Disciplina:Filosofia

Série/Ano:2ª série

Vol/Bim:IV

CADERNO DO ALUNO

Situação de Aprendizagem (Número/título)

Sequência Didática

Recursos audiovisuais e/ou de TIs  sugeridos no caderno

Subsídios sugeridos pelo PCNP

Interfaces interdisciplinares / Temas trasnsversais

SA 1

Introdução à Bioética

Objetivo: iniciar o debate sobre alguns problemas relacionados à bioética, como saúde pública, conceito de vida humana, meio ambiente, ética médica, medicalização da existência, corporeidade, planejamento familiar e outros temas polêmicos.

Sondagem: introdução à temática da bioética. Propõe-se a exibição do filme Mar adentro (direção de Alejandro Amenábar, 2004).

Leitura e análise dos textos: “leis nazistas sobre a purificação da raça e Algumas experiências com seres humanos”.

Debate: A quem cabe decidir sobre o direito à vida? Ao Estado, à ciência ou à religião? Como considerar a decisão de cada um?

Ler textos: “A bioética e O primado da vida”.

Atividades: Como analisar a mercantilização da vida promovida pela indústria farmacêutica, pelos planos de saúde e por parte considerável das pesquisas?

Livros

FOUCAULT, Michel. Em defesa da sociedade.

São Paulo: Martins Fontes, 1999.

___________. Resumo dos cursos do College

de France (19701982).

Rio de Janeiro: Jorge

Zahar, 1994.

 Filme

Mar adentro. Direção: Alejandro Amenábar,

Espanha / Itália / França, 2004. 125min. Drama.

Sites

www.ufrgs.br/bioetica/bioetica

www.ghente.org/bioetica/

www.dominiopublico.gov.br

História / Sociologia e Geografia

SA 2

 Técnica

Objetivo: introduzir o debate sobre a tecnologia e a sua relação com as pessoas.

Sondagem: biografias de Theodor Adorno e Max Horkheimer.

 Debater:

  • Para que serve um garfo? (para comer);
  • Para que serve um carro? (para se locomover, namorar, fugir da chuva, satisfazer vaidades);
  • Para que serve um computador? (para acessar sites de relacionamento, ler notícias, fazer pesquisa, trabalhar);
  • Para que serve um ser humano?

Leitura: ADORNO, Theodor W.; HORKHEIMER, Max. Dialética do esclarecimento: fragmentos filosóficos. Tradução Guido Antonio de Almeida. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 1985. p. 35.

Exercícios

1. Depois da realização da leitura, os alunos poderão pesquisar notícias em jornais ou revistas que revelem valores associados ao processo identificado por Theodor Adorno e Max Horkheimer como coisificação do mundo. O importante é que possam utilizar os conhecimentos sobre a razão instrumental para refletir sobre valores de nossa sociedade.

2. Caso prefira, peça-lhes que escrevam uma redação com o tema: “Por que o valor da minha vida não é meramente instrumental?”.

Pesquisa: biografia de Martin Heidegger. Apresentar o quadro “O que é”. Para Heidegger, a pergunta “O que é” é algo que leva a compreender as relações deste algo para além das aparências, em toda a sua profundidade.

Ler texto: HEIDEGGER, Martin. Conferências e escritos filosóficos. Tradução e notas de Ernildo Stain. São Paulo: Nova Cultural, 1979. p. 149 e 152.

Atividades: redação com o seguinte tema: “Vida autêntica de Heidegger”.

Livros

ADORNO, Theodor W. Notas marginais sobre teoria e práxis. In: _____. Palavras e sinais: modelos críticos. 2. ed. Petrópolis: Vozes, 1995.

ADORNO, Theodor W.; HORKHEIMER, Max. Dialética do esclarecimento: fragmentos filosóficos. Trad. Guido Antonio de Almeida. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1985.

HORKHEIMER, Max. Filosofia e teoria crítica.

São Paulo: Nova Cultural, 1989.

HORKHEIMER, Max. Teoria tradicional e teoria crítica. São Paulo: Nova Cultural, 1989.

RÜDIGER, Francisco. Martin Heidegger e a questão da técnica: prospectos acerca do futuro do homem. Porto Alegre: Sulina, 2006.

SILVA, Franklin L. Conhecimento e razão instrumental. Psicologia/USP v. 8, n. 1. São Paulo, 1997.

Sites:

<http://www.scientiaestudia.org

História e Sociologia

SA 3

A Condição Humana e a Banalidade do Mal

Objetivo: abordar a condição humana e a banalidade do mal, com base em contribuições de Hannah Arendt.

Sondagem: A música Comida é um convite para iniciar esta reflexão.

Leitura e análise de texto: ARENDT, Hannah. A condição humana. Tradução Roberto Raposo. 10. ed. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2007. p. 335.

Atividades: Quais as limitações que o labor oferece para o agir, de acordo com o pensamento de Hannah Arendt? Qual o principal ensinamento presente na contribuição de Hannah Arendt sobre a condição humana?

Dialogar – A banalidade do mal e a banalidade do mal na democracia.

Avaliação: 1. O que significa a ideia de que o labor venceu o agir e o trabalho?

2. O que significa a expressão “banalidade do mal”?

3. Peça aos alunos que escrevam um resumo sobre os conceitos de condição humana e banalidade do mal.

4. Escrever um texto sobre a banalidade do mal, com base em uma questão da sociedade brasileira atual (exemplos: a violência contra os mendigos, um episódio de racismo e/ou preconceito, o desrespeito aos indígenas, o trabalho infantil, a morte de bebês em maternidades, a adulteração de remédios ou alimentos).

Livros

ARENDT, Hannah. A condição humana. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2007.

_________. Eichmann em Jerusalém: um relato sobre a banalidade do mal. São Paulo: Companhia das Letras, 2007.

_____. Entre o passado e o futuro. São Paulo:

Perspectiva, 2000.

Sites

Biblioteca Geral da Unicamp.

<http://libdigi.unicamp.br/>

<http://www.teses.usp.br/>

História e Sociologia

CEDIDO PELO AUTOR PARA USO EXCLUSIVAMENTE DIDÁTICO SOB-RESPONSABILIDADE DOS GESTORES ESCOLARES NAS ESCOLAS ESTADUAIS JURISDICIONADAS À DIRETORIA DE ENSINO REGIÃO SÃO VICENTE - PROIBIDA A REPRODUÇÃO FORA DA JURISDIÇÃO OU PARA FINS COMERCIAIS E/OU ACADÊMICOS.

EM DESENVOLVIMENTO POR DEUSDETH ESTANISLAU DE OLIVEIRA