, etc. Quanto vale o trabalho de um professor??
- Isso é bom para o aluno???
- Isso é bom para a educação pública do Brasil??

Agora olhem a pérola que o Sr. Governador de São Paulo disse:
"Quem quiser dar aula faça isso por gosto, e não pelo salário. Se quiser ganhar melhor, peça demissão e vá para o ensino privado."
Geraldo Alckmin PSDB - Governador de São Paulo estado mais rico da federação.

SE VOCÊ ACHA QUE Os GOVERNADORES DEVEM ABRIR MÃO DE SEUS SALÁRIOS E GOVERNAREM POR AMOR, PASSE PARA A FRENTE!

CAMPANHA: "GOVERNADOR" doe seu SALÁRIO e governe por AMOR !"

  Para entender a HEM, hipnose em massa, examine https://docs.google.com/document/d/13RnOYN1QAy2W2StSZHtL6LwBEWx7iKBLYHPr2LOzlws/pub       

  Para saber sobre a 5GW, Guerra de  5º Geração, clique aqui: https://t.co/NydYnzAQd7  

 Livros para Conscientização:  cento e meio de obras com o que os Controladores não querem que descubras! Leia em pdf nesta

pasta: https://t.co/fzd06Djd9B 

Descubra o que não querem que saibas: na Rede de Conscientização: 

http://bit.ly/conscientizar

https://drive.google.com/folderview?id=0B2CNDxRTI8HAcVl3cFc0M09hZ3M&usp=sharing

 Estamos na 5GW, a Guerra de 5ª Geração!

  Notou estarmos em meio a uma Guerra de 5ª Geração? Na 5GW, a luta é dissimulada! A estratégia do inimigo é vencer anulando a nossa capacidade de lutar. A luta é desigual pois o inimigo domina a mídia promovendo a desinformação. Para aumentar a confusão, envolve-nos em um cipoal de paradoxos. Conheça o inimigo e saiba como vamos vencê-lo aqui:

https://docs.google.com/document/d/18GHL7vxPPTEIchjlb3ijDnZzZYp3aGaraVPkeAAHudQ/pub

https://www.scribd.com/document/356025233/5GW-a-Visao-Estrategica

 

 Observe o povo: apático, em estado de letargia pela H.E.M. - Hipnose em Massa - com técnicas de marketing de 3ª geração e estratégias biotecnológicas para reduzir a capacidade de pensar facilitando induzir falsas crenças e subverter os valores:   https://docs.google.com/document/d/1eqLnT3IwaJtM2ywqNVRJggUUMHr76QB_pimSsPSkaqU/pub ou http://bit.ly/espiral-silencio

  A tecnologia atual é capaz de assegurar conforto e segurança para toda a população mundial, sabias? Então, por que não acontece? Como continua havendo miséria e sofrimento? Deve-se ao esforço articulado dos controladores globalistas:  as mazelas e a pobreza de espírito só persistem porque a entourage globalista impede de serem erradicadas!  http://padilla-luiz.blogspot.com.br/2016/06/6a-onda-tecnologica-da-imaginacao-1-mmm.html 

     As três estratégias de engodo da HEM, a hipnose em massa.:

   A maior parte da realidade é totalmente desconhecida do público devido à espiral do silêncio, a principal estratégia de desinformação da HEM, a hipnose em massa. As verdades são escondidas pela espiral do silêncio que também assassina a reputação de quem contraria os interesses dos controladores globalistas.

  A estratégia política alavanca os falsos-líderes marionetes dos globalistas, espalha e fortalece o saldo-humanismo baseado em distorções da realidade que passam batidas devido à acultura da superficialidade.

   A estratégia biológica completa o tripé de engodos através dos quais os controladores globalistas mantém uma espécie de escravização dissimulada.

  Ao invés de correntes-grilhões, somos aprisionados por falsas crenças promovendo a alteração e até a inversão dos valores.

    Criam um holograma ou matrix aprisionador, onde a percepção é fantasiosa.

 O que a população acredita é distinto da realidade. O principal objetivo é idiotizar a população e impedir lideranças autênticas de aflorar.  

