Disciplina:Filosofia

Série/Ano:3ª série

Vol/Bim:IV

CADERNO DO ALUNO

Situação de Aprendizagem (Número/título)

Sequência Didática

Recursos audiovisuais e/ou de TIs  sugeridos no caderno

Subsídios sugeridos pelo PCNP

Interfaces interdisciplinares / Temas trasnsversais

SA1

Filosofia e Literatura

Objetivo: pensar a Filosofia em comparação com a Literatura, para completarmos o ciclo de aproximações e distanciamentos que nos conduzem a um aprofundamento sobre a especificidade da Filosofia como discurso capaz de narrar o pensamento reflexivo, não apenas sobre os temas mais relevantes da existência humana, mas, principalmente, sobre os demais discursos: literatura, ciência, religião.

Sondagem: pensar a distinção e a aproximação entre o discurso filosófico e a Literatura. Como sondagem inicial, solicite a leitura do poema Deus triste, de Carlos Drummond de Andrade, e desafie os alunos a transformarem as ideias presentes no poema em um breve texto filosófico.

Leitura e Análise do Texto: leitura dos textos filosóficos. Revista Signo, v. 31, 2006. p. 3747. Disponível em: <http://online.unisc.br/seer/index.php/signo/article/viewFile/438/291>. Acesso em: 13 ago. 2009. Discussão em Grupo/Pesquisa individual/ Auto avaliação do que foi aprendido.

Livro

MORIN, Edgar. A religação dos saberes: o desafio do século XXI. Rio de Janeiro: Bertrand

Brasil, 2001.

http://amantedasofia-com-br.webnode.com/

Língua Portuguesa

SA 2

A Felicidade segundo o Estoicismo e o Epicurismo

Objetivo: abordar o tema felicidade, tomando-se por base as concepções de duas correntes filosóficas do período helenístico (323 a.C. 147

a.C.): o estoicismo e o epicurismo. Para o estoicismo, a felicidade consiste em adequar nossa vontade ao Destino, desejar apenas as coisas que dependem de nós e eliminar todas as paixões, a fim de alcançar o estado de imperturbabilidade da alma – a ataraxia. Para o epicurismo, a felicidade reside em afastar os medos que nos trazem infelicidade (como o medo aos deuses e à morte), descrer no destino, habituar-se a uma vida simples e buscar o prazer com prudência, submetendo-o ao exame e à reflexão. Daí a importância da filosofia para a conquista da felicidade.

Sondagem:

  • O que é felicidade para você? Dê uma definição.
  • O que é preciso para ser feliz no mundo de hoje?
  • Você se considera feliz? Por quê?

Em seguida, ainda como forma de sondagem, apresentamos três frases que retratam ideias comuns sobre a felicidade, a saber:

  • Felicidade não existe. Só existem momentos felizes.
  • O dinheiro não traz felicidade.
  • A felicidade está dentro de cada um de nós.

Leitura e Análise de Texto: “A felicidade como tema da Filosofia” - Elaborado especialmente para o São Paulo faz escola. Questões para Reflexão/Exercício sobre o texto/Leitura e Análise de Texto: “O estoicismo e a felicidade como resignação” Questões sobre o texto/Leitura e Análise do Texto: “A felicidade segundo o epicurismo”/Pesquisa Individual/ Lição Casa/Auto avaliação do que foi aprendido.

ABBAGNANO, Nicola. Dicionário de filosofia. São Paulo: Martins Fontes, 2000.

EPICURO. Carta sobre a felicidade – a Meneceu. São Paulo: Editora da UNESP, 1997.

EPICTETO. A arte de viver: uma nova interpretação de Sharon Lebell. Tradução Maria Luiza Newlands da Silveira. Rio de Janeiro: Sextante, 2006.

http://www.youtube.com

www.universia.com.br

http://amantedasofia-com-br.webnode.com/

História e Arte

SA 3

Ser Feliz é preciso

Objetivo: trabalhar a Filosofia em relação a algumas questões próprias do cotidiano atual dos jovens brasileiros e que cercam o tema felicidade. Tais questões referem-se às representações que associamos à ideia de felicidade, como o prazer imediato, o consumo, como levar vantagens em diferentes situações competitivas, ter sucesso e reconhecimento social, e ainda como viver a vida densa de glamour que é propagandeada em anúncios nos meios de comunicação de forma geral. Diante de tudo isso, uma pergunta fundamental é: “Quais os fetiches associados à ideia de felicidade em nosso cotidiano cultural?” 

Sondagem dos conhecimentos  prévios/Leitura e Análise de Texto: poesia de Manuel Bandeira: Vou-me embora pra Pasárgada. 

“Entraves à Felicidade” - Elaborado especialmente para o São Paulo faz escola..

Pesquisa Individual/Para refletir “Jovens Consumistas”/Lição de Casa/ Autoavaliação do que foi aprendido.

www.universia.com.br

BAUDRILLARD, Jean. A troca simbólica e a morte. São Paulo: Loyola, 1999.

_____. A sociedade de consumo. Lisboa: Edições

70, 1999.

Filme

Ilha das Flores. Direção Jorge Furtado. Brasil, 1989. 13min.

A procura da felicidade.

http://sociologiadersv.webnode.com//

http://amantedasofia-com-br.webnode.com/

    Sociologia.

SA 4

Felicidade e Compromisso: Consigo e com o outro

Objetivo: analisar as condições pessoais e sociais para a construção de uma abordagem da felicidade. Ser feliz com o outro, ser feliz na cidade, no interior da vida social, imerso em cultura que herdamos ao nascer é uma das questões que marcam a Filosofia desde sempre. Dois objetivos colocam-se como centrais: favorecer a reflexão sobre a responsabilidade de cada cidadão para com a própria felicidade e a para com a felicidade do outro; e pensar limites entre lidar bem com frustrações e não se deixar conduzir por conformismo. 

Sondagem dos conhecimentos prévios/Leitura e Análise de Texto: “O bem e o mal dependem sobretudo da ideia que fazemos deles”/Exercício sobre discussão em grupo/Lição de Casa/Leitura e Análise de Texto “A dimensão da felicidade”/Pesquisa Individual. Auto avaliação do que foi aprendido.

ABBAGNANO, Nicola. Dicionário de filosofia.

São Paulo: Martins Fontes, 2000.

DALLARI, Dalmo de A. O que é participação política. São Paulo: Brasiliense, 2004.

GADOTTI, Moacir. Pedagogia da Terra.

São Paulo: Fundação Peirópolis, 2000.

http://www.youtube.com/watch?v=MvnyA7jW-g4&feature=related

http://amantedasofia-com-br.webnode.com/

Todas as disciplinas

CEDIDO PELO AUTOR PARA USO EXCLUSIVAMENTE DIDÁTICO SOB-RESPONSABILIDADE DOS GESTORES ESCOLARES NAS ESCOLAS ESTADUAIS JURISDICIONADAS À DIRETORIA DE ENSINO REGIÃO SÃO VICENTE - PROIBIDA A REPRODUÇÃO FORA DA JURISDIÇÃO OU PARA FINS COMERCIAIS E/OU ACADÊMICOS.

EM DESENVOLVIMENTO POR DEUSDETH ESTANISLAU DE OLIVEIRA