Sergio Moro é o personagem da década no Brasil ou do Mundo? http://bit.ly/sergio-moro https://docs.google.com/document/d/1bMcIUucOEKsoriHRuzGnc1LQItTYeQgpkd1pZ5mcMMo/pub

 Vamos sacudir o Brasil em apoio à Lava jato como recomenda Sergio Moro? https://instagram.com/p/BgxoR6NFAlP/ 

Pesquisa, compilação e edição: Professor PADilla, UFRGS

  Como Lula, com toda sua experiência em mentir e enganar, confessou a reforma na cozinha do sítio em Atibaia? Não querendo assistir todo o depoimento de 5 horas, observe os 8” (segundos) decisivos da confissão nesse recorte de 30”: https://vimeo.com/224540236                               https://youtu.be/W6Ivx06yw1M  

  Alvíssaras à capacidade do Juiz Sergio Moro. Manteve a lucidez, não obstante a pressão. O depoimento de 5 horas foi apenas um pequeno pedaço do trabalho.

 A elegância ao pilotar os processos da Lava Jato justificam o título de personagem da década.

 Aliás: ante a importância geoestratégica do Brasil, é uma das pessoas mais importantes do mundo!

 Através de luminares como ele, acontece uma intervenção branda, a conta gotas, despejando os bandidos e o crime organizado do poder.

 Honrarias dignificam o esforço em combater a corrupção como nessa homenagem ao Juiz Sergio Moro, faixa preta em karate e aikido.

  Mestre Edson Suemitsu entrega relíquia ao Juiz Moro https://youtu.be/jiYqGUXDZZI 

 A Universidade de Notre Dame honra o Juiz Sergio Moro: https://www.instagram.com/p/BZ5TdItlTaJ/  +  https://www.facebook.com/ProfessorPadilla/videos/1971453696455861/

"Moro desbanca presidentes norte-americanos em cerimônia nos EUA:
O juiz federal Sérgio Moro, responsável pelos processos de primeira instância da Operação Lava Jato investigando os crimes de corrupção na Petrobras, é o orador cerimonial da 173ª turma de formatura da Universidade de Notre Dame, em South Bend, Indiana, Estados Unidos. A cerimônia foi no dia 20 de maio de 2018, no Estádio Notre Dame.
Diversos presidentes norte-americanos, como Barack Obama, George W. Bush, George H. Bush e Ronald Reagan, foram oradores em edições anteriores da formatura, assim como os primeiros-ministros canadenses Lester Pearson e Pierre Trudeau; o primeiro-ministro da Irlanda Taoiseach Albert Reynolds; o presidente da Irlanda Mary McAleese; o secretário-geral das Nações Unidas Kofi Annan; além de outros líderes.

O presidente da Universidade, reverendo John I. Jenkins, concedeu o Prêmio Notre Dame em cerimônia realizada em São Paulo, no dia 2 de outubro de 2017, afirma o juiz paranaense ter os valores inspiradores para todos: “Foi um privilégio encontrar e conversar com o juiz Sérgio Moro no início de outubro. Constitui um claro exemplo de alguém vivenciando os valores que buscamos inspirar nos nossos estudantes. Estou grato ele ter aceito nosso convite e certo de que aportará observações valiosas para nossos formandos da classe de 2018. Sua mensagem sobre integridade e o estado de direito e o seu exemplo de corajosa busca pela justiça são enormemente necessárias em nossos tempos. Nossos estudantes, suas famílias e convidados serão inspirados ao ouvir o juiz Moro.”
Moro recebe um diploma de Dr. Honoris Causa porque fez “diferença para a humanidade”.

  Juiz Sérgio Moro entre os colegas do Tiro de Guerra de Maringá-PR. 

 Falso patriotas e os patriotetas por eles pilotados falam mentiras sobre esse juiz oriundo do EXÉRCITO BRASILEIRO onde, com as Artes Marciais japoneses, desenvolveu rígida formação moral aplaudido onde for: https://youtu.be/8OsLRm6WG1Y 

 Na edição especial, marcando a despedida do apresentador Augusto Nunes após cinco anos, Roda Viva "sabatinou" Sérgio Moro em 26 de março de 2018, na primeira entrevista ao vivo concedida pelo juiz da Lava Jato à televisão brasileira: https://youtu.be/DqtPZVBhfNw 

 👁 Flagrante dos bastidores do programa mostra 🤭 Moro e Augusto Nunes referindo-se a Jair Bolsonaro como o único presidenciável a pedir a prisão de 🦑 Lula: https://www.facebook.com/ProfessorPadilla/posts/2052908788310351 = https://t.co/SxlBNDrPK0 e https://instagram.com/p/Bg9uG6iFCwU/ 

 Todos os demais fazem parte do "mecanismo" globalista 🌎 https://t.co/65cS1Q5qza 

👇 Como Moro derrotou os profissionais da velhacaria?

 Há décadas, PT e PSDB encenam oposição, uma mentira pois foram criados da mesma fonte e seguem o mesmo plano. Confira aqui: http://bit.ly/comunista-FHC e aqui http://bit.ly/nova-ordem 
Sempre prometem melhorar as condições de vida, contudo, fazem o contrário. Aparelham as instituições. Semeiam corrupção. Desviam os recursos. Tornam o serviço público ineficaz.
Quando não conseguem mais enganar a maioria do povo, o PMDB assume. Alega não haver recursos e ser ineficaz a gestão pública e, ao invés de torná-la eficaz, entrega setores inteiros da economia aos globalistas! Veja a semelhança entre os governos do PMDB de Sarney e Temer e os governadores gaúchos Antonio Brito e José Sartori.

 Examine os números, por exemplo, da Eletrobrás. Valendo cerca de 370 bilhões, Temer oferece por 20 com a desculpa de "tapar o buraco fiscal". 'DAR' a ELETROBRAS por menos de 10% do seu valor!?!?!?   A Eletropaulo foi “privatizada” para uma estatal estrangeira.  Fonte sobre Eletrobrás ilustrando entreguismo das privatizações: Jornal do Commercio de Comunicaçãohttp://jconline.ne10.uol.com.br/cana

   

 Embora contenham e usem pessoas bem intencionadas, o PMDB, PT e PSDB são os executores do crime de lesa pátria porque através deles os controladores globalistas, operacionalizam todo o mal que repudiamos!
 Para mudar o país, Moro tornou-se a mudança que queremos ver no mundo. Com o seu exemplo de trabalho alavancou a onda de conscientização:
http://bit.ly/qsnos 
 🤗🥋☕️🦈

  A sagacidade do magistrado ao pilotar uma longa  audiência:

  A sagacidade do Juiz Sérgio Moro estampa--se durante 5 horas de depoimento. Lula não respondeu às perguntas mais difíceis, mais intrigantes e mais complicadas. Alegando determinação de seus advogados, os quais interrompiam constantemente, molusco permanecia em silêncio.
Confrontado com as suas próprias declarações do passado, Lula utilizou o direito de manter-se calado.
 O réu "não sabia de nada" imputando a responsabilidade por todas as tratativas relacionadas ao tal triplex à dona Marisa falecida (
de morte matada? Como Celso Daniel e outros?)

  Estrategicamente, o Juiz templário o instou, a cerca do tríplex, e Lula assumiu a responsabilidade pela reforma do sítio em Atibaia relatando ter negociado com Léo Pinheiro e Paulo Gordilho. Os 30 segundos onde Lula confessa estão aqui: https://vimeo.com/224540236 

 A sagacidade magistral na estratégia:

 Sérgio Moro poderia ter mandado prender Lula há muito tempo, especialmente depois da confissão.

  Não o fez.

 Isso levou alguns setores do poder judiciário a expor sua parcialidade. Ao mesmo tempo, alavancou os ânimos da sociedade contra a corrupção e o PT que iconiza o mal.
 Cada dia, mais pessoas despertam. Quem, até bem pouco tempo, não acreditava no aparelhamento e conluio de FHC, PSDB, PMDB e PT, percebe:
http://bit.ly/comunista-FHC 

  Sérgio Moro, ao só ameaçar prender Lula, expôs um STF corrompido, abrindo o caminho para a maioria da população sair da zona de conforto, renascendo o sentimento patriótico visto, pela última vez, em 15/03/2015, encorajando o enfrentamento das hostes do MST e assemelhados.
 Sérgio Moro, lucidamente, não criou um mártir para o PT usar e a Globo abusar.  Lula preso antes da decisão de segundo grau, interessaria apenas para a esquerda. Lula solto pelo STF mobilizou a sociedade em crescente aversão pela esquerda e as suas mentiras!

  Lula ficou solto até 7/4/2018 e, ao iniciar uma caravana demagógica, tornou-se uma piada ambulante.

 O povo despertou da gangorra globalista 💪🏻  revoltado! Ninguém quer o Lula pondo os pés 👣 na sua cidade.

  🙋🏻‍♀🙆🏼‍♂🙋‍♂🙅🏼‍♀🙎🏽‍♂🙆🏾‍♀🙋🏿‍♂ Gaúchos fizeram o mate e foram protestar em uníssono:

 ⚠ EM BAGÉ NÃO! LADRÃO! ⚠
A EDUCAÇÃO SOFRE;🙍🏽‍♀
A SAÚDE SOFRE; 🤒
O AGRO SOFRE; 🍂🍂
O RS SOFRE; 😢
O BRASIL SOFRE; 💸

💸 🔊 BAGÉ NÃO SE CALA!