  A espiral do silêncio, bullying, assédio moral, assassinato de reputação, e demais estratégias impedem a conscientização. Criam falsas lideranças e destroem quem é autêntico como demonstra o exemplo: http://padilla-luiz.blogspot.com.br/2006/05/idolatria-midia-manipula-cria-falsos.html 

  Essa escravização dissimulada é criada e mantida por um grupo configurando a 5GW, a Guerra de  5º Geração. Saiba sobre a espiral do silêncio, a estratégia de desinformação, aqui: https://docs.google.com/document/d/1eqLnT3IwaJtM2ywqNVRJggUUMHr76QB_pimSsPSkaqU/pub 

   Da estratégia biológica para a hipnotização em massa:

  A estratégia biológica induz comportamentos reduzindo a saúde e, obviamente, reduzindo a capacidade cognitiva e intuitiva. Saiba o que não querem que você descubra aqui: https://docs.google.com/document/d/1zFbv4sF832iw6GzV2

6LX9n6rRfoqz9o-1f1bOp0MmeM/pub https://lnkd.in/e7nhRYm ou http://bit.ly/saude-cuidados Como cuidar da saúde?  https://padilla-luiz.blogspot.com/2017/09/saude-e-qualidade-de-vida.html 

   Da estratégia política para hipnotizar  em massa:

 'Despreparada para a era digital, a democracia está sendo destruída' alerta o guru do big-data: https://docs.google.com/document/d/1H7QCkN5ODZauHvhb77SxVSqU7lIkKHRzs5gkJKp841o/pub 

    São 4 as estratégias políticas facilitadoras da hipnose coletiva, conheça-as:
 HEM: 1º. Direitos dos desumanos, a política terrorista de superproteção dos bandidos e de sucateamento das polícias incentiva o crime. A insegurança causa um estado de torpor pré-pânico, medo e isolamento.

   O medo reduz a capacidade cognitiva porque o organismo prioriza alimentar o cérebro réptil e o neocórtex recebe menos energia: https://vimeo.com/152180430 
 HEM:  2º. O estado de pré-ódio criado pela política de apartheid promovendo o isolamento, acabando com a identidade entre os cidadãos como patriotas, dividindo a população em grupos rivais e jogando uns contra os outros enquanto incentiva o egocentrismo.

    O apartheid causa um estado de pré-ódio e as pessoas, iradas, não percebem a falta de fundamento do "falso-humanismo": https://youtu.be/_xy-EDWaMwU   
  HEM: 3º. A política de paradoxos cria um estado de pré-torpor porque as contradições entorpecem. Veja, por exemplo:
 HEM:  3.1. Elevadíssima carga de impostos, em nível de extorsão, sem que exista contraprestação em serviços públicos adequados às necessidades: http://padilla-luiz.blogspot.com.br/2015/01/impostos-escravidao-fingindo-liberdade.html ou http://bit.ly/impostosEscravidao 

   HEM:  3.2. Bitributação da população: quem dispõe de  recursos para pagar educação, saúde, segurança, etc., contrata-os porque não existem serviços públicos adequados às necessidades e, ao pagar, paga impostos sobre todos esses serviços que o estado não presta.

  HEM: 3.3. Indução ao consumismo desenfreado e antecipado, impedindo de dispor de recursos e de fazer poupança, agravado pela tributação.
  HEM:  3.4. Contrariando a percepção óbvia de, ao avançar a tecnologia, tudo na vida deveria ficar mais fácil, a i-mobilidade urbana, desperdiçando o tempo e energia no trânsito, é paradoxo http://padilla-luiz.blogspot.com.br/2013/07/transportes-mais-caros-do-mundo.html?m=1 ou http://bit.ly/imobilidade 
  HEM:    3.5. O paradoxo da i-Mobilidade é agravado pelas contradições do regramento de trânsito. Exemplos:

  HEM: 3.5.1. Exigem o uso do cinto de segurança ao se deslocar uma quadra a 8 km/h enquanto permitem ônibus trafegar com passageiros em pé e sem segurança alguma.

  HEM:  3.5.2. Punem o uso do celular ao volante enquanto toleram distrações piores, desde a poluição visual das vias até o uso de psicofármacos redutores da capacidade de (re)ação do motorista.

  HEM:  3.5.3.  Impede o happy hour, o qual desafogaria o horário do rush, mediante a lei seca exagerada, nivelando todas pessoas às intolerantes ao álcool, ignorando o direito à isonomia, isto é, tratar desigual aos desiguais, enquanto paradoxalmente admite a direção por quem consome drogas lícitas e ilícitas.

  A lei seca foi criada com a desculpa da boa intenção de reduzir as mortes, na verdade objetiva isolar, constranger, deprimir e entorpecer as pessoas impedindo-as de relaxar e interagir. Se o objetivo fosse proteger a vida, fariam algo com respeito à violência: no Brasil, todo o dia, os assassinatos provocam dez vezes mais mortes do que o trânsito.

