Disciplina: Sociologia

Série/Ano: 2 ª

Vol/Bim: I

CADERNO DO ALUNO

Situação de Aprendizagem (Número/título)

Sequência Didática.

Recursos audiovisuais e/ou de TIs  sugeridos no caderno

Recursos audiovisuais e/ou de TIs sugeridos pelo PCOP

Interfaces interdisciplinares / Temas trasnsversais

SA 1

A População Brasileira:

Diversidade Nacional e Regional

Levantamento dos conhecimentos prévios: Recapitulação dos temas tratados no 1ª. Série: O aluno na sociedade e a Sociologia; O que permite ao aluno viver em sociedade; O que nos une como seres humanos; O que nos desiguala como seres humanos.

Sensibilização lúdica da diversidade brasileira: Música “Paratodos”, de Chico Buarque.

Debater sobre a diversidade que muitas vezes existe dentro de cada um de nós, por meio de nossa família; Diversidade de estilos dos cantores e compositores da música nacional; Diversidade de origens;

Sugerir: Trabalho sobre a diversidade da música nacional e de estilos musicais no Brasil a ser entregue em data marcada com antecedência.

Contextualização: O objetivo desta aula expositiva é fazer com que o aluno passe a ter maior consciência da diversidade social brasileira. Para tanto, sugere-se que ela seja abordada em termos de dados para o Brasil, depois por região do país e por fim para o município ou até mesmo o bairro ou distrito em que se localiza a escola. Assim, o aluno deve compreender que não só o país como um todo é muito diverso, como há uma grande diversidade entre as regiões e até em um mesmo município.

Expor tabelas referentes às condições de vida: Rendimento; Educação; Saneamento e luz elétrica.

Sistematização: Formular um texto sobre a diversidade no Brasil e entre as regiões tendo como base um dos temas discutidos em sala de aula. Solicite ainda que todos formulem o texto usando parte dos dados percentuais apresentados em sala ou que pesquisem dados referentes a saneamento básico e luz elétrica no município e/ou bairro em que a escola está situada.

No momento da avaliação do texto, verifique a clareza ao expor os argumentos e a capacidade em trabalhar com o maior número de dados de forma coerente.

www.ibge.gov.br

www.vagalume.uol.com.br/chico-buarque

Filosofia, Geografia e História.

SA – 2

O Estrangeiro do Ponto de Vista Sociológico

Pesquisa e levantamentos de conhecimentos prévios através de reflexão sobre a formação da diversidade social no Brasil a partir da figura do estrangeiro. Trabalhar com os alunos os conceitos de migração, imigração e emigração e estabelecer uma reflexão sobre por que as pessoas saem de um lugar para morar em outro.

Sensibilização: Pesquisar com os pais, parentes, avós ou pessoas da vizinhança para compreender como essas questões aparecem na família dos jovens ou no bairro em que vivem.

Preparar uma pequena biografia sobre: Georg Simmel (1858-1918).

Distinguir o viajante do estrangeiro; Destacar a ambiguidade do estrangeiro em relação ao grupo;

Definir os significados de migração, imigração e emigração, propondo atividades sobre o assunto.

Discutir o texto de Herbert Klein sobre a migração internacional na América e a imagem sobre a América imaginada pelos europeus.

Ler o texto escrito especialmente para o São Paulo faz Escola.

Propor atividades sobre os textos, tendo como ênfase: “por que as pessoas migram?”.

www.memorialdoimigrante.sp.gov.br/

www.ctn.org.br

 

Filosofia, Geografia e História.

SA – 3

A Formação da Diversidade

Objetivo: refletir sobre as tensões que podem ser geradas entre os novos e os velhos habitantes na composição da diversidade; refletir a respeito de alguns conceitos importantes para tratar o tema da diversidade: aculturação e assimilação e a relação entre estabelecidos e outsiders.

Distinguir conceitos de aculturação e assimilação; introduzir a noção da relação entre “estabelecidos” e “outsiders”.

Análise de texto: ELIAS, Norbert; SCOTSON, John. Os estabelecidos e os outsiders: sociologia das relações de poder a partir de uma pequena comunidade. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2000 O texto sobre as relações entre os estabelecidos e os outsiders nos ajuda a compreender e refletir sobre as relações sociais de uma forma geral.

Avaliação: texto de contextualização da obra de Norbert Elias e da importância da relação de estabelecidos e outsiders para pensar as relações de poder entre grupos.

www.ibge.gov.br

www.seade.gov.br

Filme: Daqui nóis não arreda o pé. Direção Jairo Teixeira dos Santos. Brasil, 2004. 15min.

Filosofia, Geografia e História.

CEDIDO PELO AUTOR PARA USO EXCLUSIVAMENTE DIDÁTICO SOB-RESPONSABILIDADE DOS GESTORES ESCOLARES NAS ESCOLAS ESTADUAIS JURISDICIONADAS À DIRETORIA DE ENSINO REGIÃO SÃO VICENTE - PROIBIDA A REPRODUÇÃO FORA DA JURISDIÇÃO OU PARA FINS COMERCIAIS E/OU ACADÊMICOS.

EM DESENVOLVIMENTO POR DEUSDETH ESTANISLAU DE OLIVEIRA