 Lula foi barrado no Rio Grande do Sul, uma cidade após outra. As manifestações foram pacíficas e apartidárias. Por exemplo,  às 8h da manhã da segunda-feira, 19/3/2018, o povo se reuniu na esquina da Lancheira Machado, na Av. Santa Tecla, e bloqueou o acesso pavimentado da Unipampa. Lula abortou as visitas. Confira as imagens, via instagram, aqui: Https://instagram.com/p/BggsZ6dgpNb /
 Molusco fugiu de helicóptero, pegou um avião e foi para Santa Catarina. O povo catarinense também não queria saber da demagogia do maior corrupto da história e de sua entourage psicoPaTeta.

  O guerreiro Sergio Moro 🤜 aplicou 👁 um 💪 ippon 🖖🏽 na ☯️ corrupção!

   O que mudou no Brasil 🇧🇷 ?

  A tecnologia atual é capaz de assegurar conforto e segurança para toda a população mundial.
 Então, porque continua havendo miséria e sofrimento?
Isso se deve ao interesse dos controladores globalistas. São quem impede erradicarmos a pobreza de espírito. Eles são viciados em poder e mantém a escravização dissimulada no falso-humanismo.
 A estratégia globalista baseia-se em impor a hipocrisia, dizem uma coisa para fazer outra!
Descontextualizam, misturam realidade e ficção, manipulando a sociedade.
Nesse contexto, a priorização da paz tem sido a raiz de todo o mal.
Sem percebermos, o nosso silêncio permite aos desumanos e a sua entourage psicopateta mudar a realidade porque as mentiras deles eram validadas pela nossa omissão!
O silêncio significa concordância!  "
Quem cala consente" é uma máxima universal milenar, pré histórica, existia antes da civilização.
 Então, quando estamos em um ambiente, real ou virtual, e acontece uma comunicação não verdadeira,
o nosso silêncio valida a mentira!
Passei duas décadas pesquisando o processo de pensamento e comunicação até entender os mecanismos de manipulação.
Um momento decisivo foi essa apresentação em Salamanca🇪🇸
http://bit.ly/4plano  sobre a importância e o valor do esporte - que se torna mais importante nesta época de Copa do Mundo Fifa.

  O que houve de diferente no Brasil foi as pessoas começaram a despertar do torpor da Hem, a hipnose em massa!

   

 Quem é Sergio Moro?

  O  principal personagem nos protestos antigovernamentais a partir do dia 13 de março de 2016 foi Sérgio Moro. Naquele mês, foi considerado pela Fortune o 13º maior líder mundial. A lista cita cinquenta nomes sendo o único brasileiro a entrar na lista:  «Juiz Moro é único brasileiro na lista de influentes da Time». Exame. 21 de abril de 2016. Consultado em 22 de abril de 2016.

 Em abril de 2016, Moro foi considerado pela revista Time como um dos cem mais influentes do mundo sendo, novamente, o único brasileiro a entrar na lista.  «Sérgio Moro é incluído na lista das 'Cem Pessoas Mais Influentes', da Time». Globo News. G1. 21 de abril de 2016. Consultado em 22 de abril de 2016.

  Sergio Moro é o personagem da década no Brasil ou do Mundo? 

  A operação Lava Jato, ao desmanchar o plano de chinelização do país e de criação de um novo bloco comunista centro e sul americano, converteu Sergio Moro no operador da maior repercussão geoestratégica mundial, mudando a face do Planeta!

  Um ano antes de colher o depoimento de Lula obtendo a confissão do crime, SERGIO MORO já vinha sendo considerado um Juiz Templário 👊 📚 💪 devido a sua formação guerreira. A versão que circula na internet desde 2016 enaltece...

 A formação pessoal e profissional do Juiz Sérgio é realmente admirável. Formado em Direito e Antropologia, é fascinado por livros clássicos e apaixonado pelas artes de combate, sendo Faixa Preta 2º DAN de karatê, 1º DAN de Aikido e Faixa Roxa de Judô, Além de exímio atirador com armas curtas e longas, é especialista em combate com faca, com curso de operações especiais na PF, por isso, na condução processual da operação Lava Jato, é um guerreiro grande estrategista.

 É leitor voraz dos Grandes Pensadores e escritores universais, como Nicolau Maquiavel.

  Só uma pessoa com o conhecimento do escritor renascentista italiano sobre política de estado, teria essa sagacidade e a esperteza para destroçar a ideologia nefasta, comunista e exploratória implantada pelo PT - Partido dos "Trabalhadores".

  Para isso, ele age com sobriedade e adota um estratagema de forma a não permitir que as suas decisões sejam contestadas pelos tribunais superiores, a exemplo do STF e do STJ.

 Sérgio Moro aprendeu muito com Maquiavel, declarando “O Príncipe” ser o seu livro mais conhecido.

    Trabalha com paciência, como um exímio enxadrista, para acuar o ex-presidente e seus "vampiros" até o golpe fatal, o xeque-mate que se aproxima, com a movimentação cuidadosa no "Tatame da vida" e das peças no tabuleiro.

  É assim que o juiz Sergio Moro está montando o quebra-cabeça do maior escândalo da história do país, organizando o jogo de xadrez com inteligência e a paciência de um monge Templário.

    A prisão do Lula, só após a sentença confirmada no TRF4, consolida a operação incansável dos templários modernos.

   Frase do Nicolau Maquiavel: "Os homens julgam, em geral, na base das aparências mais do que da substância. Pois todos têm olhos, mas poucos possuem o dom da sagacidade". E acrescentou com tom forte na voz: "Eu me preparei a vida inteira para o combate ... Não temo nada, sou um Homem livre e de bons costumes. Estou pronto para a guerra."

  Sérgio Fernando Moro foi “Brasileiro do Ano” em 2014 para a revista Época e a Bloomberg considera-o o 10.º líder mais influente do mundo.

   A educação onde se destaca a inteligência e correção:

 Filho de dois professores universitários, passava despercebido nas aulas, contudo, suas notas eram as mais elevadas.

 Nasceu a 1 de agosto de 1972, quando o pai, Dalton, comemorava o 29.º aniversário. A relação com o pai foi sempre próxima e com uma boa dose de idolatração.

 Dalton Áureo Moro era professor de geografia. A mulher, Odete Starki Moro, lecionava português. Sérgio é o mais novo dos dois filhos do casal.

 O juiz federal foi criado numa família de classe média, em plena ditadura militar, mas gozava de certos privilégios de que o comum brasileiro não desfrutava. Maringá, a cidade paranaense onde nasceu, foi considerada a mais limpa e segura do Brasil e, em certa altura, a mais arborizada do mundo. O pai de Sérgio Moro era sócio e frequentava o Clube de Campo da cidade: pai e filho iam juntos de carro para o clube, onde Dalton se juntava a amigos para jogos de futebol. O Diário do Centro do Mundo conta que, ao longo dos anos, ninguém viu Sérgio num campo de futebol. No país de Pelé, Romário e tantos outros, o juiz preferiu sempre a ginástica e o ciclismo.

 Embora fossem ambos professores numa escola pública, Dalton e Odete confiaram a educação de Sérgio ao Colégio de Santa Cruz, uma instituição privada e católica, onde o mais novo dos Moro recebeu uma educação rígida por parte de duas freiras carmelitas espanholas – ambas canonizadas. Desde os 6 anos e pelos dez seguintes, Sérgio Moro estudou numa escola onde se segue o lema “o caminho é a perfeição” e em casa tinha dois professores universitários enquanto pais. A missão de corrigir o que estava errado foi-lhe enraizada desde bastante novo.

 No colégio de freiras, fez três grandes amigos que se mantêm até aos dias de hoje: Lafayete, Luis e Eduardo. Nenhum deles fala sobre Sérgio. O super juiz que controla os destinos da Operação Lava Jato pediu aos amigos – e à família e colegas de trabalho – nada revelarem sobre a sua vida fora dos tribunais. E os três amigos cumprem. O máximo que contam é Sérgio Moro, hoje com 45 anos, ter predileção pelo Grêmio Maringá. O juiz federal recusa a grande maioria dos pedidos de entrevistas e, segundo a Gazeta do Povo, os assessores até riem dos jornalistas que as pedem. A mãe, Odete, conta “ter conhecidos na Folha de S. Paulo, na Veja e na Globo a quem dá entrevistas quando quer”.

 Em 1989, saiu do Colégio de Santa Cruz e continuou os estudos no Colégio Gastão Vidigal. No último ano antes de entrar na universidade, em dez disciplinas, a nota mais baixa que teve foi um 8,6 (de 0 a 10).

Entrou em Direito na Universidade Estadual de Maringá e pertenceu a uma turma de 40 alunos de onde saíram seis juízes.

 Manteve-se discreto, de poucas palavras, raramente frequentava festas e dedicava todo o tempo livre aos estudos.

 A primeira festa a que foi coincidiu com o primeiro dia em que andou de ônibus: a amiga Rita Agioletto, que o tinha convidado para a dita festa, conta que Sérgio chegou em êxtase, contando a toda a gente que tinha acabado de andar de transportes públicos pela primeira vez.

 Além deste dia, o desconhecimento do agora juiz face à pobreza que se vivia no resto do país foi visível quando tinha já 29 anos.