  HEM:  3.6. O desejo sexual é ampliado por uma avalanche de estímulos vindos de todos os lados. Contudo, a satisfação é difícil porque a sexualidade é exacerbada em um ambiente de promiscuidade, onde os riscos tornam temerário o interagir. Se você evitar os riscos, sofrerá pela pulsão; se ceder, também sofrerá.

 Quem possui parceiro, também é refreado pela escassez de tempo e energia decorrentes do  estresse.

   HEM:  3.7. Apesar das tecnologias cada vez mais baratas e a avançadas de monitoramento por câmeras e rede de fiscalização, por drones vigilantes que podem dispor de teaser acionados por monitoramento central permitindo acabar com praticamente toda a violência na área pública urbana, não há segurança.
   HEM:  3.8. Embora incumba-lhe o dever de garantir a segurança e a paz social, o governo terrorista promove a criminalidade mediante políticas desumanas de defesa dos bandidos, perseguição às polícias e abandono das vítimas e cerceamento do direito de defesa, inclusive de portar armas, criando caos, ampliando a desordem, a ilicitude e a injustiça.

 O paradoxo é intenso porque, quem deveria nos proteger, faz o contrário: expõe-nos a riscos constantes e desnecessários.

   HEM:  4º. A política de saúde pública terrorista, transgênica e tóxica promovida pelos globalistas reduz a capacidade intelectual e intuitiva da população já abordada no item anterior merece ser enfatizada, Saiba mais em https://docs.google.com/document/d/1zFbv4sF832iw6GzV26LX9n6rRfoqz9o-1f1bOp0MmeM/pub  ou http://bit.ly/saude-cuidados 


 

  Com tanta coisa errada, a capacidade compreensão e de mobilização do povo é ínfima. A pessoa acha “normal” não querer pensar nas incomodações e se deixa levar pelas inúmeras distrações porque está aprisionada no holograma da hipnose de massa.
  Isso tem saída? Sim! Basta cada pessoa consciente começar a interagir - um a um - com os hipnotizados aproveitando (ou provocando!) encontros casuais: na fila do supermercado, na saída do culto, no hall dos hospitais e outros ambientes públicos, etc.
 Para conseguir retirar uma pessoa do estado de torpor é necessário o contato pessoal. Para funcionar com eficácia, observe as dicas de abordagem em
https://docs.google.com/document/d/1Q9IUuq_ZVOyGqZtHDFj9XYZVrt9cr2jwkfMJsoUr7hQ/pub  

 Vale a pena dedicar um tempo a entender como abordar as pessoas para as despertar! Será um dos melhores investimentos que podes fazer para salvar o país
(e a humanidade pois o Brasil é continental e estratégico para o plano de caos  e escravização global)
 Em cada aspecto, os links ampliam as informações e os fundamentos: são vídeos e páginas do blog ou do portal iniciado a mais de duas décadas.

 Você, apesar de procurar estar bem informado, ainda não conhecia tudo isso porque a NOM implementa, desde os anos sessenta, uma sucessão de estratégias de desinformação incluindo o assédio, bullying e assassinato de reputação e físico contra quem ousa se opor à idiotização coletiva!

Ao entender qual é o padrão de comportamento eficaz para lidar com isso, aceleramos a identificação dos falso-humanistas que estão no meio de nós atrapalhando!
Confira, por exemplo, as sugestões do tópico 7 aem
http://padilla-luiz.blogspot.com.br/2016/01/psicopatia-manipula-escravizando.html  ou   http://bit.ly/Infiltrad 

 Acorde! Enquanto você não entender a situação na qual vivemos serás mais um “patrioteta” (quem acredita ser patriota e age como um pateta, saiba mais aqui: http://padilla-luiz.blogspot.com.br/2013/06/espertos-agindo-como-tolos.html) o qual, enquanto usa o seu tempo e sua energia no que acredita ser a “luta para salvar o país”, está, na verdade, ajudando o inimigo dissimulado e agindo exatamente como os maus planejam. Estamos em uma Guerra de  5º Geração.

