Disciplina:Filosofia

Série/Ano:1ª série

Vol/Bim: I

CADERNO DO ALUNO

Situação de Aprendizagem (Número/título)

Sequência Didática

Recursos audiovisuais e/ou de TIs  sugeridos no caderno

Subsídios sugeridos pelo PCNP

Interfaces interdisciplinares / Temas trasnsversais

SA1

Criando uma imagem crítica da filosofia

Sondagem: pedir aos alunos que preencham o quadro “O que lembra o quê?” o que pensam a respeito da Filosofia? Como imaginam que é o trabalho de um filósofo? Conhecem ou já ouviram falar de algum filósofo? Quem? Por que essa pessoa se tornou filósofo? Apresentar algumas respostas obtidas em experiências de aulas de Filosofia com alunos do Ensino Médio. Prepare biografias curtas de Sócrates, Platão, Aristóteles e Tomás de Aquino. Apresente aos alunos os dados relevantes. Salientar algumas curiosidades, pois isso cativa a atenção e pode levá-los a se identificar com o filósofo, despertando-lhes a curiosidade e a vontade de aprofundar o estudo. Esta prática pode, também, aproximar os alunos da história da Filosofia, fazendo-os chegar até ela a partir de exemplos, e não pela memorização de nomes, datas e sínteses esquemáticas. Destacar que esses filósofos podem ajudar a pensar a capacidade reflexiva dos seres humanos.

Leitura e análise de fragmentos dos textos: PlATãO. Apologia de Sócrates. Tradução Maria Lacerda de Souza. Disponível em: <http://www.dominio publico.gov.br

ARISTÓTElES. Da alma. Tradução Carlos Humberto Gomes. lisboa: Edições 70, 2001. p. 23.

Como estamos iniciando o estudo da Filosofia por meio do conceito de reflexão e vimos que o espelho não mostra tudo o que acontece em termos de vida natural e da cultura humana, você pode chamar a atenção dos alunos para o fato de que Platão e Aristóteles trazem em seus textos a preocupação com a alma, com a virtude, com a capacidade de conhecimento, ou seja, com palavras ou conceitos que fazem parte da experiência humana e exigem esforço de reflexão que se distingue da reflexão constatada com a ajuda do espelho.

Livros

LORIERI, Marcos. Filosofia: fundamentos e métodos. São Paulo: Cortez, 2002.

MATOS, Olgária. Filosofia: a polifonia da razão. São Paulo: Scipione, 1997.

Dicionário de Filosofia - Abbagnano

Livro: O que é ideologia - Marilena Chaui

www.video.globo.com

http://amantedasofia-com-br.webnode.com/

Filme:

O jardineiro Fiel

História e Sociologia

SA 2

Como Funciona o Intelecto?

Introdução ao Empirismo e ao Criticismo

Objetivo: compreender o intelecto como um objeto de estudo, que pode ser entendido.

Sondagem: biografia intelectual de John Locke.

Dialogar: Como a inteligência humana, ou o intelecto, capta os sinais do mundo?

É possível saber como a nossa inteligência funciona, do mesmo modo que o técnico conhece o funcionamento de um aparelho de rádio ou de televisão?

Leitura e interpretação de textos: LOCKE, John. Ensaio acerca do entendimento humano. Tradução Anoar Aiex e E. Jacy Monteiro. São Paulo: Editora Nova Cultural, 1983. (Os Pensadores). p. 159-160.

KANT, Immanuel. Crítica da razão pura. Tradução J. Rodrigues de Merege.

Atividades: Destaque o nome de um filme ou programa de televisão que você considera bom e argumente a respeito de sua qualidade. Analise os seus argumentos e responda: quais são os critérios que você tem como referência para afirmar que um filme ou um programa tem qualidade. 

LOCKE, John. Ensaio acerca do entendimento humano. Tradução Anoar Aiex e E. Jacy Monteiro. São Paulo: Editora Nova Cultural, 1983. (Os Pensadores).

KANT, Immanuel. Crítica da razão pura. Tradução J. Rodrigues de Merege.

www.dominiopublico.gov.br

SA3

Instrumentos de Pesquisa em História da Filosofia

Objetivo: discutir algumas áreas visando a oferecer aos alunos uma visão mais abrangente. Pretende-se oferecer ao aluno elementos que lhe permitam fazer pequenas pesquisas para a construção de textos filosóficos.

Sondagem: Você conhece alguma pessoa com sabedoria? Como ela fala e procura resolver as coisas que acontecem?

Pesquisa Biográfica: 1. Quais as principais preocupações do filósofo? (Identifique os principais elementos de seu pensamento.)

2. Quando e onde ele viveu? Quais foram suas influências e a quem ele inspirou?

Períodos da História da Filosofia: Para trabalhar a questão de quando viveu um filósofo, deve ser considerada a sua posição na clássica divisão da História da Filosofia: Filosofia Antiga, Filosofia Medieval, Filosofia Moderna e Filosofia Contemporânea. Além disso, mesmo respeitando essa tradição, convém considerar a especificidade de cada autor, evitando generalizações. Importa, aqui, levar em conta o contexto histórico-social em que viveu o pensador.

Atividades: pesquisa sobre as características de cada período da divisão clássica da Filosofia.

Livro

JAPIASSU, Hilton; MARCONDES, Danilo.

Dicionário básico de Filosofia. 5. ed. Rio de Janeiro: Jorge zahar, 2008. 

www.consciencia.org

www.filosofia.pro.br

www.mundodosfilosofos.com.br

Sociologia

SA4

Áreas da Filosofia

Objetivo: oferecer recursos para que os alunos possam iniciar pesquisas sobre Filosofia e capacitá-los para que possam construir textos filosóficos.

Sondagem: Qual é a melhor maneira de se jogar futebol? Qual é a melhor maneira de se namorar? Qual é a melhor maneira de pensar?

O importante é que os alunos percebam que o pensamento exige treino e habilidade, cabendo também à Filosofia ajudar a treinar o exercício de se pensar.

Dialogar – Metafísica de Aristóteles

Atividades: Escreva o nome das áreas da Filosofia e seus respectivos problemas.

Livros

ARENDT, Hannah. O que é Política. Rio de Janeiro:Bertrand Brasil, 1998.

ARISTÓTElES. Metafísica. São Paulo: Abril Cultural, 1973.

NIETZSCHE, Friedrich. Além do bem e do mal. Tradução Paulo Cesar de Souza. São

Paulo: Companhia das letras, 2001. 

www.filosofia.pro.br

www.mundodosfilosofos.com.br

História e Sociologia

CEDIDO PELO AUTOR PARA USO EXCLUSIVAMENTE DIDÁTICO SOB-RESPONSABILIDADE DOS GESTORES ESCOLARES NAS ESCOLAS ESTADUAIS JURISDICIONADAS À DIRETORIA DE ENSINO REGIÃO SÃO VICENTE - PROIBIDA A REPRODUÇÃO FORA DA JURISDIÇÃO OU PARA FINS COMERCIAIS E/OU ACADÊMICOS

EM DESENVOLVIMENTO DEUSDETH ESTANISLAU DE OLIVEIRA