 Nessa altura, propôs-se a escrever um ensaio jurídico intitulado “Quem são os pobres”, onde revelou a dificuldade que sentiu em descrever quem era e como vivia a classe mais baixa do Brasil.

 Estagiou num escritório de advogados durante o curso e, em 1995, estava licenciado em Direito.

 Tornou-se mestre em 2000 e, em 2002, concluiu o doutorado em Direito do Estado.

 Antes, fez um programa de formação de advogados em Harvard e assistiu a uma iniciativa sobre lavagem de dinheiro promovida pelo Departamento de Estado dos Estados Unidos.

 Em 1996, tornou-se juiz federal em concurso do Tribunal Regional Federal da 4.ª Região e começou a dar aulas na Universidade Federal do Paraná, onde citava Walter White, a personagem principal da série “Breaking Bad“, para dar exemplos de conduta ilícita.

 Em 2003, começou examinar os julgamentos de colarinho branco. Entre 2003 e 2007, trabalhou no caso Banestado, resultando na condenação de 97 pessoas; na Operação Farol da Colina, um desdobramento do Banestado, decretou a prisão temporária de 103 suspeitos de evasão fiscal e lavagem de dinheiro. Em 2012, auxiliou a magistrada do Supremo Tribunal Federal Rosa Weber no Mensalão: foi convocado por ser especialista em crimes financeiros e no combate à lavagem de dinheiro. A essa altura, pediu a dispensa do cargo de professor na Universidade do Paraná.

 Em março de 2014, juiz federal da 13.ª Vara Criminal Federal de Curitiba, foi apontado como principal responsável da Operação Lava Jato, considerada a maior investigação contra a corrupção da história do Brasil.

 Em um país onde a justiça é “muito morosa”, Sérgio Moro conduz as operações com distinta rapidez, traço de personalidade que, de acordo com um antigo amigo da família, o juiz herdou do pai.

 “O Serginho é o espelho do pai. Ele não gostava de inovar. Era metódico e legalista, seguia os regulamentos. A gente ia para um congresso e ele levava provas para corrigir no ônibus. Ninguém mais fazia isto, só o Moro era tão exigente consigo mesmo. O Dalton passou isto ao Serginho. Passou conceitos de moral, de bons costumes. Serginho é Dalton Moro no passado”, contou, ao Diário do Centro do Mundo, Elpídio Serra, ex-aluno e mais tarde amigo do pai de Sérgio Moro.

   Nada tendo a falar de mal dele, inventam aleivosias!

   Os corruptos e sua entourage alegam interesse partidário, dizem até que o pai de Moro seria fundador do PSDB. Não é verdade. Montaram uma imagem simulando a Santa Ceia colocando uma montagem de fotos de Moro e Aécio Neves, candidato do PSDB a Presidente em 2014, para alimentar o boato de que Moro agiria no interesse de um grupo político que, alega a infâmia, o Juiz não processa.

  A mentira é rebuscada pela relação próxima entre o juiz Sérgio Moro e o seu pai Dalton, falecido em 2005 vítima de câncer, o qual, na estória montada pelos globalistas, teria sido “fundador do PSDB”.

  Essa mentira termina sendo fortalecida pelo silêncio do juiz Moro que, em respeito ao cargo que exerce e a sua prioridade de manter a sua privacidade, não comenta e nem toma qualquer atitude com relação à aleivosia, exceto ignorá-la!

 Amigos, família e colegas de profissão negam qualquer associação partidária de Sérgio Moro e do seu falecido pai, Dalton.

  Desmistificando essa história:

 Em 1990, quando foi fundado o PSDB em Maringá, Basílio Baccarin, associou-se à fundação e se elegeu vereador, e ele conta:  “Dalton Moro [pai do juiz] apoiou-me, como amigo. Esteve sempre comigo durante a minha campanha e só me dizia que eu deveria ser menos radical”.

 Portanto, conforme o antigo professor, este foi o único contacto de Dalton, pai do Juiz Sérgio Moro, com partidos políticos.

 A esquerda comporta-se como estando acima da lei. Inconformada com a punição de seus crimes pelo juiz Moro, acusa-o e quem quer que a combata de golpista.

 Moro (ainda!) não pode processar a cúpula do PSDB porque, até o final de 2018, todos eles têm foro privilegiado!

 Compare com Jair Bolsonaro, o qual está na política há quase trinta anos e nunca se deixou envolver pela corrupção. Como não há nada que possam falar dele, os controladores inventam preconceitos politicamente corretos… Dolosa e hipocritamente descontextualizam falas irônicas quando o deputado federal reagiu a pergunta ou a situação desaforada!

 Misturam ficção e ampliam a mentira como se vê aqui http://bit.ly/bolsonaro-pq exatamente como fizeram com Donald Trump: http://bit.ly/bolsonaro-trump 

 Com Sergio Moro acontece a mesma coisa. Nada dispondo contra ele, esforçam-se para o desacreditar com boatos!

 ‪Seria cômico não fosse trágico… Reclamam da competência do Juiz Sergio Moro, como registra o jornalista Augusto Nunes https://veja.abril.com.br/blog/augusto-nunes/jornal-denuncia-moro-por-excesso-de-eficiencia/  https://t.co/W4kU7iprsl 

  Eu passei por assédio assim na PGE-RS onde tinha o melhor desempenho judicial enquanto combatia as mazelas do globalismo sem nem saber existia esse movimento malígno. Indefeso em minha inocência, sofri um massacre após 1995, quando impedi a Monsanto de dominar a Emater-RS e controlar a produção de alimentos http://bit.ly/PADilla  https://t.co/kaBRnbz3OC  

 A condução da Operação Lava Jato levou Sérgio Moro a ter preocupações acrescidas com a própria segurança e a da família.

 Casado com a advogada Rosângela Wolff de Quadros e com dois filhos, tomou as medidas necessárias para proteger a privacidade da qual não abdica.

 Deixou de ir trabalhar de bicicleta passando a usar carro blindado acompanhado por seguranças.

 Deu indicações explícitas à família e aos amigos para nada contarem sobre ele e lhes pediu apagar todas as fotografias nas redes sociais onde aparecesse.

 Ameaças de morte tornaram-se o dia-a-dia de um homem que sempre gostou de passar despercebido.

 O porteiro do prédio onde ainda vive Odete Moro, a mãe do juiz, é um fã incondicional do magistrado. Sérgio entrava no edifício por trás e Edson, o porteiro, só o via através da câmara de vigilância do elevador. Um dia, pediu à mãe do juiz ajudá-lo a conseguir uma fotografia com Sérgio. O dia chegou, ela chamou-o, o porteiro subiu e conseguiu a tão aguardada selfie. Na semana seguinte, foi abordado por dois agentes federais pedindo-lhe para apagar a fotografia. As ameaças de morte tinham-se tornado mais frequentes e era perigosa a existência de fotografias de Sérgio Moro perdidas no celular do porteiro.

  A prisão de Lula demorou? Por que?

  A demora em prender Lula foi estratégica. Ao prender, foi para não soltar. Contudo, o mais importante: a expectativa alavanca o "campo mórfico" para romper o holograma. Saiba mais no capítulo sobre como vamos nos libertar da espiral do silêncio aqui http://bit.ly/espiral-silencio 

 As provas vão se acumulanto: Lula confessa: Odebrecht iniciou obra 3 meses antes de haver contrato! https://www.facebook.com/ProfessorPadilla/videos/2035242966743600 /

  Correio Braziliense: defesa de Odebrecht apresenta e-mails sobre compras para o Instituto Lula: http://google.com/newsstand/s/CBIwwPSP4zc   👆👆 

 Com meu colega de concurso, o professor Sérgio Borja, fomos os primeiros a denunciar formalmente essa corja.
  Então, sofremos a desdita de ser alvo do assassinato de reputação dos "encantados" com o falso-humanismo da horda psicoPaTeta...
  Felizmente, a Verdade está aflorando.  Rumo a 1MMM, um Mundo Muito Melhor...
http://bit.ly/1mundomelhor   

👆

  Sergio Moro, um líder na construção de 1 MMM um Mundo Muito Melhor.

 1 MMM é a abreviatura criada em 11/9/2001 iconizando o foco em construirmos um Mundo Muito Melhor a partir de cada um de nós.

  Guia para limpar as bobagens sobre a Lava Jato na internet:

1) Sérgio Moro não é filiado ao PSDB.
2) Sua esposa, Rosangela Wolff Moro, também não.
3) Rosângela não advoga para os tucanos.
4) Moro não investiga o PSDB e o PMDB porque ele julga, não investiga.
5) Moro não pode julgar Aécio, Serra ou Temer porque eles (ainda) possuem foro privilegiado.
6) Quem julga pessoas com foro privilegiado é o STF.
7) 8 dos 11 ministros do STF foram indicados por Dilma e por Lula.
8) Moro não negocia delações premiadas, quem faz isso é o Ministério Público.
9) Moro não faz vazamento seletivo: a divulgação dos inquéritos é a regra na Lava Jato, não a exceção.
10) A Lava Jato não investiga apenas Lula e o PT, mas também dezenas de políticos ligados ao PP, PMDB, PSDB, PTC e SD.
11) Menos de 4% das decisões de Moro até aqui foram reformadas por juízes do Tribunal Regional Federal da 4.ª Região, do Superior Tribunal de Justiça e do Supremo Tribunal Federal.
12) A Lava Jato não prende ninguém para delatar: 70% dos acordos de delação premiada até agora foram feitos com investigados soltos.
13) Muitos dos partidos e políticos investigados na Lava Jato usam de seu poder de influência para distorcer as informações sobre a operação, deslegitimar o Judiciário, caluniar juízes e procuradores e modificar a opinião pública em favorecimento da impunidade; não seja um idiota útil.        
 (listagem elaborada por Rodrigo da Silva)

 A tecnologia atual permite disponibilizar uma vida confortável e segura para toda a população, sabia? Então… Por que isso não acontece?