 Este texto é um resumo da visão geral do problema. Cada link acima dará acesso à uma coletânea permanentemente atualizada daquela parte, revelando, pouco a pouco, a invisível teia virtual que nos envolve e aprisiona na 5GW: https://docs.google.com/document/d/1gh4E9yoHo5m-1ee32MQNq1Ei9ubZBEWWOgo7zOki_Jc/pub ou http://bit.ly/5-guerra 

 O maior problema do movimento conservador ou patriota são as pessoas se acharem líderes ativistas sem saber o mais essencial de tudo!
Qual é o primeiro passo para vencer uma guerra?
 Coletar informações, conferir a veracidade e as analisar com cuidado  e de forma sistemática e não desperdiçar tempo e energia.
Grande parte dos ativistas é superficial, toma decisões sem se basear em informações e desperdiça o seu tempo e dos demais  com falação,
mimimi.
Cabe a nós, esclarecidos, incentivar o despertar da HEM, a hipnose em massa.   Saiba mais aqui
https://docs.google.com/document/d/10wOijRgHtJEPfE2-iwscbfoScRkkrj8xIAsShNf3snc/pub ou  http://bit.ly/aculturadasuperficialidade 

 Entre as informações a serem coletadas e analisadas para vencer uma guerra, qual é o conjunto mais importante?
Precisamos conhecer o inimigo para poder combatê-lo!
 A maioria dos ativistas nem sonha estarmos em uma 5GW,
the war mind, uma Guerra de quinta Geração travada entre os mutantes psicopatas contra os seres humanos, na maioria, indefesos porque não tem a menor ideia do que está acontecendo.
 Nossos inimigos, os mutantes, são 2% da população desprovidos das três características que nos tornam humanos.      Saiba mais aqui:
http://padilla-luiz.blogspot.com.br/2015/06/humanos-versus-desumanos.html ou http://bit.ly/desumanos 

Os mutantes usam, como linha de frente, uma entourage que manipulam  enquanto assassinam a reputação dos decentes:
http://padilla-luiz.blogspot.com.br/2015/06/perigosos-manipuladores-dissimulados.html ou http://bit.ly/perigosos 

 É essencial aprender como seres humanos são robotizados mediante a idolatria manipuladora dos mutantes. Portanto, recomenda-se entender o conteúdo desta mensagem, sobretudo os quatro passos da manipulação: http://padilla-luiz.blogspot.com.br/2015/06/perigosos-manipuladores-dissimulados.html ou http://bit.ly/1mundomelhor  

Examine e compartilhe os 3 estudos acima entre os teus contatos, nos teus grupos, na internet, no Facebook etc.
Nenhuma outra atividade que possas se fazer, será mais importante para a Libertação humana da hipnose em massa, HEM, do que divulgar as três abordagens sobre a escravidão humana, como ela ocorre através das falsas crenças e da subversão de valores!
Esse trio de estudos explica a
raiz de todo o mal e como a combater!
.:.

  Liberte-se da HEM, a hipnose em massa: https://docs.google.com/document/d/13RnOYN1QAy2W2StSZHtL6LwBEWx7iKBLYHPr2LOzlws/pub ou http://bit.ly/hipnose-massa 

espiral do silencio.gif

  Palestra sobre as Guerras de 4ª e 5ª Geração: pule o minuto inicial de apresentação, e aproveite em 30 minutos: https://soundcloud.com/redebrasil/guerra-de-quarta-geracao-por-edward-luz-antropologo há outros estudos e áudios na mesma playlist de Estudos Avançados.

  Conheça (e vença!) a manipulação disfarçada na estrutura da oração mais rogada, o Pai Nosso descubra aqui https://t.co/vPhxCKRJaf    https://www.facebook.com/story.php?story_fbid=1947358622198702&id=1769120210022545 

2017-05-08 11.10.30.jpg

Chegastes a analisar esta trilogia?

http://bit.ly/desumanos

http://bit.ly/perigosos

http://bit.ly/1mundomelhor

Abraços

  O que tu achas desta pesquisa? O feminismo exacerbado não passa de um engodo criado pelos mutantes globalistas para dividir e jogar humanos uns contra os outros?

  Saiba mais aqui: https://docs.google.com/document/d/1NBx-nFd-FUGxVXeIOgH6dD6XD30aIWz9KNPfepjo068/pub 

 Quão rápido as drogas podem mergulhar uma cidade bonita e próspera em desolação? Confira Baltimore, uma cidade com muito a oferecer, desde história a um porto encantador, diversas opções de entretenimento e as melhores instalações médicas e de pesquisa. No entanto, o vício em opiáceos a transformou em uma cidade de terceiro mundo como demonstra este vídeo: https://youtu.be/XcErUibqiIo 

 O Brasil poderia ser como Hong Kong e Singapura, exemplos da prosperidade proporcionada por baixos impostos e liberdade com responsabilidade! https://vimeo.com/232051978

  Contudo, os militares ainda não estavam preparados para a 5GW e a estratégia globalista de desmanche dissimulado em falso-humanismo impôs ao povo brasileiro décadas de atraso!