 Aliás, muito esforço é feito para impedir o progresso e o conforto de alcançar a todos!

 Quem cria e mantém tanta atraso e confusões?

 Qual é a origem de todo esse mal?

 Todo o mal é obra dos mutantes desumanos e da sua entourage psicopateta. Enquanto fingem serem exatamente o oposto de sua maligna natureza, os falso-humanistas acenam com as melhores intenções para fisgar as nossas emoções e nos anular induzindo paradoxos e um estado de torpor.

 O resultado da hipocrisia é invariavelmente dantesco e retroalimenta a estratégia reptiliana. Os problemas servem para jogar uns contra os outros colocando a culpa em quem combate o mal! As mazelas proporcionam que a bandidagem enrustida apresente pretensas soluções as quais, na verdade, são paliativos caros ou armadilhas para criarem novos problemas.

 Ao longo das últimas décadas, os decentes foram afastados dos processos de decisão. Grande parte de nós foi vencida pelo cansaço porque a gentalha repete mentiras até desistirmos de as contestar. Contudo, nós, os persistentes, fomos jogados uns contra os outros divididos em um cipoal de grupos.

 A podridão política chegou em um nível de sordidez tal que passamos a sentir vergonha de participar.

 Quem ainda se mantinha na luta foi massacrado com bullying, assédio moral e assassinatos, tanto os de reputação quando as mortes a sangue frio, tudo bastante dissimulado como sempre agem os psicopatas.

 No Brasil, os espaços ficaram livres e a direção institucional foi ocupada por criminosos. E não são criminosos comuns: o governo foi aparelhado pelo crime organizado!

 Ainda assim, muita gente boa persistiu e, com a chegada dos reforços de uma geração de índigo e cristal e o amparo dos Aliados, chegou a hora das pessoas decentes, catalizarmos as mudanças no Brasil e no Mundo.

 Sérgio Moro é um dos líderes da nova era. Ele não nasceu por acaso. Há uma missão muito grande estampada no seu mapa astral quando veio ao mundo no momento exato quando, no céu de Maringá, no dia 1º de Agosto de 1972, o planeta Plutão estava exatamente em oposição ao mapa do Ipiranga, o mapa da independência do Brasil 149 anos, 328 dias e 14 horas depois. Sérgio Moro veio acordar o país! http://astrale.com/wp/o-plutao-do-moro-o-regresso/

Sérgio Moro, um ilustríssimo desconhecido

Rogerio Waldrigues Galindo [11/12/2015]

 Milhões de brasileiros ouvem o nome “Sergio Moro” todos os dias na tevê e no rádio, leem sobre ele nos jornais e na internet. É fácil associá-lo à  Lava Jato. Mas para a imensa maioria ele não passa disso, um nome: sem rosto, sem voz, sem passado e sem personalidade.

 Aparentando timidez, desde quando começou a trabalhar na Lava Jato Moro se fechou. Não dá entrevistas há mais de um ano. Aos amigos, pediu que não deem informações sobre ele, até por prudência: alguém que está mandando prender empreiteiros, gente ligada à maior estatal do país, políticos e doleiros tem razão para não querer que se diga onde mora ou detalhes de sua rotina (o que será respeitado nestas páginas). Durante o tempo em que este perfil foi escrito, Moro falou uma única vez com a reportagem: para dizer que não se pronunciaria.

 Mas para muita gente Moro é bem mais do que o nome na tevê. Para os funcionários da Justiça Federal, é o sujeito pacato que até pouco tempo atrás ia de bicicleta trabalhar. Para os alunos da UFPR, é o professor que ensina sobre lavagem de dinheiro e que mesmo durante a Lava Jato não se atrasa para a aula. Para os advogados, é osso duro de roer. Para os amigos, é o são-paulino que gosta de vinho e charutos. Para dona Odete, é o filho que saiu cedo de casa para ser juiz. Para Rosângela e os filhos, é o pai de família com dois empregos que passa as férias em Santa Catarina.

 Saiba a seguir um pouco mais sobre Moro, o homem que, goste-se ou não, está mudando a imagem do Judiciário no país.

As origens: o Sergio de Maringá 

O juiz: a linha dura começou cedo 

O professor: bem visto pelos alunos, contestado por colegas 

O funcionário: o homem que escreve as próprias sentenças 

O marido: os olhos brilharam para ela

As origens: o Sergio de Maringá

Faz quase 50 anos. Recém-formado, Dalton conheceu Odete e os dois partiram para vida nova. Casaram e saíram de Ponta Grossa rumo a Maringá. Ele, aprovado em concurso para dar aulas de geografia, escolheu o colégio Gastão Vidigal para lecionar. Odete dava aulas de português. Juntos, tiveram dois filhos, Sergio e Cesar, e viveram casados por quase quatro décadas, até a morte de Dalton em 2005.

O professor se dizia “positivista”, mas escolheu a geografia humana – estudava a região de Maringá e a debandada da população rural. Um amigo, em homenagem póstuma, diz que Dalton chegava a chorar ao ver o sofrimento dos roceiros na cidade grande. Mas achava que pesquisador não devia chorar, e pedia segredo.

Os meninos estudaram em colégio religioso. Faziam aula no Instituto de Línguas de Maringá, única escola de idiomas da cidade. Não era vida de luxo – a típica situação da classe média no interior do Brasil, numa época de “milagre econômico” e de falta de liberdades individuais.

Sergio passou no vestibular e entrou no curso de Direito. Típico de sua timidez, não chegou a chamar a atenção de muita gente. Um ex-professor, questionado sobre o aluno famoso, diz que nem tem certeza de que lhe deu aulas. “Dei aula para ele? Nem sei... Teria que olhar no histórico.”

Mas Sergio chamou a atenção de advogados. Indicado por um ex-reitor da Universidade Estadual de Maringá (UEM), Neumar Godoy, foi parar em um escritório de advocacia de direito tributário. Hoje, Moro brinca com seu antigo gosto pelo tema. “Sinceramente tenho muita dificuldade de me lembrar por que eu gostava daquilo...” Mas fazia bem o trabalho. “Ele ficou dois anos com a gente. Sujeito sensacional”, diz o advogado que o contratou, Irivaldo de Souza.

Sergio começou fazendo pesquisas. Ia ao fórum. Depois passou a redigir petições, memoriais, cada vez assumindo mais responsabilidade. Mas o sonho era outro e veio com a aprovação no concurso para juiz, em 1996. Recém-saído da faculdade, aos 24 anos, Sergio repetia o pai: conseguia emprego em outra cidade e se mudava para seguir a profissão escolhida. O destino era Curitiba – na sede da Justiça Federal.

[Sergio Moro] é só um cara tranquilo, tímido, que gosta de ficar com a família, os amigos, fumar charuto e tomar um vinho. AMIGO DO JUIZ que pediu para não ser identificado.

O juiz : a linha dura começou cedo

Ser juiz e decidir coisas fundamentais sobre a vida alheia aos 24 anos pode ser intimidador. Mas os relatos sobre os primeiros tempos de Sergio Moro como juiz federal não fazem parecer que ele se deixou intimidar. A “linha dura”, de que hoje reclamam os advogados da Lava Jato, vem da vara previdenciária em que ele começou.

Vídeos: veja o juiz Sergio Moro em ação na Lava Jato

Em 1996, não era comum o uso da tutela antecipada – um tipo de liminar que pode favorecer, por exemplo, alguém que está pedindo algo ao governo. A lei era recente e os advogados não estavam acostumados a pedir. Moro, visto pelos procuradores do INSS como “pró-velhinhos”, passou a perguntar nos autos se haveria interesse em fazer a solicitação.

No INSS, houve choro e ranger de dentes. Pediu-se a suspeição de Moro, já que ele não poderia fazer sugestão às partes. Ele levou o caso ao Tribunal Regional Federal, que lhe deu razão. A partir daí, sempre que o INSS questionava seus despachos lembrando a existência da tutela antecipada, Moro tascava a decisão do tribunal e perguntava se o procurador queria continuar com o pedido de suspeição, mesmo sabendo de possíveis consequências processuais. No INSS, isso foi visto como ameaça e os procuradores pediram uma correição parcial de Moro.

O Sergio é um juiz fantástico. É um cara que realmente faz o processo andar. Às vezes eu brincava, dizendo que com um juiz desse nem precisava de promotor

CELSO TRÊS, promotor.

A situação era difícil porque, numa vara previdenciária, o juiz só trabalha com o INSS. Se o INSS o considera suspeito, como pode ficar lá? Ao fim e ao cabo, Moro não precisou lidar com o problema. Acabou tendo sua primeira transferência, para Cascavel. Lá, a fama de juiz durão prosseguiria com o caso das contas CC5.

O processo da CC5, que analisava remessas ilícitas de dinheiro para o exterior, foi a primeira grande experiência de Moro com o crime do colarinho branco. O Ministério Público pediu uma quebra de sigilo gigantesca, de todas as contas usadas para esse tipo de remessa. E os promotores só tinham elogios para o jovem juiz, de 26 anos, que assumiu o processo.

“O Sergio é um juiz fantástico”, diz Celso Três, promotor do caso. “É um cara que realmente faz o processo andar. Às vezes eu brincava, dizendo que com um juiz desse nem precisava de promotor”, diz. A frase de Celso Três faz lembrar o tom dos acusadores de Moro. O resumo da acusação cabe na frase de um desafeto: “Com o Moro, o jogo já começa sempre dois a um: é ele e o MP contra o acusado”.

O próprio Celso Três diz que não é assim. “É que no Brasil tem muito juiz que trava o processo. Ele não. E não cerceia a defesa, que tem o direito de recorrer ao Supremo, se for o caso. Agora, se o juiz mata tudo na primeira instância, a gente não tem a quem recorrer”, diz.

Seja como for, o resultado do caso Banestado e das contas CC5 desanimou Moro. Em 2009, já tendo saído de Cascavel, passado por Joinville e subido a serra de volta para Curitiba, ele escreveu um e-mail para amigos. “Quanto aos crimes de colarinho branco, o custo e o desgaste não valem o resultado. Se prende-se, se solta. Se não prende, prescreve pelo tempo entre eventual condenação e início da execução da pena.”

A Lava Jato mostraria ao Moro de 2015 que o Moro de 2009 estava redondamente errado.

O professor: bem visto pelos alunos, contestado por colegas

/ra/pequena/Pub/GP/p4/2015/12/12/VidaCidadania/Imagens/Futuro/sergio_moro.jpg

Duas vezes por semana, Sergio Moro subia a escadaria da UFPR para suas aulas. O ritual se repetia desde 2007, quando passou em segundo lugar no concurso para o Departamento de Direito Penal. Lá, dá uma disciplina obrigatória para o último ano e, neste semestre, uma optativa sobre... lavagem de dinheiro. Evidente: a sala lota.

 Moro não costuma decepcionar os alunos. Mesmo em meio à Lava Jato, não falta e, segundo os alunos, só uma vez se atrasou no semestre. Visto como professor tranquilo, dá mostras de bom humor. Na política interna, se abstém de disputar cargos e até foge de votar (se não se pronuncia em público nem sobre os partidos da faculdade, imagine sobre PT e PSDB...).

 Entre os professores, está longe de ter a mesma unanimidade. Para alguns, Moro foi atacado pela “juizite”. Houvesse um dicionário de advogados a doença seria definida como o mal que ataca os magistrados, tornando-os arrogantes e de difícil trato. “Nem no cafezinho ele se mistura”, diz uma professora. “Nunca conversa com ninguém”, diz outro. Há quem o defenda. “Não tem juizite nenhuma. A vida da gente é corrida, ninguém fica lá matando tempo depois da aula”, diz o professor João Gualberto Garcez Ramos.

 O modo como muitos olham para Moro dentro da UFPR tem a ver com um processo em que ele não era juiz, e sim parte autor. Convidado para ser juiz instrutor do Supremo Tribunal Federal durante o mensalão, Moro pediu para acumular todas as aulas numa só noite. Uma portaria proibia isso. O juiz, ao ouvir a resposta, não só não gostou como entrou com um processo para conseguir o que queria. Perdeu.

 Para quem vê de fora, parece ter havido mais um problema de comunicação e de diplomacia. O problema acabou sendo resolvido de uma forma ou de outra. Mas ficaram as mágoas . Moro quis mostrar a importância de um professor da casa ir ao STF. Para muitos colegas, soou arrogante. Juizite? Depende de quem vê.

 O funcionário: o homem que escreve as próprias sentenças

 Antes da Lava Jato, o dia de Sergio Moro começava muitas vezes com uma pedalada de três quilômetros de seu apartamento até o prédio da Justiça Federal, na Anita Garibaldi. Hoje, por motivos óbvios, a pedalada em público está fora de cogitação. Mas muito da rotina segue igual: Moro continua acordando cedo e indo para sua sala na Torre Judiciária do Ahú.

 Chegar à 13.ª Vara exige passar por pelo menos duas barreiras de segurança. Na portaria, há detecção de metais e é preciso se identificar. Para chegar ao andar, só acompanhado por funcionário e passando pela segurança.

 A vara segue o padrão de todas as outras. Com a Lava Jato, ganhou mais quatro pessoas recentemente. Vagas disputadíssimas, aliás: cerca de 100 estudantes se cadastraram para ser estagiário de Moro. Os onze escolhidos para fazer a seleção foram informados por Gabriela Hardt, juíza substituta, que “a discrição conta pontos”.

  Os dois discretos estagiários escolhidos para a função ajudam a superpovoar o cartório, único setor visível da vara para quem vê de fora: é a parte administrativa e burocrática. Numa sala à esquerda, ficam os dois assessores jurídicos de Moro, classificados de “geniozinhos”. Genialidade à parte, o que corre pelos bastidores é que os dois auxiliam o Moro a pensar, mas não têm autorização para escrever uma linha das e sentenças.

 Tudo isso é escrito nas duas salas finais da vara. De um lado, Gabriela Hardt toca as demais ações. De outro, Moro cuida exclusivamente da Lava Jato. O fato de escrever as próprias sentenças já é estranho no Judiciário: há casos em que se dá exatamente o oposto, com o juiz delegando todo o trabalho de escrever a assessores. O trabalho é muito. “Tem sentença dele de quatro da manhã”, diz um observador.

 Recentemente, esse mesmo “observador” disse a Moro, brincando, que a qualidade dos textos caiu com a Lava Jato. Ouviu como resposta que ,com a quantidade atual de trabalho, “é o que dá para fazer”. Quantidade de trabalho que, segundo um amigo, só é viável por causa de uma capacidade (rara nos juízes, segundo ele) de manter várias bolas no ar ao mesmo tempo. “É impressionante o trabalho de logística dele”. Nem todos concordam. “O Sergio, metódico?”, questiona um amigo de longa data. “Acho ele até meio atrapalhado.”

 Seja como for, as 38 ações da Lava Jato continuam sendo tocadas pelo solitário juiz Moro. Talvez a custo de algum Red Bull, segundo quem já viu sua mesa. Faz sentido.

 Ele sempre foi um ponto fora da curva. Tinha nossa idade, formado há menos de um ano, aprovado em concurso de juiz meses após colar grau e dando aula em faculdade.

EX-ALUNO DE MORO. 

/ra/pequena/Pub/GP/p4/2015/12/12/VidaCidadania/Imagens/Cortadas/sergio_moro_horizontal-kJJD-U102107598087wOB-1024x256@GP-Web.jpg

 O marido: os olhos brilharam para ela

 O ano que mudou a vida de Moro? Aposte em 1996. Foi o ano em que ele pegou o diploma de Direito, passou no concurso para juiz, começou a dar aulas na Faculdade de Direito de Curitiba e – mais importante – conheceu Rosângela.

 Quando chegou a Curitiba, Moro tinha basicamente a idade de seus alunos. Não é de admirar que se desse bem com eles, apesar da timidez. Era admirado pela turma. “Ele sempre foi um ponto fora da curva. Tinha nossa idade, formado há menos de um ano, aprovado em concurso de juiz meses após colar grau e dando aula em faculdade”, diz um aluno da primeira turma.

 Como ninguém é de ferro, dava uma esticada com os alunos depois das aulas noturnas. “Aí saía às vezes com a turma. Foi numas festas nossas e os olhinhos brilharam para a Rô”, conta um aluno. Rosângela Wolff de Quadros (hoje Moro) se formaria naquele ano. Hoje, dezenove anos depois, os dois continuam juntos e têm dois filhos.

 A família mora em um apartamento num prédio típico de classe média na zona norte de Curitiba. Com dois carros na garagem, a família não é de ostentar. Passa as férias em Balneário Camboriú e pelo menos uma vez por semana tem uma reunião com amigos. Entre os convivas mais frequentes, um assessor parlamentar, um dono de restaurante e um investidor da bolsa.

 Na conversa, nada de Lava Jato ou política. A grande disputa é sobre times de futebol. Moro é são-paulino. “Ele tem problema para escolher duas coisas: vinho e time de futebol”, diz um palmeirense que recusa qualquer rótulo de arrogante para o amigo famoso. “É só um cara tranquilo, tímido, que gosta de ficar com a família, os amigos, fumar charuto e tomar um vinho. Mas o melhor é que eu escolha o vinho pra ele”, diz, sorrindo.

  Sérgio Moro é um Adulto Índigo ou Cristal?

  Os índigo e Cristal tem sido alvo principal dos desumanos com bandidagens desde a drogalização infantil - http://padilla-luiz.blogspot.com.br/2011/06/criancas-drogadas-por-pais-entorpecidos.html - até a destruição da personalidade com a ideologia de gênero porque, em face de suas habilidade de raciocínio espacial e de conexão intuitiva, quando amadurecem os índigo e cristal percebem e desmascaram a realidade escondida por trás dos engodos como, costumeiramente, os psicopatas vem manipulando a humanidade. https://youtu.be/d6yhKYs6Rus   https://vimeo.com/166765353

   Um dos engodos mais paradoxais usados na manipulação humana é a pretensa "oposição" entre o capitalismo e o socialismo-comunismo. Esses sistemas não são opostos como você já vai ver:

 Os socialistas e os maiores empresários capitalistas são aliados uns dos outros. Quando acabou a cortina de ferro, de onde surgiram vários bilionários russos? do capitalismo dissimulado atrás da fachada socialista! O multibilionário Bill Gates é capitalista na área econômica e socialista em ideais.