 A acultura da superficialidade e do medo ambientam a idiotização e a escravização humana!

  Saiba o que não querem que descubras:  a acultura da superficialidade globalista é a raiz de todos os problemas da sociedade: desde a violência causada pela impunidade até o desmanche da educação e dos serviços de saúde  http://bit.ly/aculturadasuperficialidade                                           https://docs.google.com/document/d/10wOijRgHtJEPfE2-iwscbfoScRkkrj8xIAsShNf3snc/pub 

  Tudo aquilo o que os Controladores não querem que saibamos: 

   Estamos em uma Guerra de 5ª Geração, sabia? Na 5GW, as batalhas são dissimuladas! A estratégia do inimigo é vencer anulando a nossa capacidade de lutar. A luta é desigual pois o inimigo domina a mídia promovendo a desinformação. Para aumentar a confusão, envolve-nos em um cipoal de paradoxos. Conheça o inimigo e saiba como vamos vencê-lo aqui:                     http://bit.ly/5guerra ou https://docs.google.com/document/d/18GHL7vxPPTEIchjlb3ijDnZzZYp3aGaraVPkeAAHudQ/pub

 

Como o humor é usado - contra nós humanos! - na 5GW, Guerra de 5ª Geração?
Aprenda a evitar ser refém nessa guerra dissimulada entendendo o empowerment, o poder do bom humor: https://docs.google.com/document/d/1m_Fdg64jimEqMIInTbn61Z6qtMYvZYjx6OkYgzIw76c/pub 

Aprendendo a diferenciar o bom humor empowerment, do preconceituoso usado para manipular:  https://docs.google.com/document/d/1m_Fdg64jimEqMIInTbn61Z6qtMYvZYjx6OkYgzIw76c/pub  

  O Universo oferece a você um presente: o acesso a essa pasta - https://drive.google.com/open?id=0B6QVNULEDAG8OXZnci1UaG9TLWc - -- - contendo muitos livros e outras preciosidades necessárias para entender o que move o Mundo!

  Desperte do holograma percebendo o processo de manipulação.

 Como os 2% mutantes usam o discurso falso-humanista para controlar toda a sociedade… Como anulam a maioria decente simplesmente nos jogando uns contra os outros e criando a HEM, a hipnose em massa.

   Os serviços de informação denominam isso de 5GW, a guerra psicológica, de 5ª geração!

Faça bom proveito e a divulgue!

   Professor Padilla

 Pesquisador transdisciplinar idealizador da Rede de Conscientização http://bit.ly/PADila 

  Para entender a HEM, hipnose em massa, examine este artigo: http://bit.ly/hipnose-massa 

     Para saber mais sobre a 5GW, Guerra de  5º Geração, clique aqui: http://bit.ly/5guerra  

 Ainda da série "o que eles não querem que você descubra!"

  Como vencer a manipulação coletiva disfarçada na estrutura da oração mais rezada, o Pai Nosso: https://t.co/vPhxCKRJaf

 Estamos sendo ludibriados em meio a uma gangorra e em direção ao fim da civilização ocidental a ser substituída pela escravização ostensiva...

🇧🇷🔰✝✝🔰🇧🇷.      PATRIOTA

🇧🇷🔰✝✝🔰🇧🇷.      Humanista

Entendeu o que está acontecendo?

 Vamos convencer os humanos cujo cérebro ainda esteja funcionando?

 Nos grupos e contatos, desencadear a rede de conscientização!

  Confira o NOSSO surpreendente FUTURO na mensagem dos Agroglifos, as gigantescas marcaçōes em plantações, impossíveis de terem sido confeccionados com a tecnologia humana, traduzidas na conferência do maior especialista no assunto, Gary King: https://www.facebook.com/padillaluiz/videos/10154712490713823/ 

Descubra o que não querem que saibas: acesse a Rede de Conscientização: 

http://bit.ly/conscientizar

https://drive.google.com/folderview?id=0B2CNDxRTI8HAcVl3cFc0M09hZ3M&usp=sharing

Entenda de uma vez por todas: o que está acontecendo no Brasil e no Mundo?

Como você vai ajudar a vencermos essa guerra contra o mal! 5GW, a Guerra de 5ª Geração: proteja a sua saúde e os entes queridos.

Juntos, vamos construir 1MMM, um Mundo Muito Melhor.

Saiba tudo que não querem que você descubra aqui: https://padilla-luiz.blogspot.com.br/2017/09/5gw-guerra-dissimulada.html