 A China é comunista e capitalista ao mesmo tempo e, contudo, jamais poderia ser comunista e Cristã ao mesmo tempo. A China e todos comunistas-socialistas perseguem os Cristãos e, contudo, não perseguem os capitalistas.

  O oposto do socialismo-comunismo é o Cristianismo.


 
Adultos Índigo e Cristal despertam e se unem construindo 1 MMM  ╰☆╮ um Mundo Muito Melhor  ╰☆╮a Humanidade ingressando em uma era http://bit.ly/adulto-indigo     https://lnkd.in/eWSzS2C

  A 6ª Onda, a da Imaginação http://www.padilla.adv.br/crenca/

Deixe de lado o partidarismo, o seu ódio pessoal e veja com clareza, como funciona a política brasileira.

O Procurador da República, Deltan Dallagnol, da Força Tarefa da Lava-Jato, difunde análise de José Padilha, colunista de
O Globo, sobre o Mecanismo de Exploração da Sociedade Brasileira

"A importância da Lava-Jato:

Vinte e sete enunciados sobre a oportunidade de desmontar o mecanismo de exploração da sociedade brasileira
01) Na base do sistema político brasileiro, opera um mecanismo de exploração da sociedade por quadrilhas formadas por fornecedores do Estado e grandes partidos políticos. (Em meu último artigo, intitulado Desobediência Civil, descrevi como este mecanismo exploratório opera. Adiante, me refiro a ele apenas como “o mecanismo”.)
 02) O mecanismo opera em todas as esferas do setor público: no Legislativo, no Executivo, no governo federal, nos estados e nos municípios.
 03) No Executivo, ele opera via superfaturamento de obras e de serviços prestados ao estado e às empresas estatais.
04) No Legislativo, ele opera via a formulação de legislações que dão vantagens indevidas a grupos empresariais dispostos a pagar por elas.
 05) O mecanismo existe à revelia da ideologia.
06) O mecanismo viabilizou a eleição de todos os governos brasileiros desde a retomada das eleições diretas, sejam eles de esquerda ou de direita.
 07) Foi o mecanismo quem manipulou as massas para eleger: o PMDB, o DEM, o PSDB e o PT. Foi o mecanismo quem elegeu José Sarney, Fernando Collor de Mello, Itamar Franco, Fernando Henrique Cardoso, Luiz Inácio Lula da Silva, Dilma Rousseff e Michel Temer.
08) No sistema político brasileiro, a ideologia está limitada pelo mecanismo: ela pode balizar políticas públicas, mas somente quando estas políticas não interferem com o funcionamento do mecanismo.
 m09) O mecanismo opera uma seleção: políticos que não aderem a ele têm poucos recursos para fazer campanhas eleitorais e raramente são eleitos ou re-eleitos.
 10) A seleção operada pelo mecanismo é ética e moral: políticos que têm valores incompatíveis com a corrupção tendem a ser eliminados do sistema político brasileiro pelo mecanismo.
11) O mecanismo impõe uma barreira para a entrada de pessoas inteligentes e honestas na política nacional, posto que as pessoas inteligentes entendem como ele funciona e as pessoas honestas não o aceitam.
12) A grande maioria dos políticos brasileiros tem baixos padrões morais e éticos. (Não se sabe se isto decorre do mecanismo, ou se o mecanismo decorre disto. Sabe-se, todavia, que na vigência do mecanismo este sempre será o caso.)
13) A administração pública brasileira se constitui a partir de acordos relativos a repartição dos recursos desviados pelo mecanismo.
14) Um político que chega ao poder pode fazer mudanças administrativas no país, mas somente quando estas mudanças não colocam em xeque o funcionamento do mecanismo.
15) Um político honesto que porventura chegue ao poder e tente fazer mudanças administrativas e legais que vão contra o mecanismo terá contra ele a maioria dos membros da sua classe.
16) A eficiência e a transparência estão em contradição com o mecanismo.
17) Resulta daí que na vigência do mecanismo o Estado brasileiro jamais poderá ser eficiente no controle dos gastos públicos.
18) As políticas econômicas e as práticas administrativas que levam ao crescimento econômico sustentável são, portanto, incompatíveis com o mecanismo, que tende a gerar um estado cronicamente deficitário.
19) Embora o mecanismo não possa conviver com um Estado eficiente, ele também não pode deixar o Estado falir. Se o Estado falir o mecanismo morre.
20) A combinação destes dois fatores faz com que a economia brasileira tenha períodos de crescimento baixos, seguidos de crise fiscal, seguidos de ajustes que visam conter os gastos públicos, seguidos de novos períodos de crescimento baixo, seguidos de nova crise fiscal...
21) Como as leis são feitas por congressistas corruptos, e os magistrados das cortes superiores são indicados por políticos eleitos pelo mecanismo, é natural que tanto a lei quanto os magistrados das instâncias superiores tendam a ser lenientes com a corrupção. (Pense no foro privilegiado. Pense no fato de que apesar de mais de 500 parlamentares terem sido investigados pelo STF desde 1998, a primeira condenação só tenha ocorrido em 2010.)
22) A operação Lava-Jato só foi possível por causa de uma conjunção improvável de fatores: um governo extremamente incompetente e fragilizado diante da derrocada econômica que causou, uma bobeada do parlamento que não percebeu que a legislação que operacionalizou a delação premiada era incompatível com o mecanismo, e o fato de que uma investigação potencialmente explosiva caiu nas mãos de uma equipe de investigadores, procuradores e de juízes, rígida, competente e com bastante sorte.
23) Não é certo que a Lava-Jato vai promover o desmonte do mecanismo. As forças políticas e jurídicas contrárias são significativas.
24) O Brasil atual está sendo administrado por um grupo de políticos especializados em operar o mecanismo, e que quer mantê-lo funcionando.
25) O desmonte definitivo do mecanismo é mais importante para o Brasil do que a estabilidade econômica de curto prazo.
26) Sem forte mobilização popular, é improvável que a Lava-Jato promova o desmonte do mecanismo.
27) Se o desmonte do mecanismo não decorrer da Lava-Jato, os políticos vão alterar a lei, e o Brasil terá que conviver com o mecanismo por um longo tempo."        

 

 O maior problema do movimento conservador ou patriota são as pessoas acharem que são ativistas sem saber o mais essencial de tudo!
Qual é o primeiro passo para vencer uma guerra?
Coletar informações, conferir a veracidade e as analisar com cuidado  e de forma sistemática!
Muitos ativistas é superficial e toma decisões sem se basear em informações!
Cabe a nós, esclarecidos, incentivá-los a despertar da HEM, essa hipnose em massa
 Saiba mais aqui:
http://bit.ly/aculturadasuperficialidade 


 Entre as informações a serem coletadas e analisadas para vencer uma guerra, qual é o conjunto mais importante?
Precisamos conhecer o inimigo para poder combatê-lo!
 A maioria dos ativistas nem sonha estarmos em uma 5GW, the war mind, uma guerra de quinta geração entre os psicopatas e os seres humanos.
 Nossos inimigos são mutantes, 2% da população, sem as três características que nos tornam humanos.
  Saiba mais aqui:
http://bit.ly/desumanos 

Os mutantes usam, como linha de frente, uma entourage que manipulam  enquanto assassinam a reputação dos decentes:
Http://bit.ly/perigosos 

 É essencial aprender como seres humanos são robotizados mediante a idolatria manipuladora dos mutantes. Portanto, recomenda-se entender o conteúdo desta mensagem, sobretudo os quatro passos da manipulação:
http://bit.ly/1mundomelhor 

Examine e compartilhe os 3 estudos acima entre os teus contatos, nos teus grupos, na internet, no Facebook etc.
Nenhuma outra atividade que possas se fazer, será mais importante para a Libertação humana da hipnose em massa, HEM, do que divulgar as três postagens sobre a escravidão humana através das falsas crenças e subversão de valores!
Esse trio de estudos explica a Raiz de todo o mal e como combatê-lo!
.:.
Para entender a HEM, hipnose em massa, aqui:  
http://bit.ly/hipnose-massa 

 A injustiça, incentivando a violência, afeta todos nós.
 Contudo, certamente você ainda não sabia que o professor Padilla anteviu esse problema nascendo, em 1995, quando alertou:
"A efetividade do Poder Judiciário começou a desmanchar."
 Na época,  ainda não percebia isso ser um plano dos controladores globalistas para aumentar os lucros!
Controlando a maioria dos setores, decidiram o calar, literalmente, acabar com o professor que sofreu bullying, assédio moral e assassinato de reputação. Foi demitido da PGE num processo ilegal!
 Ele só sobreviveu por ser um guerreiro forjado nas artes marciais japonesas, como o juiz Sergio Moro, também faixa preta de karate:
http://bit.ly/sergio-moro 

 Queres saber como e porque o Poder Judiciário mudou nos últimos 20 anos e passou a cometer tanta injustiça?
 O que podemos e devemos fazer?
Descubra aqui:
http://bit.ly/mazelas 
Espalhe! As pessoas precisam saber o que realmente está acontecendo.
A verdade liberta!
A conscientização é a nossa maior arma!
 
"A Verdade acima de tudo, a Verdade antes da paz!"  Saia da zona de conforto e conteste as mentiras e maledicências! Se você ficar calado, está validando-as! (Unamuno)
 Saudações patriotas
 Professor Padilla
http://bit.ly/PADilla 
 Pesquisador transdisciplinar há décadas, com centenas de publicações inovadoras em prol do desenvolvimento humano, trabalho reconhecido com títulos de Embaixador da Paz, Comendador, etc. por entidades internacionais como a Boduryu e nacionais como a Associação dos Boinas Azuis;
   Ativista social, fundador e 1º presidente (reeleito para a 2ª gestão) do Rotary Clube Moinhos de Vento, auxiliou a construir a sede própria da Kinder para atender crianças e adolescentes como multi-deficiência, física e mental, médium espírita na Casa de João Pedro desde o ano 2000;
  Árbitro, desde 1990, do karate, no qual é 6th dan, auxiliando a evoluir as regras e o transformar no mais novo esporte olímpico
http://bit.ly/karate-olimpico 
 Mestre por Salamanca e professor da Melhor Universidade do Brasil.
 Único estudante admitido membro, em 1981, da ADR, criada por Clóvis Stenzel, pelo General Mena Barreto outros militares, empresários e produtores rurais gaúchos para fim exclusivo de defender a Pátria e a liberdade.
 Criador da Rede de Conscientização para difundir informações de qualidade.
 Fundador do movimento Cruzada pela Liberdade, criado na casa do professor Padilla dia 13/11/2014 em reunião por ele convocada para fundar um meta grupo visando unificar e fortalecer o movimento dividido em muitos grupos. O Cruzada pela Liberdade foi surrupiado por Daniel Barbosa, usando-a para dividir o movimento, retirando recursos dos patriotas, coisa que ele finge ser com exibicionismos onde foi além da conta como quando. no CMS, postou foto em um simulacro de continência com os pés afastados e joelhos arqueados, coisa a qual patriota algum faria;
 Fundador do segundo meta grupo, criado em 20/6/2015, o A.C.O.R.D.E. posteriormente explodido por Marcelo Penha auxiliado por Daniel Barbosa e entourage; Penha é o autor do boato sobre a "prisão do general Mourão" em 1º/11/2015, véspera de um feriadão, o qual entorpeceu todos os intervencionistas e grande parte dos patriotas durante muito tempo, anulando qualquer iniciativa de ação eficaz até o início do ano seguinte pois sucederam-se vieram as distrações das festas, férias, carnaval; o áudio de Marcelo Penha está disponível na Rede de Conscientização via
https://docs.google.com/document/d/1Kp8IweXBvToZoTW1QFIJlqvd6N4sPogqehxi9-OOiFA/pub 

CRÔNICAS ASTROLÓGICAS, GERAL, PREVISÃO, TEMAS ASTROLÓGICOS

A REVOLUÇÃO DO MORO 24/03/2016 ADON SALEEBY        

[Continuo com a minha filosofia de gostar do Moro, pelo que ele fez, faz e fará por nosso país! Ele é uma realidade boa, pois no mínimo nos faz pensar em quem votamos! Adeus PT! Obrigado aos meus 30 mil leitores sobre o Mapa do Moro. Fico feliz com o que escrevi, pois foi importante para muitos. ]

Pensar em uma pessoa mais importante que o Moro, no Brasil de hoje, é impensável. Ele nos representa a justiça que estamos querendo. Tem alcançado os criminosos engravatados e descompromissados com o nosso povo e que viviam de uma orgia com o dinheiro público e foram descobertos. Essa dilapidação do Brasil nos dá nojo e repulsa. Somos um povo clamando justiça. Ele será um bastião de nossa história, como o Lula poderia ter sido um dia. Que frustração!

Voltemos à astrologia, essa que nos dá força para poder dizer que a justiça existe e será feita através de um homem, como o Moro, e sua equipe. O Moro nos representa hoje e vou dizer o porquê.

A revolução solar (retorno do sol à mesma posição natal – latim: anni+vertere = o ano volta) nos dá um mapa importante para o ano, que é comemorado por razões astrológicas desde a mais profunda antiguidade. O próximo ciclo da revolução solar, o Dr. Moro fará aniversário às 05h09min22s no dia 1 de Agosto de 2016. Fiz o mapa para Curitiba, onde ele deverá estar. E o mapa de sua revolução está abaixo, com suas posições natais no anel externo.

Estamos pensando à frente, com o intuito de que ele sinta que situação vai passar e poderá de antemão se preparar. Vemos aí um ascendente em Câncer com a Lua na primeira,  regente de Câncer, domiciliada na casa do “ser físico”. Será o regente do ano para o Moro.

Câncer é um signo de água, altamente emocional, que dá e busca a proteção. É o signo da família, da casa, das pessoas que comungam de um mesmo ideal. É um signo que busca não se tornar vulnerável , por  isso deve sempre se autoproteger.  A lua traz, para o corpo físico, o lado  emocional e dos sentimentos reflexos. Mas traz vigorosamente a visão pública do ser. Para o bem e para o mal. É bom se respeitar a couraça do caranguejo e, de vez em quando, andar de lado,  para se evitarem problemas e achaques de ordem física e moral, que podem ocorrer neste ano do Moro.  Por outro lado, esses sinais são excelentes indicativos de popularidade, não de um populismo sagaz e desonesto.

Há um reforço extraordinário nesse mapa. Há um duplo encanto de popularidade na revolução do Sol.  A Lua natal do Moro está no orbe do MC em Áries. Isso revela enfaticamente muita transparência social, muita mesmo, até mesmo perigosa. Autoproteção continua como uma mensagem maior. Além disso, deve-se atentar para a Lua do mapa da RS está cruzando o eixo nodal lunar de nascimento. O destino impresso no passado encontra a alma do presente. Essas são coisas mais transcendentais para os que acreditam na transcendência espiritual e no destino.

O MC em Áries mostra o lado mais forte da profissão dele, regido por Marte que está na 5ª casa terrestre em escorpião. Essa deve ser a equipe policial do Moro, bem atuante e dominante nos âmbitos escuros da marginalidade corrupta.  Marte estará dominante nesse inferno astrológico e manda sua mensagem de vigor para a justiça do Moro, na forma de revelações desajustadas das condutas morais dos investigados (Mar qcx MC/Ura). Certamente, Moro não gosta do que vê e do que tem nas mãos (Mar quad Ven),  mas trabalha com as evidências reais  desse momento que tem a batuta. Ele é o que mais conhece de todos os atores no poder e o poder dissoluto que desenvolveram nos palácios de Brasília .  Não faltarão invejas e vontades para destruí-lo. Voltemos a enfatizar  a necessidade da autoproteção de Câncer.

Apenas retornando à Lua natal no MC, pois essa é que nos responde porque o povo estará com o Moro,  deveremos ver um Moro muito exposto ao contexto midiático. Haverá um grande apelo popular de sentir a presença do herói. Isso é muito perigoso para o país, pois a falta desse herói, hoje constituído e ungido pelo povo, pode gerar um ódio social extremamente grande se, por alguma razão, tentarem lhe calar nesse momento. O Moro será a evidência midiática  (Urano conjunto ao MC), calá-lo é declarar guerra civil. O mapa dele será de exposição e não de aprisionamento, seja ele visual ou coercitivo. Calá-lo será uma improbabilidade.

Por outro lado, o Moro deve se limitar ao mínimo possível de exposições, pois, por um lado, suas emoções estão bem acentuadas nesse mapa e por outro, a sensibilidade social é muito grande para tudo que ele dirá. O ideal é se esconder atrás das decisões meditadas e escritas, mas isso também é uma improbabilidade frente ao mapa da RS que terá.

Como as evidências profissionais do Moro estarão ditadas pela mídia, ele não terá como evitar na revelação de suas medidas e decisões. Urano, o planeta da tecnologia, em conjunção partil com o MC, vai colocá-lo diariamente nos jornais.  Isso é absolutamente relevante, pois o tornará exposto ad extremum. Torna-lo invisível é uma improbabilidade como já disse e repito.

Ainda nesse ciclo do ano, ele ainda vai ressuscitar todos os escorpiões e cobras que o mundo de Perséfone e Hades produziram no Brasil. Vejam que Plutão, o grande ativador do processo da lava-jato,  está no descendente da revolução.

Oremos! Pois aí está o calo do ano no mapa da revolução solar do Moro. A estrutura carcomida que se estabeleceu no país [Capricórnio no descendente recebendo plutão na sétima]  se voltará contra ele. É o inimigo declarado, Plutão contra o seu corpo encarnado e contra o povo que ele tem dentro de si (Lua na primeira). David contra Golias. O interessante é que esse mapa revela uma oposição do povo contra esse plutão na linha do horizonte do mapa dele. E o Moro incorpora em si [Asc Cancer] essa batalha um tanto heroica do luminar contra Plutão. Luz contra trevas. O inimigo do povo está na espada de combate do Moro. Ele está conseguindo, mas realmente conseguirá?

Não podemos esquecer que o Sol leonino dele, junto com a parte da fortuna e também a Lua, estão todos na primeira casa fortalecendo-o em sua empreitada.

Surgirá assim, a figura do governo, nos seus estertores. Todos os corruptos vão se unir.  Certamente, darão à degola a Dilma, como imolação, na tentativa de aplacar a ira do povo. Ai a jararaca aparecerá de verdade. Que surja o nosso Perseu para decepar a cabeça da medusa! Esse é um grito de morte que será ouvido.

Ave Cesar, moriturant te salutam!

Que o Moro consiga sobreviver a essa tragédia que conseguiu descortinar! A sua próxima revolução solar é mais desafiante do que se pode imaginar, mas roguemos que seja próspera para todos nós.

O que a vida quer da gente é coragem…   http://astrale.com/wp/a-revolucao-do-moro/

Como nos libertarmos do domínio do mal?

  Dispomos de tecnologia suficiente para proporcionar saúde, conforto, qualidade de vida, educação, mobilidade e segurança para toda a população, sabia?

    Por que o bem estar geral não acontece?

    Devido a acultura da superficialidade e do medo criada para escravizar a humanidade.      Você pode entendê-la a partir de uma coletânea de vídeos aqui: https://vimeo.com/album/3144893/ ou examinar essa abordagem aqui: http://bit.ly/aculturadasuperficialidade

   O que você pode fazer?   Ajude a acelerar a conscientização.       Ampliar a quantidade de pessoas despertas em paz cria o campo mórfico:

 Como vencer o medo e ter serenidade?

 A inteligência é a habilidade humana para enfrentar e resolver os problemas. Um humano desprovido de inteligência é indefeso sendo facilmente vencido, anulado ou manipulado.

 O medo é “a pequena morte” porque, quando o medo nos domina, a nossa capacidade cognitiva despenca!

 Popularmente chamado de cérebro, na verdade, há três conjuntos de processadores.  

 A parte mais primitiva é chamada de “cérebro réptil” por existir desde os dinossauros. É responsável pelo processamento do chamado instinto de autopreservação: lutar ou fugir.

  O “cérebro mamífero”, chamado assim por ter surgido nos animais da nossa classe, é responsável pelas emoções. Nos primatas e cetáceos desenvolve-se o neocórtex, responsável pela raciocínio.

 Quando sentimos medo, automaticamente é canalizada a energia para a parte mais primitiva e, obviamente, falta energia no neocórtex, reduzindo a capacidade de raciocinar drasticamente.

  Essa incapacidade de pensar é agravada, na maioria da população que desfruta de saúde precária devido à ignorância alimentar implantada com a acultura da superficialidade de do medo como se demonstra confira http://bit.ly/saude-cuidados 

  Para colocar a população em um estado de torpor pré-pânico, os controladores  globalistas promovem a acultura do medo http://bit.ly/aculturadasuperficialidade 

 O filme Piper demonstra o quanto a vida melhora quando dominamos o medo. Assista-o aqui: https://vimeo.com/215828022  È lindo e dura apenas 5 minutos, os quais, de tão bem feito, exigiu 3 anos para ser picturizado e conquistou Oscar de melhor filme de animação.

  Como se resolve o medo? Se a população tiver condições de se defender, se sentirá segura. Já se decidiu, em plebiscito, pela revogação do estatuto do desarmamento. Resta colocar em prática.

  Independente disto, a capacidade de lidar e vencer o medo é desenvolvida através da percepção proporcionada pela PNL, meditação e, sobretudo, pela prática de Artes Marciais, desde as orientais até as de tiro, arco e flecha, etc. São as melhores opções para aprendermos a lidar com o medo e o vencer.

  As artes marciais desenvolvem personalidade ativa e perceptiva, focada na evolução, nos cuidados com a própria saúde e imuniza o praticante contra o estado de torpor pré-pânico da acultura do medo e da superficialidade http://bit.ly/aculturadasuperficialidade através da qual os 2% mutantes http://bit.ly/desumanos promovem a escravidão dissimulada em impostos extorsivos, consumismo desenfreado, desinformação, falsas crenças e inversão de valores: http://bit.ly/escravizacao

  Por isso, desde os anos setenta, os globalistas acobertaram o caráter pedagógico das Artes Marciais com a espiral do silêncio promovendo a infâmia e assassinato a reputação dos instrutores. Saiba mais aqui http://bit.ly/sindiplam 

 Para quem, como nós, desde os anos 80, trabalhamos o desenvolvimento das regras para dinamizar - com beleza plástica e emoção - como um dos mais justos e equilibrados esportes e, disparado, o mais seguro de luta, é o sinal para prosseguirmos formando bons instrutores. Chegou a hora de libertar a humanidade do holograma idiotizante! http://bit.ly/karate-olimpico 

  Como vamos criar o campo mórfico ?

  O campo mórfico é o (surpreendente!) resultado da sincronicidade das energias racional e emocional quando série de indivíduos estão em ressonância de pensamento.

  A Teoria dos Campos Mórficos ou da ressonância mórfica, também chamada de teoria do centésimo macaco ou teoria dos 12 macacos, foi apresentada por Rupert Sheldrake nos anos oitenta.

   Contudo, é baseada no mesmo princípio, duas décadas antes, criado em Porto Alegre, através da Apometria.

   Apometria é um método de trabalho. Através de comandos verbais, criam-se as condições para sincronizar as energias racional (neocórtex) e emocional (cérebro límbico e Sistema de Hiss) entre dois ou mais indivíduos. Os comandos canalizam (foco) levando ao empilhamento energético e criando um campo poderoso, muitas vezes mais forte do que a soma de suas partes componentes. Isso é possível porque, quanticamente, transcende-se à dimensão espaço-tempo. Conheça as fórmulas e saiba mais aqui:   http://bit.ly/pad-apometria

   O campo mórfico acabará com a HEM, a hipnose em massa, e com seu principal instrumento, a espiral do silêncio, e a acultura da superficialidade e do medo, libertando o planeta e a humanidade do domínio do mal ao atingirmos a massa crítica.

 A transdisciplinar abordagem de biologia, física e psicologia da Teoria dos Campos Mórficos ou da ressonância mórfica, a teoria do centésimo macaco ou dos 12 macacos, de Rupert Sheldrake é resumida aqui: https://youtu.be/020k1OqO2_M 

    Conheça a TGpT a partir de http://bit.ly/PADilla ou http://bit.ly/pad-apometria

    A maior parte da realidade é desconhecida do público devido à espiral do silêncio, a estratégia de desinformação https://docs.google.com/document/d/1eqLnT3IwaJtM2ywqNVRJggUUMHr76QB_pimSsPSkaqU/pub 

  Além de esconder a verdade, promovem a idiotização e impedem o desenvolvimento de lideranças autênticas baseadas na meritocracia. Promovem bullying, assédio moral e assassinato de reputação contra quem ameaça os interesses dos controladores globalistas.

    O politicamente correto alavanca os falsos-líderes, espalha e fortalece o falso-humanismo baseado em distorções da realidade despercebidas devido à acultura da superficialidade e do medo.

   A estratégia biológica completa o tripé de engodos. Ao invés de correntes-grilhões, estamos aprisionados por falsas crenças e inversão de valor. uma escravização dissimulada.

    A  HEM, a hipnose em massa, compõe um holograma ou matrix aprisionador. A percepção fantasiosa da população alimenta crenças desconectadas da realidade e coloca no poder político falsos líderes como no exemplo: http://padilla-luiz.blogspot.com.br/2006/05/idolatria-midia-manipula-cria-falsos.html 

Vamos nos libertar das armadilhas falso-humanistas?

A nossa percepção do mundo é muito diferente da realidade.

 Fomos manipulados através de uma teia de paradoxos e um cipoal de 🙃 desinformação.

 Fomos compelidos a viver em um estado de torpor pré-pânico. O medo desvia a energia dos cérebros racional e emocional, canalizando-a para o primitivo cérebro réptil.

  Além de causar uma série de problemas de saúde, o medo impede de pensar com clareza:  https://vimeo.com/152180430    Saiba mais aqui: http://bit.ly/saude-cuidados 

  A boa notícia: podemos despertar das falsas crenças e dominar o medo rompendo o holograma.

Ao libertarmo-nos criamos

1MMM,     um Mundo Muito Melhor!

Para começar a acordar e a vencer, assista ao filme

Quem Somos Nós?

Um dos trechos mais importantes é este: https://youtu.be/lafj4SqVrqM?t=8m32s 

 Entenda "Quem somos nós?"  e se liberte do holograma escravizante.

A salvação do mundo começa com a de cada um de nós:

Assista ao filme completo aqui: https://youtu.be/lafj4SqVrqM

http://www.padilla.adv.br/evoluir/quemsomosnos/

   Para entender onde estamos - em meio a uma dissimulada 5GW, Guerra de  5º Geração oriente-se por esse resumo: http://bit.ly/5guerra 

Descubra tudo o que os controladores não querem que tu saibas participando da construção da Rede de Conscientização: 

http://bit.ly/conscientizar

https://drive.google.com/folderview?id=0B2CNDxRTI8HAcVl3cFc0M09hZ3M&usp=sharing

Como fazem essa tal hipnose em massa, a HEM? http://bit.ly/hipnose-massa  

  Livros para a Conscientização http://bit.ly/livros-pad

https://drive.google.com/drive/folders/0B6QVNULEDAG8OXZnci1UaG9TLWc?usp=sharing 

Estamos todos entrelaçados!  Abraços

Professor   http://bit.ly/PADilla UFRGS

http://bit.ly/pad-face = https://www.facebook.com/ProfessorPadilla/videos/2038395976428299/

http://bit.ly/lattes-pad 

SERGIO MORO 💪 o Juiz Templário 👊 Formação Guerreira 📚   p.